Quem Somos?

“Há um velho provérbio que diz que melhor que dar o peixe é ensinar a pescar. Mas o que acontece se venderam o rio? E se envenenaram o rio? E o que adianta saber pescar, se o dono do rio não permite pescar? Ou seja, a educação inevitavelmente, fatalmente vinculada com todos os aspectos da vida.
Culto não é aquele que acumula mais conhecimentos.
Culto é o que melhor aprende a se entender com os demais.
Culto é o que melhor aprende a recriar um mundo no qual o próximo é uma promessa e não uma ameaça, no qual eu posso reconhecer no outro alguém com que posso ter comunhão, com quem tenho coisas para compartilhar, alguém que tem algo a me dizer e que vale a pena escutar”.
Eduardo Galeano – Retirado do documentário Um pequeno Grão Areia.

Somos professores e professoras, pedagogas e pedagogos, técnicos e técnicas administrativos da grande Florianópolis que lutamos por uma educação pública de qualidade que transforme o cotidiano das nossas comunidades, do município e de nosso país.

Organizados e organizadas autonomamente criamos o Blog com a intenção de divulgar nossas lutas:

Por uma educação emancipadora;
Contra a perseguição, assédios morais e processos movidos contra profissionais em luta por melhorias das condições de trabalho; (Protesto não é crime!)
Por uma gestão escolar democrática.(Chega de diretores nomeados por apadrinhamento político e interventores nas escolas).
Pela descompactação da tabela do plano de carreira e aplicação de 1/3 de hora atividade;

Contra medidas provisórias que visam transformar os professores de contrato temporário em horistas e desvincula-los do plano de carreira do magistério.

 

 

293 comentários em “Quem Somos?

  1. Quem somos?

    Somos sonhadores, lutadores e por si só vencedores.

    Parabenizo os profissionais do Magistério Estadual de Santa Catarina, especialmente os profissionais da EEB Simão José Hess, do qual tenho orgulho de fazer parte. Sabemos que a luta por nossos objetivos que é ter uma educação de qualidade está apenas começando, mas sabemos também, o quanto temos garra para seguir em frente e conquistar o que nos é de direito. Sinto-me feliz com os estudos e discussões que temos feito cotidianamente bem como as iniciativas que vimos tomando para mudar a situação deprimente em que se encontra nossa educação. Tenho a certeza de que estamos no caminho certo e que em breve teremos boas novas.

    Um abraço a todos os educadores que acreditam!

  2. Quem somos? Somos sonhadores, lutadores e por si só vencedores.

    Parabenizo os profissionais do magistério estadual de Santa Catarina, especialmente os profissionais da EEB Simão José Hess do qual tenho orgulho de fazer parte, pela iniciativa da construção deste blog. Agora temos mais um espaço para discutirmos e unirmos nossas forças e objetivos em busca de um novo modelo de educação que seja mais justo, humano e valorizado.

    Um abraço a todos os profissionais do magistério que acreditam !

  3. Devemos nos unir, não só agora, mais pra sempre em luta pela categoria, a cada passo do governador em relação a educação estadual. Ficaremos atentos, dispostos à radicalismos de repercusão a nível internacional, estamos prontos para a luta contra este sistema neoliberal de educação, com o sistema privado o estado aprende a capitalizar. Deveria começar a capitalizar pelos vencimentos dos políticos, só com a redução do salários desses rulalistas concentradores de terras e renda, alimentaria e pagaria o passe de uns bons 300 alunos no mínimo. Agora capitalizar justamente com a chave do desenvolvimento economico e social, a educação nesse estado vai a lugar nenhum e acabaremos nas linhas de produção e com o título de miseráveis brasileiros….ESTOU INDIGNADO……..!

    Amanhã às 14 da tarde, pronto pra invadir!!!

  4. Chegou a nossa hora!

    Vamos exigir o cumprimento de uma lei e um direito mínimo que nos foi negado por tanto tempo! O momento é de decisão, ou exigimos nossos direitos ou aceitamos a miséria que nos pagam calados e continuaremos sendo desrespeitados!!! O governo faz o possível para desarticular o nosso movimento: contabilizando faltas e cortando benefícios, isso não pode nos intimidar. Está na hora de mostrarmos nosso valor e nossa importância na formação de uma sociedade mais justa e que valoriza a educação !!!

  5. Não há dúvidas de que a educação de qualidade é a peça chave para o desenvolvimento de uma nação: parece que esta é uma verdade inegável e que o próprio governo a admite. A pergunta é: como construir uma educação de qualidade sem o professor? Parece que é justamente nisto que consiste as últimas políticas para a escola púplica: o governo quer melhorar a educação dando aos alunos merenda, uniforme e assitência médica, MAS, e o professor? Aquele que forma, que prepara aulas, que faz cursos e mais cursos de capacitação, que é pós-graduado Mestre, Doutor, aquele que constantemente busca melhorar a qualidade de suas aulas, quanto vale esse profissional? A educação de qualidade proposta pelo governo não inclui o professor! O professor não faz parte da educação, ele não merece salário compatível com o grau de exigência do seu trabalho, o professor (principalmente o ACT) não pode ficar doente, não tem direito a assitência médica, não pode comer da merenda dos alunos, não pode fazer greve ou é demitido por justa causa e agora não pode se dar ao direito de interromper seu contrato sob a pena de ficar 3 anos sem trabalhar! Com todas estas vantagens que o governo nos oferece a pergunta é: É possível uma educação de qualidade? se aquele que está na base da educação sente-se um lixo? Como deixamos a nossa categoria chegar nisso??!!

  6. A Categoria dos trabalhadores em Educação, professores da rede pública de SC mostra sua história de lutas e mostrou para muita gente o é que a cidadania – na ação política!

    Queremos uma humanidade melhor!

    comida ( arnaldo antunes)
    bebida é agua, comida é pasto, voce tem sede de que? voce tem fome de que? a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte….
    ………..a gente quer Inteiro e não pela metade!

  7. Acredito na força da mobilização porque preciso ser coerente com o que ensino aos meus alunos. Como posso educar um cidadão para que este seja livre, e lute por seus direitos, se me acomodar diante das investidas de um governo que não dá a mínima para a educação? Então, senhores educadores, vamos dar exemplo de cidadania lutando por uma educação de qualidade. Nada de aceitar migalhas e ter medo de quem quer que seja. Os que estão o poder passarão, e eu… passarinho!!!!! Abraço a todos lutadores e até a vitória!

  8. Professores não podemos nos calar diante desta MP do governo,que acaba com a carreira dos professores/as e tem mais não precisamos continuarmos estudando,pois esta medida é um regresso na carreira.O governo continua mentindo quando diz que esta cumprindo a Lei do Piso,está sim ferindo a constituição estadual pois é inconstitucional a MP ela altera lei complementar.Somente Colombo,”Kleinubing”(não sei escrever,acho kkk) LHS,AMIN pra acabar conosco.

  9. …É O CARA!!!!!!! “DA CIDADANIA”

    Padre Vilson Groh , o homem que há mais de 30 anos “sonha, vive e trabalha” pelo resgate da cidadania nos morros da Capital por meio da EDUCAÇÃO, vai virar nome de INSTITUTO. O lançamento será terça-feira dia 07 de junho, na sede da Acif. Com a criação do Instituto Vilson Groh, a gestão dos Projetos e Recursos das SETE ENTIDADES mantidas por ELE terão maior Organização Jurídica. O Centro Cultural Escrava Anastácia atende, hoje,” PERTO de 10.000 Crianças e Adolescentes” na Grande Florianópolis.” E Sonha Crescer. ” …Seu Sonho passou a SER o nosso SONHO MESTRE VILSON GROH. Crianças fomos, adultos na “LUTA SOMOS.”

  10. …”somos pontes!”

    5 de junho de 2011

    Professora Iara Regina Correa envia nova reflexão sobre a educação em SantaCatarina: “
    Quando nos tornamos professores, surge um novo sonho….
    Temos os planos mais perfeitos para nossos alunos, família e “carreira”.
    Tentamos salvar alguns alunos das dores piores da vida, esquecendo das nossas.
    Quando se é professor, temos que desisitir de muita coisa, porém, adquirimos sabedoria e habilidades para conseguir o que se deseja, dentro dos limites impostos no sistema – uma realidade que consiste de poderes diminuidos, liberdades restritas e, com seres humanos(crianças, adolescentes e adultos) de conexões diferentes.
    Ao entrar na sala de aula, temos que distinguir a fição do fato, as fantasias e os sonhos daquilo que realmente acontece, aceitando os desafios!
    A medida que o tempo passa, nossas lições de amor a profissão e a história da nossa caminhada, moldam as expectativas que temos da “educação”.
    Embora não possamos atribuir todo o crédito, nem toda a culpa, pelos alunos que lançamos ao mundo, somos( depois da “família”) os principais modeladores de seu ambiente.
    Em retrospecto, não tenho arrependimentos, e sei que, bem ou mal, o futuro me reserva mais, pois estou resolvida a continuar construir pontes.
    Nikos Kazantzakis sugere que os professores ideais são os que se fazem de pontes, que convidam os alunos a atravessarem, e depois, tendo facilitado a travessia, desmoronam-se com prazer, encorajando-os a criarem as sua próprias pontes. PROFª IARA REGINA CORRÊA.”

  11. …”esparrela!” Proposta ou arapuca?

    5 de junho de 2011

    “Isso é para não restar dúvida sobre o que o governo apresentou ontem, comprovando que armou verdadeira ARAPUCA.
    Veja a simulação a seguir como exemplo:
    Professor de séries finais, com especialização e carga horária de 40h/a com 8 aulas excedentes, ou seja, o que chamamos de 40/40:
    Remuneração pelo sistema vigente:
    Vencimento: 1267,90
    Regência 25%: 316,97
    Auxilio alimentação: 132,00
    Prêmio Educar: 200,00
    Aulas excedentes 40%: 507,16
    Total: 2424,03
    OBS: neste sistema o professor é contemplado com o prêmio assiduidade, que corresponde a 80% do vencimento a ser pago em fevereiro de cada ano, ou seja, 1014,32
    Remuneração pela proposta do governo:
    Vencimento: 1773,39
    Regência 15%: 266,00
    Auxilio alimentação: 132,00
    Aulas excedentes 20%: 354,67
    Total: 2526,06
    OBS: nessa nova proposta o professor não tem mais direito ao prêmio assiduidade.
    CONCLUSÔES: a diferença entre o sistema vigente e o sistema remuneratório proposto não existe, já que:
    Até fevereiro de 2012 o professor teria um aumento mensal de 102,03, ou seja, 918,27 em nove meses. Porém não receberia os 1014,32 do prêmio assiduidade. Assim até fevereiro este professor não teria ganhado nem para pagar a vela que comprou para participar de mobilização da greve.”

  12. …LER COM ATENÇÃO!!!! “Mestras e Mestres” Transparência: Carta aos Deputados

    5 de junho de 2011

    “Ilmo (a) Senhores (as)
    Deputados (as) Estaduais da ALESC
    Da AFASED – Associação dos Funcionários Aposentados da |Secretaria Estadual de Educação (órgão central), Conselho Estadual de Educação e Conselho Estadual do Desporto de Santa Catarina
    Florianópolis, Junho de 2011

    Retrato da Educação em Santa Catarina

    A Associação dos Funcionários Aposentados da Secretaria de Estado da Educação, Conselho Estadual de Educação e Conselho Estadual do Desporto – AFASED, enquanto instituição de trabalho voluntário tem por objetivo difundir conhecimentos gerais ou específicos da Área da Educação, bem como lutar pela manutenção dos direitos constitucionais dos seus aposentados associados.
    Neste contexto, propõe e expõe aos cidadãos do Estado de Santa Catarina que façamos uma análise criteriosa dos Relatórios de Prestação de Contas do Governo Estadual para se conhecer a real situação financeira do Estado e se conferir a aplicação dos Recursos nos percentuais legais em suas devidas rubricas e então se exigir a efetivação do princípio constitucional da transparência pública e do controle social.
    Dentre estes relatórios, em 2009, a publicação da Portaria nº 007/GABS/SEF, 08/01/2010 (Diário Oficial do Estado nº 18.764, de 11/01/2010), tornou Público o Demonstrativo dos Gastos com Pessoal (por Poder e Órgão), o Demonstrativo da Receita Corrente Líquida (segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF) e o Demonstrativo dos Gastos com Pessoal (segundo a LRF), relativos às Administrações Direta e Indireta, do período de dezembro/2008 a novembro/2009. Estes relatórios foram divulgados em cumprimento ao artigo 74, parágrafo único, inciso I da Constituição Estadual e elaborados com base nos dados consolidados extraídos do Sistema Integrado de Planejamento e Gestão Fiscal – SIGEF e, ainda, em cumprimento a Lei Complementar nº 101 (04 de maio de 2000, Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF).
    Esclarece-se que a Lei Complementar nº 101 (04 de maio de 2000, Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF) que institui a referência de gastos com pessoal, no artigo 19 diz que “para os fins do disposto no caput do art. 169 da Constituição, a despesa total com pessoal, em cada período de apuração e em cada ente da Federação, não poderá exceder os percentuais da receita corrente líquida, a seguir discriminada: I – União: 50% (cinqüenta por cento); II – Estados: 60% (sessenta por cento); III – Municípios: 60% (sessenta por cento). Já no art. 20 diz que “a repartição dos limites globais do art. 19 não poderá exceder os seguintes percentuais: II – na esfera estadual: a) 3% (três por cento) para o Legislativo, incluído o Tribunal de Contas do Estado; b) 6% (seis por cento) para o Judiciário; c) 49% (quarenta e nove por cento) para o Executivo; d) 2% (dois por cento) para o Ministério Público do Estado.
    Neste estudo realizado pela Diretoria de Contabilidade Geral (Gerência de Estudos e Normatização Contábil) informou-se que as despesas do Poder Executivo, referentes ao ano de 2009, atingiram o percentual de 36,17%, ou seja, R$ 3.973.973.631,60.
    No documento intitulado Relatório de Gestão Fiscal – RGF (Demonstrativo da Despesa com Pessoal – Período de referência: Janeiro a Dezembro de 2010) informou-se que o percentual da despesa total com pessoal – DTP sobre a Receita Corrente Líquida – RCL é de 41,81%.
    Em outro relatório intitulado “Visão Geral da Folha de pagamento do Mês de Agosto de 2010” (publicado pela Secretaria de Estado da Fazenda, Diretoria de Auditoria Geral – Gerência de Auditoria de Atos de Pessoal) informou-se que as despesas com pessoal, excluindo os encargos patronais e o valor bloqueado em razão do teto remuneratório de cada categoria profissional, somaram R$ 384.884.395,39 (trezentos e oitenta e quatro milhões, oitocentos e oitenta e quatro mil, trezentos e noventa e cinco reais e trinta e nove centavos) para um total de 131.145 (cento e trinta e um mil cento e quarenta e cinco) servidores ativos e inativos (Detalhes no Anexo I). No comparativo com o mês anterior verificamos que a folha de pagamento apresentou um incremento de R$ 10.708.698,82 (dez milhões, setecentos e oito mil, seiscentos e noventa e oito reais e oitenta e dois centavos). Em percentual representa 2,86% (dois inteiros e oitenta e seis centésimos por cento).” No item “Variações relevantes na folha de pagamento” informou-se que do total de servidores analisados foram identificados 86.278 (oitenta e seis mil, duzentos e setenta e oito) servidores ativos e, excluindo-se 5.234 pensionistas, temos 39.633 (trinta e nove mil, seiscentos e trinta e três) inativos.
    No caso específico da Área da Educação, no relatório acima citado, consta a informação de que em julho/2010 o total de servidores era de 62.773 e em agosto/2010 de 63.189 servidores. Quanto aos servidores da Educação – SED – código 1001 o valor correspondente ao vencimento, mês de agosto/2010, foi de R$ 2.387.268,15, das Licenças-Prêmios (código 1161) de R$ 1.935.444,68, da Regência de Classe (código 1142) de R$ 552.267,21, dos triênios 6 (código 1084) de R$ 520.085,55 e dos triênios 3 (código 1018) de R$ 285.340,47. Consta que a variação da folha indicou um acréscimo de 81 cargos comissionados e 30 servidores nas SDRs.
    Em outro relatório intitulado Informação 0253/10 (Anexo I – Despesa de Pessoal por Órgão – Administração Direta, Fundações e Empresas Estatais Dependentes – julho/agosto – Exercício 2010) consta que a Secretaria da Educação teve em julho de 2010 um total de 38.988 servidores ativos (custo de R$ 68.274.087,81) e 23.785 servidores inativos (custo de R$ 52.818.150,34), sendo igual a 62.773 (custo total de R$ 121.092.131,93) e em agosto de 2010 um total de 39.253 servidores ativos (custo de R$ 71.695.872,70) e 23.936 servidores inativos (custo de R$ 54.605.538,68), sendo igual a 63.189 (custo total de R$ 126. 300.198,94).
    Como a partir de agosto de 2010 não foram publicados novos relatórios ficou difícil analisar os dados percentuais precisos de gasto com pessoal, sejam eles gerais ou específicos da Educação. Igualmente, na reportagem especial do Diário Catarinense (quinta-feira, dia 19 de maio de 2011) os números do Governo Estadual informaram que o Orçamento Total do Estado é de R$ 13,1 bilhões e que a fatia (25%) destinada a Educação é de R$ 2,69 bilhões. Destes, R$ 1,4 bilhão é o valor destinado a folha de pagamento.
    Diante deste cenário de informações, questiona-se como mudar a realidade da Educação no Estado de Santa Catarina sem o conhecimento matemático preciso do quanto o Estado investe em Educação:
    1) Valor total da arrecadação no Estado Santa Catarina. Em R$ … é de quanto?
    2) Valor dos 25% constitucionais (fatia) da Área da Educação. Em R$ … é de quanto?
    3) Valor do Salário Educação (independente dos 25%). Em R$ … é de quanto?
    4) Valor do Salário Educação + o valor dos 25% constitucionais da Área da Educação. Em R$ …, somam quanto?
    Pergunta-se: Por que os dados precisos não estão publicizados na Home Page do Governo do Estado e na da Secretaria de Estado da Educação?
    Conhecendo-se o valor financeiro a ser aplicado na Área da Educação é preciso se ter computado exatamente:
    1) Quantos são os profissionais ativos que trabalham na Área da Educação Pública?
    2) Quantos são os profissionais inativos que trabalharam na Área da Educação Pública?
    3) Quantos são os profissionais ativos que trabalham na Área da Educação Pública com formação em nível fundamental?
    4) Quantos são os profissionais inativos que trabalharam na Área da Educação Pública com formação em nível fundamental?
    5) Quantos são os profissionais ativos que trabalham na Área da Educação Pública com formação em nível médio?
    6) Quantos são os profissionais inativos que trabalharam na Área da Educação Pública com formação em nível médio?
    7) Quantos são os profissionais ativos que trabalham na Área da Educação Pública com formação em nível superior?
    8) Quantos são os profissionais inativos que trabalharam na Área da Educação Pública com formação em nível superior?
    9) Quantos são os profissionais ativos que trabalham na Secretaria de Estado da Educação (órgão central) e Conselho Estadual de Educação e suas devidas formações?
    10) Quantos são os profissionais inativos que trabalharam na Secretaria de Estado da Educação (órgão central), Conselho Estadual de Educação e Conselho Estadual do Desporto (vínculo dos inativos) e suas devidas formações?
    11) Quantos são os profissionais da Área da Educação Privada?
    Pergunta-se:
    a) Por que estes dados não estão publicizados na Home Page da Secretaria de Estado da Educação?
    b) Qual é o modelo atual de gerenciamento do Sistema Estadual de Educação de Santa Catarina?
    c) O Sistema Estadual de Ensino integra a Rede Estadual e a Rede Privada de Ensino?
    Com estes conhecimentos matemáticos precisos é necessário mais conhecimento legal sobre a formação de profissionais da Área da Educação (Pública e Privada) instituída pelas legislações federais, quais sejam:
    1) A Lei nº 9.394 – LDB (20 de dezembro de 1996), conhecida como Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional instituiu, em seu artigo 62, que a “formação de docentes para atuar na educação básica far-se-á em nível superior, em curso de licenciatura, de graduação plena, em universidades e institutos superiores de educação, admitida, como formação mínima para o exercício do magistério na educação infantil e nas quatro primeiras séries do ensino fundamental, a oferecida em nível médio, na modalidade Normal”.
    Pergunta-se: Desde 1996, a quantos Cursos de Formação em Nível Superior os professores de Santa Catarina tiveram acesso? Quantos foram formados?
    2) A Portaria Normativa nº 25 (31 de maio de 2007) instituiu o Curso Técnico de Formação Inicial para os Funcionários da Educação Básica (Profuncionário/MEC) para atender a criação da 21º Área Profissional de Nível Técnico com 04 habilitações em:
    – Técnico em Gestão Escolar (antigo cargo de secretária ou secretário de escola);
    – Técnico em Multimeios Didáticos;
    – Técnico em Alimentação Escolar (antigo cargo de merendeira);
    – Técnico em Infraestrutura Material e Ambiental (antigo cargo de zelador).
    Pergunta-se: Desde 2007, a quantos Cursos de Formação em Nível Médio os funcionários das escolas de Santa Catarina tiveram acesso? Quantos estão em processo de formação?
    3) A Portaria nº 72 (publicada no Diário Oficial da União) instituiu o Curso de Tecnologia em Processos Escolares como no novo eixo tecnológico de apoio educacional, de acordo com a Lei 12.014/2009, Art. 61, inciso III.
    Pergunta-se: Desde 2009, a quantos Cursos de Formação em Nível Superior – habilitação em Tecnologias em Processos Escolares os professores de Santa Catarina tiveram acesso? Quantos estão em processo de formação?
    4) A Lei nº 12.014 (sancionada no dia 06 de agosto de 2009) modificou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação nacional – LDB, instituindo no artigo 61 quem são os profissionais da Educação Básica, in verbis: “Consideram-se profissionais da educação escolar básica os que, nela estando em efetivo exercício e tendo sido formados em cursos reconhecidos,são: I – professores habilitados em nível médio ou superior para a docência na educação infantil e nos ensinos fundamental e médio;II – trabalhadores em educação portadores de diploma de pedagogia, com habilitação em administração, planejamento, supervisão, inspeção e orientação educacional, bem como com títulos de mestrado ou doutorado nas mesmas áreas;III – trabalhadores em educação, portadores de diploma de curso técnico ou superior em área pedagógica ou afim. Parágrafo único. A formação dos profissionais da educação, de modo a atender às especificidades do exercício de suas atividades, bem como aos objetivos das diferentes etapas e modalidades da educação básica, terá como fundamentos:I – a presença de sólida formação básica, que propicie o conhecimento dos fundamentos científicos e sociais de suas competências de trabalho;II – a associação entre teorias e práticas, mediante estágios supervisionados e capacitação em serviço;III – o aproveitamento da formação e experiências anteriores, em instituições de ensino e em outras atividades.”
    a) Pergunta-se: Por que as legislações federais acima citadas não são cumpridas?
    A título de esclarecimentos a Resolução CNE/CEB nº 05/2005, a Resolução CNE/CEB nº 02/2009 e a Lei nº 11.494/2007, bem como outras medidas pontuais já perseguiram o mesmo viés, ou seja, o da formação de profissionais para atuarem na Educação.
    b) Pergunta-se por que insistir na terceirização de serviços contratando-se professores me caráter temporário (ACTs) e outros profissionais que atuam nas escolas (merendeiras) se a ADIn Nº 2.135/2000, julgada pelo plenário do STF em 02/08/2007, se deu em caráter liminar e, com efeito, ex-nunc, declarando a inconstitucionalidade da nova redação da EC Nº 19/98 ao caput do artigo 39 da CF/88 e extinguindo assim modalidades de contratação no serviço público que não sejam somente mediante concurso público?
    c) Pergunta-se por que não se cumpre o disposto na Constituição Federal, art. 206 que preconiza que “O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: (…) V – valorização dos profissionais da educação escolar, garantidos, na forma da lei, planos de carreira, com ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos, aos das redes públicas?
    NESTE CONTEXTO, OS ASSOCIADOS DA AFASED, INDIGNADOS COM O DESCUMPRIMENTO DAS LEGISLAÇÕES FEDERAIS ACIMA CITADAS E DE TANTAS OUTRAS RELATIVAS À ÁREA DA EDUCAÇÃO, APRESENTAM UMA PROPOSTA DE GESTÃO DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO CATARINENSE, QUAL SEJA:
    1) A de dispensar um tratamento igual e paritário, valorizando os profissionais da Educação e pagando tanto quanto aos demais servidores, pois são eles, os educadores, os alicerces do desenvolvimento, da cultura, da cidadania, além de ser a Educação a maior, mais extensa e benéfica redistribuição de impostos que o Governo pode oferecer ao catarinense.
    2) Aplicação de uma TABELA SALARIAL (abaixo) que pode ser complementada com recursos financeiros do MEC específicos para pagamento do Piso Nacional do Professor em consonância com o Art. 4o : A União deverá complementar, na forma e no limite do disposto no inciso VI do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e em regulamento, a integralização de que trata o art. 3o desta Lei, nos casos em que o ente federativo, a partir da consideração dos recursos constitucionalmente vinculados à educação, não tenha disponibilidade orçamentária para cumprir o valor fixado. § 1o O ente federativo deverá justificar sua necessidade e incapacidade, enviando ao Ministério da Educação solicitação fundamentada, acompanhada de planilha de custos comprovando a necessidade da complementação de que trata o caput deste artigo. § 2o A União será responsável por cooperar tecnicamente com o ente federativo que não conseguir assegurar o pagamento do piso, de forma a assessorá-lo no planejamento e aperfeiçoamento da aplicação de seus recursos; O Ministério da Educação publicou (03 de março de 2001) a Portaria Normativa nº 213 que aprova a Resolução nº 5 (22 de fevereiro de 2011), da Comissão Intergovernamental para Financiamento da Educação de Qualidade, que institui o seguinte: “Art. 3º – Poderão apresentar pedidos os entes federados beneficiados pela complementação da União ao FUNDEB, na forma do art. 4º da Lei nº 11.494, de 2007, que atendam, cumulativamente, aos seguintes requisitos, na forma da regulamentação específica a ser expedida pelo FNDE: I – apliquem pelo menos 25% (vinte e cinco por cento) da receita resultante de impostos, compreendidas as transferências constitucionais, na manutenção e no desenvolvimento do ensino; II – preencham completamente as informações requeridas pelo Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação – SIOPE; III – cumpram o regime de gestão plena dos recursos vinculados à manutenção e ao desenvolvimento do ensino, na forma do § 5º do art. 69 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996; e IV – disponham de planos de carreira para o magistério em lei específica; V – apresentem planilha de custos detalhada, demonstrando a necessidade e a incapacidade para o cumprimento do valor do piso; VI – apresentem demonstração cabal do impacto da Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008 nas finanças do solicitante, conforme parágrafo único do art. 1º desta Resolução.
    2) Aplicação na implementação dessa TABELA SALARIAL do Princípio da Equivalência na Formação como forma de valorizar e reconhecer todos os profissionais que tiveram Habilitações requeridas para o exercício da função máxima dos cargos da Educação, porém com denominações diferentes em cada uma das épocas de atuação destes. A aplicação do Princípio da Equivalência na Formação permitirá o enquadramento de cada servidor lotado na área da Educação pelo critério da formação, estendendo-se a todos os servidores (ativos e inativos) da Secretaria de Estado da Educação (órgão central – quadro magistério e civil), Conselho Estadual de Educação (quadro magistério e civil) e Escolas da Rede Estadual de Ensino.
    Na TABELA SALARIAL os direitos constitucionais adquiridos como a Regência de Classe (25% ou 40%); os Adicionais como os Triênios (3 ou 6) e o Adicional de Pós-Graduação igualam-se aos mesmos valores pagos aos servidores do Tribunal de Contas do Estado, ou seja, 15% (quinze por cento) para o curso de especialização, 20% (vinte por cento) para o curso de mestrado e 25% (vinte e cinco por cento) para o curso de doutorado (Lei Complementar nº 255/2004 – “Art. 27. Ao servidor do Quadro de Pessoal do Tribunal de Contas que comprovar a conclusão de curso de Pós-Graduação em área do conhecimento diretamente relacionada com as atividades técnicas e administrativas do Tribunal de Contas será concedido Adicional de Pós-Graduação incidente sobre o vencimento do nível e referência em que se encontre posicionado na tabela do Anexo VII, nos seguintes percentuais não-cumulativos: I – 15% (quinze por cento) sobre o valor do vencimento do cargo de provimento efetivo, para os servidores com Pós-Graduação ao nível de especialização; II – 20% (vinte por cento) sobre o valor de vencimento do cargo de provimento efetivo, para os servidores com Pós-Graduação ao nível de mestrado; III – 25% (vinte e cinco por cento) sobre o valor de vencimento do cargo efetivo, para os servidores com Pós-Graduação ao nível de doutorado; § 1º Sobre o valor do Adicional de Pós-Graduação previsto no caput incide o Adicional por Tempo de Serviço.)”.
    Desta forma, a remuneração do profissional da Área da Educação passa a ser totalizada pela soma do vencimento (piso nacional) + triênio (3 ou 6) + regência de classe (25% ou 40%) + adicional de pós-graduação (15% – especialização, 20% – mestrado e 25% – doutorado).
    TABELA SALARIAL DA AFASED PROPOSTA AO GOVERNO DE SANTA CATARINA
    HABILITAÇÃO A B C D E F G
    Formação N.Médio R$ 1.187,97 R$ 1.287,97 R$ 1.387,97 R$ 1.487,97 R$ 1.587,97 R$ 1.687,97 R$ 1.787,97
    Formação N. Sup. R$ 2.908,39 R$ 2.988,37 R$ 3.070,55 R$ 3.154,99 R$ 3.241,75 R$ 3.330,90 R$ 3.422,50

    Cargos de Formação em Nível Médio: Técnico em Gestão Escolar (antigo cargo de secretária ou secretário de escola); Técnico em Multimeios Didáticos; Técnico em Alimentação Escolar (antigo cargo de merendeira) e Técnico em Infraestrutura Material e Ambiental (antigo cargo de zelador). Integram-se a este novo enquadramento todos os cargos dos servidores inativos permanecendo suas denominações anteriores a publicação da Lei do Piso Nacional, como os ocupados pelos Agentes de Serviços Gerais, Motoristas, etc.
    Cargos de Formação em Nível Superior: Professor (habilitados em nível superior para a docência na educação infantil e nos ensinos fundamental e médio – por Área de Conhecimento: Linguagens, seus códigos de apoio e suas tecnologias; Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias; Ciências Humanas e Sociais e suas tecnologias), Pedagogo (habilitados em Administração, Planejamento, Supervisão, Inspeção e Orientação Educacional, bem como com títulos de mestrado ou doutorado nas mesmas áreas) e Tecnólogo de Processos Escolares (habilitados em Curso de Nível Superior de Tecnologia em Processos Escolares). Integram-se a este novo enquadramento todos os cargos dos servidores inativos permanecendo suas denominações anteriores a publicação da Lei do Piso Nacional, como os ocupados pelos Professores Complementaristas, Normalistas, Isolados, Licenciatura Curta, etc.
    3) Instituição imediata dos Programas de Formação de Profissionais e em parceria com o MEC, considerando-se o grandioso aumento no orçamento federal, específico para a Área da Educação, dos 10 bilhões/ano referente a DRU e dos 7,5 bilhões/ano do Pré-Sal, para esta finalidade específica:
    – Nível Médio: Técnico em Gestão Escolar (antigo cargo de secretária ou secretário de escola); Técnico em Multimeios Didáticos; Técnico em Alimentação Escolar (antigo cargo de merendeira) e Técnico em Infraestrutura Material e Ambiental (antigo cargo de zelador).
    – Nível Superior: Professor (habilitados em nível superior para a docência na educação infantil e nos ensinos fundamental e médio – por Área de Conhecimento: Linguagens, seus códigos de apoio e suas tecnologias; Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias; Ciências Humanas e Sociais e suas tecnologias; Pedagogo (habilitados em Administração, Planejamento, Supervisão, Inspeção e Orientação Educacional, bem como com títulos de mestrado ou doutorado nas mesmas áreas) e Tecnólogo de Processos Escolares (habilitados em Curso de Nível Superior de Tecnologia em Processos Escolares).
    Em 2010, dados publicados no livro Educação Universal de Qualidade: Um projeto para o Brasil (Professor Gil Vicente Reis de Figueiredo) mostra que 50% dos jovens estão excluídos do Ensino Médio, de cada quatro (04) adolescentes 01 está excluído do Ensino Fundamental; apenas 8% da faixa etária de 0 a 3 anos está incluída na Educação Infantil. Daí a urgência dos programas de formação de profissionais para atuarem na Área da Educação. Há, pois necessidade de forte investimento na área da Educação para se manter os potenciais dentro das escolas. Em conseqüência temos a urgência dos programas de formação de profissionais para atuarem nesta Área.
    Diante desses dados cabe a todos os catarinenses exigir do Governo que a Educação seja realmente a prioridade e que as decisões políticas presentes e futuras propiciem a todos os estudantes catarinenses a igualdade de oportunidades que todos merecem e terão se houver o cumprimento das legislações federais no âmbito do Estado de Santa Catarina.
    Conselho de Gestão e Associados da AFASED
    Maria Eliana Steilen – Presidente da AFASED – 3237 4486 – maeliste@terra.com.br
    Antônio César Becker – Vice-Presidente da AFASED – 3244 2732 – becker@ced.ufsc.br
    Márcia Margarida Bratti – Secretária da AFASED – 3246 4237 – marciabratti@ig.com.br
    Rita de Cássia Vieira Bleyer – 3244 9223 – ritableyer@yahoo.com.br
    Vera Lúcia d´ Acampora – 3241 5712 – veraldacampora@yahoo.com.br
    Beatriz Righetto – 3259 2170 – beatrizriguetto@gmail.com
    Maria Marlene Alves – 3258 5640 – mmarlenealves@hotmail.com
    Miraci José Valle – 3249 1303 – miracijose@yahoo.com.br
    Zaíde Debortoli Ax – 3334 8054 – zaide.ax@hotmail.com.”

    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!

  13. …um dia,” TODOS seremos APOSENTADOS!?” A situação salarial dos servidores

    5 de junho de 2011

    “Ilmo (a) Senhores (as)
    Deputados (as) Estaduais da ALESC
    Da AFASED – Associação dos Funcionários Aposentados da |Secretaria Estadual de Educação (órgão central), Conselho Estadual de Educação e Conselho Estadual do Desporto de Santa Catarina
    Florianópolis, Junho de 2011

    Retrato da Situação Salarial dos Servidores Públicos Estaduais em Santa Catarina

    Fazem-se aqui apenas algumas das muitas considerações sobre o Quadro de Remuneração Mensal:
    1) Na Fonte, Informação 0253/10 constam todos as instituições (Órgãos) Estaduais. Pelo critério de proximidade técnica e, sobretudo, pelo volume de recursos envolvidos, selecionaram-se alguns. Dentre todos os Órgãos Estaduais nenhum fica abaixo da Educação.
    2) Convém ressaltar que, assim como na Educação, os valores apresentados na última coluna, sendo a média, indicam que há valores maiores e valores muito menores. Ex: A situação salarial dos professores (as) nos cargos de Complementaristas, Normalistas e Isolados, enquadrados em 1992 com apenas 20 horas, refletem a não aplicação do princípio da equivalência na formação. Esclarecemos que a habilitação requerida pelas legislações federais, anteriores a exigência de Curso de Formação em Nível Superior, era outra. Então, por que não conceder a esses profissionais uma velhice com um pouco mais de conforto, assegurando-lhes às 40 horas?
    3) Nos números estão contidos todos os itens de remuneração, possíveis e imagináveis. Estes itens de remuneração demonstram a situação atual de desigualdade na Administração Pública Estadual.
    4) Como proposição, diante da desigualdade apresentada, propõe-se a aplicação da IGUALDADE entre e para todos os que trabalham no Governo Estadual. Afinal, trabalham para o mesmo povo, este povo que é o começo e o fim do governo.
    Quadro: SANTA CATARINA – Remuneração Mensal de Servidores Públicos Estaduais, por Órgão. Julho 2010.
    Código ÓRGÃO Número de Servidores Valor Mensal da Folha Remuneração por servidor
    201 PGEprocuradoria 320 3.156.360,45 R$ 9.863,62
    602 COHABitação 134 691.892,24 R$ 5.163,37
    604 FATMAmbiente 311 1.384.772,41 R$ 4.452,64
    901 SEFazenda 1.169 19.162.426,48 R$ 16.392,15
    902 SPGPlanejamento 73 467.844,54 R$ 6.408,82
    1001 SSPSegurança 5.977 24.292.309,90 R$ 4.064,29
    1305 EPAGRI 2.439 10.468.265,00 R$ 4.292,03
    1401 SESaúde 10.833 39.030.314,4 R$ 3.602,90
    1501 SEAdministração 640 3.222.406,58 R$ 5.035,21
    1503 IPREV 321 1.625.087,97 R$ 5.062,57
    2001 SEDucação 38.988 68.274.087,81 R$ 1.751,15
    2003 FCEEspecial 3.587 5.461.359,45 R$ 1.522,54
    2005 UDESC 1.512 9.297.062,12 R$ 6.148,85
    2801 PMilitarSC 11.233 35.805.354,87 R$ 3.187,51
    3018 SDR – GRFPOL 124 374.216,25 R$ 3.017,87
    Fonte dos dados: SC/Portal do Servidor Público. Informação 0253/10, Anexo I – Despesa de Pessoal por Órgão

    Conselho de Gestão e Associados da AFASED

    Maria Eliana Steilen – Presidente da AFASED – 3237 4486 – maeliste@terra.com.br
    Antônio César Becker – Vice-Presidente da AFASED – 3244 2732 – becker@ced.ufsc.br
    Márcia Margarida Bratti – Secretária da AFASED – 3246 4237 – marciabratti@ig.com.br
    Rita de Cássia Vieira Bleyer – 3244 9223 – ritableyer@yahoo.com.br
    Vera Lúcia d´ Acampora – 3241 5712 – veraldacampora@yahoo.com.br
    Beatriz Righetto – 3259 2170 – beatrizriguetto@gmail.com
    Maria Marlene Alves – 3258 5640 – mmarlenealves@hotmail.com
    Miraci José Valle – 3249 1303 – miracijose@yahoo.com.br
    Zaíde Debortoli Ax – 3334 8054 – zaide.ax@hotmail.com.”

  14. …# marisa diz:
    6 de junho de 2011

    DEVERIA FAZER PARTE DAS REIVINDICAÇÕES A SÁÍDA DA SRA. ELIZETE DE MELO QUE SIGNIFICA UM ATRASO NA EDUCAÇÃO. HÁ ANOS ESTA SENHORA É UMA TRAVE NA RODA DA CARROÇA DA EDUCAÇÃO!
    FORA ELIZETE MELO. PEÇO AOS COMPANHEIROS QUE LEVANTE ESTA BANDEIRA. COM CERTEZA, A EDUCAÇÃO GANHARIA MUITO. FORA!!!

  15. …# eduardo fortunato machado diz:
    6 de junho de 2011

    é comico se não fosse trágico…tanto trabalho passando o final de semana para apresentar uma proposta, e na minha remuneração total o aumento é de cerca de R$ 200,00…..VAMOS DIZER NÃO A PROPOSTA!!!!

  16. …abraço fraterno! # Marcia diz:
    6 de junho de 2011

    Partes do cérebro sentem prazer quando recebemos elogios, mesmo se forem falsos.
    A cada instante nasce um otário – e nós já somamos quase 7 bilhões de pacóvios. Apesar da propaganda dos moralistas, mentir é um bom negócio e é por isso que golpes prosperam mundo afora.
    O problema, como mostra o psicólogo especializado em mentiras Robert Feldman, é que o golpista já começa o jogo com enorme vantagem.

    Nossos cérebros trazem uma série de vieses que operam em favor de esquemas como o da premiação. O mais simples é o viés de verdade.
    O padrão do cérebro humano é aceitar como verdadeiras todas as declarações que nos chegam. Na maioria das vezes, elas são mesmo e o custo de duvidar de tudo seria demasiado alto.
    Outro mecanismo valioso para vigaristas é o autoengano.
    Ele faz com que o cérebro, para pacificar contradições, reelabore a questão.
    Quando somos recebidos para receber algo que já é nosso de direito somos convencidos de que o sr governador deseja cumprir a lei, daqui a pouco vou achar que me precipitei esperando desde 2008 para entrar em greve agora em 2011 !!!!!
    No fundo, todo mundo quer acreditar nas falsas promessas que recebe.
    Na verdade, partes mais primitivas do cérebro acreditam, e isso produz reações químicas que geram prazer.
    Até o mais desafinado se sente bem se elogiado por seu hipócrita professor de música.
    Se o sujeito é um pouquinho mais vaidoso, como às vezes é o caso de médicos, envolvê-lo no jogo por um elogio é tão fácil como roubar doce de criança.
    Ainda que os centros do cérebro acionem o sinal de alarme, este será abafado pela lisonja.
    Acrescente um cenário convincente e elasticidade nas fronteiras semânticas entre “incorporar um prêmio” e ” aplicar o piso sem tirar os desvios do fundeb” e o jogo está ganho.
    Freqüentemente, somos cúmplices voluntários da mentira que nos contam.
    Espero que a classe seja esperta pra não comprar gato por lebre. o governador nada mais fez do que cumprir seu papel e nós nem deveriamos estar negociando isso ou aquilo somente vendo quando é que o piso estaria disponivel em nosso contracheque e retomando nosso cotidiano com melhoras em nossas condiçoes de trabalho.
    Isso sim seria negociação.
    Marcia Duarte- Monte Carlo-SC …”A GREVE CONTINUA!!!!”

  17. …”Ar da Graça!” # Arlete Das Graças Souza diz:
    6 de junho de 2011

    Caro Môa,

    Hoje acordei muito triste e muito desvalorizada. Pensei: Que outra profissão poderia escolher, já que ser professor é tão desvalorizado?! Ter que lutar por R$ 1.187,00 é uma vergonha. Tive que estudar tanto e ainda preciso estudar muito para acompanhar o avanço tecnológico (internet) no qual muitos alunos tem acesso, no qual a escola não acompanha. O professor continua com a lousa, o giz ou pincel…(na escola em que trabalho nem biblioteca têm).
    Fico revoltada quando penso no valor do salário dos deputados, secretários de Estado, assessores, governadores e vice, cargos comissionados (alguns) e assim por diante…
    O que seria dos médicos, engenheiros, advogados, administradores de empresas, enfermeiros, arquitetos…; sem os professores?
    Quem nunca teve um?
    De todas essas profissões e muitas outras, qual é a mais desvalorizada em condições de trabalho e financeiramente? E que todos precisam?
    Nas manifestações dos professores, observo que as pessoas que passam pela rua olham com se não tivessem nada a ver com o que está acontecendo, ficando caladas, muitos correndo em busca dos seus afazeres, outros preocupados somente com seu próprio umbigo alheias à situação de uma categoria tão importante para sociedade.
    Um foto incrivel: No dia 2 de junho, durante o cortejo fúnebre do Plano de Carreira, na Felipe Schimit, havia 4 homens jogando dominó (Ou xadrez). Durante a manifestação o jogo continuou como se nada estivesse acontecendo…
    Meu DEUS, quando será que o povo vai acordar?!
    Gostaria tanto de ver o povo como se vê num estádio de futebol, ou seja, que em vez de torcer por um determinado time, que a torcida, a vibração fosse pelo gol da EDUCAÇÃO DE QUALIDADE PARA TODOS. Que utopia! Será que algum dia a sociedade brasileira vai se importar com a educação através de atitudes concretas? Será que algum dia vai abraçar a causa de uma categoria que pode tornar a vida mais fácil de ser vivida?

    Arlete

  18. …# Sandraflidias diz:
    6 de junho de 2011

    O Sr. governador acha que esta negociando com quem?Analfabetos,alienados?
    Somos educadores,merecemos respeito,esta proposta é uma afronta a nossa inteligência.
    Não estamos na greve para perder direitos já adquiridos e sim para receber o que nos é de direito perante a lei.
    A GREVE CONTINUA!

  19. …# maike diz:
    6 de junho de 2011

    A GREVE CONTINUA GALERA ! O GOVERNO ACABOU DE OFERECER UMA TABELA PIOR DO QUE A ANTERIOR!!!! QUE ABSURDO NÂO QUERO MIGALHA!!!! E TAMBÉM NÂO QUERO SÓ R$ 200,00 DO PRÊMIO ASSIDUIDADE/JUBILAR, EU QUERO O MEU PISO!!! O QUE FALTA PARA ELES ENTEDEREM A LEI !!!! É LEI GENTE, LEI !!! QUE M…..!!!! O QUE PRECISAMOS FAZER PARA ELES ENTEDEREM !!!! SINTE É A LEI DO PISO , COMPLEMENTANDO A TABELA SALARIAL, IGUAL A TABELA DIVULGADA CONFORME SINTE, POIS ELES SABEM QUE É AQUELA QUE VALE, SENÃO ELES NÃO IRIAM BATER O PÉ!!!! AVERDADE É QUE ELES NÃO QUEREM PAGAR NADA !!!!! ABSURDO !!!! GREVE !!!!! GREVE CONTINUA!!!! VAMOS ATÉ O FIM !!!! GREVE GENTE !!!! GREVE !!!!!

  20. …# Maria Claudete diz:
    6 de junho de 2011

    Por favor, alguém me diga o que ganhamos com esta tabela? A redução da regência de classe?
    O desmonte do nosso Plano de Carreira? Meu Deus, socorro…
    Chega de enganação. É só aplicar o Piso na carreira e pronto. Ainda é muito pouco diante do salário das demais categorias do serviço público de Santa Catarina.

  21. …# Prof. Msc. Vanderlei André diz:
    6 de junho de 2011

    Precisamos mais reflexão… A proposta apresentada hoje pode ser avanço para alguns, mas representou retrocesso para outros (é o meu caso – tenho mestrado e seis anos de trabalho)… O que estão fazendo: jogam números para o sistema, que recalcula o impacto e gera uma nova tabela, completamente descaracterizada. Busquemos nossa tabela vigente, insisto!
    A Lei do Piso do Magistério prevê, em sua essência, a valorização do magistério e da carreira. Percebemos o governo tentando meios para deturpar esse objetivo maior.
    E como fica a verba do Fundeb? Que garantias temos, hoje, de que o dinheiro da Educação se voltará definitivamente para a Educação? Esse dinheiro resolveria o problema (ou parte dele). Por que não temos uma resposta objetiva, prazos objetivos, vontade objetiva? Falta isso: objetivo. Ou, ao contrário, há um objetivo: distorcer, nublar, tornar incompreensível… Precisamos refletir, mesmo não sendo espelhos!

  22. …# Janaina diz:
    6 de junho de 2011

    GOVERNADOR!!!!!!!!!
    NÃO QUEREMOS ESMOLAS… QUEREMOS O CUMPRIMENTO DE UMA LEI!

    É uma barbárie o que estão fazendo conosco. Subestimando nossa capacidade. O que é isso?!?!

    PELA NOSSA DIGNIDADE A GREVE CONTINUA!!!!!!!!!

  23. …# Silvio Scheidemann diz:
    6 de junho de 2011

    É uma vergonha!!! Toda uma luta para 200 reais de aumento??? A tabela anterior me pagaria 1.420,00 (7A) e agora me aparecem com 1.380,00 (7A)??? Aonde que a tabela MELHOROU??? O governo só pode estar achando que professor não pensa, nos chamando de BURROS por tabela!!! NÃO AO GOVERNO!!! A GREVE CONTINUA!!!

  24. …”matô a pau minha irmã!” # Janete Alda de Miranda diz:
    6 de junho de 2011

    Aos que adoraram a tabela do governo leiam o que segue… (de autoria da Marcia)

    Nossos cérebros trazem uma série de vieses que operam em favor de esquemas como o da premiação. O mais simples é o viés de verdade.
    O padrão do cérebro humano é aceitar como verdadeiras todas as declarações que nos chegam. Na maioria das vezes, elas são mesmo e o custo de duvidar de tudo seria demasiado alto.
    Outro mecanismo valioso para vigaristas é o autoengano.
    Ele faz com que o cérebro, para pacificar contradições, reelabore a questão.
    Quando somos recebidos para receber algo que já é nosso de direito somos convencidos de que o sr governador deseja cumprir a lei, daqui a pouco vou achar que me precipitei esperando desde 2008 para entrar em greve agora em 2011 !!!!!
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ(grana do Fundeb não é “migalha”, são BILHÕES de reais). Vamos saber onde está a “FORTUNA”!!!!!!!Sr. Paulo Bauer e companhia: É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE

  25. …# Adriano Silva diz:
    6 de junho de 2011
    Façam todos aqueles servidores que pegaram O TREM DA ALEGRIA DESCEREM NA PRÓXIMA ESTAÇÃO, que aí vai ter dinheiro para pagar o nosso piso salarial, eles estão embolsando gratificações (produtividade) pra mais de 3.000 reais. Não é mesmo, sra. Elisete Melo? Vamos combater a corrupção!

  26. …vejamos: O marido é deputado federal(jorginho mello), o filho é secretário de “estado” do planejamento(felipe mello) e a mãe é a “FEITORA” na secretaria “estadual” de educação, aquela do RELHO(não tem) elizete mello. “NEPOTISMO É POUCO!”

  27. …# Júlio César da Silva diz:
    6 de junho de 2011

    Boa Noite Môa.
    Respeito suas fontes mas gostaria de saber quem fala em meu nome! Sou professor e ainda não me posicionei quanto a proposta escandalosa que nos foi apresentada.

  28. …# Édio Mazera diz:
    7 de junho de 2011

    Parece-me que os professores tem mais bom senso que o comando da greve. Vamos continuar em greve. Não queremos migalhas. PIJO é lei e não pode ser negociado. Se o governo não tivesse caixa para pagar o Governo Federal teria dado ajuda. É incrível como se pode ter tão mau entendimento, abra a caixa preta da educação e respinga muito dinheiro.

    Devemor acreditar no SINTE. E se não representarem a vontade da maioria, então destituimos o comando da greve e elegeremos outro, mas A GREVE DEVE CONTINUAR.

  29. …# gilson diz:
    7 de junho de 2011

    Tenho informações de que mesmo com acórdão favorável ao 1/3 de carga horária para hora atividade o governo não vai cumprir. Vai querer esperar nova votação no STF. Que a greve continue!

  30. …# Elaine Cristina de Souza diz:
    7 de junho de 2011

    O governo ainda não entendeu que não somos idiotas?
    Não estudamos pra burro, não!
    A greve terá fim quando a manipulação de números que não saem do lugar avançar, ou então estaremos pagando para trabalhar!

  31. …# Priscila diz:
    7 de junho de 2011

    Amanhã tem audiência com o Governador, e é preciso que nossos representantes mostrem para o SR. Colombo que não somos analfabetos. Ele está lidando com professores. Sabemos ler a Lei, e sabemos fazer contas.
    A vergonhosa proposta da medida provisória, onde meu vencimento era de 1187,00 – igual ao do ensino médio – me dava uma remuneração total de 1815,00 porque não excluía o prêmio educar e mantinha a regência de 25%. E foi rejeitada! Altamente rejeitada!
    A nova proposta que eleva meu vencimento para 1380,00 me dá uma remuneração total de 1746,00.
    Não faz o menor sentido.
    Sabem quem terá aumento real com a NOSSA greve? Os puxa-sacos da Secretaria de Educação, que não mexem um dedo sequer a nosso favor. Isso porque o vencimento deles aumenta junto com o nosso, mas eles não perdem nada, nós perdemos o prêmio educar.
    Quer dizer que eu tenho 387,00 de aumento, mas perco um prêmio de 200,00. Eles recebem 387,00 reais de aumento e não perdem NADA! E a gratificação deles no próximo mês vai chegar a 1500,00 (e que é de apenas 60% das gratificações dos outros órgãos!)
    A Greve precisa mesmo continuar porque não somos palhaços.
    Estamos cansados sim, queremos voltar para as salas sim, mas não vamos deixar que nos enrolem.
    Que fique claro para a população que se a greve continua, a culpa é do Governo que não quer cumprir a lei e só faz propostas miseráveis quanto ao salário – e sobre o restante, nem proposta faz.
    A greve precisa continuar porque não somos marionetes que eles podem manipular como desejam. Temos vida própria, temos opinião e somos seres pensantes. E formamos seres pensantes. E talvez seja exatamente isso que o governo não queira. Ter eleitores que pensam, que julgam, que criticam. Então para que melhorar a educação?
    Façam propostas decentes. Ninguém aqui é imediatista, não exigimos a tabela ou a hora atividade para amanhã. Mas queremos propostas, datas, porcentagens. Queremos o compromisso do governo. Infelizmente, só a palavra não basta. Porque deixamos, há muito tempo, de confiar em palavras. Queremos por escrito.
    A greve tem que continuar porque não estamos de brincadeira, e é melhor o nosso governo começar a nos levar a sério!

  32. …# IARA REGINA CORRÊA diz:
    7 de junho de 2011

    Subestimamos nosso governador, está tendo estratégia: dividir a categoria, fazer o movimento perder força. Talvez esteja errada mas, o maior número de professores em greve são os ACTs, quem sai ganhando os que não tem nivel superior e quem está cursando.
    Quem sabe a Dilma não faça um programa para o salario dos professores”nossa escola, nossa vida, nosso salario”… não que o povo de Blumenau não mereça, mas a educação, há anos vem sendo atingida por enchentes, terremotos, grandes raios, e ninguém faz nada…
    Até mesmo um direito nosso, não querem nos dá!!!
    Os direitos das crianças fala em moradia e também educação.
    Professores precisam (tbm) de casas pois tem famílias, são seres humanos e fazem a Educação!!!
    Professores, meu lema ainda é o mesmo: A hora é agora!!
    Quem sabe iremos até a Dilma… Vamos afundar Florianopolis nesta 5º feira na Assembleia Estadual, que venham todos!!
    E façamos um único grito: O piso é lei!!! e que a impressa divulgue à todo o Brasil, que nem sempre nossa Santa Catarina é Bela!!
    GREVE!GREVE!

  33. …# Patricia Reis diz:
    7 de junho de 2011

    Acabei de vir de uma assembléia em Araranguá onde 100% dos professores são favoráveis a continuarmos em greve. Acredito que esse não é o momento para criticarmos o sindicato! É hora sim de muita calma e reflexão, hora de união, de munir-se de coragem para a luta que teremos pela frente. A verdadeira greve acaba de começar!

  34. …# Marilu Antunes diz:
    7 de junho de 2011

    A Assembléia Regional de BLUMENAU, também decidiu pela CONTINUIDADE DA GREVE!

    A HORA É AGORA pessoal! Não vamos deixar o movimento enfraquecer! Hoje um professor em sua comunicação falou que está pronto para voltar em AGOSTO, se preciso for! E é assim que tem q ser! Todos nós temos contas a pagar, mas como muitos já falaram acima, NÃO SOMOS BURROS! Se o governo está esperando o enfraquecimento da greve, vai dar com os burros na água. Todos sabem muito bem o que está acontecendo!
    E outra, também sentimos o pessoal do sindicato fraquejar aqui, voltaram com o rabo entre as pernas.. o que foi q aconteceu em Florianópolis que os fez voltar assim? Não sabemos, mas agora é hora de nós, PROFESSORES, nos UNIRMOS, COM SINDICATO, OU SEM SINDICATO!!!
    NÃO VOLTAREMOS AS ESCOLAS COM ESSAS MIGALHAS SR. RAIMUNDO PINÓQUIO COLOMBO!

  35. …# LEANDRA LUISA BERTUZZI diz:
    7 de junho de 2011

    É isso aí professores, a greve acabou de começar.
    Se queremos valorização, precisamos começar por nós mesmos.
    Lutar até o cumprimento do pagamento do piso.
    Estamos decididos de ir até o fim.
    Não é por nada que esse é o maior movimento de greve da história do magistério catarinense.
    Então, façamos valer nossa força e com ela conquistaremos dignidade e valorização.
    Governo, não brinque mais com a educação, porque nós, educadores, estamos falando sério:
    A GREVE CONTINUA: PISO SALARIAL NO PLANO DE CARREIRA, JÁ!!!

  36. …# Karla Goularte diz:
    7 de junho de 2011

    Caro Môa,
    Tenho Mestrado em Educação e trabalho em uma escola em Araranguá. Com a nova proposta do Governo terei o piso de 2.006,00 e uma remuneração final de 2.241,00. Tenho 29 anos e se a referida proposta “dar pé” certamente trabalharei em outra área enquanto ainda há tempo. Quando entrei em greve, o magistério estava buscando o PISO e agora estamos negociando nossa regência!!! Vi na web conferência o secretário Tebaldi falando em tirar o uniforme das crianças para “transformar” em vale alimentação para os professores!!! Isso é o fim! Fiz mestrado sem tirar licença, pois estava em estágio probatório; quase fiquei louca de tanto estudar pois sempre tive fé que algum dia seríamos valorizados… pois bem… aí estão nossos governantes pintando e bordando com nosso dinheiro, fazendo o que bem entendem.
    É GREVE!

  37. …# Denise R. F. Scheid diz:
    7 de junho de 2011

    Hoje na Assembleia o clima ficou tenso, uma vez que a maioria da categoria não vê os avanços noticiados pela diretoria do Sindicato e considera a proposta do governo insatisfatória.
    Obviamente não aceitamos a redução das gratificações, como a regência de classe. Outro ponto forte é que a greve não acaba sem a previsão do cumprimento da Lei do Piso integralmente, contemplando todos os níveis do plano de carreira. Ficou claro que esse é um assunto para agora, a ser discutido com 90% da categoria que está em greve, e não com o grupo de negociações.
    A greve deve radicalizar de ambos os lados… Devemos sofrer maior pressão do governo e também da sociedade. Mas esta greve não começou para terminar com barganhas e migalhas. Conhecemos os nossos direitos e não podemos permitir que continuem roubando a nossa dignidade! Continuaremos na luta!!!
    É GREVE!

  38. …# Lucimara Martins Barzan diz:
    7 de junho de 2011

    A ASSEBLEIA DA REGIONAL DE CRICIUMA, COM MAIS DE 90% DAS ESCOLAS FECHADAS..VAMOS CONTINUAR EM GREVE…
    É GREVE ATÉ O COLOMBO PAGAR TUDO QUE NOS DEVE…
    OS PROFESSORES NA ASSEMBLÉIA DECIDIRAM POR CONTINUAR NA LUTA….
    IREMOS A FLORIANÓPOLIS QUINTA FEIRA PARA FAZER UM ATO E UMA GRANDE MOBILIZAÇÃO…
    QUEM SABE NÃO ENCONTRAMOS A PRESIDENTA POR LÁ…
    GRANDE ABRAÇO A TODOS NÓS PROFESSORES VITORIOSOS, QUE ESTAMOS FIRMES NESSA LUTA…
    É GREVE!

  39. …# guilherme diz:
    7 de junho de 2011

    Caros Colegas!!!
    São Miguel do Oeste fez uma Assembleia exemplar! A GREVE continua, Os governantes ou seus representantes pensam que os professores podem ser manipulados. Espero que o sinte represente bem nossos professores, A luta continua e nossa bandeira será a equiparação salarial com os professores da UDESC, já que o vale alimentaçao é para entrar apenas depois da formaçao do grupo de trabalho.
    Vale alimentação da UDESC: 386,00reais
    Professor de ensino Médio e fundamental:132,00reais Nos comemos menos ou maios que eles????????

    DEIXEMOS de ser OTÄRIOS
    É GREVE!

  40. …# edgard diz:
    7 de junho de 2011

    REGIONAL DE LAGUNA COM 90% PRESENTES.

    POR UNANIMIDADE A GREVE CONTINUA….NÃO QUEREMOS MIGALHAS, QUEREMOS O PISO NA INTEGRA COMO DIZ A LEI….

    O RESTO E PAPO FURADO DE POLITICO DEMAGOGO…

    A GREVE NÃO VAI TER FIM, ENQUANTO NÃO PAGAR O QUE NOS DEVE……
    É GREVE!

  41. …# Elaine Cristina de Souza diz:
    7 de junho de 2011

    O comando de greve recebeu em todo estado a resposta de que não somos tolos! Ou o excelentíssimo governador acha que não sabemos somar… adianta dar com uma mão e tirar com outra?
    Chega de palhaçada! quinta-feira Floripa vai lotar!!!
    É GREVE!

  42. …a “administração raimundo colombo” fala a verdade???????? Fonte jornal diário catarinense:
    Governo quer tirar Fundeb do cálculo do orçamento(SERA?)

    No mesmo material, a secretaria reafirma que o governo vai trabalhar para que o valor do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) não seja considerado no orçamento estadual para calcular os repasses a outros poderes. Esta prática, adotada no governo anterior(LHS, Pinho Moreira, Pavan, Paulo Bauer , Raimundo e outros); e mantida no orçamento de 2011, estaria inflando os valores para Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça, Ministério Público e Udesc em mais de R$ 300 milhões neste ano, comprometendo outros compromissos financeiros. Para comparar: o valor a mais que a Secretaria da Fazenda afirma estar repassando seria suficiente para cobrir toda a proposta atual ao magistério e gerar uma sobra de cerca de R$ 100 milhões.(SERÁ) …A GREVE CONTINUA!!!

  43. …”Até que os leões tenham seus próprios historiadores, as histórias de caçadas continuarão glorificando o caçador.”(Eduardo Galeano) …”A GREVE! É JUSTA, HONESTA, NECESSÁRIA E DECENTE.”(Cacau Menezes) …”A Natureza sempre nos deu Idéias Geniais. E só pediu atitudes Simples.” PAGA O PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO GOVERNADOR!!!

  44. …o “genérico” mente!

    Para Eduardo Deschamps, secretário adjunto da Educação, está na hora dos dirigentes do Sinte flexibilizarem suas posições para pôr um fim à greve do magistério, depois que o governo do Estado fez todos os movimentos possíveis.

    Além de estourar o previsto na margem de negociação, que era de R$ 20 milhões e hoje está em R$ 22 milhões, Deschamps lembra que a cada minuto as reivindicações do Sinte se alteram. Está pessimista para o encontro de hoje, depois da coordenadora Alvete Bedin lhe passar os novos pedidos, no início da noite de ontem. …A GREVE CONTINUA!

  45. …VALEU”ANA LU” A GREVE CONTINUA!
    Vossa Excelência

    Titãs

    Composição : P. Miklos, T. Bellotto, C.Gavin

    Estão nas mangas
    Dos Senhores Ministros
    Nas capas
    Dos Senhores Magistrados
    Nas golas
    Dos Senhores Deputados
    Nos fundilhos
    Dos Senhores Vereadores
    Nas perucas
    Dos Senhores Senadores…

    Senhores! Senhores! Senhores!
    Minha Senhora!
    Senhores! Senhores!
    Filha da Puta! Bandido!
    Corrupto! Ladrão! Senhores!
    Filha da Puta! Bandido!
    Senhores! Corrupto! Ladrão!…

    Sorrindo para a câmera
    Sem saber que estamos vendo
    Chorando que dá pena
    Quando sabem que estão em cena
    Sorrindo para as câmeras
    Sem saber que são filmados
    Um dia o sol ainda vai nascer
    Quadrado!…

    Estão nas mangas
    Dos Senhores Ministros
    Nas capas
    Dos Senhores Magistrados
    Nas golas
    Dos Senhores Deputados
    Nos fundilhos
    Dos Senhores Vereadores
    Nas perucas
    Dos Senhores Senadores…

    Senhores! Senhores! Senhores!
    Minha Senhora!
    Bandido! Corrupto
    Senhores! Senhores!
    Filha da Puta! Bandido!
    Corrupto! Ladrão! Senhores!
    Filha da Puta! Bandido!
    Corrupto! Ladrão!…

    -“Isso não prova nada
    Sob pressão da opinião pública
    É que não haveremos
    De tomar nenhuma decisão
    Vamos esperar que tudo caia
    No esquecimento
    Aí então!
    Faça-se a justiça!”

    Sorrindo para a câmera
    Sem saber que estamos vendo
    Chorando que dá pena
    Quando sabem que estão em cena
    Sorrindo para as câmeras
    Sem saber que são filmados
    Um dia o sol ainda vai nascer
    Quadrado!…

    -“Estamos preparando
    Vossas acomodações
    Excelência!”

    Filha da Puta!
    Bandido! Senhores!
    Corrupto! Ladrão!
    Filha da Puta!
    Bandido! Corrupto! Ladrão!
    Filha da Puta!
    Bandido! Corrupto! Ladrão!
    Filha da Puta!
    Bandido! Corrupto! Ladrão!…

  46. …O POVO CATARINENSE TEM O DIREITO DE SABER ONDE FOI APLICADO O DINHEIRO DO FUNDEB(BILHÕES), NA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SANTA CATARINA. …AUDITORIA FEDERAL JÁ, com a palavra o senador da república paulo bauer, o deputado federal jorginho meLLo e demais membros da …………………………!

  47. …serrano que é serrano?! # Marco Aurélio Stopassoli diz:
    8 de junho de 2011

    O direito por lei é a situação com piso na tabela atual, que ainda não é justo, pois não contamos com o reajuste de 2009, que foi esquecido. E isso o Governador acha muito!!!! Ele que de uma passada nas regionais e veja os salários pagos, e o que fazem estes senhores que la estão????? Va a assembleia legislativa e aprecie o salário dos acessores parlamentares que não poucos, entre outros salários de mordomias que temos no estado. E temos visto que o FUNDEB, paga também estes salário, pois esta tudo no mesmo bolo, e cade os 25% destinados a educação? Governador, tenho comigo o email que o senhor me enviou na campanha, e acho que o senhor não é serrano, pois não esta cumprindo sua palavra, como disse o seu coterraneo, (serrano cumpre o que fala e promete), mas infelismente isso não esta acontecendo…
    …A GREVE CONTINUA!

  48. …”MST” ComunicAÇÃO!!! Carta de apoio aos professores de SC.

    “Caros professores da rede pública de SC, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra de Santa Catarina (MST), vem por meio desse, manifestar apoio a paralisação e, parabenizar pela iniciativa de reivindicação e organização, na luta pela implantação do piso do magistério, direito este, já garantido pela legislação Federal. Nos solidarizamos e reafirmamos de que, a educação deve ser vista como aspecto importante na construção de homens e mulheres capazes de construir uma sociedade mais justa e igualitária.

    Sabemos da grande importância que é para a categoria dos professores, a paralisação. E não somente para os professores, mas para a classe trabalhadora como um todo. Pois em nossos 26 anos de luta, aprendemos que, somente com o povo nas ruas é que conquistaremos melhorias na qualidade de vida, e respeito enquanto trabalhadores.

    O MST vive em uma luta constante por educação, saúde, moradia e principalmente por TERRA. Repudiando a grande ofensiva do fechamento das escolas, lutamos pela aprovação das nossas escolas itinerantes e pelo reconhecimento do Governo do Estado de Santa Catarina do decreto nº 7.352 de 4 de Novembro de 2010 que dispões sobre a educação do campo.

    Nesse sentido, manifestamos nosso apoio e estender nossa solidariedade aos companheiros e companheiras, trabalhadores da educação, nesta luta justa pelos direitos conquistados. Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

    Pátria Livre,Venceremos!”

    Direção Estadual MST/SC

  49. …# MARIA JANETE ACCORDI diz:
    8 de junho de 2011

    Mais uma vez o governo tenta mascarar a verdade. Por quê? Trocar seis por meia dúzia senhor governador é a mesma coisa. Mexer na regência de classe é inconstitucional. Como podes mexer em nosso plano de carreira?
    Nessa nova tabela que está aí, abaixa o salário de quem já está em final de carreira.
    Assista um pouco a TV e perceberás o quanto os nossos governantes estão passando a mão no dinheiro. Ah! Isso pode.
    Direitos adquiridos com anos de luta e sacrifícios trabalhando não podem ser mudados.
    …A GREVE CONTINUA!!!!!!!

  50. …O circo e o CIC (por Victor da Rosa)

    As fábulas em torno do CIC ? são fábulas, de fato, e não apenas
    ficções ? chegaram a um nível em que não precisamos mais fazer piada.
    Isso é ruim, pois chegará o dia em que não teremos mais nada muito
    original pra dizer, mas é bom também. Não se trata mais do gênero de
    piada pronta, paradigma tão conhecido de todos, mas de um nível ainda
    anterior: da piada que, de tão pronta, não precisa mais ser feita. É
    quando os fatos já se antecipam a qualquer discurso que se possa fazer
    sobre eles. Enfim, esta é uma crônica sem graça nenhuma.

    Depois de mudarem por quatro ou cinco vezes a data de conclusão
    das reformas do CIC ? a obra começou há dois anos e meio, no início de
    2009, ainda com o governo anterior ? eis que aparece um circo no seu
    estacionamento. Em outras palavras, a vingança do Real vem a galope.
    Antes disso, aliás, teve a Casa Cor. E teve também uma carta aberta da
    Anita Pires, ex-diretora da Fundação Catarinense de Cultura, cheia de
    erros de ortografia ? a carta está publicada em vários sites, todos
    podem ler. E tiveram também todas aquelas coisas ? estas, aliás, são
    sempre as piores ? que a gente nem chegou a ver. Mas nada é como um
    circo.

    No circo Le Magic, que conta com o apoio da Prefeitura de
    Florianópolis e da Fundação Catarinense de Cultura, não tem palhaços.
    É um circo só de mágicas. O circo conta com alguns dos maiores mágicos
    da atualidade. O CIC também. Os maiores espetáculos de ilusionismo de
    Las Vegas. Um verdadeiro teatro de ilusões. Nenhuma novidade para os
    catarinenses. Entre todos os números apresentados, o russo Alain
    Stevanovich faz desaparecer os prazos, as licitações e o Café Matisse.
    Quem quiser ver palhaços, em todo caso, deve levar um espelho de
    bolso. No CIC não há palhaços.

    Em matéria publicada aqui mesmo no Diário Catarinense, há mais de
    um ano, o então Diretor de Patrimônio da FCC, Halley Filipouski, que
    aliás também tem nome russo, enunciou a seguinte frase: ?A obra agora
    chegou naquela fase que ninguém vê (…)?. Ato falho? Não se sabe.
    Halley se referia ao conserto das redes internas de esgoto ou já
    estava anunciando a presença do Le Magic? E por que os ingressos para
    o circo estavam sendo vendidos justamente na Ótica Diniz?

    Se o CIC virou caso de polícia, como se diz, a polícia não deu
    sinal ainda, mas o circo já pegou fogo. Aliás, o circo já foi armado,
    desarmado e ainda não aconteceu nada. O CIC também. Depois de um mês
    de estágio em Florianópolis, no entanto, a trupe do Le Magic passará
    por outras cidades de Santa Catarina, como Balneário Camboriú,
    Blumenau e Joinville, onde o senador e ex-governador do Estado, Luiz
    Henrique da Silveira ? que também tem nome russo, como todo mundo sabe
    ? promete uma aparição toda especial. O que será que Luiz Henrique
    fará desaparecer desta vez? A mágica é uma de suas principais
    especialidades.

    Parece que o pessoal do circo foi embora ontem. Em todo caso,
    dizem também que houve, durante todo o mês em que o circo permaneceu
    na capital, uma identificação muito grande entre os administradores
    públicos e os artistas internacionais. Havia ilusionistas que queriam
    ficar, superintendentes que queriam partir, enfim; muita troca de
    experiência e conhecimento. Seja como for, a partir de agora ? afinal,
    com a memória não se brinca ? o CIC será sempre um circo na minha
    imaginação.
    …(des)Governo LHS, Pinho Moreira, Paulo Bauer, Pavan e Raimundo:…………………

  51. …A GREVE CONTINUA!!!!!!!
    30 anos em sala de aula

    9 de junho de 2011

    “Bom tarde Môa !
    Como professora exclusivamente em sala de aula, há quase 30 anos, venho por meio desta, dividir contigo uma inquietação.
    Sabemos, neste caminho do magistério, onde se dá a maior batalha pelo encantamento do aprender. Este termo, BATALHA, pode soar estridente demais quando refletimos que ser professor é atender a um ” dom,” um “chamado” ou algo semelhante que justifique nossa preferência profissional, porém, esta percepção de batalha se torna mais evidente a medida que os anos passam e nossa força física se esvai…nossa voz, audição, paciência, tão necessitadas e reiventadas a cada instante na fantástica e inquietante “sala de aula”, na qual não poucas vezes, palco de maravilhosas ou dramáticas interações humanas.
    Devemos ter cuidado, pois no princípio da carreira a adequação nesta profissão vem
    servida de novidades, algumas dificuldades e acreditamos piamente que logo, logo tudo se resolverá…e anos passam…
    Pelo que consigo compreender, a atual política salarial (de nosso Estado) vem de encontro aos professores jovens, que se situam entre a certeza e a dúvida de seguir esta profissão instigante. São estimulados a permanecerem, dando-lhes a falsa ilusão que esta assistência perdurará ao longo do caminho.
    É perceptível um descaso com o professor e seus méritos, o qual se situa na metade ou final de carreira, juntamente com a generalização do termo PROFESSOR, não sendo legada a ênfase de vida a aquele que se situa em ” SALA DE AULA ,” na qual, como todos sabemos, é onde ” as águas se encontram “.
    Que estímulo este indivíduo tem para continuar desbravando o conhecer e interagindo diretamente não com um, mas, com uma média de 30 jovens ou crianças, SEM MEDIAÇÕES, no impasse do : ENSINAR VERSUS EDUCAR, tendo atualmente que além de socializar seus conhecimentos, manobrar suas estratégias e sua consciência nesta síndrome de uma parca estrutura de inclusão.
    Vivemos nós, os professores de sala de aula, um abandono, uma solidão só perceptível quando os jovens entram e fechamos a porta da sala de aula e nos deparamos, lá dentro com dezenas de universos distintos, alguns não tão ávidos por aprender.
    É como professora que estimula a indagação, que minha conclusão é uma pergunta:
    ONDE ESTÁ, POR FAVOR ME ENSINEM, ONDE ESTÁ NESTE PLANO, O ESTÍMULO
    PARA QUE ESTE PROFISSIONAL PERMANEÇA EM SALA DE AULA ?
    Obrigado pelo espaço.Atenciosamente,Marina da Silva Pazzini.”

  52. …“A extorsão é do governo”

    8 de junho de 2011

    “ Caro Môa!
    Quero dizer-lhe que muito me honra e também a Santa Catarina, ter profissionais de imprensa do seu gabarito. Como profissional de educação aposentada, tenho acompanhado com certo distanciamento o desenrolar da greve dos professores, recentemente deflagrada. Entretanto, diante da declaração do senhor Eduardo Deschamps,me sinto no direito de dizer a esse senhor, que o magistério é formado por profissionais que oscilam de uma faixa etária de 18 anos, até senhoras como a minha mãe, que também é professora, com 80 anos, e que recebe como salário base, a vergonhosa cifra de R$ 377,00, por 29 anos de trabalho dedicado a alfabetização de crianças, que hoje são profissionais das mais diversas categorias, inclusive médicos. Quero dizer a esse senhor, que, extorsão, é o que o governo esta fazendo conosco, permitindo que seja usado de forma indevida, um dinheiro sagrado, cuja função única é pagar professores (fundeb). E seria de bom grado,
    que esse senhor Raimundo Colombo, viesse a público dizer ao povo catarinense, para que pessoas ele está governando, uma vez que, foi esse o marketing da sua campanha. E tem mais um detalhe, se não me falha a memória, foi esse mesmo senhor, que adjetivou as Secretarias regionais de cabide de emprego, ou estou enganada?
    Obrigada Moacir pelo apoio e um forte abraço!Professora Elza Maria Espindola Beppler.” …A GREVE CONTINUA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  53. …# Carlos Roberto diz:
    8 de junho de 2011

    Professor, se você está em dúvida, COMPARE a importância da sua profissão para o desenvolvimento geral e as outras profissões e ORGULHE-SE DELA, porque, para se chegar a qualquer outra atividade, necessariamente têm que passar na sala de aula, por isso, a profissão de PROFESSOR, EDUCADOR, é a mais importante. Nos países desenvolvidos além de ser reconhecida, é fundamental, valorizada, respeitada! O Brasil é assim: campeão em arrecadação de impostos e um dos últimos em desenvolvimento, principalmente em saúde e educação. Depois professor, COMPARE seu salário com as demais categorias, inclusive aquelas que não se exige qualquer conhecimento pedagógico! Cadê a valorização? Não se decepcione, não fique triste, LUTE POR SEU DIREITO, ORGULHE-SE EM SER PROFESSOR, apesar dos políticos e administradores públicos, os piores do mundo, que entravam o desenvolvimento da nação pois só pensam neles próprios! Você vai concluir que tem todos os motivos para entrar e CONTINUAR em GREVE. ELA É JUSTA! É LEGAL!

  54. …………..GREVE. ELA É JUSTA! É LEGAL!!!!!!!!!!!!!!
    # IARA REGINA CORRÊA diz:
    8 de junho de 2011

    Qdo entrei neste movimento foi para ganhar o que mereciamos – o Piso; acordei coisas de mim que estavam adormecidas… Nesses movimentos, encontrei professores que foram meus mestres,amigos que no inicio de minha carreira estavam prestes a se aposentar – continuam ativos, ouvi depoimentos e amarguras maiores que os meus, confesso também, que ri muito da criatividade e capacidade dos meus companheiros, alias “criatividade” é o que temos de melhor, precisamos adquiri-las para diblarmos as dificuldades da educação, arrancamos aplauso de desconhecidos por onde o arrastão de professores passou!!
    Se hoje esse movimento está sendo considerado historico, é porque sempre acreditamos que no final desse túnel haveria uma luz, por isso é que falamos “a hora é agora”…
    Melhor ainda foi saber da força adormecida desta categoria, como li num comentario, Santa Catarina não será a mesma depois desta greve, pelo menos os politicos!!!
    Preciso lhe falar, querido MÔA, que foi de você que ouvi “Vocês não sabem a força que tem juntos”, e foi a coisa mas verdadeira que escutei nos últimos dias!!!
    Falo de mim, aquela que tentava salvar as crianças, curar suas dores… Serei uma das ultimas a abandonar este navio,Eu ACREDITO NA EDUCAÇÂO!!! …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  55. …# tomaz silveira dos santos diz:
    8 de junho de 2011

    COLEGAS DO SINTE

    TODA CAUTELA É POUCA, NÃO PODEMOS SER OS CARRASCOS, DA ATUAL E DAS FUTURAS GERAÇÕES DO

    MAGISTÉRIO CATARINENSE, SINTE ANALISE, O QUE ESTA ACONTECENDO COM O MAGISTÉRIO DE MG, QUE ESTÃO

    BRIGANDO JUDICIALMENTE PARA RETORNAREM AO PLANO DE CARREIRA DE 2003, POR TEREM FEITOS

    NEGOCIAÇÕES PRECIPITADAS, ONDE NA OCASIÃO PERDERAM DIREITOS ADQUIRIDOS COM ANOS DE LUTA,

    SUGESTÃO, É PREFERÍVEL NESSE MOMENTO, TER O SALÁRIO BÁSICO MENOR, E RECUPERÁ-LO GRADUALMENTE COM

    A EXIGÊNCIA DA LEI DO PISO NA SUA INTEGRALIDADE, SEJA POR MEIO DE NEGOCIAÇÃO COM O GOVERNO, OU

    SEJA ATRAVÉS DE VIA JUDICIAL, DO QUE PERDERMOS EM DEFINITIVO, PERCENTUAIS DE REGÊNCIA DE CLASSE, E

    OCORRER DE NÃO PODERMOS RECUPERÁ-LOS VIA JUDICIAL. NÃO DEIXEM DE REGISTRAR OS COMPROMISSOS, QUE

    DEVERÃO SER ASSUMIDOS PELO GOVERNO E OS RESPECTIVOS PRAZOS.

    – CONDIÇÕES FINANCEIRAS EXISTEM, PARA QUE O GOVERNO CUMPRA A LEI NA ÍNTEGRA, ISSO SE O ATUAL

    GOVERNO, PLANEJAR E NÃO SE OMITIR, COMO FEZ A GESTÃO LHS E BAUER COM O MAGISTÉRIO CATARINENSE.

    – SINTE, BOA NOITE DE TRABALHO, NA ELABORAÇÃO DA NOVA PROPOSTA.

  56. …# Lourival diz:
    8 de junho de 2011

    Com isso Santa Catarina continuará sendo o “ZERO” da BR 101, como se ouve por aí. Ou ser taxada por conhecidos meus lá do Nordeste do Brasil como ” a Alagoas do sul do Brasil” , onde ainda se vive com currais eleitorais e seus coronéis!!

    Triste fim.
    …A GREVE CONTINUA!!!

  57. …# IARA REGINA CORRÊA diz:
    8 de junho de 2011 É GREVE!!!

    Para os professores “PESSIMISTAS” pelo menos no dia de hoje(Assembleia Estadual) tirem seus pijamas e suas pantufas, dispensem a meia dúzia de alunos, fechem suas salas, coloquem um disfarce e venham fazer parte dessa história…
    Para os “OTIMISTA” continuemos acreditando, que o que é nosso virá, mesmo que seja mais 20 e tantos dias, mesmo que nosso contra cheque venha zerado (faremos mais um emprestimo – o banco deve estar se preparando para oferecer boas condições), mas seremos nós os personagens principais, e no final irão descobrir que os “vilões” não são os “professores”, e que essa união seja permanente daqui para sempre!!!
    “É na sala de aula que se forma um cidadão, é na sala de aula que se faz uma nação”!!!

  58. …# Lucimara Martins Barzan diz:
    8 de junho de 2011

    PROFESSORES, A luta é de todos e continuaremos unidos.
    O SINTE DECIDIU A UMA NOVA PROPOSTA …ISSO É MUITO BOM….
    MAS NÃO TENHA CERTEZA QUE O GOVERNO VA ACEITAR..
    NÃO ADIANTA PROPOSTA MIGALHAS..
    PROPOSTA PRA DEPOIS ELE PAGAR, OU DEPOIS NEGOCIAR…
    POIS JA PASSAMOS POR ESSAS PROMESSAS E É POR ISSO QUE ESTAMOS EM GREVE, POIS NUNCA CUMPREM O QUE PROMETE…
    ESTAMOS FORTES.., UNIDOS…
    MINAS GERAIS VOLTOU COM A PROMESSA DO GOVERNO NEGOCIAR E NADA..
    VOLTARAM A FAZER MOBILIZAÇÃO.
    SEI QUE É DIFIXCIL, ALUNOS EM CASA, PAIS DESESPERADOS, MAS MAIS DESESPERADOS VAMOS FICAR SE VOLTARMOS COM NOSSA REGENCIA DE 40% PASSAR PARA 25%..ISSO É DERROTA…
    NÃO CONSIGO ACREDITAR E ACEITAR QUE AINDA ALGUNS PROFESSORES ELEGERAM PAULO BAUER E LUIZ HENRIQUE PARA SENADOR…
    E ELES BEM SORRIDENTES NA CAMARA FALANDO SOBRE A GRANDE ARRECADAÇÃO DE S/C…
    CADE O DINHEIRO….
    CADE O DINHEIRO O DINHEIRO DESVIADO..

    CADE O CANDITADO DO SORRISO FACIL, QUE IRIA DAR PRIORIDADE A SAUDE, EDUCAÇÃO E MUITAS OUTRAS COISAS….
    SINDICATO SOMOS NÓS….
    NÃO ADIANTA PROPOSTAS QUE BENEFICIEM A MINORIA….

    SOMOSFORTES, ESTAMOS UNIDOS E NÃO VAMOS NOS DEIXAR ENGANAR…
    VAMOS TODO JUNTOS NESSA LUTA..
    SE CHEGAMOS ATÉ AQUI….COM CERTEZA CONTINUAREMOS..
    O NOSSO VALE COXINHA É R$ 6,00..
    OS DO FUNCIONÁRIOS DA CELECS É R$ 25,00 POR DIA.
    OLHA QUANTA DIFERENÇA, E OS FUNCIONARIOS DA CELESC , A GRANDE MAIORIA SÓ TEM O ENSINO MÉDIO…
    VAMOS PROFESSORES A HORA É AGORA….
    NÃO VAMOS DEIXAR NOS ABATER POR NADA….
    SOMOS EDUCADORES, SOMOS UNIDOS….SOMOS INTELIGENTES .
    GRANDE ABRAÇO E FLORIPA QUE NOS AGUARDE..
    URUSSANGA S/C
    …É GREVE!!!

  59. …# lila diz:
    9 de junho de 2011

    “Não temos que fazer proposta alguma.
    O governo é quem deve fazer seu dever de casa.
    Talvez ele não tenha conhecimento do dinheiro que arrecada com os impostos, com o FUNDEB.
    Nós não temos que fazer proposta alguma.
    Temos que FAZER ver ao governo que ele está equivocado na forma com que conduz a decisão do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL e brinca com a nossa inteligência.
    Esta postura precisa ser mantida e não devemos perder a calma. O jogo é sujo e duro!”
    …portanto A GREVE CONTINUA Senhor Governador!!!

  60. …# Paulo Souza diz:
    9 de junho de 2011

    É isso, ai colegas professores, vamos a luta, pois nós trabalhadores, que cumprimos as leis, honramos nossos compromissos temos de batalhar pelo que de direito é nosso. O governo vem com balelas, diz que não tem dinheiro, isso tudo é enrolação. Chega de ser enrolado, e que isso sirva de exemplos para outras categorias, pois temos que lutar por nossos direitos, lutar unidos pela classe. Esse fanfarrão do Colombo e sua corja está zuando de todos nós, mas ele que fique bem esperto porque a classe está unida e forte.
    …É GREVE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  61. …”PARABÉNS MESTRA NAIDI S. SCHAMANN”………………………………………………….. Oxigenar a Educação em Santa Catarina, Mestre Môa.
    8 de junho de 2011

    “Nesta semana e principalmente neste domingo.Foste a voz de muitos professores.Creio que sintetizou um cenário que longos anos vamos vendo tecer na educação. Não é só da valorização do professor que a educação carece.Há um contexto tão caótico como descreveste na tua coluna.São escolas sem um mínimo de condições de receber crianças e jovens para estudar. Quadros rasurados, mesas estragadas, banheiros!!( ah! se visse as condições….3 banheiros com 3 vasos sanitários, para serem usados por 500, 600 alunas num turno somente.) 2 ou 3 para os meninos na mesma proporção.As vezes usados por mais tanto nos outros dois turnos)Cozinhas com 30 ou 40 banquinhos para receber uns 200 ou 300 alunos por turno. Podes ver que relato uma realidade de uma escola “considerada” uma das melhores…Conheço outras que sequer possuem mesas no refeitório. Que aluno vai gostar de estudar?? Acho que é por isso que estão aproveitando essas férias “forçadas” com a greve.Sobre as salas de professores ??? Isso poderia valer uma tese. .. Banheiro?? Lanches??Computadores?Livros didáticos??E também Xícaras e pratos comprados a custa de um dinheiro de rifas ou da entrada da ” bondade” de uma doação ou mensalidade ( que o governo diz que é ilegal cobrar!!!) Mas… onde anda o dinheiro que não chega nas escolas??Um dia recebemos eu e minha colega a incumbência de listar o material escolar e pedagógico para enviar pro MEC, pois os cursos técnicos iriam ser beneficiados.Foi uma festa. Guardo até hoje essa lista!! Somente a lista..Não sabemos se a lista ainda não chegou, se partiu da secretaria ou se nunca foi lida.Nunca fiz os cálculos quanto custeei minhas aulas planejadas com xerox, lâminas,cds,disquetes,cartolinas, pincel atômico, livros, revistas.Houve um tempo que o governo discursava que ia subsidiar o professor.bla..bla…
    Recebi pelos 31 anos dedicados a Educação um papel após a aposentadoria como servidor público.Não teve significado nenhum.Sei lá! Teve até uma solenidade de entrega que me recusei a ir.Como ir receber a tal honraria, se “os governos” são os primeiros a desprover a dignidade do professor??Pois graças a essa dedicação deixei de obter fundo de garantia, ( no setor privado existe) deixei de obter uma aposentadoria mais digna,deixei de estudar mais, deixei de aproveitar a aposentadoria porque necessito continuar trabalhando para manter um pouco minha dignidade como educador.( poder comprar livros, revistas, viajar, me vestir melhor, coisas tão básicas!!!) O único orgulho que carrego é a satisfação do dever cumprido, do reconhecimento dos alunos e saber que as escolhas que fazemos podem não trazer todos os benefícios que mereceríamos,mas sempre há uma esperança de dias melhores para a Educação independente da corrupção e da politicagem.E estaremos sempre aguardando que como eu, outras pessoas continuem a “brigar” por uma educação que atenda nossas crianças e jovens com respeito,dignidade e acima de tudo que lhes dê esperança.Se há numa coisa que acredito é que somente pela educação teremos cidadãos éticos.Isso é o que move alguém a ser professor.
    Abraços, Profª Naidi S.Schamann.” …A GREVE CONTINUA!!!

  62. …# Vitor Marcelo Vieira diz:
    8 de junho de 2011

    Além de tudo isso professora cabe atualmente a teoria do sociólogo francês Pierre Bordieu. Ele diz que as escolas se tornaram “um depósito de gente”. E a nossa sociedade, alienada e pragmática, voltada para as coisas imediatas, espera de nós, educadores, que simplesmente possam cuidar dos seus filhos “córpos”, para que a vida louca e alienada de seus trabalhos e a lógica comercial possam funcionar bem, sem mudanças na sua estrutura. E muitas vezes não sabem nem em que série estuda o filho E assim, a escola se tornou, diante do abandono da educação um lugar de administrar corpos, quando deveria cuidar do intelecto e ter caráter formativo. Portanto, senhores governantes, invistam no ser, porque nós devemos trabalhar com os nossos alunos o “ser” e não o “ter”.

    Vitor Marcelo Vieira-Professor de História da EEB Nossa Senhora da Salete de Maravilha-SC
    …Parabéns Vitor por ser tão”LÚCIDO”! AHAHAH!!! É GREVE!!!!!!!

  63. …# Patricia diz:
    8 de junho de 2011

    Caro Senhor MÔA,

    Há dias… não… quero dizer… há ANOS acompanho o drama dos professores. Não pertenço à essa classe, porém tenho em casa um exemplo de pessoa que se enquadra nela, meu marido, professor efetivo há 16 anos e com especialização.

    Sou uma profissional da área da saúde, tenho pós-graduação, e te digo uma coisa, hoje a instrução profissional que tenho é graças aos meus PROFESSORES. Não só os do terceiro grau, mas principalmente o de toda minha vida acadêmica. Fico muito triste em ver todo esse sofrimento. Ao longo de toda a minha vida acadêmica, sofri também com as greves, e olha que foram tantas que nem me lembro a quantidade exata. Porém, sempre conversei com meus professores e sempre os apoiei. O que me deixa mais revoltada, é que entra ano e sai ano, e é a mesma coisa. Cadê o dinheiro que pago nos meus INÚMEROS impostos? Será que está pouco o que pagamos de impostos nesse Brasil? O que está faltando para ter uma auditoria? Cadê o dinheiro do FUNDEB?

    Semana passada, quando então o nosso digníssimo governador Raimundo Colombo esteve em Brasília, foi confirmado o que todos nós já sabíamos que ia acontecer. Saiu de mãos abanando, pois segundo nosso ministro da Educação, nosso Estado tem dinheiro SIM!!!!! Eu no lugar do governador, teria ficado com vergonha de ir até lá e me prestado a tal papel.

    Dinheiro para viajar para a Europa tinha, né? Dinheiro para construir penitenciária tem, né? Quando é que vão parar para pensar que se investir HOJE em EDUCAÇÃO de qualidade, a criminalidade irá diminuir??????

    Nesse fim de semana contei para meus familiares e amigos (uns 50) tudo o que está acontecendo nessa greve. Estou por dentro de todos os detalhes, uma vez que meu marido TODOS os dias participa das reuniões, assembléias, passeatas, e eu fico em casa, conectada ao computador, só passando as informações (via telefone) que ocorrem na internet e na televisão, sobre o movimento deles. Pois bem, fiz uma pesquisa e TODOS os meus amigos falaram que se as eleições fossem esse ano, NÃO votariam mais no Colombo. Agora eu te digo uma coisa, se 1 professor convencer 50 pessoas a não votar em Colombo… multiplica isso pelo número de professores que temos em todo o nosso Estado!!!

    Por tudo isso eu digo… Senhor Colombo, hoje o senhor está entrando no sexto mês de mandato, porém daqui há 3 anos, o senhor estará novamente em campanha, né? O senhor realmente acredita que com essa postura o senhor conseguirá ser reeleito? O povo já não agüenta mais!!! Não se iluda pensando que a população inteira é ignorante! Temos muitos professores com altíssimas graduações, coisa que a grande maioria de nossos governantes, não sabem nem o que é!!!

    E para finalizar, só quero lembrar que em 2008, quando o senhor Raimundo Colombo era então senador, ele votou a favor do PISO NACIONAL!!! Sabia que o governo do LHS não queria aceitar o PISO, e sabia ao ser candidato a governador no ano passado, que o STF tinha tudo para votar à favor dos professores. Então não venha com historinha de que não tem dinheiro!!!

    Professores, agora é a HORA!!!!! Não aceitem migalhas! Aceitem o que vocês TEM POR DIREITO!!! DIREITO LUTADO E CONQUISTADO!!! O que vocês já tinham conquistado em outras greves não deve ser mudado, pois a greve agora é sobre o cumprimento da LEI DO PISO!!! Sem falar da outra vergonha que é o “vale coxinha” de vocês, né? O que deve ser negociado é o piso, mesmo que ele seja pago em parcelas até o fim do ano, pois em janeiro TEM QUE TER REAJUSTE DE 22%!!! É LEI!!! E Lei tem que ser cumprida!!!!!

    Desde já deixo meu abraço ao senhor Moacir, e lhe peço que não abandone essa causa! O senhor está fazendo uma excelente cobertura jornalística que vai ficar para a história!

    O futuro desse Estado, em grande parte, depende de NOSSOS PROFESSORES!!!!!! Não só os professores ganharão com essa conquista, mas toda a SOCIEDADE!!!

    Um grande abraço, Patricia.
    Florianópolis – SC

  64. …# Elí Mariott diz:
    8 de junho de 2011

    “Retrato realista da educação do nosso estado, retrato realista, infelizmente, cara colega Professora! É profundamente doloroso ter que se dar conta dessa realidade. Especialmente para alguém que como eu, ainda muito jovem iniciou, aos 18 anos, esta caminhada no magistério como professor leigo lá nos longínquos anos 70. Alguém que como eu sofri toda sorte de privações para fazer um curso de magistério de nível superior pago com muito sofrimento, pois naquela época as dificuldades para se estudar eram muito maiores do que hoje. Enfrentava-se horas e horas de viagem toda noite, de ônibus fazendo mais de 200 km diários para chegar e voltar da faculdade de pedagogia. Frio e fome. Não tenho vergonha de falar porque era a dura realidade. Oito horas ou mais de trabalho numa escola interiorana, mais quatro de viagem somadas às quatro horas de aula no curso de pedagogia. Era muito difícil. Mas havia esperança de dias melhores. Vã esperança! Hoje, após 34 anos de magistério sou obrigado a ler que uma autoridade da Educação do nosso estado, nada mais, nada menos que o segundo na escala de poder da Secretaria da Educação acusa o magistério, do qual faço parte, de estar extorquindo o Governo, pelo simples fato de estar buscando o cumprimento de um direito adquirido por lei. Aqui vai uma pergunta: se os papéis estivessem invertidos? Se ao invés do Governo ,fosse o magistério que estivesse descumprindo com a lei, estaríamos nesse impasse ou já teríamos sido severamente punidos?
    Até o presente momento resguardei-me de dizer o que o faço agora: a oxigenação não tem que ser só na educação; tem que ser na política catarinense, também. É impossível acontecer essa tão propalada e necessária mudança nos ares educacionais enquanto os grupos que detém o poder em Santa Catarina se mantém os mesmos, apenas se revezando de tempos em tempos , produzindo alguns rearranjos quando se sentem ameaçados pela perda do poder, mas permanecendo, na essência, sempre a mesma velha política das velhas e carcomidas oligarquias do nosso estado. Por acaso este não é um governo de continuidade? Não é o velho projeto de poder travestido de novo pela simples mudança de slogans de campanhas eleitorais e de nomes de coligações partidárias? Os atores políticos não continuam os mesmos? A atuação da imprensa não continua a mesma,com raríssimas excessões como é o caso deste nosso blogueiro, um dos poucos a nos dar vós? E o que dizer daqueles nossos colegas que foram para a rua agitar bandeiras do atual governador quando era candidato formando chapa com dois candiatos ao senado, hoje senadores da república e que nos haviam espezinhado até então? E o que dizer daqueles nossos colegas que agora nessa nossa justa e grandiosa luta, se acovardaram e continuam indo para as escolas para assinar o ponto? Lembro-me que no período eleitoral do ano passado, quando o Diário Catarinense entrevistou os vários candidatos ao governo do Estado sobre seus planos para governar Santa Catarina, após ter lido as propostas de todos, um dia comentei com os colegas de minha escola que a pior proposta para a educação era a do atual Governador, pois era a continuidade do que estava posto. Nenhum dos colegas presentes naquele momento comentou nada e a maioria “torceu o nariz” para o meu comentário. E ninguém comentou nada porque, infelizmente, ainda tem muito professor que sente orgulho em dizer alienadamente que detesta política. Aí está o resultado. A velha política travestida de nova mostrando suas garras. E muitos de nós, no seu “que fazer” diário, ainda achamos que somos apolíticos. Que isso é coisa de alguns iluminados. Nada acontece por acaso. A história é construída por aqueles que, corajosamente, a tomam em suas mãos e a fazem acontecer. Ela não é fruto do acaso. Ela obedece a imutável lei da “causa-conseqüência”. Portanto, sejamos atores da nossa história, tomemô-la em nossas mãos e não fiquemos apenas esperando que os outros a construam enquanto ficamos no papel de meros espectadores. Desculpem pelo desabafo. É a leitura que faço do momento atual. E obrigado, Moacir pelo espaço que nos tem dado. Jornalismo imparcial é o quê estás praticando. Um grande abraço.”
    …É GREVE; única AÇÃO que nos resta hoje!!!

  65. …”abraço fraterno mestre Môa!” É VERDADE! …
    -” A assembleia estadual dos professores deve decidir hoje pela continuidade da greve. Mas o comando elaborou uma nova proposta e vai submetê-la aos professores. Se aprovada, será levada ao governo. O Sinte avançou nas negociações com o governo, mas foi desautorizado nas assembleias regionais.

    O Estado reiterou que chegou ao limite com despesas de R$ 22 milhões mensais. Os professores querem manter a regência de classe e a aplicação integral do piso na carreira.”
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!(como FORAM e como SÃO aplicadas as Verbas Federais do FUNDEB na Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina???)

  66. …boa, Ana! desGoverno do Estado de S.C. Uma resposta para “Concessão e extorsão”

    Marcelo Dutra diz:
    8 de junho de 2011

    “Vai para a televisão, mentir para a população, dizendo que aprovou a
    > implantação do Piso, que nenhum professor vai receber menos de R$1600,00,
    > quando na verdade pretende achatar o plano de carreira dos professores.
    > Gente que trabalhou e estudou a vida inteira pra fazer aquilo que o senhor
    > não faz: educar crianças, jovens e adultos para serem cidadãos críticos, que
    > cumprem seus deveres e exigem seus direitos! Não… o senhor precisa de
    > gado, né, Governador… precisa de massa de manipulação, de mão de obra
    > barata… o que foi mesmo que o senhor disse na reunião com o SINTE e o
    > Comando de Greve na segunda feira? Ah… “A educação NÃO É PRIORIDADE para a
    > sociedade”. Não, claro que não. A sociedade quer que seus filhos crescam
    > ignorantes. O senhor tem razão…
    > Que vergonha, Governador!
    > Vai para a televisão dizer que não pode comprar os uniformes para os
    > alunos por que precisa pagar os professores…
    > Jogo sujo, hein? Que baixeza! Afinal o Sr. sabe que boa parte da
    > população não está ciente de que a verba para o pagamento dos professores É
    > DIFERENTE E SEPARADA da verba para a aquisição dos uniformes, né?
    > Assim, os professores ficam parecendo os vilões da história, quando
    > na verdade são os bolsos dos Parlamentares que ficam cada vez mais cheios
    > com o que deveria ser o nosso salário… Sinto muito, Governador, o vilão
    > dessa novela mexicana é o senhor mesmo! Eu sei e o Sr. sabe.
    > Que vergonha, Governador!
    > Vai para a televisão dizer para a população que a greve acabou,
    > quando na veradade, está só começando! Mente para o povo, faz com que os
    > pais mandem seus filhos para a escola só para darem com a cara na porta e
    > voltar para casa novamente. Manipulando o caos, hein? Bonito isso… para
    > tentar culpar os professores, né? Assim a população se revolta e o movimento
    > enfraquece…
    > Sinto muito lhe informar, Sr. Governador, mas a população já está
    > sendo informada das suas mentiras. E o movimento não vai enfraquecer. Dessa
    > vez, vamos até o fim! Dessa vez, a lei será cumprida. Ou será que o Governo
    > do Estado está acima da Lei?
    > Mais uma coisa, Excelentíssimo Governador Raimundo Colombo: O
    > Governo Federal deixou claro que os Estados que não tiverem dinheiro
    > suficiente para implantar o piso conforme a tabela, receberam auxilio
    > financeiro da União.
    > Se o Sr. afirma que Santa Catarina não tem dinheiro suficiente, por
    > quê é que não pede ajuda do Governo Federal? Ah… é por que Santa Catarina
    > TEM DINHEIRO, não é? E o Sr. não tem como provar o contrário, afinal, esse
    > dinheiro, que vem do FUNDEB, vem sendo desviado para outros setores, certo?
    > Hmmm… será que é por isso que a Promotoria Pública está processando o
    > Estado por uso indevido e desvio das verbas do FUNDEB? Ah… endendi… Isso
    > o Sr. não fala na TV, né?
    > Tem muita coisa acontecendo em Santa Catarina, Governador. O Sr.
    > deveria ser o nosso principal Servidor, administrando o bem público pelo
    > povo e para o povo. Deveria pelo menos QUERER se orgulhar de ser um Estado
    > com menor índice de analfabetismo, melhor atendimento na saúde pública,
    > melhor nível de educação, melhores condições de trabalho, menor índice de
    > pobreza. Se o Sr. pelo menos QUISESSE se orgulhar dessas coisas, se o Sr.
    > pelo menos QUISESSE ter orgulho de ser Governador do Estado de Santa
    > Catarina, tomaria providências para que todos esses anseios do SEU POVO se
    > tornassem realidade, ou pelo menos, caminhassem para isso.
    > Mas infelizmente o senhor é como vários administradores de outros
    > Governos, não é? Só quer se orgulhar de poder passar a semana no seu Sítio
    > em Lages, sem nada para fazer, de papo pro ar, ou de poder passear pela
    > Europa, enquanto por aqui, na terrinha, nós não temos nem o direito de ir e
    > vir, já que nossos miseráveis salários não custeiam nem as passagens de
    > ônibus…
    > É…. mania feia essa que o professor tem de querer comer 3 vezes
    > por dia…
    > favor, encaminhe ao maximo de pessoas possiveis, temos que ter todos
    > cientes do que existe por tras das mentiras dos governadores…
    > Aqueles que vocês escolheram na eleição, lembra?
    > agora, eu, aluna de terceiro ano, tenho que estar apoiando uma
    > greve, por que nao acredito que alguem teve a cara de pau de negar uma lei E
    > NAO IR PARA A CADEIA!
    > só no Brasil mesmo….
    > EU TENHO ORGULHO DE SER BRASILEIRO, eu tenho o orgulho de conhecer
    > esses brasileiros que lutam pelos seus direitos!” …Por Amor ao Nosso Trabalho; A GREVE CONTINUA!!!!!!!

  67. …”Mestre Môa”, muito obrigadooooooo!!! “Manifestação gigantesca

    9 de junho de 2011

    Os professores estaduais estão dando uma histórica demonstração de unidade política e força de suas bandeiras e reivindicações. É impressionante o tamanho da passeata que se realiza neste momento no centro da Capital.
    A manifestação ordeira e bem organizada começa neste momento perto da secretaria da educação e termina na Prainha.
    Um movimento sem similar em Santa Catarina.” …A GREVE CONTINUA!!!

  68. …# Edgard de Assumpção diz:
    9 de junho de 2011

    “Eu agora diria a nós, como educadores e educadoras: ai daqueles e daquelas, entre nós, que pararem com sua capacidade de sonhar, de inventar a sua coragem de denunciar e de anunciar. Ai daqueles e daquelas que, em lugar de visitar de vez em quando o amanhã, o futuro, pelo profundo engajamento com o hoje, com o aqui e com o agora, ai daqueles que, em lugar desta viagem constante ao amanhã, se atrelarem a um passado de exploração e rotina.”
    (Paulo Freire)
    Os professores de Santa Catarina dando exemplo de engajamento! Parabéns!! Não desistam! Na sua luta reside também a esperança de muitos por um futuro melhor para todos!!
    …A GREVE CONTINUA!!!

  69. …# Adriano Silva diz:
    9 de junho de 2011

    Enquanto isso, em Blumenau o Governador falou :
    ” O governador Colombo disse durante o discurso que o evento mostrava os valores do povo catarinense, que não desiste perante as adversidades.”
    Sabe o que espera na capital, pena que não estava lá.
    Mais a frase…..essa ele vai ter que reafirmar.
    …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!

  70. …# IARA REGINA CORRÊA diz:
    9 de junho de 2011

    Acabo de chegar desse Movimento historico… Ouvi de professores em final de carreira que jamais presenciaram tamanha “união”, mesmo na rua estreita da secretaria de Educação o comercio local não baixou suas portas, na presença de cerca de 16 ooo profissionais da educação, viram que nossa luta é de paz é legal!!!
    Para quem duvidou de nossa greve, esta ai a resposta!!!
    Obrigada , caros colegas, Nós fazemos a educação, somos a educação!!!
    …É GREVE!!!

  71. …# maike diz:
    9 de junho de 2011

    Uma pequena mensagem aos que se dizem governantes :

    “Conversa com Educadores”

    O estudo da gramática não faz poetas. O estudo da harmonia não faz compositores. O estudo da psicologia não faz pessoas equilibradas. O estudo das “ciências da educação” não faz educadores. Educadores não podem ser produzidos. Educadores nascem. O que se pode fazer é ajudá-los a nascer. Para isso eu falo e escrevo: para que eles
    tenham coragem de nascer. Quero educar os educadores. E isso me dá grande prazer porque não existe coisa mais importante que educar. Pela educação o indivíduo se torna mais apto para viver: aprende a pensar e a resolver os problemas práticos da vida. Pela educação ele se torna mais sensível e mais rico interiormente, o que faz dele uma pessoa mais bonita, mais feliz e mais capaz de conviver com os outros. A maioria dos problemas da sociedade se resolveria se os indivíduos tivessem aprendido a pensar. Por não saber pensar tomamos as decisões políticas que não deveríamos tomar. Se você desejar saber com detalhes o que penso sobre a educação, leia os livros que se encontram na sala Biblioteca. Nas minhas conversas com educadores meus temas favoritos são: A alegria de ensinar, A educação dos sentidos, O prazer de ler, A arte de pensar, O educador como sedutor, O educador como feiticeiro, O educador como artista, O educador como cozinheiro, As leis do pensar criativo, Anatomia do pensamento: informação, razão, inteligência, conhecimento, alegria, Aprendendo a desaprender, Entre a ciência e sabedoria: o dilema da educação, Educação e política, Educação e Vida, Aprendizagem e prazer.

    – Artigo “Como amar uma criança” sobre o educador Janusz Korczak, que se tornou um símbolo pelo seu amor às crianças. Diretor de um orfanato em Varsóvia, foi morto pelos nazistas com suas crianças numa câmara de gás. Tradução de Manoel Moraes.

    BRAVO PROFESSORES !!!! NOSSA LUTA É PELO BEM !!!!NOSSA LUTA É LEGÍTIMA !!!!

  72. …# Fernanda C da Silva Cherem diz:
    9 de junho de 2011

    Linda a manifestação!! Agora aguardamos o retorno do governo, só não entendi porque nós temos que dar retorno das propostas em um dia e eles podem levar 5 dias. Não etão mais preocupados com os alunos sem aulas? E o Lego hein? Depois diz que não tem dinheiro.
    …A GREVE CONTINUA!!!

  73. …# Prof. Msc. Vanderlei André diz:
    9 de junho de 2011

    Para os milhares de colegas professores que pararam a capital do Estado neste dia histórico, uma só palavra: IMPRESSIONANTE.

    Aqueles que diziam que a categoria apresentava sinais de cançasso e desunião já reviram seus conceitos!
    Nunca na história desse Estado houve tamanha demonstração de união e força! Por TODA A SANTA CATARINA ecoou o grito da classe que busca apenas um direito estabelecido em LEI.

    Esperamos que na próxima semana possamos usar novamente nossa voz, agora dentro da sala de aula e com nossa carreira respeitada… Ou gritaremos com mais força fora da sala de aula, pode ter certeza!
    Foi emocionante participar da MAIOR manifestação da história desse Estado!
    Força profissionais da Educação catarinense.
    …É GREVE!!!

  74. …# Regiane de Jesus Vieira diz:
    9 de junho de 2011

    EU estive lá, foi emocionante!!! Me senti orgulhosa por fazer parte desta categoria que vem dando aulas de cidadania mesmo fora de sala. Cheguei em casa faz pouco tempo, mas não me sinto cansada, muito pelo contrário, voltei mais confiante, pois sei que não estou sozinha….PARABÉNS A TODOS OS PROFESSORES , A NOSSA LUTA É DIGNA E VERDADEIRA, SÓ ESTAMOS LUTANDO POR UM DIREITO NOSSO! NÃO PODEMOS ESQUECER DE AGRADECER A DEUS E PEDI QUE ELE TOQUE NO CORAÇÃO DOS POLÍTICOS PARA OLHAR COM ATENÇÃO A NOSSA CAUSA. AMÉM FIQUEM COM DEUS E BOA NOITE !!!!

  75. …# Francisco diz:
    9 de junho de 2011

    Tudo isso é apenas para pedir ao GOVERNO QUE CUMPRA A LEI. É A CAMINHADA DE UMA CLASSE QUE APENAS QUER SER RECONHECIDA E RESPEITADA. para isso SÓ BASTA O GOVERNO CUMPRIR A LEI. É PEDIR DEMAIS?????
    …A GREVE CONTINUA!!!

  76. …”Mestre Môa”……………………………………………………………………….. “diário catarinense

    O secretário adjunto da Educação, Eduardo Deschamps, não perdeu tempo. Tão logo recebeu a proposta do Sinte, aprovada na maior assembleia geral de professores já realizada em Santa Catarina, tratou de submetê-la à Secretaria da Administração para estudos de repercussão financeira. Numa análise preliminar, concluiu que a aplicação integral do piso na carreira, ainda que agora de forma parcelada, ultrapassa o limite dos R$ 22 milhões mensais fixados por Raimundo Colombo. Ressaltou que a incidência plena do piso, mesmo que em prestações até dezembro, implicaria aumento da folha em R$ 109 milhões. E coincidindo com 2012, quando já há previsão de novo reajuste de 22%. Prometeu uma posição oficial aos dirigentes do Sinte na próxima terça-feira.

    A greve está mantida. Por aclamação e com festa. O impasse continua no financeiro. O governo fixou um limite para pagamento do piso. Os professores não abrem mão do piso na carreira e muito menos da gratificação por regência de classe. A assembleia estadual realizada na Passarela Nego Quirido foi a maior demonstração de força do magistério. Quatorze mil professores, anunciou o Sinte. Os deputados do PT, do PDT e do PC do B, como sempre, procuraram tirar proveito, fazendo discursos de apoio à greve.

    Mas o movimento, desta vez, não tem conotação partidária ou influência ideológica. Lá estiveram, com expressivas delegações em 231 ônibus contados, professores efetivos, ACTs, aposentados, homens e mulheres, jovens e idosos, com um nível de consciência e maturidade, também sem precedentes. A passeata realizada nas ruas centrais de Florianópolis foi outro acontecimento raro, até emocionante, pelo caráter ordeiro, pela expressão dos participantes e pela organização. Tudo com proteção policial.

    A unidade política do Estado registrada durante a vista de Dilma em Blumenau foi a marca principal também na histórica assembleia dos professores em Florianópolis.” …A GREVE CONTINUA!!!

  77. ……O governador Raimundo Colombo e o Secretário de Educação Marco Tebaldi dizem que SC não tem verba suficiente para pagar o piso nacional. Essa afirmação foi desmentida pelo Tribunal de Contas; Santa Catarina não ultrapassa o limite legal que pode ser gasto com os servidores públicos. Além disso, existe uma série de denuncias que apontam o desvio de R$2.795.232.179,02 do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação(Fundeb). AUDITORIA FEDERAL JÁ, O POVO CATARINENSE JÁ COMPROU ESTA LUTA. Vamos abrir a “caixa preta” do paulo bauer e lhs. …A GREVE CONTINUA!!!

  78. …# jean diz:
    10 de junho de 2011

    O governo do Estado e a Secretaria da Educação, que alegam deficiência de caixa para conceder reajuste salarial aos profissionais da rede pública de ensino, pagaram, em dezembro do ano passado, no apagar das luzes, R$ 9,7 milhões, com dispensa de licitação, na compra de “equipamentos de capacitação” educacional.
    Os referidos “equipamentos” são, na verdade, brinquedos LEGO, que foram fornecidos por uma empresa com sede em São Caetano do Sul (SP) e até hoje se encontram encaixotados em um depósito da Secretaria da Educação. Ou seja, não foram distribuídos às escolas.
    Em sites de venda na internet os produtos podem ser adquiridos com valores até 60% mais baixo do pago pelo governo (leia-se contribuinte) catarinense.
    A denúncia foi encaminhada à deputada Angela Albino (PCdoB), que exibiu as seis notas fiscais que, somadas, chegam a R$ 9.750.000,00 durante assembléia dos professores, na Capital. Fonte: Cangablog

  79. …# Moacir Pereira diz:
    10 de junho de 2011

    Caro Francisco
    Gostaria,sinceramente, que lá estivessem deputados de todos os partidos, especialmente da base governista. Primeiro, para eliminar qualquer contaminação partidária no movimento, que é do magistério, não de partidos ou ideologias, pelo que testemunhei. SEgundo, para que eles levassem os relatos fiéis ao governador e ao governo do que aconteceu na Passarela Nego Quirido. Posso estar equivocado, mas sinto desde o inicio que o movimento é autêntico, não sofre interferências externas ou tem algum objetivo eleitoral. É dos professores e pelos professores. Abraço fraterno do Moacir

  80. …# IARA REGINA CORRÊA diz:
    10 de junho de 2011

    De fato, parece que o único que se preocupa com os estudantes e professores é o secretário adjunto da Educação, Eduardo Deschamps, bom, sabemos que Tebalde, é só mais uma promessa de emprego da campanha politica, um fantoche da senhora Elizete mello…
    Pois bem, aí está a solução para pagar os professores: abrir os ármarios e tirar os cabides de empregos!!!
    Isto é porque ainda querem construir mais 5 escolas de tempo integral!!!
    Só não podemos esquecer que neste movimento historico, a única bandeira que levantamos é do piso… Nossa greve não é de “politicagens”, sou uma que no ato das velas, qdo me deparei com a Ministra da pesca Ideli, e alguns colegas queriam exclui-la, falei que todos que se juntarem a nosso favor seriam bem-vindos – isso é democracia, cidadania(aula que demos ontem ao governo); porque que só agora alguns politicos vem a público denunciar o que já sabiam… INTERESSES!!!
    Somos formadores de opiniões e ações, nossa bandeira não deverá ser de nenhum partido, talvez por isso que chegamos até aqui…Andamos até agora, com nossos pés, atos e palavras não precisamos que nenhum politico nos apontem ou digam o que temos que fazer, já mostramos que somos “uma bandeira ” uma força!!!
    …A GREVE CONTINUA!!!

  81. …# Leila Bambino diz:
    10 de junho de 2011

    É com muito orgulho que afirmo: “Eu faço parte desta história”. Estive na assembleia estadual em Florianópolis e foi nítida a união dos meus colegas professores em prol daquilo que estamos reivindicando: A APLICAÇÃO DO PISO!!!. De fato não estamos levantando bandeiras de partidos políticos e sim a única bandeira que nos interessa: A EDUCAÇÃO.

    Acredito que ninguém mais terá coragem de dizer que somos uma classe desunida, pois a passeata mostrou que somos unidos, educados, coerentes e temos o nosso valor. Educação é o nosso lema…14 mil professores, e eu faço e farei parte desta história…quanto orgulho de ser professora!!!!!!!
    …É GREVE!!!

  82. …# gilson diz:
    10 de junho de 2011

    Caro Moacir,
    Sou professor e não filiado a partido algum. Mas queria dizer ao nosso governo que ele tem a oportunidade de passar a educação a limpo. Assim como a saúde e também a segurança pública(resolvendo a educação resolve, automaticamente, grande parte dos problemas de saúde e de segurança). Se o governo deixar passar esta oportunidade, talvez não tenha uma outra pela frente. Veja o que vem acontecendo em nível nacional. Quando a oposição teve a sua oportunidade, deixou o cavalo passar. Agora, ficam perdidos, sem saber o que fazer, como baratas tontas, e sabe lá quando terão outra chance, se é que ainda terão!
    …É GREVE!!!

  83. …# leda diz:
    10 de junho de 2011

    Seria tão fácil para o governo acabar com este blá,blá, blá…
    Separa o que é verda do fundeb e faça uma prestação de contas ao Sinte mostrando onde foi aplicado o dinheiro (na educação, é claro). Aí vamos entender.
    Creio que faltou um ítem na pauta de reivindicações do Sinte: verba do fundeb em conta única e demosntrativo da aplicação deste fundo.
    …A GREVE CONTINUA!!!

  84. …# Soraya diz:
    10 de junho de 2011

    Caro Môa
    Mando um recado aos Deputados que por um motivo ou outro não apoiam a educação catarinense:
    Gostaria que TODOS os Deputados tivessem a disposição e o interesse de apoiar abertamente a causa da educação em nosso Estado. Somos de todos os partidos, mas antes de tudo, somos EDUCADORES. Pedimos aos senhores Deputados e Deputadas estaduais que, antes de interesses político partidários, pensem nos interesses políticos do Estado, pois é para isto que foram eleitos. Deveriam estar representando os interesses de seu Estado e de seus eleitores e não interesses e vantagens de um pequeno grupo de governantes inescrupulosos.
    Grata pela atenção.
    Soraya Antoni
    …É GREVE!!!

  85. …# MÁRCIA MARISTELA diz:
    10 de junho de 2011

    BOM DIA MÔA!!!

    ACABEI DE RECEBER UM EMAIL DE UM PAI,O QUAL ME DEIXOU MUITO FELIZ,POIS SENTI QUE NÃO ESTAMOS SOZINHOS.
    PARABÉNS Á VOCÊ PAI!!!!
    SEGUE EM ANEXO O EMAIL

    PARABÉNS PROFESSORES
    Olá Márcia como vai? É com muita insatisfação que vejo o governo usar de artimanhas e estratégias diversas e o fator tempo em especial, para coibir aquilo que é direito de vocês ( daquelas pessoas que ao meu ver e sei que da sociedade como um todo também), tem a missão primordial na formação educacional dos nossos filhos e porque não dizer de nós mesmos, o professor . Tenho acompanhado pela mídia diariamente todas as propostas feitas por ele e pelo SINTE, e vejo que o objetivo do governo é apenas um: enfraquecer o movimento legalmente instituído de último recurso de conseguir fazer valer os direitos fundamentais do trabalhador, a greve; protelando até onde pode e divulgando por diversos meios mazelas que não condizem com aquilo que prega a lei. Enfraquecimento este que não deve em hipótese alguma acontecer, pois depois de começarmos algo se paramos no meio do caminho perdemos, se irmos até o fim, temos a possibilidade de vitória. Como diz um livro muito conhecido no meio dos Donos do Poder: A arte da guerra de Sun TZu: ”A garantia de nos tornarmos invencíveis está em nossas próprias mãos. Tornar o inimigo vulnerável, só depende dele próprio” “ A invencibilidade está na defesa: a possibilidade de vitória, no ataque. Quem se defende mostra que sua força é inadequada; quem ataca, mostra que ela é abundante”, aliás livro este, que eles usam na íntegra para conseguir os seus intentos e está nas estantes dos maiores governantes públicos e estadistas da atualidade, e digo isso de cadeira como ex- funcionário estatal que fui, mas no meu caso, diferente de vocês, tinha este direito tolhido em estatuto expressamente, mas vocês que tem este poder na mão devem usá-lo sabiamente para conseguir os seus intentos e garantir , assim como estão fazendo, que o professor seja valorizado realmente como a sua nobre missão condiz. Parabenizo você Márcia e todos os professores deste nosso estado valoroso por saírem do anonimato e irem em busca da valorização profissional que já é de vocês de direito. Digo isto como pai e cidadão por direitos garantidos no artigo 5 da CF que em nosso país somos livres para manifestar nossos pensamentos e opiniões. Grande abraço a todos e que Deus os abençoe.

    OBRIGADO PELO APOIO,PAI…..A LUTA POR NOSSOS DIREITOS CONTINUA…….

  86. …”VALEU DUDA”
    “Atuamos na saúde, porém não temos como ficar indiferentes a luta dos professores e estive presente na assembléia do dia 09/06/11 na passarela “Nego Queridu” levando apoio e solidariedade aqueles me ensinaram as primeiras letras.

    Carnavalizando, respeitosamente, o que vi na passarela do samba, deixo meu carinho e respeito a todos os professores.

    Desfilando na passarela Nego Quirido a Escola “ Unidos pela Educação”

    Quesitos julgados e notas:

    Enredo: Valorização, dignidade e dedicação aos filhos dos catarinenses. Nota 10

    Comissão de frente: Comando de greve, Sinte, professores. Nota 10

    Evolução: Assembléias e passeatas ordeiras. Nota 10

    Harmonia: Diálogo, negociação e unidade dos professores. Nota 10

    Samba-enredo: Professores na rua, Governo a culpa é tua. Nota 10

    Mestres das Salas e suas Bandeiras de luta: Nota 10

    Alegoria e Adereços: Faixas, cartazes, camisetas, baneres, tabelas, diplomas. Nota 10

    Bateria: composta por 65.000 ritimistas, energizada e qualificada. Nota 10

    Fantasias: Que todos(as) catarinenses tenham uma educação de qualidade prestada por aqueles que vestem Guarda pó branco, uniformes, livros, cadernos, quadros. Nota 10

    Não há duvidas que o enredo está fundamentado numa excelente argumentação, que aliado à comissão de frente que tem cumprido seu papel, dialogando, negociando, propondo e sobretudo ouvindo e respeitando as vozes que vem das arquibancadas.

    É notório o respeito no quesito harmonia sobretudo quando percebemos a sintonia entre o canto e o samba-enredo cantado permanentemente por 65.000 passistas que evoluem em suas oficinas e cursos de capacitação, tornando-se mestre das salas de aula, impulsionados pela bateria faz ecoar o desejo de respeito e valorização daqueles que tem como fantasia um mundo melhor para todos os estudantes catarinenses.

    Sendo a base de tudo, a sociedade catarinense declara a Escola “Unidos pela Educação” como a instituição vitoriosa, merecendo nota 10 em todos os quesitos.

    Carlos César ‘Duda’ Vieira – Florianópolis”
    …valeu meu irmão, abraço fraterno!!!

  87. ………A Educação é BASE da formação de um Cidadão(ã) e, por conseguinte, de uma NAÇÃO ; portanto temos que cobrar de nossos Governantes que cumpram as LEIS e que invistam de forma SÉRIA na EDUCAÇÃO!!! …Aos Companheiros(as) do MST(Movimento dos Sem Terra)nossos AGRADECIMENTOS pelo APOIO. Resistir Sempre Irmãos(as)!!! …A GREVE CONTINUA!!!

  88. …# Paulo Roberto Bach diz:
    10 de junho de 2011

    Boa Noite caro Professor Moacir (segundo vereador Márcio).
    Estando em greve a mais de três semanas, normalmente começamos a ficar angustiados, pois o governo utiliza de várias artimanhas para tentar enfraquecer o movimento. É nestas horas que as reflexões são importantes e necessárias para que nos fortaleçamos e continuemos na LUTA. Por isso deixo duas contribuições:

    FIQUEI MAGOADO, NÃO POR ME TERES MENTIDO, MAS POR NÃO PODER VOLTAR A ACREDITAR-TE. (Friedrich Nietzsche). É desnecessário citar o nome ou cargo.

    A IDADE DE SER FELIZ.

    Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
    somente uma época na vida de cada pessoa
    em que é possível sonhar e fazer planos
    e ter energia bastante para realizá-las
    a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

    Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
    e desfrutar tudo com toda intensidade
    sem medo, nem culpa de sentir prazer.

    Fase dourada em que a gente pode criar
    e recriar a vida,
    a nossa própria imagem e semelhança
    e vestir-se com todas as cores
    e experimentar todos os sabores
    e entregar-se a todos os amores
    sem preconceito nem pudor.

    Tempo de entusiasmo e coragem
    em que todo o desafio é mais um convite à luta
    que a gente enfrenta com toda disposição
    de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
    e quantas vezes for preciso.

    Essa idade tão fugaz na vida da gente
    chama-se PRESENTE
    e tem a duração do instante que passa.
    (desconhecido).

    Moacir, gostaria de fazer um pedido, sei que é complicado pois tentei de outras formas mas não consegui.
    Penso ser de interesse de toda a categoria. É o seguinte:
    – Quantos Professores do quadro atual do magistério que estão em atividade, são do nivel 1A ao nível 7A;
    – do nível 7A ao nível 10A;
    – do nível 10A ao nível 12G.
    – Quantos desses ocupam as direções gerais das escolas;
    – e por fim quantos professores estão em cargos comissionados nas SDRs e demais repartições pertinentes à Educação.
    Penso que de posse dessas informações, poderemos ter um real conhecimento da estrutura de pessoal da Secretaria e sabermos onde está realmente o problema er quem sabe o Secretário e seun adjunto consigam entender melhor a categoria. Estou até c omeçando a duvidar da capacidade dos mesmos.
    Bom fim de semana A TODAS E TODOS.
    C0LEGAS ” TEMOS QUE SER FORTES, MAS SEM PERDER A TERNURA JAMAIS”.

  89. …# Paulo Roberto Bach diz:
    10 de junho de 2011

    A MENSAGEM VALE PARA NOSSO AMIGO MOACIR, VEREADOR MARCIO E PROFESSORES DE SC.

    Vcs são de carne e osso…

    Mas valem mais que ouro!!!!

    Um forte abraço a todos!!!

    Não dá pra dizer mais nada…..

    Você nasce sem pedir e morre sem querer…
    Por isso, aproveite o Intervalo SENDO FELIZ!!!

    VOCÊ VALE OURO!

    Amigo é coisa pra se guardar…

    Um filho pergunta à mãe:
    – Mãe, posso ir ao hospital ver meu amigo? Ele está doente!
    – Claro, mas o que ele tem?
    O filho, com a cabeça baixa, diz:
    – Tumor no cérebro.
    A mãe, furiosa, diz:
    – E você quer ir lá para quê? Vê-lo morrer?
    O filho lhe dá as costas e vai…
    Horas depois ele volta vermelho de tanto chorar, dizendo:
    – Ai mãe, foi tão horrível, ele morreu na minha frente!
    A mãe, com raiva:
    – E agora?! Tá feliz?! Valeu a pena ter visto aquela cena?!
    Uma última lágrima cai de seus olhos e, acompanhado de um sorriso, ele diz:
    – Muito, pois cheguei a tempo de vê-lo sorrir e dizer:
    – EU TINHA CERTEZA DE QUE VOCÊ VIRIA!’

    Moral da história:
    A amizade não se resume só em horas boas, alegria e festa. Amigo é para todas as horas, boas ou ruins, tristes ou alegres…
    CONSERVEM SEUS AMIGOS(a)!
    # Mestre Môa diz:
    10 de junho de 2011

    Caro Paulo Roberto
    Aí está uma bela pauta. Aliás, fui informado por um professor do Instituto de Educação que há mais de 12 mil professores fora da sala de aula, em atividade burocrática. Vou conferir. Bom fimde semana. Abraços, Moacir
    …A GREVE CONTINUA!!! Abraço Fraterno!

  90. …# Alexandre Borella Monteiro diz:
    10 de junho de 2011

    “Sr. Moacir Pereira. Não sou assinante do jornal Diário Catarinense, todavia o leio na escola onde trabalho. Gostaria de me manifestar. Sei que o assunto que coloco aqui não é do tópico, mas ouvi os professores de minha escola elogiarem muito a sua postura frente aos problemas que enfrentamos. O que quero expor é minha indignação com o governo estadual. Mandei um e-mail para a Secretaria da Administração do Estado, e depois mandei o mesmo para a Ouvidoria do Estado. Mas não responderam. O que está acontecendo é um desrespeito. Transcrevo a seguir o e-mail que mandei.
    Este é um e-mail de contato via http://www.sea.sc.gov.br de
    Alexandre Borella Monteiro

    Estou mandando este e-mail para expor a minha insatisfação com a atual situação. Não só minha, mas acredito que de todos os que fizeram o Concurso para o provimento de cargos de Analista em Gestão de Desenvolvimento Regional. Quando saiu o edital em maio do ano passado, vislumbramos a possibilidade de conseguir o anunciado emprego. A partir daí, nos preparamos, fizemos a inscrição – que não foi barata – compramos material de estudo e fomos à luta. Estudamos por meses. Eu, em três turnos (manhã, tarde e noite), chegando a ter insônia (problema que nunca tive) e até picos de hipertensão, devido à ansiedade. Mas me preparei bem. Chegou a prova, e consegui lograr o primeiro lugar no concurso, onde eram prometidas duas vagas. Depois da comemoração, havia a lei eleitoral que impedia nossas nomeações ainda em 2010. Mas tudo bem, o fim do ano não demoraria muito a passar. No entanto, ainda em janeiro, a notícia de que o governador adiaria qualquer contratação por 120 dias foi um duro
    golpe que tivemos que assimilar. Mas assimilamos. Foi duro ler, mas se não havia outro jeito, fazer o que? Era esperar maio. Passaram-se, no entanto, mas de 150 dias, pois já estamos em junho e… nada. Só a expectativa. O que vemos é um escárnio do governo para com nós. Usam a desculpa da folha de pagamentos inchada, mas sabem que nomeações de 72 concursados com um salário de 1900 reais não vão estourar o orçamento. O que vejo é uma falta de respeito para nós, que lutamos e conquistamos essa vaga com nosso suor, com nosso esforço, com muito estudo. O que vejo, é que somos substituídos por gente que trocou o seu voto por um emprego, mesmo sem fazer por merecer estar lá. Se o lema do governo é “As pessoas em primeiro lugar”, deveriam fazer valer esse lema. E que as pessoas que fizeram por merecer estar em primeiro lugar possam estar no lugar onde devem estar. Quem faz um Concurso não o faz só para passar o tempo, ou para se distrair. Se fizemos o Concurso para a SDR foi por
    que precisamos do emprego. Não é justo continuar essa desconsideração por nós, aprovados no Concurso e que temos direito a essas vagas. Não é justo continuar essa zombaria para conosco.

    Acho que o governo deveria fazer jus aos princípios constitucionais: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência.”
    …Concurso Público deve SER A ÚNICA PORTA DE ENTRADA PARA O SERVIÇO PÚBLICO(FEDERAL, ESTADUAL OU MUNICIPAL). “Estás coberto” de RAZÃO, Alexandre!!! …A GREVE DO MAGISTÉRIO CATARINENSE CONTINUA FIRME E FORTE!!!

  91. …Galera; “o ponta Pé inicial” foi dado pela Parlamentar Angela Abino; o Caminho Judicial com Apoio das Massas. “Vamos começar a balançar a jaqueira, derrubando jacas com mais de 50 quilos.” A AUDITORIA FEDERAL será feita!!! Mesmo com o “esperneio”de alguns apavorados, “estupradores da lei”. E o fio da meada é “o joguinho de LEGO.” …A GREVE CONTINUA!!!

  92. …# Manoel diz:
    10 de junho de 2011

    “Atenção professores e diretores de todo o estado, existe um grupo grande de diretores apoiando a greve. Na Grande Florianópolis os diretores deixaram claro o repúdio ao não pagamento de piso. Demais regiões sigam esse exemplo. Grande Florianópolis vocês realmente são GRANDE.

    Aspirantes desistam do sonho de serem educadores, sigam outros caminhos pois os governos, e agora o colombo. transformaram esse sonho em pesadelo.”
    …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!

  93. …# Marilu Antunes diz:
    10 de junho de 2011

    Ele que tire agora do Legislativo o dinheiro q desviou do FUNDEB, e pague o que nos deve!
    …É GRAVE A SITUAÇÃO ou SERIA O COLÁPSO DA EDUCAÇÃO? Seja como for, “A GREVE CONTINUA!!!”


  94. Sinte lança carta aberta

    11 de junho de 2011

    A Assessoria Jurídica do Sinte está divulgando Carta Aberta sobre a greve dos professores. Seu conteúdo é o seguinte:
    “Florianópolis, 10 de junho de 2011.
    Prezados Companheiros do Magistério,
    A Assessoria Jurídica do SINTE/SC encaminha a todos os membros da Categoria do Magistério Estadual, a pedido do Comando de Greve, alguns breves e sumamente necessários esclarecimentos, sobre questões relacionadas aos efeitos da Greve do Magistério.

    1. Primeiramente, cabe lembrar que a greve é um movimento justo e constitucionalmente assegurado a todos os trabalhadores públicos e privados, nos termos do art. 9º e do art. 37, VII da Constituição Federal.

    2. Inclusive, no caso dos trabalhadores do setor público, o direito de greve já foi garantido pelo Supremo Tribunal Federal (Mandado de Injunção n. 708).

    3. Vale ressaltar, ainda, que a greve do Magistério Público Estadual é um movimento de reivindicação justa e legítima pela aplicação da Lei do Piso Nacional, que já foi declarada totalmente constitucional pelo Supremo Tribunal Federal (ADI n. 4167). Não há, no mesmo sentido, qualquer decisão judicial reconhecendo a ilegalidade da greve.

    4. Não se pode esquecer, também, que a greve, enquanto direito de todos os trabalhadores públicos, alcança igualmente aos servidores concursados (estatutários) e aos admitidos em caráter temporário
    (Professores ACT’s), de modo que qualquer punição aos grevistas, estatutários ou ACT’s, configura clara ofensa à Constituição Federal.

    5. Não há qualquer previsão em lei que limite o tempo de duração dos movimentos grevistas, que podem se alongar até o final das negociações entre a categoria paralisada e o governo.

    6. Por fim, depois da greve a pauta de negociações poderá englobar a integral reposição dos dias paralisados, de maneira a não acarretar quaisquer prejuízos aos trabalhadores, aos alunos e à sociedade em geral. Isso certamente será buscado pela categoria!

    Com tais esclarecimentos, a Assessoria Jurídica do SINTE/SC reforça
    que a greve é um direito legítimo da categoria, constitucionalmente
    assegurado, sendo que a aplicação do Piso Nacional do Magistério reflete a
    justa e legítima pretensão da categoria, o que garante a greve como
    totalmente legal e constitucional.

    Reiterando os votos de elevada consideração a toda a Categoria do
    Magistério Público Estadual, colocamo-nos à disposição para quaisquer outros
    esclarecimentos e encaminhamentos.
    Cordialmente,
    JOSÉ SÉRGIO DA SILVA CRISTÓVAM
    ADVOGADO DO SINTE/SC
    PROFESSOR UNIVERSITÁRIO. MESTRE E DOUTORANDO EM DIREITO/UFSC.
    MARCOS ROGÉRIO PALMEIRA
    ADVOGADO DO SINTE/SC
    PROFESSOR UNIVERSITÁRIO. MESTRE E DOUTOR EM DIREITO/UFSC.”

  95. …GALERA ; “o ponta Pé inicial” foi dado pela Parlamentar Angela Abino; o Caminho Judicial com Apoio das Massas. “Vamos começar a balançar a jaqueira, derrubar jacas de 50 quilos.”… AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! Mesmo com o “esperneio”de alguns apavorados, “estupradores da lei”. E o Fio da meada é “o joguinho de LEGO.” …A GREVE CONTINUAR!!!
    …O MOVIMENTO NÃO VAI PARAR!!!
    …O (des)GOVERNO PICARETA ACORDAR!!!
    …………………SOOU ; E O POVO ACORDOU!!!
    …Desviou do FUNDEB; agora PAGUE o que nos deve!!!
    …É GRAVE A SITUAÇÃO ou SERIA O COLÁPSO DA EDUCAÇÃO? Seja como for, … “A GREVE CONTINUA!!!”

  96. …”JOSI ESTAMOS CAMINHANDO!” ………………………….. EDUCAÇÃO NA BASE DE UMA NAÇÃO!!! …………………………………………………………………………………………………….. 12 de junho de 2011 |
    E DAÍ?
    Josiane, 28, está desiludida

    A professora Josiane Motta, 28 anos, assume que depois de sucessivas decepções deixou de acompanhar as notícias relacionadas à política. Ela conta que quando era mais nova tinha ideais de mudar as coisas e vontade de participar ativamente da política, mas desanimou pela falta de oportunidades.

    – Eu não gosto da política pelo modo como ela é feita no Brasil – justifica ela.

    Josiane acredita que se mais exemplos positivos fossem mostrados, os jovens que pensam como ela poderiam mudar de ideia. A professora afirma que procura conversar com seus alunos na tentativa de formar uma consciência crítica desses futuros eleitores.
    …A GREVE CONTINUA!!!

    • Oi me chamo Josiane M. Motta tenho 33 anos e não estou desiludida. Sou professora da escola EEB Simão José Hess e quero dizer que é muita coincidência ter uma professora com mesmo nome que o meu. Mas que esta pessoa aí não é a mesma que escreve agora. Atualmente minha maior contribuição política é estar na luta, na greve do magistério de SC. Gostaria conhecer essa professora, quase minha homônima e, trocar umas idéias políticas e pedagógicas.

  97. …A GREVE CONTINUA!!!
    …….“A mais bela função da humanidade é a de administrar a justiça” – Voltaire

    …….“A injustiça em qualquer lugar é uma ameaça à justiça por toda parte” – Martin Luther King Jr

    …”IMPEDIMENTO POR AÇÃO POPULAR” – estás certo Prof. Renato!
    “Nunca uma classe esteve tão coesa em suas legítimas reivindicações assertivas, e que também não retrocederão no que diz respeito aos direitos adquiridos. Se o governo não sabe como gerenciar a administração pública, desviando verbas da educação a outros setores, então pode sofrer até processo de “impeachment”, afinal foi 1/3 de bilhão desviado só este ano. Como irão esclarecer isto à sociedade catarinense? Amigos educandos, não recuaremos até que estes tais gestores saibam gerenciar o erário público… Abraços rumo a vitória mais que consagrada.”
    PROFº RENATO LUIZ MENZE – BALN. BARRA DO SUL – SC …A GREVE CONTINUA!!!

  98. …NOSSO FOCO é o PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO CATARINENSE!!! A “Grana” para quitar esta DÍVIDA se encontra em poder de outros Poderes; não vamos abrir mão do que é NOSSO por Direito!!! ( LEITURA por favor:) ………….. 5de junho de 2011 | N° 9191 ” diário catarinense”…………..
    AUMENTO PARA PROFESSORES
    Afinal, tem ou não dinheiro?

    Nas últimas semanas, o governo de SC disse repetidas vezes que não tinha dinheiro para bancar o aumento salarial pedido pelos professores em greve. Novos cálculos foram feitos por técnicos da Educação e apresentados à Fazenda, e outra proposta salarial surgiu na quinta-feira. Mas, como foi possível, para o governo, aumentar os gastos máximos mensais de R$ 14 milhões para os atuais R$ 19 milhões?

    A verdade é que há dinheiro em caixa. A margem de gasto com a folha de pagamento do governo poderia aumentar em até R$ 548 milhões – e sem chegar ao limite máximo. A margem de manobra permitiu que o governo melhorasse a proposta, mas também acendeu a luz de alerta. O governador Raimundo Colombo se apressou em sugerir a criação de grupos de trabalho para avaliar demandas de outras categorias. O cenário foi confirmado, pela primeira vez desde o início da greve, pelo secretário-adjunto da Educação, Eduardo Deschamps. Nestas páginas, saiba mais sobre as contas do Estado, a aplicação dos recursos para a educação e os problemas que precisam ser resolvidos.

    Folga na folha

    A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) limita os gastos do governo federal, estados e municípios com a folha de pagamento. O Executivo, responsável pelos salários do magistério, pode comprometer até 49% da receita líquida com a folha.

    Para chegar ao limite máximo, o governo de SC teria que gastar pouco mais de R$ 853 milhões este ano. Mas nenhum governo gosta de chegar tão longe. O limite prudencial, de 46,55%, já prevê restrições para quem chegou a este ponto, como a impossibilidade da criação de cargos ou funções que possa significar aumento de despesas.

    Nas últimas duas semanas, técnicos da Educação fizeram simulações para tentar melhorar os reajustes previstos na tabela da medida provisória (MP) encaminhada à Assembleia Legislativa (AL). Só foi possível apresentar um novo quadro com valores de salário-base porque existe uma folga no orçamento antes de atingir os limites da LRF.

    Limite ampliado

    O desafio das simulações, segundo Deschamps, era aplicar o piso de R$ 1.187 para os professores que ganham menos – R$ 609,46. Os técnicos também deveriam conseguir dar ganho real às 84 variações de vencimento da categoria, sem diminuir a remuneração e respeitando o limite imposto pela Fazenda. A possibilidade inicial era de ampliar em R$ 14 milhões os gastos mensais com o magistério.

    – Já avançamos e estamos chegando a um patamar de R$ 17 milhões ou R$ 19 milhões por mês, em uma folha que era de R$ 146 milhões (mensais) – revelou Deschamps.

    A necessidade de ampliar o limite surgiu com a resistência do magistério à tabela da MP, que igualava o salário de 31 mil professores em R$ 1.187. Os outros 28,9 mil, na ativa ou aposentados, não receberiam reajuste.

    Com o sinal verde da Fazenda para ampliar o limite de gastos, o governo propôs uma nova tabela, pela qual os professores que recebem R$ 609,46 passariam para R$ 1.190.

    A tabela salarial dos professores, conquista de uma greve feita há 25 anos, prevê 12 níveis e sete outras classificações para cada um deles. Cada graduação contempla um nível diferente de formação, cursos de aperfeiçoamento e tempo de carreira.

    A nova proposta do Estado ignora o índice de 2,75% de aumento no salário-base vigente entre 21 graduações de um mesmo nível de formação. Iguala, por exemplo, o ganho inicial de 1.678 professores ativos e aposentados que hoje recebem entre R$ 609,46 e R$ 717,19.

    Faz parte da proposta a redução dos valores pagos para a regência de classe e a extinção de bonificações, como os prêmios Educar, Jubilar e por assiduidade. Apenas o Educar pode significar uma diminuição de R$ 200 para cada professor. Por isso, quem ganha menos também passaria a ter uma remuneração menor com a nova proposta do que com a MP.

    – Precisávamos fazer uma redistribuição, e quando se avança nos níveis mais altos, é preciso buscar os recursos para contemplar isso. A nova proposta distribui recursos para todo mundo, não apenas para um grupo.

    A fatia da Educação tem limite, segundo Deschamps, porque a Fazenda está analisando os recursos disponíveis, as perspectivas de arrecadação para este ano e o impacto que reajustes de outras categorias de servidores pode ter para as contas.

    – O governo tem um olhar mais global, em relação a todas as categorias. Por isso o governador propôs a criação de grupos de trabalho, como foi feito com a Educação, para avançar mais em relação aos valores para a segurança pública, a saúde e as demais categorias.

    Nunca os 25%

    Entre janeiro e abril deste ano, SC não apenas gastou menos que os 25% obrigatórios com Educação – índice que deve ser alcançado até o fim do ano –, como também gastou parte dos recursos pagando aposentados.

    Segundo dados da Fazenda, dos R$ 775,9 milhões gastos com a Educação no período, R$ 130 milhões foram usados para o pagamento de servidores inativos.

    – …………..Ao fazer isso, o governo está descumprindo um mandamento constitucional – pondera o diretor de controle da administração estadual do TCE, Nevelis Scheffer Simão…………..

    …………..Desvio de finalidade…………..

    Em 2002, o Ministério Público de SC entrou com uma ação civil pública contra o Estado para proibir que recursos do Fundef (substituído pelo Fundeb em 2007) fossem utilizados para pagar aposentados e que as verbas do fundo ficassem em uma conta específica, impedindo que os recursos fossem para outros fins que não a educação.

    O governo perdeu na primeira instância, em 2004, e recorreu. Dois anos depois, saiu a decisão final, confirmando a de 2004.

    Sem a conta específica, segundo Deschamps, os recursos do Fundeb entram na base de cálculo da receita líquida. Ou seja, a verba que deveria ser específica da Educação …………..entra na vala comum de onde saem os recursos que pagam as contas de toda a administração – incluindo o Legislativo e Judiciário…………..

    …………..Informado de que o governo continua adicionando parte do pagamento de aposentados na conta da Educação, o Ministério Público disse que irá averiguar a situação e, após esta análise, indicará as medidas necessárias…………..

    Outros nós para resolver

    No relatório sobre as contas 2010, o conselheiro do TCE Salomão Ribas Júnior questionou a não aplicação dos recursos do salário-educação no ano passado. Do total arrecadado, R$ 119,17 milhões, R$ 11,45 milhões não foram gastos. Sem contar o saldo não aplicado de R$ 15,48 milhões de anos anteriores.

    – Diante da situação em que se encontra o sistema educacional no Estado, que sofre com a retirada de recursos financeiros pelo sistema Seitec e Fundosocial, o acúmulo destes superávits se torna incompreensível – escreveu.

    Ribas questiona os mecanismos de controle do Sistema Estadual de Incentivo ao Turismo, Esporte e Cultura (Seitec) e a vinculação de receitas de impostos ao Fundosocial, que tirariam verbas da Educação – R$ 455,21 milhões nos últimos cinco anos, segundo o TCE.

    Para Deschamps, SC só vai resolver os nós do ensino se reestruturar a secretaria da Educação, otimizando recursos, agilizando processos e descentralizando parte dos recursos para serem aplicados mais rapidamente nas escolas.

    alessandra.ogeda@diario.com.br

  99. …Chegou a nossa hora!………….. “Boa Fala Professora Kelly”

    Vamos exigir o cumprimento de uma lei e um direito mínimo que nos foi negado por tanto tempo! O momento é de decisão, ou exigimos nossos direitos ou aceitamos a miséria que nos pagam calados e continuaremos sendo desrespeitados!!! O governo faz o possível para desarticular o nosso movimento: contabilizando faltas e cortando benefícios, isso não pode nos intimidar. Está na hora de mostrarmos nosso valor e nossa importância na formação de uma sociedade mais justa e que valoriza a educação !!!
    …A GREVE CONTINUA!!!

  100. …Abdias Nascimento (*1914 +2011)……. “O conselho que dou para essa Juventude é ESTUDAR, Aprender, Conhecer e se Preparar para, então, se Enganjar: Agir,Criar, Interagir e Participar da Construção das Coisas.” Um LÍDER que nos seus 97 anos de VIDA , CAMINHOS DESBRAVOU e a ESPERANÇA sempre acompanhou (liberdade, fraternidade e igualdade)…MNU (Movimento Negro Unificado) foi uma de suas AÇÕES. …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAA!!!

  101. …# Eleandro Sebastião Maier diz:
    13 de junho de 2011

    “Esta na hora de resolverem.Não haverá mais tempo ( datas) para a reposição este ano.
    Se a proposta for boa os professores voltam,mas se vierem com a mesma ladainha de sempre “que não tem dinheiro” a GREVE CONTINUA” até que encontrem o dinheiro.”
    …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!

  102. …# Sidnei W Woelfer diz:
    13 de junho de 2011

    “Após 11 anos estudando ininterruptamente para poder ser um bom professor, vejo meus colegas de Taió e tantos outros milhares de colegas de Santa Catarina diante de uma situação que nos remete ao passado ditatorial.
    Somos os profissionais responsáveis pela formação de toda a sociedade. Somos os detentores da mediação do conhecimento. Profissionais em constante adaptação, sujeitos à situações desfavoráveis que lhes compromete a saúde física e psicológica. Somos aqueles que demonstram profissionalismo e amor pelas crianças e adolescentes. Somos aqueles que fazem de Santa Catarina um dos melhores lugares do Brasil para se viver. Que minhas palavras cheguem ao Sr. Raimundo Colombo e que ele se sensibilize por nossa causa. Acredito que centenas de pessoas como eu, tendem a abandonar essa profissão por medo de que o tempo passe e suas vidas profissionais sejam apagadas pela indiferença do governo.”
    …A GREVE CONTINUA!!!

  103. …# cristiane diz:
    13 de junho de 2011

    “Tática do governo:GUERRA DE NERVOS.

    Sim, anuncia na sexta medidas que nos perturbam e na segunda suspende. Querem mesmo que acreditamos que não sabiam com antecedência que o Governador ia a Brasília para a posse de Ideli. Seria um tiro no pé, não ir… Ainda acredito, que deveríamos continuar mandando emails aos deputados, haja vista que a reunião será amanha. Mas hoje, deveríamos entrar em contato com Ideli. Seja por email, seja por algum contato que tenhamos com a base dela.”
    …A GREVE CONTINUA!!!

  104. …# nilvanilva diz:
    13 de junho de 2011

    “NÃO TINHA DÚVIDAS QUE IRIA SE FAZER PRESENTE . AFINAL ELE ADORAAA APARECER, NÃO IRIA PERDER ESSA CHANCE !!! REUNIÃO ??? AGENDA ??? PRA QUEM NÃO CUMPRE NEM LEIS ,POR FAVOR NÃO QUEIRAM QUE CUMPRA AGENDA … AINDA MAIS PRA SE DISCUTIR GREVE DOS PROFESSORES.ELE NÃO IA PERDER ESSE BAFÃO EM BRASILIA PRA FICAR AQUI E DISCUTIR EDUCAÇÃO !!!!”
    …É GREVE!!!

  105. …# Prof. Msc. Vanderlei André diz:
    13 de junho de 2011

    “Isso mesmo Sr. Raimundo… É importante buscar novos aliados, pois em seu Estado aqueles que o ajudaram e ajudariam também estão deixando o barco, que já está à deriva!

    Impasse com professores?

    Não há impasse. Não há problema. Resolvermos isso na próxima semana! Vamos discutir na Justiça, quem sabe…”
    …É GREVE!!!

  106. …# Regiane de Jesus Vieira diz:
    13 de junho de 2011

    “É grande o descaso em relação à Educação! Ao invés de ficar em SC e resolver o impasse da GREVE, vai a Brasília para a posse da ministra Ideli. Amanhã faremos reuniões com os pais e vamos esclarecer a nossa luta , falar sobre o desvio de dinheiro do FUNDEB, as questões relacionadas com a compra dos LEGOS …e também sobre a reposição das aulas, pois se o governo descontar não haverá reposição. E também ressaltar que o governo foi para Brasília sendo que poderia estar agilizando as negociações.!!! PEDIR PARA OS PAIS FICAREM DE OLHO NOS DEPUTADOS, POIS SE HOUVER VOTAÇÃO DA MP VAMOS FISCALIZAR O DEPUTADO QUE VOTOU CONTRA OS PROFESSORES, POIS NÓS PROFESSORES , PAIS E ALUNOS LEMBRAREMOS DE TODOS NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES. SENDO QUE MUITOS DEPUTADOS VÃO VIR PARA CANDIDATOS A PREFEITO… ESTAMOS DE OLHO EM VOCÊS…. PENSE NISSO!!!”
    …É GREVE!!!

  107. …# Márcia Carrinho Muniz diz:
    13 de junho de 2011

    “Mas o que é isso governador? Continua abandonando suas responsabilidades? Onde está o exemplo? Para nós cada dia sem uma resposta é no minimo preocupante, estamos esperando, assine nossa proposta, depois vai fazer turismo.”
    …A GREVE CONTINUA!!!

  108. …# Eronilde diz:
    13 de junho de 2011

    “Que absurdo, é triste saber que as pessoas gostam de brincar com sentimentos dos outros..mais tudo a vida continua..
    e vem eleição por aí. espero que as pessoas entendam..isso…”
    …A GREVE É NOSSA ÚNICA ALTERNATIVA!!!

  109. …”valeu, cacau menezes”……………….diário catarinense…13-06-2011 ……………………………………………………………………………………………………….
    ” Valorização do magistério

    Sempre foi consenso de que pela educação é que construiremos uma sociedade justa, com oportunidades iguais, onde todos viverão dignamente. Entra governo e sai governo e os investimentos prometidos para a educação ficam no papel.

    A greve do magistério prolonga-se. O que se busca, em resumo, é a valorização do professor. É reconhecer que ele é essencial para as transformações que pretendemos. Infelizmente, o piso teve que ser imposto pelo Supremo. Ridículo, enquanto outras categorias recebem tratamento privilegiado. Todos sabem que milhares de servidores dos outros poderes percebem, só de vale-alimentação, mais de R$ 950 mensais!

    Na iniciativa privada, como na Volks do Paraná, onde a greve foi encerrada após 37 dias de paralisação, seus empregados perceberão R$ 11,5 mil de participação nos lucros. É praticamente o que um professor catarinense ganha durante um ano de trabalho.

    É hora de falar a verdade e cumprir as promessas.”
    …A GREVE CONTINUA!!! GALERA NÃO TEMOS OUTRA SAÍDA!!!!

  110. …Rute Albuquerque

    Coletiva sobre recursos do Fundeb em SC
    13 de junho de 2011

    Professores da rede estadual e a bancada do PT convocaram uma entrevista coletiva a imprensa para esta terça-feira, as 15 horas, a ser concedida pela deputada Luciane Carminatti, do PT. Vai apresentar um estudo detalhado sobre o repasse dos recursos do Fundeb, o Fundo de Manutenção e

    Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação. De acordo com nota divulgada, “o estudo mostra que o desvio dos recursos existe desde quando o Fundeb ainda era Fundef e chega a um montante de mais de R$ 1,3 bilhão. No sentido de rever estes recursos a deputada protocolou ações judiciais na semana passada e nesta terça apresentará à sociedade o valor que cada um dos Poderes recebeu desde o ano de 2005.” …A GREVE CONTINUA!!!

  111. …Valmor Alflen

    Esta é mais uma demonstração de coragem, apoio e reconhecimento da força e poder da união na classe profissional, contra esta politicagem sem prescedentes.
    Obrigado colegas pelo apoio.
    …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!

  112. …SC e o Fundeb

    13 de junho de 2011

    “O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) atende toda a educação básica, da creche ao ensino médio. Substituto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), que vigorou de 1997 a 2006, o Fundeb está em vigor desde janeiro de 2007 e se estenderá até 2020.
    É um importante compromisso da União com a educação básica, na medida em que aumenta em dez vezes o volume anual dos recursos federais. Além disso, materializa a visão sistêmica da educação, pois financia todas as etapas da educação básica e reserva recursos para os programas direcionados a jovens e adultos.
    A estratégia é distribuir os recursos pelo país, levando em consideração o desenvolvimento social e econômico das regiões — a complementação do dinheiro aplicado pela União é direcionada às regiões nas quais o investimento por aluno seja inferior ao valor mínimo fixado para cada ano. Ou seja, o Fundeb tem como principal objetivo promover a redistribuição dos recursos vinculados à educação. Marta Zen.” – …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE !!!…….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  113. …o sistema!?!?!?!Dr. Georgino: mensagem gratificante

    13 de junho de 2011

    O procurador federal Georgino Melo e Silva envia mensagem por e-mail sobre a greve dos professores e a cobertura dada ao movimento por este blog. Segue na íntegra a manifestação, que o blogueiro agradece, sensibilizado:
    “Caríssimo e Muito estimado Amigo Moacir,
    O jornalista verdadeiro não pode ter medo dos fatos e da notícia, pois
    ele é o primeiro construtor do alicerce da História.Você, com coragem
    e talento, tem mostrado à Santa Catarina e ao Brasil, que é um Jornalista verdadeiro.
    Acompanhei e acompanho, com entusiasmo, a magnífica cobertura realizada por seu Blog sobre a greve dos professores. Você, sem paixão e com muita imparcialidade , expôs ao mundo a caótica situação de nosso
    sistema educacional, onde os irrisórios salários percebidos pelos professores representam apenas uma componente da crise educacional
    que presenciamos.
    É inconcebível que no atual estágio da civilização,onde a sociedade da
    era digital rompeu todas as fronteiras, os nossos governantes ainda não se conscientizaram de que a educação é prioridade número um. e enquanto houver um analfabeto no Brasil, nossa pátria não poderá ser considerada uma nação civilizada.
    Confesso-me orgulhoso de ser Amigo de um jornalista da sua dimensão
    ética, moral, intelectual e cultural.
    Parabéns pelo seu trabalho.
    Queira receber um abraço do seu Amigo e admirador. Georgino Melo e Silva.” …A GREVE CONTINUA!!!

  114. …# ELVIS diz:
    13 de junho de 2011

    Esta na hora de abrir esta “caixa-preta” que é o desvio do FUNDEB.

    Vários órgãos que não tem nenhuma ligação direta com a educação recebendo parte do fundo. É um absurdo.

    Mas não deve parar por aí. É preciso investigar: Estas empresas que prestam serviço para o Estado (vigilância, merenda, do sistema de informação – algumas sem licitação. É, ainda, preciso esclarecer estes cargos comissionados, a tropa que está la na SED – já disse do IEE são, pelo menos, uns 30, só nos últimos 4 anos.)

    TODOS NA COLETIVA DA CARMINATTI AMANHÃ E QUINTA:

    TODOS À LAGES!
    …A GREVE CONTINUA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ___FUNDEB!

  115. … joao gabriel rempel diz:
    13 de junho de 2011

    Caro Mestre Môa, quero parabenizá-lo pela forma imparcial como tens informado a sociedade catarinense. Penso que está mais do que na hora do Ministério Público Federal intervir no estado. Chega de tantos desvios. Nós não precisamos pagar as despesas dos demais poderes. Quero parabenizar a deputada Luciana pela investigação minunciiosa dos recursos. A sociedade catarinense agradece. Agora sabemos por que não há recursos para a Educação.
    …É GREVE!!!

  116. marcelocardosodasilva

    …”JUSTIÇA FEDERAL É CHAMADA PARA AÇÃO!!!”……………………………………………………….”JUIZ FEDERAL- 734 -A HORA É AGORA!!!…………………………………………………………………………………………………………. …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAA!!! abraço fraterno…

  117. … Mileidi Heiderscheidt diz:

    “Carlos Roberto”
    14 de junho de 2011
    Prezado Jornalista Mestre Môa!

    Constata-se que alguns deputados têm posição clara em defesa dos interesses da classe dos professores, ao contrário de outros. Seria muito interessante que o SINTE fizesse uma pesquisa para saber a real posição de cada deputado frente a esta “batalha”. Não se pode deixar de citar a decepcionante atuação dos deputados do PP. Um tempo atrás, eles, comandados por Ponticelli, anunciavam aos quatro ventos que eram de oposição ao governo. No atual, sem mais nem menos, gratuitamente, declararam-se, ofereceram-se sem nada exigir, para fazerem parte da base governista. Agora que o professorado, reconhecendo, conforme mensagens neste blog, o equívoco que foi eleger Colombo, poderia contar com o apoio do PP, não pode, estão alinhados com a situação. Então, justiça de faça e se dê nome aos verdadeiros apoiadores da causa dos educadores catarinenses. Altair Guidi, Angela Albino, Ana Paula Lima, Luciane Carminatti. Mais alguém se habilita? O professor que ainda votar, um dia, em LHS, Paulo Bauer, Pavan, Colombo, não merecerá ser chamado de professor! O funcionalismo estadual também! Soldados!!! À GUERRA!!!

    BOA IDÉIA! ASSINO EMBAIXO! VAMOS PEDIR AOS DEPUTADOS QUE MOSTREM A QUE VIERAM…
    OU MELHOR…VAMOS PEDIR QUE MOSTREM A CARA!

    QUEREMOS SABER QUEM SÃO!

    FAÇO CORO AO COLEGA. SINTE, PEÇA A CADA DEPUTADO(A) SUA POSIÇÃO!

    NÃO TEMOS NADA A PERDER…JÁ NOS TIRARAM QUASE TUDO.

    JUNTOS ATÉ A VITÓRIA.

    ABRAÇOS GREVISTAS A TODOS!!!
    …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!

  118. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!,>>>>>>>VERBA FEDERAL DO FUNDEB É DA EDUCAÇÃO!!! única solução viável para acabar com estas ILEGALIDADES!!!>>>>>>>”que vergonha , ôtôridades catarinenses”!!!………………………………………………Regina Ferreira diz:
    14 de junho de 2011

    PODERES QUE UTILIZAM ILEGALMENTE
    O FUNDEB SEM FUNDEB COM FUNDEB
    DIFERENÇA QUE DEVERIA SER APLICADO NA EDUCAÇÃO
    ALESC – ASSEMBLEIA LEGISLATIVA R$ 300 MILHÕES R$ 365 MILHÕES R$ 65 MILHÕES
    TRIBUNAL DE CONTAS (TCE) R$ 120 MILHÕES R$ 144 MILHÕES R$ 24 MILHÕES
    TRIBUNAL DE JUSTIÇA R$ 770 MILHÕES R$ 900 MILHÕES R$ 130 MILHÕES
    MINISTERIO PÚBLICO R$ 261 MILHÕES R$ 316 MILHÕES R$ 55 MILHÕES
    UDESC R$ 191 MILHÕES R$ 227 MILHÕES R$ 36 MILHÕES
    TOTAL R$ 1,642 BILHÕES R$ 1,952 BILHÕES R$ 310 MILHÕES

    R$ 310 MILHÕES são desviados da educação
    1. Gelson Merício –(ALESC), diz que estão abertos ao diálogo, ainda afirma que incluir o FUNDEB na base de cálculo é um engano, mas alega ter seus compromissos financeiros;
    2. Luiz Robert Herbst – presidente TCE é contra a retirada da verba do FUNDEB, sabem quantos funcionários há no TCE? E quanto ganha cada conselheiro? São 530 funcionários e cada conselheiro recebe R$ 26.500,00;
    3. Lio Marcos Marin, procurador-geral da Justiça (Ministério Público) é contra a retirada da verba do FUNDEB, alega que precisa construir novas procuradorias e promotorias;
    4. José Trindade Santos (Tribunal da Justiça) afirmou ser contra a redução dos repasses do FUNDEB, explica que há investimentos a serem honrados – criação de novas comarcas;
    5. UDESC – sem explicações até o momento. >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>…A GREVE É NOSSA ÚNICA ALTERNATIVA!!! GALERA, “o (des)gOVERNO de Santa Catarina, está mais perdido que cachorro quando cai de caminhão de mudança!” Nosso Movimento esta FIRME E FORTE!!!

  119. …”Para SER Professor(a) é Preciso SER Persistente e Paciente… e nunca Perder o Bom Humor…” …a base aliada = tríplice aliança, está “ATORDOADA” e deputados literalmente batem cabeças! …A GREVE é JUSTA/LEGAL, portanto CONTINUAAAAAAA!!!

  120. … Iara Maria Schussler Nicolau diz:
    14 de junho de 2011

    Ao que tudo indica, o governador foi buscar conselhos com LHS, Paulo Bauer e quem sabe com Sérgio Cabral.
    Passamos de vítimas a vilões. Não falta muito não para sermos algemados.
    Daqui a pouco teremos de nos explicar na justiça em relação à: ilegalidade da greve, abandono de emprego; ano letivo comprometido, achatamento do plano de carreira; percentual muito elevado da regência de classe; desobediência; alunos prejudicados; … Ora, que nos demita de uma vez, que humilhação!

    Estou com o colega José Wilson, abro mão do meu aumento.

    E se tivermos de retornar devido à aprovação da tal MP, que assim seja, vamos replanejar nossas aulas, rever nossos conceitos, formular novas estratégias para ELEVAR a qualidade de ensino em SC.
    …A GREVE CONTINUA!!!

  121. …15 de junho de 2011 | N° 9201
    CACAU MENEZES

    Tomada de contas

    A compra de R$ 15 milhões em brinquedos Lego nos últimos dois anos, por dispensa de licitação, não é a única questão que deverá ser explicada pela Secretaria de Estado da Educação.

    O Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou a instauração de tomada de contas especial para investigar a licitação que definiu a compra de dicionários para a rede pública estadual em 2008. De acordo com relatório publicado no Diário Oficial do TCE, a Secretaria da Educação pagou R$ 28,90 por exemplar, enquanto a Secretaria da Educação da cidade de São Paulo adquiriu produto semelhante por apenas R$ 5 o exemplar.

    No relatório, os técnicos do TCE registram que a tomada de contas é necessária em virtude “dos fortes indícios de dano ao erário, no valor estimado de R$ 563,5 mil”.>>>>>>>PONTA DO ICE>>>>>>>
    …A GREVE CONTINUA!!!

  122. …… Janete Alda de Miranda diz:
    15 de junho de 2011

    “Há alguns anos, cansada de uma greve extremamente frustrante, li num livro (talvez revolucionário) seguinte frase: não há lei que resista à força do povo nas ruas.
    Então é o que está posto: Se não há lei, se ninguém respeita ninguém, se cadeia é só para os ladrões de galinha… O que pode fazer um povo que está ajoelhado diante do seu algoz??? Morrer ou matar?

    Parafraseando Rui Barbosa… De tanto ver prosperar os deputados, chego a ter vergonha de ser
    professora!

    Vamos lá, Magistério! Cabeça erguida! A greve é algo assim como “perfurações lentas em tábuas duras!”

    Abraços aos companheiros de luta,”

    Proª Janete Miranda
    …abraço fraterno, até a vitória!!!>>>>>>>A GREVE CONTINUA!!!

  123. … Lucimar diz:
    15 de junho de 2011

    Que vergonha!
    A quanto tempo já vinha acontecendo esse roubo; desvio com a conivência dos poderes que nos representam…
    Desde 2002…E nós cidadãos acreditando na seriedade dos nossos representantes!
    Só representam a si mesmos e aos seus.
    Cada dia sentimos mais repulsa dessa máquina administrativa.
    E nós educando nossos alunos para terem caráter, ética, princípios, valores.
    Não estamos dando a eles a chance de se defenderem, não os ensinamos a suspeitar de seus representantes. Ao contrário estamos sendo coniventes com essa falta de seriedade, pois formamos crianças e adolescentes indefesos contra essa doença crônica que assola nossa política.
    Que pesar, que tristeza!
    Professora Lucimar Pereira Dri.
    …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!

  124. … Lucia diz:
    15 de junho de 2011

    Meu Deus, estão discutindo relação. A coisa vai ficar preta. Mas me parece que a sociedade não ouve. Quando divulgada a questão do Fundeb, quem chiou? A greve está servindo para algumas descobertas… Há males que vêm para o bem. Ou quem sabe uma releitura: Há malas que devem ir pelo trem. Sem volta.
    …É GREVE!!!

  125. …boa escrita, cacau menezes!!!…diário catarinense…16-06-2011

    Os xarás

    Parece que foi mais fácil ao xará do governador ter descoberto a América do que o Raimundo descobrir uma saída para achar o fim da greve dos professores. E mais: se a legalidade do movimento for submetida à apreciação do Judiciário, o Estado não vai se sair bem. Isso explica a falta de encaminhamento do assunto para ser resolvido pela Justiça.

    O troco

    Há poucos dias, Cacau noticiou, em primeira mão, a decisão do senador Paulo Bauer de se lançar logo candidato ao governo do Estado, aproveitando o que considera um começo de governo sem mão de ferro, frouxo, sem atitude, de Raimundo Colombo.

    Ontem, ao ler nesta coluna a notícia do superfaturamento apurado pelo Tribunal de Contas de brinquedos pela Secretaria da Educação, Cacá Pavanello, da terra de Bauer, Jaraguá do Sul, e no gabinete de Raimundo, queria saber se Paulo Bauer for governador, vai governar com essas “mãos de ferro” com as quais comprou os brinquedos? Pois agora? …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ…”cadê a grana do Fundeb??? Se o “gato” comeu, “cadê” o “gato”? Vamos começar a balançar a “jaqueira”!!! Aceitamos “jacas maduras e bem pesadas”.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> A JUSTIÇA FEDERAL JÁ ESTÁ NO CIRCUITO!!!!!!!

  126. …Prof(a) Analu; menina de Lages!!! “Imbituba Quebra Altas Ondas!”
    “(…)mas não podemos prometer algo que não poderemos cumprir.” A frase do governador encontra-se fora de ordem: ” Não podemos cumprir algo que prometemos” Na época da campanha: “Educação é prioridade!” Cadê? Claro que expondo dessa forma, a população acredita que ganhamos e não queremos voltar: “o menor salário pago será de R$ 1.483,00.” É verdade. Porém, a tabela proposta não contempla a todos, muito pelo contrário, como muitos já comentaram neste mesmo blog, há professores com pós-graduação, mestrado e doutorado, que terão seus salários DIMINUÍDO. O governo fala o tempo todo na mídia que cede e nós não cedemos. Será? A Lei do Piso Nacional foi sancionada em 16/07/2008. Em 17 de dezembro do mesmo ano, o STF garante esse piso e os ministros reconhecem que este deve valer a partir de 1º de janeiro de 2009. Será que nunca cedemos? Estamos esperando desde janeiro de 2009. O governo recorreu e a ação foi para a justiça. Em 6 de abril de 2011, o STF deu ganho de causa aos trabalhadores, determinando que o Governo cumpra a Lei. Portanto, esperamos 727 dias, (mais de dois anos) pela decisão do Supremo (tempo suficiente para o Governo se organizar com a verba, pois era óbvio que isso aconteceria). Depois da decisão do STF, esperamos ainda 42 dias para deflagrarmos a greve (e a fizemos dentro da Lei). Agora estamos a quase 800 dias (exatos 798 dias) sem receber o Piso como determina a Lei, e não cedemos??? Querer a aplicação de uma Lei determinada pelo STF não significa não ceder, significa querer justiça e dignidade. Queremos o que foi prometido em campanha: Saúde, Segurança e Educação. “É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas só mistificam. Não cumprem o que prometem, jamais o cumprirão.” (Charlie Chaplin). Chaplin tinha razão: jamais o cumprirão… triste realidade de nosso país!!!

    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ…

  127. … SOINGER diz:
    16 de junho de 2011

    REGIONAL DO SINTE DE LAGES – TERRA DE COLOMBO – GREVE VAI CONTINUAR

    A maioria dos professores presentes na Assembleia Regional de Lages optaram pela continuidade da greve. Nas falas, a Direção Estadual do SINTE até tentou direcionar a votação para o fim da paralização, porém, as falas dos professores, as perguntas e dúvidas sobre o papel do SINTE nas negociações e o entendimento que este (o sindicato) está fazendo sua parte, e que o movimento agora é maior que o sindicato, é um MOVIMENTO LEGÍTIMO DOS PROFESSORES DA REDE ESTADUAL resultaram no apoio para continuidade da greve, que deve ser referendada na Assembleia Geral provavelmente na próxima semana. Quem aderiu a greve sabia que poderia ser descontado, mas as ameaças, a falta de uma postura correta do Estado e de seu governo no uso das verbas destinadas à educação, e o desprezo da classe perante as demais , quando a Saúde receberá aumento, Tribunal de Contas e Tribunal de Justiça idem, menos a Educação, fizeram com que, com vontade redobrada, com folha zerada, o professor continue sua luta, digna, honesta. Não haverá reposição de aulas com os dias descontados. E o retorno dependerá de proposta concreta do Governo e seu governante, que tem a caneta na mão e pode abrir também os cofres atendendo as reivindicações da categoria.
    …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!
    ………………………………………………………………………………………………..
    …Soraya diz:
    16 de junho de 2011

    Caro MÔA.
    Na regional de Videira, os professores, por unanimidade decidiram hoje que a greve continua!!! Por uma educação pública de qualidade e por respeito aos profissionais da educação, a cada dia mais esclarecidos e unidos por este ideal!!!
    …É GREVE!!
    …………………………………………………………………………………………………….
    … Eleandro Sebastião Maier diz:
    16 de junho de 2011

    REGIONAL DE XANXERÊ ( VOLTEI DE LÁ AGORA)

    A GREVE CONTINUA . NINGUÉM QUER PERDER REGÊNCIA E 50% NAS AULAS EXCEDENTES.

    SUGESTÃO : PODE ATÉ MANTER A TABELA PROPOSTA PELO GOVERNO, MANTENDO AS REGÊNCIAS EM 40% E 25% E A INTEGRALIDADE DAS AULAS EXCEDENTES.( ASSIM COM CERTEZA A GREVE ACABA ). “será MESTRE?”

    A GREVE CONTINUA, VAMOS FIRME, NÃO RETROCEDEREMOS UM MILÍMETRO. “ou seria nanômetro MESTRE!”

    JUNTOS SEREMOS FORTES “somos fortes MESTRE!”
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…….”CADÊ A GRANA DO FUNDEB? O “GATO” COMEU! VAMOS PRENDER O “GATO”! A POLÍCIA FEDERAL JÁ ESTÁ NO CIRCUITO; todo cuidado é pouco, senhores “gatunos”!!!
    …………………………………………………………………………………………………..
    … Lucimara Martins Barzan diz:
    16 de junho de 2011

    A GREVE VAI CONTINUAR NAS REGIONAIS DE CRICIUMA…COM CERTEZA….95% ESCOLAS FECHADASSS.
    QUEM VAI GANHAR SÃO OS PROFESSORES QUE ESTÃO TRABALHANDO NAS SALA DE INFORMATICAS..,
    QUE SÓ TEM O ENSINO MEDIO, POIS MUITOS ESTÃO CURSANDO UMA FACULDADE…
    ALGUNS PROFESSORES ESTÃO ALI, SIMPLESMENTE PARA QUEBRAR UM GALHO PARA TER DINHEIRO PARA FACULDADE, MAS NA VERDADE ELES NÃO QUEREM NADA COM EDUCAÇÃO.
    UNS FAZEM ENFERMAGEM, ADMINISTRAÇÃO, E OUTROS CURSOS…
    MUITOS FICAM NA SALA DE AULA INFORMATICA ..SEM PODER FAZER NADA , POIS NÃO HÁ COMPUTADORES E OS QUE TEM NÃO FUNCIONAM…
    ALUNOS SEM AULAS DE INFORMATICAS…..
    NÃO SEI PORQUE ELES CRIARAM ESSA AULA DE INFORMATICA SE NEM PC TEM…
    QUE PAGUEM O SALARIO DOS PROFESSORES..
    ESSES TRABALHADORES ESTAM FELIZES POIS DOS +- R$800 VÃO ganhar R$ 1187,00 ENTÃO PRA ELES FOI VANTAGEM..
    PODERÃO PAGAR A FACULDADE.
    É GREVE ..
    É GREVE….
    ESTAMOS FIRMES E FORTES NESSA LUTA….
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA, FIRME E FORTE!!! AH AH AHA, NÃO PODEMOS ESQUECER AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! A VERBA DO FUNDEB É ESSENCIAL!!
    …………………………………………………………………………………………………….
    … waldemar krajeski filho diz:
    16 de junho de 2011

    Na regional de Rio do Sul a greve também continua! O lobo em pele de cordeiro está enganando a população, é só fazer as contas para ver as perdas.
    …É GREVE!!
    ……………………………………………………………………………………………………
    … José Wilson diz:
    16 de junho de 2011

    Salve…
    Salve…
    Maria Luah, por favor, veja o primeiro comentário e me diga o que ganhamos. O governo está brincando com os pais, alunos e profissionais da educação de nosso belo estado.
    Paz e luz.
    Abraços serranos…
    …NA LUTA!!! A GREVE CONTINUA!!!!!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!
    ………………………………………………………………………………………………………
    … Fernanda C da Silva Cherem diz:
    16 de junho de 2011

    Môa, por favor corrija a informação desse post: a redução de 50% é nas aulas excedentes e não na hora-atividade, uma coisa não tem nada a ver com a outra. Exemplo: Tenho 40hs, e preciso dar 32 aulas, porém posso dar até 8 aulas excedentes (aulas a mais) e isso aumenta meu salário em 40%. Hora-atividade é o tempo destinado à preparação de aulas, correção de provas e trabalhos etc. …A HORA ATIVIDADE HOJE ,APLICADA EM S.C. É DE 1/5, MAS! sempre tem um MAS, o governo do seu raimundo se nega a cumprir o que manda o MEC com apoio STF.( QUE É 1/3 DE HORA ATIVIDADE!!!) …………..GANHAMOS NO SUPREMO O DIREITO AO PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO E 1/3 DE HORA ATIVIDADE!!! não se esqueça seu raimundo!!!……………………………………….É GREVE!!!

  128. …”este (DES)governo é um caso de Polícia!” …………..Os mortos do PSD ………….. ( ou seria PFL, não não, ou seria DEM???)

    16 de junho de 2011

    Do blog do Josias de Souza, da Folha:
    “” A Justiça Eleitoral detectou, em Santa Catarina, um fenômeno sobrenatural. Pessoas mortas apareceram, cheias de vida, numa lista de apoiadores do PSD. Detectaram-se na relação outros fenômenos transcedentais. Por exemplo: brasileiros tidos por analfabetos “escreveram” suas assinaturas no documento.
    O PSD é aquele partido nascido de uma dissidência do DEM, aberta pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.
    Para perder a aparência de natimorta, a agremiação precisa recolher as assinaturas de algo como 500 mil apoiadores em pelo menos nove Estados.
    No caso de Santa Catarina, além de mortos e analfabetos, aparecem na relação os jamegões de pessoas que, consultadas, declaram não apoiar o partido.
    Ou Santa Catarina virou terra de malucos ou a turma do PSD imaginou que sua documentação não seria submetida a uma checagem.
    Para eliminar o mistério, acionou-se a Polícia Federal. Triste. O partido nem nasceu e já virou caso de polícia.” ………………………………………………………….. …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!! >>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>VERBA FEDERAL DO……. FUNDEB………….. ONDE ESTÁ!!!!!!!

  129. … Mara Cristina Ramos Cordeiro diz:
    17 de junho de 2011

    Hum entendi…felipe meLLo…elizete meLLo…hum jorginho meLLo…kkkkkkkkkk palhaçada como disse o caro colega, vem pra uma escola trabalhar, vem pra uma sala de aula, vem conhecer a realidade da educação catarinense pra depois falar…
    a e se quiser trocar um mês de salário hehehe aceito…
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ…verba polpuda do Fundeb???………..”ta de sacanagem este filhote de cruz credo; que foi secretário da administração do DÁRIO e saiu “corrido” da Prefeitura de Floripa!>>>>>>>NEPOTISMO!!!

  130. … Marcelo Luiz diz:
    17 de junho de 2011

    esta de brincadeira neh
    ilegalidade é esse governo safado
    entao senhor governador e secretários, reponha as aulas q minha filha ficou no inicio do ano, sou professor e pai de alunos, eles ficaram sem aula de algumas disciplinas e ate agora nao foram recuperadas, o q me diz sobre isso?
    nada neh….
    quando a lei é pra nós cumprir, nao existe otra saida, mas voces do governo faz o q quiser, q lei é essa?

    que justiça é essa?

    onde vou correrar? ao chapolim colorado?

    é uma piada isso, vergonha, tem q ser exterminados esses politicos safados….

    quando um politico desses morrer, temos q ter um dia de festa, menos um…

    estamos ate calmo demais, ta na hora de fazer algo a mais pra chamar a atencao…

    ps.: UMA IDEIA PARA SER COPIADA, FIZEMOS UMA CAIXA, ALIAS UMA GDE FAIXA, COLOCAMOS NA FRENTE DA ESCOLA: AMIGOS DA EDUCACAO: E EM BAIXO OS NOMES DOS GREVISTAS, FAÇAM TB EM SUAS ESCOLAS…
    …É GREVE!!!>>>>>>>>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÀ!!! FUNDEB???????

  131. …”texto de Elaine Tavares” …………………………………………….sexta-feira, 17 de junho de 2011
    Professores estaduais seguem em greve

    Poucas coisas nos emocionam no dia-a-dia, tudo é tão corrido e há uma vida para vencer a cada 24h. Mas, às vezes, uma criança sorrindo, um pôr-do-sol, um velhinho arrastando os chinelos me trazem lágrimas aos olhos. Ontem me emocionei com os professores em greve. Fui à assembléia que decidiria se a greve seguia ou não, depois da ameaça de corte de ponto do governador Raimundo Colombo. Ali estavam, centenas destes seres que resistem na educação. Que conseguem tirar leite de pedra, que têm amor pela profissão e que enfrentam a loucura de uma vida com salários indignos.

    Falei com dezenas de professores substitutos, os famosos ACTs, que precisam se virar nos trinta, nos quarenta, nos cinqüenta. Que correm de um lado para outro, dando aula em dois colégios, geralmente um em cada extremo da cidade, precisando comer dentro do ônibus que, por sua vez, demorar horas para fazer os trajetos que seriam feitos em minutos. Uma vida dura demais.

    E o governador de Santa Catarina obriga os professores a irem para a greve para que se cumpra a lei. Que porcaria de estado de direito é esse que a burguesia tanto preza? Por que a justiça não obriga o governador a cumprir a lei e pagar o piso? Pois o espertinho quer incorporar velhos ganhos no piso, fazendo com que os professores sigam sem aumento real no salário. Já é bem ruim ganhar apenas 1.800 reais para viver a cotidianidade de um sistema educacional que não liberta, que oprime e forma pessoas conformadas.

    Os professores querem ganhar bem para ter um emprego só, para preparar melhor suas aulas, para comprar livros, ir no cinema, no teatro, vivenciar realidades que possam ser incorporadas à educação. Os professores querem o direito de viver com dignidade para poder pensar e criar.

    Mas, da forma como a educação é conduzida nesse estado e nesse país, professor só serve mesmo para reproduzir o estado das coisas. Mal remunerado precisa cuidar da sobrevivência, não tendo condições de promover práticas libertadoras.

    Ontem, em Florianópolis, os professores decidiram dizer não à proposta de Colombo. Querem vida digna ou nada. As pessoas deveriam assistir a uma assembléia de professores, conhecer suas realidades, olhar nos olhos. Saberiam que não é fácil, mas que tem muita gente boa querendo um mundo melhor! Para todos e não só para alguns… ……………………………………………………………………………….…A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ nas”contas da secretaria de educação” do Estado de Santa Catarina, com relação a aplicação das VERBAS FEDERAIS DO FUNDEB!!!???????

  132. … Luciane da Silva Staub diz:
    17 de junho de 2011

    SEXTA-FEIRA, 17 DE JUNHO DE 2011
    ALESC aprova requerimento ao MEC com providências sobre os recursos do FUNDEB em SC
    A deputada Luciane Carminatti (PT) apresentou, e foi aprovado pelo plenário da ALESC, requerimento ao Ministério da Educação solicitando providências em relação aos recursos do FUNDEB em Santa Catarina.

    No requerimento, a deputada solicita fiscalização para apurar se os recursos do FUNDEB estão sendo utilizados para o pagamento dos inativos. A Lei estabelece que estes recursos sejam empregados apenas para o pagamento dos trabalhadores do magistério em atividade.

    Solicita também providências legais – através de portaria ou instrução normativa – para reforçar as determinações previstas na lei; como também que os recursos do FUNDEB sejam administrados em conta específica, sem serem contabilizados no caixa único do tesouro do estado.
    Postado por SINTE Regional de São José às 20:37
    …A GREVE CONTINUA!!! governo colombo a CULPA É TUAAA!!!!!!! AHHHH AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A GRANA DO FUNDEB???”

  133. … Simone Rengel diz:
    17 de junho de 2011

    Existe um meio de restabelecer a normalidade nas escolas: O GOVERNO PAGAR O PISO!!!! Será que eles não entenderam ainda ou teremos que desenhar??? Podem descontar a vontade, criatividade não nos falta pra segurar esses tempos de crise, já que vivemos constantemente neles.
    …É GREVE!!!

  134. … Lidiane Cristina da Silva diz:
    17 de junho de 2011

    Governador Raimundo Colombo apelando para a justiça chega a ser irônico, uma vez que a ilegalidade começa com a não aplicação de uma Lei Federal.
    O judiciário antes de acatar uma ação contra a greve que é legal, deveria tomar providências para que os direitos dos profissionais da educação fossem efetivados.
    É lamentável a postura que o Sr. Governador vem adotanto, tentando manipular as informações na tentativa de apresentar os educadores como vilões quando na verdade estamos brigando para que uma Lei seja aplicada.
    Esta greve nem deveria ter iniciado se o excelentíssimo governador de SC tivesse cumprido a Lei. Se estamos nesta situação hoje, é justamente porque a justiça não foi feita!
    Bem sabemos que a Lei LEI No. 11.738, DE 16 DE JULHO DE 2008 declara explicitamente que as gratificações e outros extras não podem ser incorporados na conta do piso pois piso é vencimento, salário base e a lei é clara quando fala em vencimento e não em remuneração, portanto, vejamos a diferença entre elas:

    Vencimento, de acordo com o artigo 40 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, trata-se de “retribuição pecuniária pelo exercício de cargo público, com valor fixado em lei”. Vale ressaltar que o vencimento do cargo efetivo é irredutível, bem como fica assegurada a isonomia de vencimentos para cargos de atribuições iguais ou assemelhadas do mesmo Poder, ou entre servidores dos três Poderes, ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho.

    Remuneração, por sua vez, é compreendida genericamente como a quantia utilizada no pagamento por algum serviço prestado. Também corresponde aos bens destinados ao pagamento de trabalho prestado pelo empregado (retribuição), incluindo as gorjetas.

    Desta forma, não fica dúvidas que todas as propostas apresentadas pelo Sr governador aos professores é uma afronta!
    …É GREVE!!!

  135. … Sidnei W Woelfer diz:
    17 de junho de 2011

    Estranha a reação do governo!

    Ao invés de investir todos os esforços para elaborar através dessa IMENSA EQUIPE MUITO BEM PAGA QUE ELE POSSUI uma proposta a nós professores, está investindo mais ainda em ações que visam DESTRUIR DE VEZ O MAGISTÉRIO CATARINENSE E HUMILHAR OS PROFESSORES.

    Saiba, Sr. Colombo, a partir da segunda-feira EM TAIÓ:

    1. Aumentarão as adesões;
    2. Colocaremos Outdoor explicativo na cidade;
    3. Faremos panfletagem pelas ruas;
    4. Iremos às rádios locais e regionais levar a sua proposta a conhecimento de todos;
    5. Enfeitaremos a cidade com faixas;
    6. Colocaremos carro de som pela cidade;
    7. Faremos encenações em praça pública.

    VAMOS, LUTAR, LUTAR, LUTAR E LUTAR. COLEGAS PROFESSORES, PROMOVAM ISSO EM SUAS CIDADES.

    Abraços.

    Prof. Sidnei Werner Woelfer
    Formado em PORTUGUÊS, INGLÊS E ESPANHOL
    Pós-graduado duas vezes em INGLÊS
    1 ano e meio de APERFEIÇOAMENTO NA INGLATERRA
    Com UMA HISTÓRIA DE LUTA E TRABALHO PELAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES.

    HUMILHADO ATRAVÉS DE SEU SALÁRIO!
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  136. Renata diz:
    19 de junho de 2011 “BELAS PALAVRAS MESTRA!!!”

    Olá Mestre MÔA! Gostaria de dividir com seus leitores esse texto de Paulo Freire que reflete o momento em que nos educadores estamos vivendo… e que siga também de reflexão para todos!
    obrigada! Renata( Assistente de Educação da grande florianópolis)

    Verdades da Profissão de Professor

    Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.
    A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda.
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A GRANA polpuda DO FUNDEB paulo bauer, senador da …”

  137. …Moacir Pereira…………………………………rbs
    Empresa de Caçador lançará “tablet” em 90 dias

    18 de junho de 2011

    Dentro de 90 dias a indústria catarinense estará lançando o seu “tablet”, esta máquina de comunicação eletrônica moderna e diabólica, lançada originalmente pela Aple com o Ipad, e agora disseminada com mais de 130 marcas diferentes. A produtora fica na cidade de Caçador, no Vale do Rio do Peixe. O deputado Reno Caramori, do PP, que fez o anúncio do novo produto durante o Encontro da Indústria Catarinense, ofereceu mais detalhes. Veja a nota sobre o tablet barriga verde e a empresa caçadorense:
    “Sem alarde, uma empresa catarinense entrou na corrida pelo disputado mercado do tablets, um aparelho que nem sequer completou dois anos e já mudou o perfil da indústria de tecnologia no país e no mundo. A Aiox do Brasil, do Grupo Sul Brasil, de Caçador, cidade de 70 mil habitantes no Meio-Oeste do Estado, deve lançar o tablet Braox em setembro deste ano. E promete entrar na briga para abocanhar 20% do mercado nacional do setor, segundo o presidente da empresa, Jovelci D. Gomes.
    – Nessa área de tecnologia, a gente tem que começar pequeno, agir rápido e pensar grande – conta.
    Fundada há três anos, mas no mercado há dois, a Aiox investiu US$ 100 milhões em desenvolvimento de novos produtos e na unidade fabril de equipamentos de tecnologia com recursos da holding Sul Brasil – fábrica de móveis, acessórios, puxadores, plástico injetado e produtos médico-hospitalares.
    Entrou no mercado ao lançar os computadores All-in-One, um equipamento integrado, que reduz o consumo de energia, pesa um terço dos desktops comuns, ocupa menos espaço, utiliza apenas um cabo, tem gabinete integrado no monitor e teclado e mouse wireless, além de não aquecer e não produzir ruído.
    Com preços competitivos, em dois anos, a empresa conquistou várias licitações e fornece aparelhos para as áreas de Educação e Saúde, tanto para o governo do Estado quanto para várias prefeituras catarinenses. Com a consolidação, a Aiox, agora, pretende buscar sua fatia de mercado na onda dos tablets.
    – Temos isenção de impostos e já conseguimos o Processo Produtivo Básico (PPB), o que nos coloca em posição de vantagem sobre outras empresas para produzir um tablet nacional, com apenas 30% de componentes importados – explica Gomes.
    Com ICMS de 0,65%, isenção de IPI, PIS e Cofins, o tablet Braox deve entrar no mercado ao preço ainda salgado de R$ 1,25 mil. O Braox, em fase de protótipo, terá tela de 10 polegadas, 2 GB de memória RAM, 64 GB de armazenamento, conexões 3G, Wi-Fi e Bluetooth, entradas USB, câmera frontal, slot para cartão de memória, pesa menos de 400 gramas e tem espessura de 10 milímetros. Roda Android, Windows e Linux e a bateria dura nove horas…

    …………..Odali Maria Schaker diz:
    18 de junho de 2011

    Fico muito feliz de ver empresas catarinenses mostrando seu valor e sendo competitivas, principalmente em se tratanto do meio oeste do estado. Mas o incrível é que conseguiu vender já pro governo do estado e várias prefeituras…em 3 anos de existência é um milagre e tanto! Começar, desenvolver tecnologia própria, produzir, testar, divulgar, ter menos preço e ganhar concorrências públicas!!! Uau! quero a fórmula…
    ………….. rodrigo berghahn diz:
    18 de junho de 2011

    Em pouco tempo esta empresa estará fornecendo uniforme escolar, ar condicionados splits, legos, softwares e merenda ao governo.
    …………..Odali Maria Schaker diz:
    18 de junho de 2011

    Olá Moacir,
    Fiquei muito curiosa com esta matéria sobre esta empresa de Caçador e fiquei “fuçando” para ler e entender sobre, acho oportuno ler… http://braox.wordpress.com/reportagens/ e fiquei pensando que se a placa mãe e os monitores são importados da Ásia (??), que componentes seriam alta tecnologia brasileira e q
    …Odali Maria Schaker diz:
    18 de junho de 2011

    enviei antes do tempo, rsrsrs continuando
    que componentes seriam alta tecnologia genuinamente brasileira e quiçá catarinense, diz também que em meados de junho quando a produção passará a ser de 16 mil máquinas por mês. Serão 25 funcionárias num total de 8h trabalhadas por dia. “Nosso objetivo é ser líder em um novo conceito de tecnologia e consolidar uma nova Marca no mercado.
    MADE IN CHINA???? Interessante tbém que a empresa vincula sua imagem a políticos importantes inclusive tem foto do PAVAN num texto que falam do PR e citam que o vice governador vai ajudar a concretizar a instalação da empresa em ASSIS CHATEAUBRIAN no PR, rsrsrsrsr
    desculpe Môa mas não resisti à algumas reflexões…hábito de boa leitora e excelente críticidade!!!gostaria que vc dissesse algo a respeito. beijos
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  138. …Fé na educação……………………”LUTAR DESDE SEMPRE, CONTRA À CORJA CORRUPITA”

    18 de junho de 2011

    Do professor Zamir Monteiro, que leciona História em Curitibanos, via e-mail, mensagem sob o título “NOVA ETAPA DA LUTA – PELA DIGNIDADE AOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO”
    “Nossa categoria realmente não pode vacilar diante de ameaças terroristas e propostas ridículas. Precisamos reconhecer a total perda de dignidade evidenciada nesta greve. Lutar pelo piso foi o início, mas não podemos mais admitir a completa humilhação de uma classe tão primordial ao que ainda resta de valores morais e éticos em nossa decadente sociedade.
    A educação é mais um dos engodos demagógicos desta podre esfera política.
    Até quando nós professores, que afirmamos estar educando cidadãos, continuaremos admitindo este descaso político, está indiscriminada corrupção que descaradamente desvia os recursos do Fundeb, e ainda tem a coragem de afirmar que devemos aceitar migalhas, perder direitos adquiridos com as lutas anteriores e o pior, voltar para o nosso trabalho, totalmente subjugados.
    Sim, é hora de dar aulas de cidadania e colocar o conceito democracia na prática.
    Nosso poder está em nossa honra e na defesa daquilo que “ainda” acreditamos: Educação.
    Queremos muito voltar ao trabalho, continuar insistindo, mesmo na contramão das obtusas intenções políticas, mas para isto necessitamos de um tratamento, que no mínimo respeite nossas formações acadêmicas. Não somos ignorantes, temos a devida capacidade de leitura conjuntural para reconhecer entre que é nosso por direitos e estas descabidas e pérfidas propostas, que ainda não nos ofereceu quaisquer margens a uma negociação respeitosa e coerente.
    Espero que estas discussões chamem a atenção de outros trabalhadores, que como nós, estão cansados de não se beneficiar com os recursos de uma das maiores cargas tributárias do mundo.
    Lutamos pelo piso salarial, mas também pela dignidade aos profissionais da educação e aos demais servidores públicos .
    Zamir Monteiro.” …É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEB???

  139. … Fernando Luis Ramos diz:
    19 de junho de 2011…………….”INTERVENÇÃO FEDERAL EM S.C. JÁ!!!”

    Caro jornalista Moacir,

    TODOS OS DIAS, nós entramos na escola COM FÉ, que hoje será um dia diferente na educação!!!

    Mas lendo as informações de como nossos governantes tratam a educação e principalmente os professoress…

    AI FICO COM MAIS FÉ AINDA, E PRINCIPALMENTE COM MAIS CORAGEM E DESPRENDIMENTO PARA CONTINUAR NA GREVE E LUTAR PARA MUDAR A REALIDADE DA EDUCAÇÃO E DOS PROFESSORES!!!

    Sou professor público do estado de Santa Catarina, E NÃO DESISTO NUNCA!!!
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  140. …”Fé na educação”…………..”INTERVENÇÃO FEDERAL EM S.C.”;é a solução!!!

    18 de junho de 2011

    Do professor Zamir Monteiro, que leciona História em Curitibanos, via e-mail, mensagem sob o título “NOVA ETAPA DA LUTA – PELA DIGNIDADE AOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO”
    “Nossa categoria realmente não pode vacilar diante de ameaças terroristas e propostas ridículas. Precisamos reconhecer a total perda de dignidade evidenciada nesta greve. Lutar pelo piso foi o início, mas não podemos mais admitir a completa humilhação de uma classe tão primordial ao que ainda resta de valores morais e éticos em nossa decadente sociedade.
    A educação é mais um dos engodos demagógicos desta podre esfera política.
    Até quando nós professores, que afirmamos estar educando cidadãos, continuaremos admitindo este descaso político, está indiscriminada corrupção que descaradamente desvia os recursos do Fundeb, e ainda tem a coragem de afirmar que devemos aceitar migalhas, perder direitos adquiridos com as lutas anteriores e o pior, voltar para o nosso trabalho, totalmente subjugados.
    Sim, é hora de dar aulas de cidadania e colocar o conceito democracia na prática.
    Nosso poder está em nossa honra e na defesa daquilo que “ainda” acreditamos: Educação.
    Queremos muito voltar ao trabalho, continuar insistindo, mesmo na contramão das obtusas intenções políticas, mas para isto necessitamos de um tratamento, que no mínimo respeite nossas formações acadêmicas. Não somos ignorantes, temos a devida capacidade de leitura conjuntural para reconhecer entre que é nosso por direitos e estas descabidas e pérfidas propostas, que ainda não nos ofereceu quaisquer margens a uma negociação respeitosa e …

    EX-GOVERNADORES

    Justiça suspende pensões em Minas Gerais

    A Justiça de Minas Gerais deu liminar suspendendo o pagamento de pensões vitalícias a ex-governadores do Estado. A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público entrou, no início de abril, com uma ação civil pública argumentando que a “inusitada situação” configura uma violação dos princípios constitucionais da administração pública
    ………….. Lu diz:
    18 de junho de 2011

    Durante visita a Blumenau, na semana passada, o governador foi muito simpatico: concedeu a honra aos professores que ali estavam de lhes falar. Claro que com ele também estava o também simpático e risonho, fiel escudeiro. Confiram:
    *http://www.youtube.com/watch?v=JQT0V2EfyPg
    ………….. Dário Inácio Dalcastagne diz:
    18 de junho de 2011

    Atenção Professores !!!!!

    Recebi informações de fontes seguras da ALESC, que este mês não será descontado nada da nossa folha de pagamento. Portanto, pedimos aos professores para NÃO RETORNAREM PARA SALA DE AULA. A GREVE CONTINUA!!!!!
    ………….. CRISTINA diz:
    18 de junho de 2011

    Olá Moacir Pereira, obrigada pelo espaço de reflexão no jornal e no Blog. Quem escreve aqui é a Professora de Educação Física – Cristina Sutil – de Otacílio Costa.

    O Engodo do Governo e o Desconforto da Educação

    Quem pode sentir-se bem com as condições apresentadas no cenário educacional? Esses trinta e poucos dias de greve do magistério catarinense desenterraram décadas de problemas, advindos de situações precárias de trabalho e de governos descompromissados com a educação de nosso Estado.

    Que bom que nós, os professores tivemos a ousadia e a coragem de abrir a caixa de Pandora da Educação. No início estávamos um pouco tímidos, mas agora nos agigantamos. Este enfrentamento dos professores com o governo está revelando o poder adormecido de uma profissão nobre da humanidade.

    Já não somos mais anônimos, estamos recuperando nosso prestígio social. Recuperaremos nosso valor! Revelamos o desconforto da educação. Os holofotes estão focando o outro lado da margem e ofuscando o governo. Estamos brilhando!

    Vale lembrar que esta luta é legal e justa merece o apoio e a compreensão da sociedade. Já fazia algum tempo em que os professores não se manifestavam coletivamente. Está bonito de se ver e ouvir. —O MOMENTO É ÚNICO E OPORTUNO!—-

    A união, a civilidade, a coragem, a ousadia e a organização de milhares de professores está apontando novos caminhos para a educação catarinense. Quando voltarmos aos nossos locais de trabalho, às nossas comunidades escolares teremos novos elementos e conteúdos para trabalhar nas salas de aula.

    O que estamos presenciando, discutindo e descobrindo está renovando nossas expectativas, nossa maneira de ser, agir e pensar na educação. Na verdade, agregaremos esta luta aos currículos educacionais. Nossos alunos serão capazes de entender nossas demandas, com consciência política e pensamento crítico e reflexivo desenvolvido por nós.

    Para finalizar esta escrita, comungarei da ideia de muitos colegas professores. Jamais poderemos ser coniventes e omissos diante da corrupção, autoritarismo e desmandos do governo. Estamos diante de uma proposta indecorosa, de um engodo. Vamos ser cautelosos e manter nosso propósito.

    Não temos o poder de mídia, mas estamos apostando na dignidade, no bom senso da sociedade, na justiça do trabalho, na ética e principalmente na vitória de milhares de professores que sonham com uma educação e ensino de qualidade. Estamos esperançosos, como o saudoso Paulo Freire.

    Continuaremos ousados e corajosos para enfrentar as adversidades e contradições com mais competência e menos subserviência. Vamos resgatar a vontade de transformar a sociedade, transformar as pessoas em seres mais humanos, mais autônomos e felizes. Obrigada.
    Professora Cristina Sutil
    ………….. Dário Inácio Dalcastagne diz:
    18 de junho de 2011

    Atenção Professores !!!!!

    Recebi informações de fontes seguras da ALESC, que este mês não será descontado nada da nossa folha de pagamento. Portanto, pedimos aos professores para NÃO RETORNAREM PARA SALA DE AULA. A GREVE CONTINUA!!!!!
    ………….. Janine diz:
    18 de junho de 2011

    A única fé que eu teria é ver o Governador Colombo e o Secretário Tebaldi PRESOS, por desrespeitar a LEI.

    Onde está a JUSTIÇA que não age?

    Até quando veremos atos de corrupção por desvios do FUNDEB livremente, além de atos de improbidade administrativa?

    Meu Deus, quem poderá fazer alguma coisa? OAB, Ministério Público, Tribunal de Contas, MEC, sei lá…
    ………….. Fatima diz:
    18 de junho de 2011

    Minha força aos senhores professores em exercício. Aposentei-me por tempo de serviço, com paridade. Isso não significa que deixo de lutar por meus direitos. Meu salário irá diminuir com a proposta apresentada pelo governo. Já fiz as contas e estou de luto. Sinto-me desonrada com a proposta indecorosa. Perder o que adquirimos com tanta luta? Estou pronta para lutar junto, como sempre lutei por condições dignas para minha classe. Que a luta continue e que a justiça prevaleça para todos nós. Muita luz para todos e saibam que pais e alunos estão ao lado dos senhores.
    ………….. sandra Romansini diz:
    18 de junho de 2011

    Professor Zamir Monteiro, Tambem tenho formação em História e sou mestre em Ciências Ambientais.
    Estou na educação estadual a apenas 6 anos, apesasar de ter 50 anos de idade.
    Atuei na rede particular por 10 anos. Hoje sou Assistente Técnico Pedagógico em uma escola de Jovens e Adultos de Criciúma.
    Sabe professor costumo comentar com colegas próximos que somente após atuar na escola estadual tive verdadeiro conhecimento da vida real. Na escola particular chega-se dá-se as suas aulas e vai embora. Agora atuando 40 horas como ATP, vivenciando os bastidores da escola pública me defrontei com uma realidade angustiante. Digo angustiante porque por mais que se tenha um projeto de trabalho e que se queira implantá-lo, não se encontra disponibilidade, boa vontade por parte dos gestores. Sabe o que é se ter conhecimento, querer colocá-lo a serviço dos que mais precisam e não se ter oportunidade nem aval para tal.
    Aliás em muitos momentos me sinto mal por saber que tipo de educação quero, que país gostaria de ajudar a construir e ser praticamente solitária em sonhos e ideais. É este o meu sentimento.
    E agora com a greve, a primeira de minha vida enquanto educadora, estou entendendo porque meus colegas diretores e até professores tem em sua prática a desesperança. É porque os mais vividos já sabem que a educação neste estado e neste país ao invés de serem a “menina dos olhos”, de governos e da sociedade é na verdade algo menor, a margem. Claro, especialmente a escola pública que abriga os filhos dos operários mais humildes, salvo raras excessões.
    Então companheiros trabalhadores em educação que neste momento estão paralisados, indignem-se ainda mais. Busquemos não só nosso piso salarial, mas que façamos desta luta um canal para recuperar o bom senso, a ética e o respeito para com as camadas mais necessitadas da população. Indignemo-nos também com as aposentadoria falsas por invalidez, com desvios de verbas da educação e com todos os tipos de corrupção com o dinehiro público.
    ………….. marcos diz:
    18 de junho de 2011

    Prezado Môa…
    Gostaria de fazer um comentário do artigo do Zamir Monteiro… Concordo em gênero e grau… Porém nos aqui em Lages mantivemos a greve na terra do (Des) governo, Vcs em curitibanos encerrarão a greve… Lembrando que a terra de vcs é legitimadora de um político que está muito próximo do governo… ONOFRE, é um grande “liso” como diria o povo de curitibanos um grande “jundiá ensaboado”… Parece que vcs precisam trabalhar mais democracia e cidadania na sua ou na nossa terra “serra catarinense”. Quem é mais liso Colombo ou Onofre? Onofre coitadinho tá aposentado por invalidez… Já pedi um vale para ele, mas vou reforçar o meu pedido, ainda mais agora que vão descontar os dias em que estou em greve… rsrsrsrsrsrsrsrsr
    A casa está caindo para alguns aposentados da ALSC, mas dinheiro para aposentados ilegais em SC tem, mas para pagar professores não… Isso é um absurdo… CPI em SC, para desmascarar os marajás…
    ………….. sandra Romansini diz:
    18 de junho de 2011

    REVOLTA

    Revoltei-me com a nota que está sendo veiculada nos meios de comunicação, diga-se de passagem, espaço comprado pelo governo com nosso dinheiro, na tentativa de ludibriar a população em geral no que se refere a greve dos professores da rede pública estadual.
    É obvia a intenção de enfraquecer o movimento, usando as crianças para comover a opinião pública em geral. Se o governo respeitasse de fato as crianças e jovens da escola pública, estaria cuidando melhor do espaço físico delas, da formação dos professores e já teria dado fim a indicação político partidária para cargos comissionados para diretores de escolas (em minha escola 1 diretor com 150% de gratificação e 4 assessores com 80%), o que as transforma apenas em seus “currais eleitorais”, não em instituições de ensino.
    Esquece-se o senhor governador que não basta o professor estar dentro da sala de aula, ele é um ser humano e precisa estar satisfeito para realizar um bom trabalho. Voltar para a sala de aula nas atuais condições -financeiras e emocionais – seria desastroso para os alunos. Então pense melhor senhor governador, e se de fato preocupa-se com a educação, cumpra a Lei.
    ………….. Adriano Silva diz:
    18 de junho de 2011

    Olá,
    Repassando e-mail que auxiliará a comunidade a compreender como o governo tenta nos enganar. mantenha os olhos abertos para não cair na rede da enrolação politica!

    Amigos professores e comunidade de Santa Catarina,

    Estamos em GREVE lutando não por aumento de sálario, mas para fazer com que o Governo Estadual pague o que nos deve. O Supremo Tribunal Federal determinou que o Governo Raimundo Colombo pague a tabela salarial aprovada pelo MEC. Para que isto se torne possível, O GOVERNO FEDERAL envia 300 milhões de reais por mês que são destinados à EDUCAÇÃO ( se chama FUNDEB ) desde 2008, porém este dinheiro é desviado para outros fins como por exemplo para a Assembléia Legislativa, etc…, ou seja, para eles mesmos. O Governo Colombo insiste em dar para os professores apenas 22 milhões de reais, diz que paga o piso para enganar a população, mas na realidade, tira direitos adquiridos por nós profissionais da Educação como Regência de classe e outras gratificações. No final de tudo, não existe aumento para a maior parte da categoria, pois ele tira o que já conquistamos e o salário fica o mesmo. É uma fraude!

    QUEREMOS UMA CPI PARA SABER PARA ONDE REALMENTE VÃO AS VERBAS DESTINADAS À EDUCAÇÃO.

    AUDITORIA NO GOVERNO COLOMBO JÁ!

    OBS: Repassem este e-mail para seus amigos, familiares e toda a comunidade catarinense. Vamos iniciar uma campanha de conscientização.

    ASSINADO: Educadores da Rede Estadual de Santa Catarina
    ………….. Leonardo diz:
    18 de junho de 2011

    Só mesmo com muita fé pra continuar na Educação. Principalmente quando se tem um governador prepotente que pensa estar acima da Lei. E a justiça desse país onde está que ainda não fez nada? Será que não percebeu ainda que os professores deste estado estão sendo massacrados? Por favor…
    …………..celia marilia ribeiro diz:
    18 de junho de 2011

    Caro Marcos.

    Está acontecendo um equívoco. Estamos em greve sim.

    ………….. Pedro Arilton diz:
    18 de junho de 2011

    GREVE DOS PROFESSORES
    O governador está encaminhando um projeto para a Assembleia, completamente ilegal.
    Este aumento é diferenciado, privilegia os professores menos habilitados e menos experientes com um aumento maior, desprestigiando os mais experientes e mais habilitados.
    Não é assim que faz a qualidade da educação.
    Os deputados não poderão votar o projeto encaminhado pelo governador porque é inconstitucional.

    A Constituição Federal proíbe expressamente aumento diferenciado quando da revisão geral da remuneração dos servidores públicos (CF art. 37, X) devendo, no caso de transgressão pela Administração, ser implantado na folha de pagamento dos prejudicados o maior percentual concedido, ao fim de que não persista a diferenciação. (TJPR – Apelação Cível: AC 250051 PR Apelação Cível – 0025005-1).

    Toda esta situação está mais do que configurada a improbidade administrativa:

    § 4º – Os atos de improbidade administrativa importarão a suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário, na forma e gradação previstas em lei, sem prejuízo da ação penal cabível. (CF, 1988, Art. 37).

    Quem deve não querer mais negociação é o SINTE.
    Não há mais nada que negociar.
    Aliás, no serviço público vale o Princípio da Legalidade. Não é permitido negociação e acordo coletivo. Tem é que se cumprir a Lei.
    O governador que peça ajuda o Sr. Senador LHS que não adaptou o Plano de Carreira do Magistério ao piso em tempo hábil.
    Ao invés de fazê-lo, preferiu tentar anular a Lei. Agora não tem outro jeito.
    O piso tem ser pago!
    Professor Pedro Arilton Barbosa
    Sombrio
    ………….. Pedro Arilton diz:
    18 de junho de 2011

    A GREVE CONTINUA

    O governador está encaminhando um projeto para a Assembleia, completamente ilegal.
    Este aumento é diferenciado, privilegia os professores menos habilitados e menos experientes com um aumento maior, desprestigiando os mais experientes e mais habilitados.
    Não é assim que faz a qualidade da educação.
    Os deputados não poderão votar o projeto encaminhado pelo governador porque é inconstitucional.

    A Constituição Federal proíbe expressamente aumento diferenciado quando da revisão geral da remuneração dos servidores públicos (CF art. 37, X) devendo, no caso de transgressão pela Administração, ser implantado na folha de pagamento dos prejudicados o maior percentual concedido, ao fim de que não persista a diferenciação. (TJPR – Apelação Cível: AC 250051 PR Apelação Cível – 0025005-1).

    Toda esta situação está mais do que configurada a improbidade administrativa:

    § 4º – Os atos de improbidade administrativa importarão a suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário, na forma e gradação previstas em lei, sem prejuízo da ação penal cabível. (CF, 1988, Art. 37).

    Quem deve não querer mais negociação é o SINTE.
    Não há mais nada que negociar.
    Aliás, no serviço público vale o Princípio da Legalidade. Não é permitido negociação e acordo coletivo. Tem é que se cumprir a Lei.
    O governador que peça ajuda o Sr. Senador LHS que não adaptou o Plano de Carreira do Magistério ao piso em tempo hábil.
    Ao invés de fazê-lo, preferiu tentar anular a Lei. Agora não tem outro jeito.
    O piso tem ser pago!
    Professor Pedro Arilton Barbosa
    Sombrio
    ………….. Margarete Cunha diz:
    18 de junho de 2011

    PROFESSORES tenhamos forças para continuar nossa luta, me espelhando com um pensamento do Pensador Augusto Cury deixo aqui um forte abraço, um bom café e seguimos nossa caminhada.

    Ser um empreendedor é executar os sonhos, mesmo que haja riscos.
    É enfrentar os problemas, mesmo não tendo forças.
    É caminhar por lugares desconhecidos, mesmo sem bússola.
    É tomar atitudes que ninguém tomou.
    É ter consciência de que quem vence sem obstáculos triunfa sem glória.
    É não esperar uma herança, mas construir uma história…
    Quantos projetos você deixou para trás?
    Quantas vezes seus temores bloquearam seus sonhos?
    Ser um empreendedor não é esperar a felicidade acontecer, mas conquistá-la.
    “Augusto Cury”

    É isso mesmo colegas, ser um PROFESSORr é ser um VENCEDOR.
    ………….. Annamaria Gavião Escobar diz:
    18 de junho de 2011

    Boa Noite Môa, grande jornalista e parceiro da educação!
    Teu blog tem nos servido como luz nesta estrada. Venho aqui homenagear meus colegas, pois sei que eles receberão esta mensagem.

    Guerreiros da Educação
    São os professores/soldados que sonham com a liberdade. Que ao entrar na escola todos os dias, encaram centenas de olhinhos curiosos e se esforçam para serem os melhores, apesar de tudo, dão carinho, atenção e informação.São meus colegas que mesmo em momentos de insegurança, decidem pelo coletivo e não se entregam.
    Durante esta greve aprendi a admirá-los ainda mais, homens, mulheres, jovens e maduros, firmes e brilhantes.
    Sinto orgulho de estar junto com vocês porque vejo que é na luta que conhecemos verdadeiramente as pessoas. Estou feliz, pois ao olhar pra vocês, renovo minhas esperanças e agora tenho certeza que para a educação de nossas crianças e jovens existe quem lute por eles.
    Força e mantenhamo-nos firmes nesta caminhada.

    Annamaria,
    Professora de Educação Física- Palhoça………………………………………………………………………………………
    ………….. José diz:
    18 de junho de 2011

    Caro Marcos

    “Encerraram” no pretérito perfeito, não no futuro presente do indicativo “encerrarão”. Não temos culpa por termos tal político em nossa terra, aliás quem tem culpa são aqueles mesmos 68% que aqui votaram para o Colombo, que é de sua cidade. Democracia é o que mais se vive aqui nesta cidade, pois vejam que elegem… Se isso não é democracia vivida, então… Cidadania está sendo aprendida com a dignidade de um dia votar pelo fim da greve e no outro, após conhecimento de que essa não era a vontade do restante do Estado voltar atrás na decisão, se fortificar e ir a luta! Quem entender que passe muito bem, estude, cresça e viva em paz.
    …………..José diz:
    18 de junho de 2011

    “Encerraram” no pretérito perfeito, não no futuro presente do indicativo “encerrarão”. Não temos culpa por termos tal político em nossa terra, aliás quem tem culpa são aqueles mesmos 68% que aqui votaram para o Colombo, que é de sua cidade. Democracia é o que mais se vive aqui nesta cidade, pois vejam QUEM elegem… Se isso não é democracia vivida, então… Cidadania está sendo aprendida com a dignidade de um dia votar pelo fim da greve e no outro, após conhecimento de que essa não era a vontade do restante do Estado voltar atrás na decisão, se fortificar e ir a luta! Quem entender que passe muito bem, estude, cresça e viva em paz.
    ………….. Clarice diz:
    18 de junho de 2011

    Caro, colega Marcos:
    Não sugiro CPI, pois sempre vira pizza. Que tal ——-INTERVENÇAO FEDERAL?!——- Acredito que assim esse bando de lobos maus que se fazem de cordeirinhos pra continuar enganando a massa, seriam desmascarados.
    OBRIGADA, SENHOR MÔA, PELO ESPAÇO E SEMPRE ATUANTE DE FORMA IMPARCIAL.
    PAZ E BEM A TODOS!
    ………….. Rosangela diz:
    18 de junho de 2011

    Marcos, já informei em outro local que Curitibanos continua em greve, por favor leia os comentatios que seguem abaixo da postagem Escravos de Jó que vc ficará conhecendo como aconteceu (um pouco). O Zamir eu conheço, caro colega e conhecedor daquilo que fala. Infelizmente quanto ao Onofre e o outro aquele`escudeiro`temos vergonha do que eles tem feito por ai. Logo que for possivel falarei pessoalmente com o——– Sr. Onofre “(“SANTO AGOSTINI” $$$34.000,00 SÓ DE APOSENTADORIA NA “ZONA DA assembléia legislativa”) e lhe direi que com ele aprendi o que é ser demagogo e perguntarei se ele não tem vergonha de chegar na sua terra com uma aposentadoria desse tamanho. Ja sei a resposta `’e lei`. Para ELES a LEI funciona.
    …………..Fernando Luis Ramos diz:
    19 de junho de 2011

    Caro jornalista Môa,

    TODOS OS DIAS, nós entramos na escola COM FÉ, que hoje será um dia diferente na educação!!!

    Mas lendo as informações de como nossos governantes tratam a educação e principalmente os professoress…

    AI FICO COM MAIS FÉ AINDA, E PRINCIPALMENTE COM MAIS CORAGEM E DESPRENDIMENTO PARA CONTINUAR NA GREVE E LUTAR PARA MUDAR A REALIDADE DA EDUCAÇÃO E DOS PROFESSORES!!!

    Sou professor público do estado de Santa Catarina, E NÃO DESISTO NUNCA!!!

    …A GREVE CONTINUAAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A GRANA DO FUNDEB???”

  141. …”U M A” CLASSE UNIDA ,FIRME E FORTE NA LUTA POR UM IDEAL!!!

    …”o sistema funciona quando querem” MARILSE …oi pessoal:

    prof Roque falou bem , tudo que estamos passando, um turbilhão – de angustias , de espectativas , de injustiças, de desconfianças, de certezas, … mas de um RESGATE , resgate também – da categoria dos professores que tem muiita Coragem de lutar, tudo haver com que sstá acontecendo ,
    acho que faltou colocar um ponto : é sobre as faltas aos grevistas, é incrivil né , como conseguem rapidamente resolver os “problemas” quando é para punir os professores, pois pelo que soube o tal sistema sisgespe, sei lá se é assim que se escreve não estava funcionando corretamente, dando problemas de envio de notas etc, desde o inicio do ano nas escolas, e pelo jeito foi neste meio tempo aproveitaram e acredito que fizeram um sistema de informatica SÓ para isso, para as listar as faltas , acredito que foi só para mandar as faltas, deve ser coisa da tal elizzzzt…du melu.

    Marilse ……………………………………………………………………A GREVE COTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

    …serranos diz:
    19 de junho de 2011

    Sábado, Junho 18, 2011
    ESTRATÉGIAS DO LATIFÚNDIO DA MÍDIA CATARINENSE PARA ANIQUILAR COM A GREVE DOS PROFESSORES?

    O latifúndio da mídia catarinense (RBS/GLOBO, SCC/SBT, e, RIC/RECORD), representa 76% de toda a estrutura midiática catarinense; e, em 2011, vai receber 80% do dinheiro que o ?Não Governo? do ?Messias? vai gastar com Propaganda?

    E Elle vai gastar uma verdadeira fortuna? cerca de cinco vezes mais que o Governo Federal? isso? logicamente? considerando a proporção das receitas de cada um e o numero da população alvo das propagandas? Uma imensa fortuna?

    Mas? é praxe do ?Messias? tratar ?muito bem? a mídia? Quando Prefeito em Lages os midiáticos lageanos viveram dias de abundância e soberba? por isso são tão bajuladores e coniventes?

    E, depois, como senador continuou a agradar o imenso grupo de colombetes com almoços, jantares e churrascos na sede da sua luxuosíssima fazenda? Um ex- suplente de vereador do PPS, chegou até a organizar a lista do mensalão da mídia lageana? mas não teve coragem para denunciar? Há pouco tempo pedi a lista para ele? mas ele desconversou?

    O ?Messias? e sua equipe de amadores estão perdidos diante desta greve? e como sempre? sobrou apenas a arrogância da ?autoridade? e a mídia bem paga e bajuladora para defende-lo?

    E a mídia começa a fazer o seu estratégico papel? e elles são muito bons e eficientes nisso? Veja abaixo como:

    1) CONFUNDIR A BASE GREVISTA: Divulgando informações erradas? e até mesmo mentirosas? Por isso senhores Professores procurem informações sobre o movimento grevista somente no SINTE ou em BLOGs confiáveis?

    2) RESPONSABILIZAR OS PROFESSORES PELA GREVE: O ?Não Governo? do ?Messias? mobiliza todas as suas forças regionais e locais, através das SDRs e GEREDs, e esses vão de jornal em jornal, de radio em radio, de TV em TV, afirmar repetidas vezes, que o ?Messias? está fazendo tudo o que é possível e que um grupo radical de professores não está aceitando negociar.. não está cedendo em nada, enquanto o ?Messias? já cedeu em tudo o que podia?

    Alem disso? Elles começam a pedir para os seus paus mandados a telefonarem para as rádios e dizer que os alunos não tem nada a ver com essa greve e que estão sendo prejudicados pelos professores? tentam com isso jogar a sociedade contra o Movimento

    E ainda? os paus mandados? começam a escrever para os BLOGS e colunas de jornais apoiando o ?Messias? e detonando com os Professores?

    3) REPETIR AS MENTIRAS ATE QUE SE TORNEM VERDADES: Esta pratica nazista é a mais utilizada pelos governantes direitosos? e Elles vão repetir tantas vezes que não tem dinheiro para pagar o que os professores pedem? que a sociedade e até mesmo o movimento esquecem que o ?Não Governo? desviou 326 milhões de reais só neste ano para outras estruturas do poder que nada tem a ver com a EDUCAÇÃO?

    4) INTIMIDAR O MOVIMENTO COM AMEAÇAS DE PUNIÇÕES: A mídia bajuladora, vai começar a dar espaços cada vez maiores para ?Entendidos? e ?Profissionais? que vão afirmar com veemência que os professores poderão ter sim os dias descontados? que a greve e ilegal? e que o ?Não Governo? do ?Messias? poderá até mesmo demitir? Não se espantem se a Mídia começar a entrevistar psicólogos e pedagogos para falar sobre os traumas e os problemas psicológicos que os alunos começarão a ter caso a greve continue?

    5) FAZER COMPARATIVOS COM OUTROS ESTADOS: E manipular informações de tal forma que os professores daqui passem a se sentir culpado por querer receber um salário tão alto?

    6) AFIRMAR QUE OS PROFESSORES ESTÃO VOLTANDO A LECIONAR: A Mídia vai começar a entrevistar professores que por pressão politica voltaram a dar aulas? e vão mostrar e multiplicar tantas vezes cada entrevista que vai parecer para a sociedade que realmente só ficou um grupinho de ?radicais? com ?interesses políticos? de prejudicar o ?Messias??

    PARA DERROTAR O LATIFUNDIO DA MIDIA?VAI SER MUITO IMPORTANTE QUE A MOBILIZAÇÃO DOS 30 MIL SEJA UM GRANDE SUCESSO?

    EU APOIO? AJUDAREI NA MOBILIZAÇÃO? E ESTAREI PRESENTE?
    Postado por Rui Alvacir Netto
    PROFESSORA RAQUEL LIMA –
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…”CADÊ A VERBA DO FUNDEB!!!

    …Análise de conjuntura

    19 de junho de 2011

    Nova contribuição sobre a situação da educaçao catarnense vem assinada pelo professor Kleber Rudy. Tem por título: “Uma faca por trás de um sorriso”. O texto:

    Aquilo que vem ao mundo para nada
    perturbar não merece respeito nem paciência.
    René Chair

    Em épocas de conflitos, medir forças torna-se um dos requisitos da arte de “guerrear”, e é justamente isso que o Sr. João Colombo tem feito, com o indicativo de cortar os salários dos que o desafiam, ou seja, os professores grevistas, assim como, ao aludir que pretende pedir a ilegalidade da greve (eles é que não nos pagam o que é de direito, e nós que somos os fora-da-lei!? Porém, não é de hoje que a política se veste de ironias). Por sua vez, a classe dos professores tem dado de imediato uma resposta a altura, não arredando pé de sua já longa caminhada, que marca trinta dias, e que se for preciso agregara mais 30 ou 60, ou sei lá quantos dias, até que se torne realidade as motivações de luta. Não obstante, em momentos irrequietos como este que se apresenta, a união dos combatentes se faz mais do que necessária, se faz urgente, pois esse dragão chamado governo estadual, possui várias cabeças, precisando desta forma, de numerosos braços para cortá-las, até que a besta pereça.
    No que se refere à prática de lutar, séculos atrás o misterioso livro chinês Os 36 Estratagemas já assinalava: “Quando o grosso das tropas é tomado de pânico ao mínimo alerta, quando os soldados saem das fileiras, quando os homens assustam uns aos outros exagerando o poder do inimigo, quando convencem a si mesmos de que o desfecho das operações não será vantajoso, quando não cansam de se lançar olhares e de cochichar no ouvido uns dos outros, quando circulam boatos impossíveis de conter, quando se espalham todos os tipos de fábulas capazes de semear inquietação nos espíritos, (…) esses são sinais evidentes de fraqueza”. E os nossos ímpetos de luta como estão, rumo ao re-fortalecimento ou ao vazio da fraqueza? Quero fazer crer, que mediante as 30 assembléias regionais realizadas no dia (15/06), em que apenas duas das assembléias votaram pelo fim da paralisação, que os nossos ânimos estejam ainda resistentes, na pertinência de alcançar nossos objetivos iniciais, traçados naquele dia 18 de maio, quando teve início essa GREVE.
    Tomemos o exemplo da Grécia que viu nascer nesta semana do seu ventre mais uma GREVE GERAL, iniciada no dia 15/06, e que mesmo diante da violência usada pelo aparelho estatal contra os manifestantes, os mesmos continuam firmes e convictos da primazia de suas ações. Pois, “quando o Estado se divorcia de suas funções imediatas e se converte numa entidade que pretende controlar a vida e o destino de seus súditos, a liberdade deixa então de existir”. Conforme o escritor Aníbal Ponce, em sua obra Educação e Luta de Classes: “um povo manso e resignado, respeitoso e discreto, um povo para quem os patrões sempre tenham razão, como não haveria ele de ser o ideal de uma burguesia que só aspira resolver a sua própria crise, descarregando todo o peso sobre os ombros das massas oprimidas? Só um povo ´gentil e meditativo` é que poderia suportar sem ´discussão` a exploração feroz”. Por essas e por outras, é que devemos radicalizar sim, mas debandar em retirada – como ratos que diante do naufrágio por temerem a água, se atiram desesperados ao próprio mar -, jamais.
    Seja como for, a luta continua! Papai-Noel e Coelhinho da Páscoa não existem, Colombo e o Telbaldi, poderiam também não existir, mas, no entanto existem. É hora de mudanças, diante de vidas regidas por contos de fadas, a realidade ruge com toda a sua monstruosidade, exigindo visão política e solavancos de coragem.
    Proffy, o Insurgente, S. Catarina 2011.” …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!! GALERA,JUNTOS/UNIDOS SOMOS FORTES E UMA PARADA INDIGESTA PARA este governo de picaretas!!!…………….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

    … Jonathan Magnum diz:
    19 de junho de 2011

    Resposta a nota do governo sobre a Greve do Magistério Catarinense

    1º Não estamos ganhando o piso, e se for pago, será o valor mínimo de R$1.187,00, não um valor maior como diz o governo.

    2º O governo quer reduzir os valores da regência de classe dos professores, com isso, mesmo pagando o piso, terá professores que perderão mais de R$ 100,00 no salário… e o governador diz que está atendendo a todos os professores! Como?

    3º O sindicato não está exigindo nada, quer apenas que o governo não tire nenhum benefício e cumpra com a Lei;

    4° A lei é de 2008, o governo sabia que teria que pagar, e o Ministério da Educação manda verba para nosso estado pagar o piso, porém o dinheiro do MEC vai para a Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas, Sec. da fazenda, para pagar salários de 10.000, 20.000… é simples Colombo, pegue a verba da educação e aplique na Educação. Não é irresponsabilidade aplicar a lei na carreira do magistério, irresponsabilidade é aplicar o dinheiro da educação em outra áreas.

    5º Nosso alunos e seus pais nos apóiam, sabem que nossa luta é justa, a comunidade nos apóia e está bem informada!

    6º Não iremos sair da greve sem ganhar, pois até agora não temos garantia de nada e perdemos 1 mês de salário, mas estávamos preparados para está consequencia e ficaremos quantos meses forem possível sem salário.

    7º a greve continua firme e forte e só terminará quando a maioria dos professores aceitarem e não por pedido do governo.

    8º O governador Colombo e o secretário de educação são incompetentes, pois desconhecem o plano de carreira dos professores e dizem não sabiam aonde a verba do Fundeb estava sendo aplicada, tão pouco tem coragem de aplica – la integralmente na educação!!

    9º Os professores que não assumiram a greve são inimigos da educação ou estão felizes com o pouco que recebem, além de concordarem com o governo. São covardes e não amam a educação.

    Prof. Jonathan Magnum Prim – EEB Campos Verdes – Jaguaruna
    …É GREVE!!!>>>>>>>>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>FUNDEB???

    …Margot Schutz diz:
    19 de junho de 2011

    Façamos a caminhada e que estas luzes em fim iluminem a cabeça do DES-GOVERNO. AQUI VAI MEU APELO AO SEU “REI-MUNDO”:

    Governador nosso que estais no poder
    manchado está teu nome… (por toda Santa Catarina)
    venha atender a nós, os educadores
    seja feita a vontade do STF assim como manda a lei 11.738/08
    O PISO NA CARREIRA nos dai HOJE!
    perdoa-nos a nossa INSISTÊNCIA E RESISTÊNCIA, assim como nós perdoamos a sua NEGLIGÊNCIA E FALTA DE DECÊNCIA
    e não nos deixe cair na desvalorização
    e livrai-nos das sdrs (cabides de emprego), dos “comichionados”e sobretudo dos “queridos”\” T-baldi”, “Debochamps” e “Elizete melo tudo.

    …pois teu é o dever de cumprir a lei EM PRIMEIRO LUGAR para sempre.

    Que assim seja!!!
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! …”( S O S ) URGENTE,GRANA DO FUNDEB SUMIU!!!

    … Fernando diz:
    19 de junho de 2011

    E O GOVERNO DO ESTADO QUE ESTÁ NUMA “SINUCA DE BICO”!

    Se desconta os dias parados dos professores:
    – Os professores não precisarão recuperar os dias parados prejudicando ainda mais os alunos;

    Se faz jogo duro em não negociar com o comando de greve prolongando a situação:
    – Vai inviabilizar o ano letivo, trazendo prejuizo catastróficos para o governo;

    Se manda a MP para a assembléia:
    – A pressão será grande sobre os deputados, e o desgaste político inimaginável.

    Se tentar pela ação de ilegalidade da greve:
    – Corre o risco da ação ser negada fortalecendo ainda mais os professores.

    AS CARTAS ESTÃO NA MESA, QUEM APOSTA SUAS FICHAS?
    …É GREVE!!! E AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! >>>”CADÊ A GRANA DO FUNDEB?

    … Zenaide Inês Schmitz diz:
    19 de junho de 2011

    Essa é a estratégia???

    A assembléia legislativa vai ter um novo endereço: pois esta que está aí vai abaixo. Não é salário de maio e nem a proposta do governo que é o nosso foco.

    Eu já estou desenvolvendo outras atividades para complementar minha renda. Não me importo de ficar de greve até dezembro. E que venham os descontos, e que venha o Colombo, Deschamps, Marco e Elizete de joelhos. Para escola só volto depois do governo cumprir a lei. Isso se nos próximos dias nós ainda tivermos um governo, porque do geito que está, acho que ele vai pedir para sair.

    E a greve continua. Forte como sempre.
    …É GREVE: É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…………….”A GRANA DO FUNDEB SUMIU!!!” …Já tem populares falando em “intervenção federal” e até o “impedimento do governador”, durma com um barulho desses, senhor colombo!!

    … Mestre MÔA diz:
    19 de junho de 2011

    Sinceramente, é inacreditável. Sem querer ser São Tomé creio que muitos dos internautas que nos prestigiam aqui neste blog terão dúvidas, como eu. Mestre em educação, 30 horas, por R$ 1.089,00. Faxineira em Florianópolis, nível médio, leva R$ 500,00 por semana, quer dizer R$ 2.000,00, saindo as quatro da tarde e com folga aos sábados e domingo. Inacreditável! Abraços, Môa
    …REALIDADE DO (DES)governo da “tripa-aliança”; LHS, pINHo moREIra, pAVÃO, paulos (bAUER e bORRAUSEN) e o rAIMUNDO calombo!!!>>>PORTANTO A GREVE CONTINUAAAAAAA!!! E AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>”CADÊ A GRANA DO FUNDEB!!!”

  142. …”Professores”…………..”O NOME DELE É ADEMAR!”…muito bom Mestre!!!

    Enquanto o governo do Estado e a Secretaria da Educação continuam brincando de negociação e debochando dos professores, como fizeram governos anteriores, principalmente Paulo Bauer e Luiz Henrique, sem menosprezar os demais, os professores de Santa Catarina, desta vez (seria bom que o governo percebesse), não estão brincando de fazer greve. Não há mais conotação política de qualquer partido, se bem que alguns deles até tentam tirar proveito da situação. O governo propõe o pagamento do piso nacional do magistério, porém, não abre mão de corte da regência de classe. A lição dos professores é de que as demais categorias funcionais do Estado deveriam seguir o exemplo e parar o Estado. Deixassem os vereadores, deputados, senadores, e demais rapinantes ficarem apenas uma única semana em sala de aula ou numa enfermaria de hospital. Gostaria de ver.

    …Ademar Bodemüller………….. …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA JÁ NAS CONTAS da secretaria estadual de educação!!!—JÁ SE FALA ABERTAMENTE EM “INTERVENÇÃO FEDERAL” E ATÉ “IMPEDIMENTO DO senhor raimundo colombo e sua “TRIPA-ALIANÇA”-pmdb, psdb,pfl/dem/psd(A CAMUFLAGEM) E “DEMAIS ENRrolaDOS”…CHEGA!!!, A POPULAÇÃO CATARINENSE, literalmente não suporta mais este “estado de coisas”, ESTA CORJA IRÁ PARA CADEIA!!!CHEGA!!!!!!!

  143. …quarta-feira, 15 de junho de 2011
    Acampados reabrem escola municipal que servia de depósito de adubo.
    Por Pepe Pereira dos Santos – setor de comunicação MST/SC – Serro Negro Santa Catarina

    Na contramão da tendência de fechamento de escolas públicas no Brasil, principalmente no campo, os acampados do Terra Nova, acampamento conjunto do MAB e do MST no município de Serro Negro (SC) reabriram a escola municipal na comunidade rural do Umbu.Munidos de material de limpeza, enxadas, foices e facões, crianças e adultos acampados limparam e reabriram nesta última segunda-feira a escolinha que atualmente era usada pelo município como depósito de adubo orgânico.

    A prefeitura de Serro Negro, no Planalto Sul catarinense, se dispôs a fornecer as carteiras de aula e o transporte para as crianças. O setor de educação do MST de Santa Catarina ficou responsável pelos educadores e pelo material pedagógico. São mais de 200 as crianças do acampamento, que aumenta a cada dia, que terão acesso à educação. São filhos de sem-terras e atingidos por barragens que terão acesso a educação de qualidade, e mais os filhos de moradores da comunidade rural de Umbu que quiserem frequentar a escola do acampamento Terra Nova.

    O adubo orgânico que era estocado na escola será usado em uma horta que produzirá alimentos para os acampados e seus filhos, e o excedente será comercializado nas comunidades da região como forma de geração de renda para os acampados, que lutam por terra para viver e por condições de educação para todos.
    Postado por elaine tavares às 16:07 ……………………………………………………A GREVE DO MAGISTÉRIO ESTADUAL CATARINENSE SEGUE FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA neste (DES)governo da “tripa-aliança do pmdb,psdb e pfl/dem/psd(à camuflagem descoberta!) do senhor raimundo calombo!”

  144. …”paulo alça”………………………aquele MALA, não tem!

    Entre informações e deformações o”Fundeb”, a bem da verdade por uma ação “julgada” pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina, passou a integrar a receita líquida do Estado. O que significa isso? Na hora de calcular os repasses aos “poderes” com bases em percentuais o valor é muito maior porque estão somados os recursos do “Fundeb”(MÃO GRANDE). Tirando esses recursos da base de cálculo os repasses “MINGUAM”. Foi por essa razão que incluíram o “Fundeb” no caixa único para que os “poderes” ganhassem mais. Como resolver a QUESTÃO. Alterando a Lei de Diretrizes Orçamentárias, que começa a ser debatida na Assembleia (VAMOS FAZER NOSSA ASSEMBLEIA ESTADUAL na assembleia aposentadoria S.A.!!!) É uma grande idéia para o momento!……………………………………………………………………………. O que vai acontecer? …………………………………………………………….Tirando o Fundeb da receita líquida, os “poderes” vão ganhar menos e sobrarão para o governo do Estado recursos para aplicar na educação. Mesmo porque o dinheiro do “Fundeb” É para a Educação, o problema é que se transformou em base de cálculo elevando os valores, exigindo que o governo desembolse mais GRANA para os “poderes” hoje abarrotados de dinheiro, enquanto “A EDUCAÇÃO SE ARROMBA” com um orçamento carimbado pelo FUNDEB mas “desviado na cara dura”, falta de recursos??????? Tudo isso tem que ser AUDITADO com urgência!!!???????AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

    “Durma com um barulho destes!!!”

    Será que a Assembleia APOSENTADRIA abriria mão de R$ 60 milhões? O Tribunal de(in) Justiça de repente deixaria um repasse de R$ 150 milhões e o Ministério Público (ou seria privado?)cerca de R$ 50 milhões? Reflexos da saída do Fundeb da receita líquida. Todos vão querer uma “compensa”!!!

    O (DES)governado raimundo colombo declarou depois da reunião com o colegiado que não há CRISE no (DES)governo e ninguém está saindo (BATER EM RETIRADA, ANTES QUE QUEIME O FILME). Houve “boatos” da saída dos secretários de Segurança, Fazenda e não esquecendo o filhote do depu.jorginho e da elizete meLLo (será que MELLOU O ANGU DOS meLLo???)……. Reafirmou que todos permanecem. (ficou com dúvida? POIS POIS, E AGORA joão raimundo?…

    Greve legítima , DESDE SEMPRE!!!

    Os professores que estavam nas galerias da Assembleia portavam faixas , entre eles, um que dizia para os deputados devolverem o dinheiro do “Fundeb”. Da tribuna o deputado Kennedy Nunes disse para os professores irem ao Tribunal de Justiça com uma faixa dizendo para os magistrados devolverem o dinheiro do Fundeb, no Ministério Público para que os promotores devolvam, no Tribunal de Contas para que os conselheiros devolvam . Ou seja, enquadrou todos os beneficiados. Não é dinheiro do “Fundeb???????”, mas como base de cálculo eleva os repasses não só da Assembleia. Vamos ser justos cobrem de todos…(TODOS QUEM CARA PÁLIDA???) >>>”QUE VERGONHA ESTA ATITUDE DOS PODRES PODERES!!!

    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!

    O líder do governo elizeu mattos recebeu os representantes do Sinte no gabinete dele na Assembleia e a partir daí passou todo o dia intermediando uma “negociação” com o governo. Ora conversando com o governador Colombo, ora reunindo-se com o secretário-adjunto da educação, Eduardo Deschamps. No final da tarde colocou novamente Deschamps com o Sinte para mudanças na Medida Provisória, ou seja, outra será enviada pelo governo estabelecendo novos “benefícios” (PEGA NA MENTIRA!!!).

    O governo dizia que não tinha recursos(PEGA NA MENTIRA) para PAGAR os professores, mas saiu de R$ 13 milhões para R$ 22 milhões. De repente quem sabe tem mais!?! …(SÓ EM 2011 ABOCANHOU PELO MENOS 300 MILHÕES DO FUNDEB)! …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  145. …Compartilhando da mesma opinião sobre”MENTIRAS DE UM (DES)governo “,o caráter da proposta do dia 6 de junho, os professores decidiram pela manutenção da greve. Vale informar que – além de dados gerais conhecidos sobre a economia catarinense – há indícios de que o governo não aplica os 25% que deveria na educação e tampouco repassa na íntegra o percentual destinado ao FUNDEB (que são encaminhados a outras esferas do setor público), fatos que atestariam, até ao maior dos crédulos, a falsidade acerca da impossibilidade de maiores investimento na educação. Este é um ponto-chave para a continuação da greve, que mantém aceso movimento!!!…………………………………………A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>E A POPULAÇÃO CATARINENSE ESTÁ SENDO ESCLARECIDA(APESAR DA MIDIA/BOCA ALUGADA) A RESPEITO DO COLAPSO NA EDUCAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL, OS DESVIOS NO FUNDEB EM S.C. E O VERDADEIRO ESTUPRO (CORRUPÇÃO SEM PRECEDENTE EM TERRAS CATARINENSES) DO TESOURO PÚBLICO, por aqueles que foram eleitos justamente para defender AQUILO QUE NOS É MAIS CARO; NOSSO MAIOR PRESENTE, PORTAL PARA UM FUTURO MELHOR: QUE SÃO NOSSAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES!!!

  146. …Manifesto: A verdade sobre a greve dos professores

    20 de junho de 2011

    Professores da rede estadual de ensino que trabalham em escolas de Biguacu reuniram-se com os pais dos alunos e emitiram a seguinte nota, encaminhada via e-mail pela professora Grasi Mon:
    “Nós, os professores em greve das escolas da rede estadual de ensino de Biguaçu, agradecemos o apoio recebido por toda a sociedade que se preocupa não só com a educação de qualidade, mas também com a defesa das leis. PORQUE LEI NÃO SE NEGOCIA, SE CUMPRE.
    O governo se nega a cumprir a lei mesmo depois de perder no STF, evidenciando o desejo de continuar a política de seus antecessores, desviando as verbas federais que vem exclusivamente para a educação. Estes desvios destinam-se ilegalmente para o Tribunal de Contas, o Tribunal de Justiça, a Assembleia Legislativa, o Ministério Público e a UDESC que, ao não se disporem a devolver este dinheiro, tornam-se cúmplices do governo do estado. E nós, professores, ficamos sem o piso na carreira que é nosso direito por lei desde 2008, que também está disposto em forma de lei no artigo 206 da Constituição Federal.
    Este piso de R$ 1187,00, que o governo se nega a nos pagar, quase se equivale ao valor do vale alimentação de muitas categorias, como, por exemplo, o vale alimentação da Assembleia Legislativa de R$ 950,00, que receberam recentemente 60% de aumento (dinheiro da educação), por mês, o do professor é de R$ 6,00 por dia.
    O governo não está negociando com os professores como diz. Pois ele não se dispõe a pagar o piso do Magistério na Carreira como manda a lei, nem estabelece datas ou meios para fazê-lo. Pagar o piso na carreira, leitor, significa não cortar os direitos já adquiridos historicamente como foi a proposta do governo.
    Por exemplo: a proposta do governo é pagar o piso, mas retirar parte da regência de classe (direito conquistado há 30 anos, em função do professor ser o único trabalhador no mundo que atende de 20 até 50 pessoas simultaneamente, como é o caso de muitas salas de aulas). As progressões funcionais como especialização, mestrado ou doutorado determinam percentuais de aumento. Com a proposta do governo, um professor com Ensino Médio passaria a receber o mesmo salário de um professor com Nível Superior.
    Os professores não estão sendo intransigentes como o governo alega, pois a lei do piso é de 2008 e governo do estado teve três anos para se adequar. Ao invés disso, continuou desviando o dinheiro da educação e preferiu “empurrar com a barriga” provocando esta greve.
    Este governo, portanto, continua a política do governo anterior, que é a de não cumprir a lei.
    Dinheiro existe. O governo tem várias fontes que garantem o cumprimento integral da lei do piso ao magistério estadual. O FUNDEB (Fundo Nacional de Desenvolvimento de Educação Básica) é um exemplo de verba que não vem sendo aplicada conforme já demonstrado. Bastaria que o governo não desviasse o dinheiro federal que se resolveria o problema sem comprometer a arrecadação do estado que, diga-se de passagem, é ótima. Haja imposto, não é, cidadão?
    Por tudo que expomos, e muito mais que não é possível enumerar, é que continuamos em greve. Nossa gratidão pelo apoio será demonstrada em sala de aula.
    Aproveitamos para pedir que nos ajude pressionando as autoridades através de ligações, e-mails para que possamos voltar às salas de aula o quanto antes.
    Professores das Escolas Estaduais de Biguaçu.” …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERL JÁ!!! “CADÊ A GRANA DO FUNDEB!!!”

  147. …Oi pessoal, “ELZI e MARILSE, a dupla DINÂMICA!”
    Acho que está aparecendo uma luz no fim do túnel.

    Notícias do Campus
    Sex, 17 de Junho de 2011 19:34

    O Fórum Nacional de Educação, divulgou nesta sexta-feira, 17, em
    Brasília, a nota O Plano Nacional de Educação como Política de Estado,
    onde defende uma série de pontos que devem ser considerados na
    avaliação das 2.915 emendas apresentados ao Projeto de Lei nº
    8.035/2010, que trata do PNE 2011-2020. Entre os dez pontos destacados
    pelo fórum, estão o entendimento de que a educação deve ser
    compreendida como direito humano fundamental, bem público e dever do
    Estado, a ser assegurada a todos e com qualidade. Destaca, ainda, a
    importância de definir compromissos e responsabilidades entre as
    instâncias federal, estaduais e municipais; e de melhorar no texto as
    concepções de gestão e a organização educacional.
    Aborda, também, a necessidade de garantir investimentos públicos em
    relação ao Produto Interno Bruto (PIB) para alcançar, no mínimo, 7% do
    PIB, em 2014, e 10%, em 2020.

    Piso salarial – Na mesma reunião, o fórum lançou nota onde afirma ser
    necessária aplicação integral da Lei nº 11.738, de 16 de julho de
    2008, que regulamentou o piso nacional de salário dos professores da
    educação básica. O documento destaca a importância do diálogo para
    resolver conflitos que levam educadores a paralisações em diversos
    estados da Federação e que a valorização do magistério acontece unindo
    formação inicial e continuada, carreira e piso salarial digno.

    O Fórum Nacional de Educação é uma entidade de caráter permanente que
    tem entre suas atribuições planejar e organizar espaços de debates
    sobre a política nacional de educação e acompanhar no Congresso a
    tramitação de projetos legislativos que tratam da educação.

    Assessoria de Comunicação Social

    NOTA PÚBLICA DO FÓRUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO SOBRE A
    APLICAÇÃO DO PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL DO
    MAGISTÉRIO
    O Fórum Nacional de Educação, à luz de princípios que norteiam a qualidade da
    educação – a exemplo dos que se encontram expressos no art. 206, VIII
    da Constituição
    Federal e no art. 60, III, “e” do Ato das Disposições Constitucionais
    Transitórias – vem
    a público afirmar a necessidade da aplicação integral da Lei nº
    11.738, de 16 de julho de
    2008, que regulamentou o piso salarial profissional nacional do
    magistério público da
    educação básica escolar, especialmente, após o Supremo Tribunal
    Federal ter julgado
    improcedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) nº. 4.167.
    Diante disto, defende:
    1. O diálogo permanente como elemento fundamental para resolver os conflitos
    que levam a categoria do magistério a movimentos paredistas em diversas
    localidades do país.
    2. A valorização dos profissionais da educação, a qual compreende a aplicação de
    políticas indissociáveis envolvendo a formação inicial e continuada, a
    remuneração condigna (utilizando o Piso como vencimento inicial das carreiras
    de magistério para os profissionais com formação Normal de nível médio), a
    jornada semanal observando-se o tempo destinado às atividades extraclasse dos
    professores, bem como as condições apropriadas ao trabalho educativo.
    3. A transparência na utilização dos recursos constitucionalmente vinculados à
    educação e na prestação de contas que devem estar vinculadas às Secretarias de
    Educação, conforme estabelece o art. 69, § 5º da Lei nº 9.394, de 20 de
    dezembro de 1996.
    Brasília, 17 de junho de 2011 …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A GRANA DO FUNDEB!!!”

  148. …# Cleide Pereira diz:
    20 de junho de 2011

    CORRER O RISCO
    Rir é correr o risco de parecer tolo,
    chorar é correr o risco de parecer sentimental,
    estender a mão é correr o risco de se envolver,
    expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu,
    defender seus sonhos e idéias diante dos outros é correr o risco de perder as pessoas,
    amar é correr o risco de ser correspondido,
    viver é correr o risco de morrer,
    confiar é correr o risco de se decepcionar,
    tentar é correr o risco de fracassar.
    Mas os riscos devem ser corridos
    porque o maior perigo é não arriscar nada.
    Há pessoas que não correm nem um risco,
    não fazem nada, não obtém nada e não são nada.
    Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões.
    Mas não conseguem nada, não mudam, não crescem, não amam, não vivem.
    Acorrentadas por suas atitudes, viram escravas de si mesmas.
    Para não correr risco, privam-se de sua liberdade.
    Somente quem se atreve a correr o risco é realmente livre!

    Sêneca (orador romano)
    …É GREVE: É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  149. …”MESTRA NA ESTRATÉGIA!” Leila Bambino diz:
    20 de junho de 2011

    Caros colegas! Estamos vivendo um momento histórico na Educação de Santa Catarina. Pela primeira vez, os professores estão defendendo uma única bandeira partidária. Nosso Partido é o da Educação. Juntos somos fortes, mas não podemos deixar esta força se perder com o tempo. Temos nas mãos o voto. Sei que não é ano de eleição, mais muitas campanhas ainda estão por vir. Minha proposta é estarmos sempre unidos através deste veículo maravilhoso que é da comunicação virtual. Devemos nos unir através de nossos endereços eletrônicos e formarmos uma enorme Rede da Educação de Santa Catarina. Vamos nos informar sobre assuntos relacionados à Educação e passá-los uns para os outros. Vamos denunciar, registrar bem o nome dos políticos que neste momento estão ao nosso favor e principalmente os que estão contra. E nas próximas eleições vamos mostrar que esta greve de 2011 deixará marcas para a Educação. Não vamos esquecer, por isso proponho esta comunicação entre nós professores. Vamos mostrar que temos a força!!! O que vocês acham? Um anota o email do outro e vamos fazer um grande trabalho de formiguinha. Mãos à obra!!!
    leilabam@terra.com.br

    POR FAVOR, DIVULGUEM….
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEB???”

  150. … Janete diz:
    20 de junho de 2011

    Ser educador é ser um poeta do amor. Educar é acreditar na vida e ter esperança no futuro. Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.
    Portanto reconheça as conquistas todos os dias. Recompense a responsabilidade o tempo todo.
    Também AMO a minha profissão( Professora).Mesmo a Educação estão este caos jamais pensei em desistir, pois tem alunos que nos recompensam a toda esta luta que travamos diariamente. Na cidade em que leciono grande parte dos alunos são de assentamentos( sem terra), tenho que ser pouco mãe, pai, psicóloga e por final professora, mas depois de todos estes papéis é nesta hora que me vejo realizada quando os mesmo me agradecem com um sorriso e um forte abraço.
    …É GREVE!!!

  151. ,,,”chutebalde doente???” MAS VAI A FESTA A NOITE, COM PNEUMONIA E TUDO!!!!!!! . …Lia diz:
    20 de junho de 2011

    doente para trabalhar? mas não doente para ir a uma festa À NOITE?( com gripe e pneumonia?)

    Ahhh, se um professor fizer isso, não?

    Que é isso, Teba? toma um stilgrip bem quentinho e vá pro serviço! Até chegar lá já começou a fazer o efeito, mizifio!
    Ah! sim, nada de ir de carro com ar-condicionado, viu? Busão, busão, janelas fechadas com 40 respirando dentro e fica quentimmm, quentimmmm, sô!
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  152. … Noticias ……………………………………………………………………………….
    Vice-governador é alvo de protestos no Sul do Estado
    Professores em greve impediram Pinho Moreira de participar de solenidade de homenagem ao ministro Fernando Haddad, em Criciúma

    @tolentino_ND
    Florianópolis

    Fernando Haddad foi cercado por grevistas na porta da Unesc.

    O vice-governador Pinho Moreira (PMDB) foi alvo, na manhã dessa quinta-feira, de protesto de professores, em Criciúma, no Sul do estado, durante visita do ministro da Educação Fernando Haddad, que recebeu o título de Doutor Honoris Causa da Unesc (Universidade do Extremo Sul de Santa Catarina). Cerca de 100 professores, em greve, gritavam palavras de ordem contra Pinho, que acompanhava o ministro pelo campus, e o impediram de participar da solenidade. O grupo, que gritava “Pinho, a greve é culpa sua”, tentou entrar no auditório e a segurança foi acionada, dando início a um empurra-empurra.

    Os petistas Pedro Uczai e Cláudio Vignatti tentaram conter os manifestantes, sem sucesso. O secretário de Articulaçao Nacional, Acélio Casagrande, acabou representando o governador Raimundo Colombo no evento. O vice-governador não quis comentar o ocorrido e foi embora.

    Durante o discurso, o ministro Fernando Haddad reconheceu como legítimo o movimento da categoria e foi aplaudido……………………….. “A única coisa que senti falta em minha biografia foi a defesa incondicional do piso dos professores”, destacou ele. ………………………………………………………….…A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEB???”

  153. ….É GREVE; É GREVE; É GREVE É GREVE É GREVE!!!!!!!………SÍMBOLO DE FORÇA E DE LUTA = MAGISTÉRIO DE SANTA CATARINA………………..Por MELHORES CONDIÇÕES na Educação; …Pela VALORIZAÇÃO DOS ESTUDANTES E EDUCADORES do Nosso Estado;…Pelo respeito ao PLANO DE CARREIRA DO MAGISTÉRIO;…Por CONCURSO PÚBLICO imediAto(último Concurso foi em 2005);…Contra qualquer FORMA DE OPRESSÂO(assédio moral)-Circular 691/2011; DECRETO 3.593/11/2010.
    …Dona Elizete MeLLo,”a toda poderosa do relho” na Secretaria Estadual de Educação é mulher do Deputado Jorginho MeLLo???E também é mãe do atual Secretário de Estado do PLLanejamento Felipe MeLLo??? Seria isto NEPOTISMO??? …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEB???”

  154. …”MST ; RAÇA, UNIÃO, LUTA NA BUSCA POR JUSTIÇA DE VERDADE!” junho de 2011
    Acampados reabrem escola municipal que servia de depósito de adubo.
    Por Pepe Pereira dos Santos – setor de comunicação MST/SC – Serro Negro Santa Catarina

    Na contramão da tendência de fechamento de escolas públicas no Brasil, principalmente no campo, os acampados do Terra Nova, acampamento conjunto do MAB e do MST no município de Serro Negro (SC) reabriram a escola municipal na comunidade rural do Umbu.Munidos de material de limpeza, enxadas, foices e facões, crianças e adultos acampados limparam e reabriram nesta última segunda-feira a escolinha que atualmente era usada pelo município como depósito de adubo orgânico.

    A prefeitura de Serro Negro, no Planalto Sul catarinense, se dispôs a fornecer as carteiras de aula e o transporte para as crianças. O setor de educação do MST de Santa Catarina ficou responsável pelos educadores e pelo material pedagógico. São mais de 200 as crianças do acampamento, que aumenta a cada dia, que terão acesso à educação. São filhos de sem-terras e atingidos por barragens que terão acesso a educação de qualidade, e mais os filhos de moradores da comunidade rural de Umbu que quiserem frequentar a escola do acampamento Terra Nova.

    O adubo orgânico que era estocado na escola será usado em uma horta que produzirá alimentos para os acampados e seus filhos, e o excedente será comercializado nas comunidades da região como forma de geração de renda para os acampados, que lutam por terra para viver e por condições de educação para todos.
    Postado por elaine tavares às 16:07 ……………………………………………………A GREVE DO MAGISTÉRIO ESTADUAL CATARINENSE SEGUE FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA neste (DES)governo da “tripa-aliança do pmdb,psdb e pfl/dem/psd(à camuflagem descoberta!) do senhor raimundo calombo!”

  155. …Professores lançam “esclarecimento”

    21 de junho de 2011

    Professores da rede estadual divulgaram esta noite o seguinte “Esclarecimento”:
    “Em maio, os professores da rede estadual entraram em greve para que o novo piso nacional fosse cumprido em Santa Catarina. O Governo do Estado apresentou várias propostas, uma pior do que a outra, chegando a diminuir salários, diminuiu em 50% as aulas excedentes, dimiuiu o valor da regência de classe de 40% para 25% e de 25% para 17%.
    – Estabeleceu um piso, incorporando benefícios que ja possuíamos, o que torna a proposta ilegal, uma vez que a lei é clara quando aponta que o valor do piso é o vencimento base, sem incorporações.
    – Com essa medida, o governo não atendeu aos professores e violou a lei. Por isso a greve prosseguiu. Por semanas, o Governo tentou enganar os professores, mentindo, omitindo fatos.
    – Não houve respeito aos professores uma vez que nossos direitos não foram preservados. A única exigência feita desde o início da greve é que a Lei do Piso seja aplicada respeitando o Plano de Carreira sem retirar direitos adquiridos.
    O que o sindicato quer é que a Lei seja cumprida! Conforme resposta do Governo Federal, SC tem dinheiro para aplicar o piso nacional na carreira e por este motivo não receberia ajuda financeira.
    Infelizmene o governo do Estado continua manipulando informações, na tentativa desesperada de enganar a população. Ir além é mostrar uma atitude de respeito a todos aqueles que lhes permitiram estar no poder Sr. Raimundo Colombo, ilegal é a postura do governo enquanto desrespeita a Lei. Por isso, em nome do direito das crianças catarinenses, pedimos ao
    Governador do Estado que seja honesto com os catarinenses, respeite a LDB, ECA, C.F., faça curmprir a lei em sua totalidade e assim compreenderemos que houve esforço e retornaremos às aulas, pois somente através desse gesto uma nova imagem deste governo será possível.” …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>”CADÊ A VERBA DO FUNDEB???”AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  156. …Sinte lança Carta de Esclarecimento

    21 de junho de 2011

    A Coordenação Estadual do Sinte lançou a terceira “Carta de Esclareciimento” aos professores, agora com informações sobre o Fundeb. Leia:
    “Prezados Companheiros do Magistério,

    Em razão das reiteradas alegações do Governo do Estado da inexistência de recursos públicos suficientes para o atendimento das reivindicações do magistério, em especial, o pagamento do Piso Nacional da categoria, a Direção Executiva do SINTE-SC e o Comando de Greve vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:
    1. As Irregularidades Comprovadas
    1.1. De acordo com os Pareceres Técnicos do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina o Governo do Estado deixou de aplicar o percentual mínimo de 25% da receita resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências, na manutenção e desenvolvimento do ensino, nos anos de 2003, 2004, 2005, 2007, 2008 e 2009, conforme o determina o art. 212 da Constituição Federal;
    1.2. Os relatório do TCE-SC também aponta que o Governo do Estado utiliza os recursos que deveriam ser destinados a manutenção e desenvolvimento do ensino em despesas não relacionadas com a educação, notadamente, com o pagamento de servidores inativos do magistério e subvenções sociais à instituições públicas ou privadas, contrariando o disposto nos arts. 70 e 71, da Lei nº 9.394/96, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDB
    1.3. Importante destacar que o Governo do Estado deixou de aplicar integralmente na educação básica e na época própria os recursos provenientes do FUNDEF/FUNDEB desde 2003 até o ano corrente, contrariando o que diz o art. 60 do Ato de Disposições Constitucionais Transitórias – ADCT e a Lei 11.494/2007; Somente para dar alguns exemplos, o TCE-SC informa que o Estado não utilizou a totalidade dos recursos do FUNDEB nos seguintes percentuais: 7,40% no ano de 2006; 7,40% no ano de 2007; 1,05% no ano de 2008 e 1,90% no ano de 2009;
    1.4. Além disso, o Governo, por meio da Lei de Diretrizes Orçamentárias, inclui os recursos do FUNDEB na base de cálculo da Receita Líquida Disponível do Estado. Lembre-se que, de acordo com o art. 212 da Constituição Federal e art. 60 do ADCT toda a receita do FUNDEB só poderá ser gasta com a manutenção e desenvolvimento do ensino. No entanto, contrariando esta nítida ordem estabelecida na Constituição Federal, a LDO de Santa Catarina permite que o dinheiro do FUNDEB também seja distribuído para a Assembléia Legislativa, o Tribunal de Justiça, o Tribunal de Contas, o Ministério Público e a UDESC.
    1.5. Finalmente, o Governo do Estado também deixa de empregar integralmente os recursos oriundos da contribuição social “salário-educação” na manutenção e desenvolvimento da educação básica, conforme a previsão constitucional do artigo 212, § 5º e art. 9º do Decreto Federal nº 6.003/2006.
    Importante reiterar que todas estas irregularidades estão detalhadas em Pareceres prévios do Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre as contas prestadas pelo Governador do Estado nos exercícios fiscais de 2003 até 2009. A extensão das denúncias, bem como o enorme volume de recursos públicos que deixaram de ser empregados com o ensino público estadual demonstra a má gestão fiscal, fato que resulta em prejuízos para a sociedade catarinense, usuária deste essencial serviço estatal.
    2. Quais as Medidas Judiciais que o SINTE-SC tem feito
    1. O Sinte-SC ingressou com uma Ação Popular, em curso no Fórum da Capital, sob o nº 023.08.025486-4, que pleiteia uma ordem judicial obrigando o Estado a aplicar o percentual mínimo de 25% da receita resultante de impostos e das transferências na manutenção e desenvolvimento do ensino, referente aos anos de 2003, 2004 e 2005; requer também a valorização da carreira do magistério com a aplicação do mínimo de 60% da receita do FUNDEF com a remuneração dos professores;
    2. Posteriormente, apresentou outra Ação Popular, protocolada no Fórum da Capital, com o nº 023.10.026438-0, que também requer seja o Estado compelido a aplicar o percentual mínimo de 25% da receita com as ações voltadas para a Educação, referente aos anos de 2006, 2007 e 2008; igualmente, reivindica a aplicação com a educação básica da totalidade dos recursos do FUNDEB e do Salário Educação.
    3. Por outro lado, a Assessoria Jurídica do SINTE-SC está estudando medidas judiciais e administrativas adequadas para impedir que o dinheiro do FUNDEB seja incluído na base de cálculos da Receita Líquida Disponível do Estado para posterior distribuição entre os poderes.
    Entretanto, não se pode esquecer que a Constituição Federal deixa claro que os recursos discriminados no art. 212 e art. 60 do ADCT são completamente vinculados, ou seja, é expressamente proibido realizar outras despesas que não sejam com a manutenção e desenvolvimento do ensino, sob pena de ficar caracterizado o desvio de finalidade. Por isso, entendemos que se o Estado deixou de empregar corretamente os percentuais da receita com a educação por anos seguidos, deve suplementar os recursos a serem empregados nos anos posteriores.
    Finalmente, reafirmamos que o direito ao Piso Nacional do Magistério decorre de uma decisão do Supremo Tribunal Federal e tanto a Constituição Federal (art. 212 e art. 60 do ADCT) como o FUNDEB (Emenda Constitucional nº 53/2006 e Lei 11.464/2007) dispõe claramente a origem dos recursos destinados a educação e a forma correta de utilizá-los.
    Cordialmente
    José Sérgio da Silva Cristóvam
    Advogado do SINTE/SC, Professor Universitário. Mestre e Doutorando em Direito/UFSC.

    Marcos Rogério Palmeira,Advogado do SINTE/SC, Professor Universitário. Mestre e Doutor em Direito/UFSC. …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>”CADÊ A GRANA DO FUNDEB???” AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  157. … silvialehmkuhl diz:
    21 de junho de 2011

    Ideli é ministra do Brasil, outra nação.
    Acredito que dormi, dormi muito e acordei em outra época.
    Santa Catarina separou-se do Brasil, é um território independente (não respeita as leis brasileiras).
    A monarquia voltou a governar (Principado Melo) .
    O 1º ministro (Colombo) eleito pela tríplice aliança (PMDB, DEM e PSDB) deu um golpe de Estado e migrou para PSD, partido este fundado em cima de ilegalidades (até mortos em 2009 assinaram a filiação) e decretou a Ditadura neste reino.
    Usa e abusa do dinheiro público como se fosse seu. Tem mais horas de voo que um piloto de boeing.
    E a Justiça ?
    Ah! Espero que haja, porque a Justiça Divina um dia chegará.
    E, diante de “tudo pode” também posso fazer meu decreto:
    Digam ao povo que “EU FICO” (em greve.)
    …A GREVE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!>>>>>>>”o (DES)governo de raimundo calombo, está mais perdido que cego em tiroteio. Está chamando urubu de meu loro.” GALERA, JUNTOS SOMOS FORTES , VAMOS CONTINUAR BATENDO NA LINHA DA CINTURA, SE PRECISO FOR CHUTAMOS O SACO!!! POIS POIS, O “BALDI”, vulgo teba (“TÁ RESFRIADO”) JÁ É CARTA FORA DO BARALHO (CHUTAMOTEBALDI)——-AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!”CADÊ A VERBA DO FUNDEB!!!

  158. …Audiência Pública que tratou de questões ligadas à Educação foi marcada por revelações do TCE de que o governo do Estado poderia utilizar mais R$ 140 milhões para a área, caso aumentasse o percentual de repasse dos 21,5% do orçamento para 25%, aliás como ordena a lei MAIOR (QUE É FEDERAL).
    Também ficou “COMBINADO” a montagem de uma Comissão Conjunta com várias “ENTIDADES” para conduzir as negociações entre Sinte e Secretaria da Educação do Estado de Santa Catarina. Enquanto a audiência prosseguia, interessante era observar a conversa entre Marta Vanelli, ligada ao sindicato da categoria, e o presidente da Associação Catarinense do Ministério Público, Andrey da Cunha Amorim, registrada por muitas testemunhas. O que tanto escreviam?
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEB???”

  159. …Resposta dos educadores na Mídia…
    Colegas, compartilho com vocês umas idéias que vem logrando êxito em nosso município. Hoje fomos a todo o comércio pedirmos apoio a greve do Magistério. Colocamos uma folha de ofício com o seguinte dizer: Apoiamos a greve dos professores, na vitrine de cada estabelecimento com a concordância de cada empresário.Também pedimos para que os mesmos usem o espaço de propaganda que possuem nas rádios para divulgar este apoio, em seguida da nota da sua empresa(assim não precisamos pagar). Conseguimos espaços nas rádios e alguns professores foram esclarecer porque continuamos em greve e porque o governo mente ao divulgar a nota na mídia. Também organizamos uma grande passeata com pais, alunos, demais entidades que nos apoiam e professores aqui na cidade e divulgamos na rádio o convite. Em cada comércio deixamos uma carta explicativa sobre a greve. Se não podemos dar nossa resposta da TV estamos usando a pequena mídia e o “corpo a corpo” para nos defender e pedir apoio. Também formulamos uma resposta ao governo que será divulgada nas rádios. As entidades que nos apoiam estão usando a rádio para demostrar seu descontentamento com a atitude do governo.
    Outra sugestão que vi por aqui e gostamos é a do SINTE abrir uma conta e nós contribuirmos com um valor para pagar uma nota na televisão e rádios, uma resposta ao governo, um real esclarecimento.

    Assistente de Educação
    São José do Cedro-SC …A GREVE CONTNUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

  160. …carta de uma mãe ao governador Raimundo Colombo

    6/6/2011 Vania Casagrande Cichowicz – – Sem Título!

    É isso mesmo,pensei muito não achei um título para o meu manifesto: Queria poder falar com o Governador pessoalmente,sei que é impossível ele mal recebe a classe mais importante do Estado,os EDUCADORES,imagina se vai me receber,me ouvir,logo eu, mãe de aluno de Escola pública,que mal sabe se expressar. No entanto:com vírgulas,assentos,parágrafos e erros dos mais diversos colocados no meu desabafo,lá vai… Sr.Raimundo… Pobre de nossos filhos,pobre de nosso futuro… Sem Educação!Vendo só corrupção… Sem ESTADO!Que noção terão do mundo? Faixas negras como as dores… Sim são elas! E não as crianças, que vejo nos corredores… Rostos amargos,aflitos andando em procissão, Eu queria bandeiras brancas,mas o que desfila é um cruel caixão! Oh Moreira! De outrora conheces bem,a luta,a batalha o sofrimento… Se antes estavam só,sem amparo,engolindo um” te enganei!” Agora nós e eles,a sociedade sabe, tem amparo de uma Lei! Marco Antonio Tabaldi! No fundo,bem no fundo… Tu sabes,passou pela tua vida um Professor… Abnegado,valente,pouco remunerado,quase um voluntário… Mas ele foi nobre,guerreiro,competente, Fez de você um secretário! Raimundo… O Sr. Teve um professor? Eu imagino que sim… Triste seria se tivesses que provar, assim como o Tiririca…(personagem) Que teu cargo é de protesto,de sabedoria poucos traços… Que ao invés de votar num político sábio, Elegemos um palhaço! ( Meu respeito aos circences) Oh Pinho Moreira! As salas estão vazias… Vazias de esperança! Arranque delas as negras faixas, mande de volta as crianças… Pulando nos corredores,com alegres professores, Com direitos respeitados… Do contrário Senhores governantes,entraremos na peleia… Gritaremos todos juntos, Fechem logo as escolas, E abram então CADEIAS.
    Vania Casagrande Cichowicz Mãe de aluno da E.E.Bom Pastor Chapecó SC. …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA JÁ!!!”CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB???

  161. …Justiça convoca Pleno para analisar Orçamento

    22 de junho de 2011………………..Mestre Môa…………..rbs…

    Presidente do Tribunal de Justiça,desembargador José Trindade dos Santos, está convocando o Tribunal Pleno, em caráter extraordinário e emergencial para a próxima sexta-feira, dia 24 de junho, as 9,00 horas. Esclarece que terá uma reunião com o governador Raimundo Colombo no dia 27 de junho para tratar do orçamento do Estado de 2012.

    Na origem da convocação, a questão polêmica do Fundeb e a contabilização dos recursos na receita liquida do Estado. …”DEVOLVE O QUE NÃO TE PERTENCE O fariseu!”>>>A GREVE DO MAGISTÉRIO CATARINENSE CONTINUA FIRME E FORTE, BATENDO NA LINHA DE CINTURA DA CORJA APAVORADA, LITERALMENTE BATENDO CABEÇA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB???

  162. …postado por elaine tavares
    SExta-feira de “OUtono” junho de 2011
    PROfessores estaduais seguem em greve”VIVA MAGISTÉRIO!”

    Poucas coisas nos emocionam no dia-a-dia, tudo é tão corrido e há uma vida para vencer a cada 24h. Mas, às vezes, uma criança sorrindo, um pôr-do-sol, um velhinho arrastando os chinelos me trazem lágrimas aos olhos. Ontem me emocionei com os professores em greve. Fui à assembléia que decidiria se a greve seguia ou não, depois da ameaça de corte de ponto do governador Raimundo Colombo. Ali estavam, centenas destes seres que resistem na educação. Que conseguem tirar leite de pedra, que têm amor pela profissão e que enfrentam a loucura de uma vida com salários indignos.

    Falei com dezenas de professores substitutos, os famosos ACTs, que precisam se virar nos trinta, nos quarenta, nos cinqüenta. Que correm de um lado para outro, dando aula em dois colégios, geralmente um em cada extremo da cidade, precisando comer dentro do ônibus que, por sua vez, demorar horas para fazer os trajetos que seriam feitos em minutos. Uma vida dura demais.

    E o governador de Santa Catarina obriga os professores a irem para a greve para que se cumpra a lei. Que porcaria de estado de direito é esse que a burguesia tanto preza? Por que a justiça não obriga o governador a cumprir a lei e pagar o piso? Pois o espertinho quer incorporar velhos ganhos no piso, fazendo com que os professores sigam sem aumento real no salário. Já é bem ruim ganhar apenas 1.800 reais para viver a cotidianidade de um sistema educacional que não liberta, que oprime e forma pessoas conformadas.

    Os professores querem ganhar bem para ter um emprego só, para preparar melhor suas aulas, para comprar livros, ir no cinema, no teatro, vivenciar realidades que possam ser incorporadas à educação. Os professores querem o direito de viver com dignidade para poder pensar e criar.

    Mas, da forma como a educação é conduzida nesse estado e nesse país, professor só serve mesmo para reproduzir o estado das coisas. Mal remunerado precisa cuidar da sobrevivência, não tendo condições de promover práticas libertadoras.

    Ontem, em Florianópolis, os professores decidiram dizer não à proposta de Colombo. Querem vida digna ou nada. As pessoas deveriam assistir a uma assembléia de professores, conhecer suas realidades, olhar nos olhos. Saberiam que não é fácil, mas que tem muita gente boa querendo um mundo melhor! Para todos e não só para alguns… …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ>>> “CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???

  163. …ABDIAS NASCIMENTO, LÍDER DE 3 GERAÇÕES(*1914,+2011) “O conselho que dou para essa Juventude é Estudar, aprender, conhencer e se preparar para , Então , se Enganjar: agir, criar, interagir e participar da construção das coisas.” …Nossos ADVOGADOS EM AÇÃO:>>>>>>>”…, não se pode esquecer que a Constituição Federal deixa claro que os recursos discriminados no art. 212 e art. 60 do ADCT são completamente vinculados, ou seja, é expressamente proibido realizar outras despesas que não sejam com a manutenção e desenvolvimento do ensino, sob pena de ficar caracterizado o desvio de finalidade. Por isso, entendemos que se o Estado deixou de empregar corretamente os percentuais da receita com a educação por anos seguidos, deve suplementar os recursos a serem empregados nos anos posteriores.

    Finalmente, reafirmamos que o direito ao Piso Nacional do Magistério decorre de uma decisão do Supremo Tribunal Federal e tanto a Constituição Federal (art. 212 e art. 60 do ADCT) como o FUNDEB (Emenda Constitucional nº 53/2006 e Lei 11.464/2007) dispõe claramente a origem dos recursos destinados a educação e a forma correta de utilizá-los.
    Cordialmente,”
    José Sérgio da Silva Cristóvam e Marcos Rogério Palmeira (advogados do SINTE/SC) …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO NA LINHA DE CINTURA DESTE (DES)governo!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???

  164. …Mestre Môa: “GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE… Uma situação insustentável

    23 de junho de 2011

    O governador Raimundo Colombo determinou a retirada da ação declaratória impetrada no Tribunal de Justiça pedindo a decretação da ilegalidade da greve dos professores. Altivez política ou demonstração de fraqueza? Pelas informações dos bastidores, a rigor, nem uma coisa, nem outra. O que teria ocorrido? Um gesto de boa vontade do governo para permitir que possam ser retomadas as conversações. O apelo partiu dos líderes partidários na Assembléia que buscam a conciliação.

    A situação está ficando realmente insustentável. Para ambos os contendores. O prejuízo para os alunos já é irreparável. As férias estão perdidas para estudantes e professores. A continuidade do calendário escolar acabou. O governo sofre, também, um desgaste brutal. Arrisca-se a ficar com a imagem e a ação comprometida pelas conseqüências desta paralisação que tem características próprias e motivação bem definida.

    Fatos que marcam esta histórica greve ficam cada vez mais evidentes. Em primeiro lugar, a improvisação das autoridades. Quando, lá em abril, o Supremo Tribunal Federal decidiu que o piso salarial era equivalente a vencimento básico, a Secretaria da Educação já deveria estar com todos os cálculos feitos sobre as repercussões orçamentárias. Afinal, a lei federal do piso data de 2008. Deveriam estar prevenidos para sua aplicação depois do julgamento do STF. No improviso, uma sucessão de equívocos: a proposta considerando o piso igual a remuneração, rejeitada sob vaias da assembléia estadual; a tentativa de protelação com o argumento furado de não haver publicação do acórdão; o achatamento na carreira; a imposição da primeira medida provisória, sem mínima negociação; o desestímulo à especialização e aprimoramento acadêmico; e, o mais importante, que mantém o impasse há 37 dias, o fim a gratificação de 40% e 25% por regência de classe, conquista histórica dos professores. Houve, ainda, outra situação inusitada, com professores graduados recebendo reajustes insignificantes. E, segundo relatos, até casos de nenhuma vantagem salarial.

    A causa da greve, portanto, é meramente financeira. Não há partido, nem motivação ideológica, nem comando radical. Esta é uma greve típica e legítima dos professores.” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE, CONTINUA FIRME E FORTE!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>”CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBBBBBBBBBBBB???

  165. …”GALERA, VOCÊS SÃO O QUE DE MELHOR EXISTE. MELHOR SÓ VIRÁ QUANDO SEUS FILHOS E FILHAS NASCEREM!!! MUITO OBRIGADO PELO APOIO, À UMA LUTA QUE É DE TODOS!!!!!!!” …Não vamos fraquejar é a hora de erguer a cabeça e seguir em frente nessa LUTA!

    Essa é uma mensagem dos Alunos aos Professores:
    “Sem sonhos, as perdas se tornam insuportáveis ,as pedras do caminho se tornam montanhas, os fracassos se transformam em golpes fatais. Mas, se você tiver grandes sonhos…seus erros produzirão crescimento, seus desafios produzirão oportunidades, seus medos produzirão coragem (Augusto Cury).” …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBB???”

  166. …”O SINTE SOMOS TODOS NÓS, MAGISTÉRIO CATARINENSE!!!” .
    sexta-feira, 24 de junho de 2011
    Colegas Professores (as)
    Para esclarecer:
    Continuo afirmando que o Sinte é a entidade que nos representa e não o blog do Moacir Pereira ou da imprensa burguesa.
    Divulguem junto aos seus contatos.
    Nossa luta continua a mesma “pelo piso na carreira sem perder direitos”, como foi divulgado pelo Sinte na RBS ontem.
    Saudações sindicais
    Neuza T. Sottili …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???

  167. …”QUE BELEZA DE TEXTO; MESTRA DA VERDADE!!!”
    “Governo democrático, educação de qualidade”

    23 de junho de 2011

    Eleni Lechinski, Professora de História da rede estadual , em Joinville,envia texto sob este título. Confira sua reflexão:

    “O movimento grevista do Magistério Público Catarinense se iniciou no dia 18 de maio de 2011. Já se consagra como um movimento histórico, sendo uma das maiores manifestações em Santa Catarina após o regime militar, findado em 1985. E é o primeiro para muitos professores da nova geração da Educação.

    Fatos históricos têm evidenciado cada aspecto dessa luta. Em muitos momentos, ouviram-se discursos moderados com sorrisos revestidos, ao sabor da ditadura, postos em prática por canetas que bem podem substituir armas, as quais ameaçam e assassinam direitos constitucionais de cidadãos e cidadãs que trabalham arduamente nos processos de construção de uma sociedade mais justa para todos.

    Um governo ditador com máscara de democrático não se sustenta por muito tempo, pois o povo massacrado aprendeu a gritar e, em meio aos gritos, as máscaras caiem ao chão. O poder desse (des)governo dissemina-se entre numerosos subditadores, anônimos e irresponsáveis, cuja tirania e corrupção tardam, mas não falham. Comungam da mesma visão de que a corrupção já está legalizada, por isso não haverá punições.

    Considerando os avanços sociais dessa greve histórica, reprimida em muitos momentos pela tirania de um governo que foi eleito sob o contexto da democracia, é fatídico perceber que é chegada a hora de pensar na escola que se quer, o que se vai ensinar, como se deve ensinar e que indivíduo social se quer burilar. Essa é a maior bandeira do movimento, cujas reivindicações começam por um salário mais justo, que oportunize ao professor estender sua formação de forma digna. O Magistério acredita que é no investimento e na valorização da educação e de seus profissionais que se assenta o grande segredo para a busca de um mundo melhor, onde não exista desigualdade extrema e violência. Um mundo onde todas as crianças tenham as mesmas oportunidades de formação e possam vislumbrar um futuro melhor.

    Enfim, Senhor Governador, é na educação que está a grande semente do sucesso de seu governo, e se for de sua vontade, também o progresso do nosso Estado. Pense! A educação é o alicerce do progresso e da cidadania. É provado, estatística e historicamente, que todos os países respeitados como grandes potências investiram maciçamente em educação. É isso o que todos os educadores e educadoras em manifesto querem, e não é a tirania que trará a todos resultados positivos.

    Eleni L. …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???

  168. …”LEITURA GALERA!!!” AAA solidariedade dos diretores do sul

    “Carta enviada por email A TODOS OS PROFESSORES….SOLIDARIEDADE DOS DIRETORES,

    Criciúma, 27 de maio de 2011.

    Exmo. Governador do Estado de Santa Catarina
    Sr. Raimundo Colombo

    Nós, diretores e assessores da 21ª GERED – Gerência de Educação, no anseio de buscar sempre a melhoria da qualidade da Educação Catarinense, preocupados com o desempenho do Governo do Estado do qual participamos ativamente da campanha eleitoral, e temos trabalhado sempre na intenção de que este governo dê certo, fazendo uma excelente administração. No entanto, de alguma forma, compreendemos também que, em algum momento, o governo não teve o suporte necessário para munir-se de informações suficientes, a fim de conhecer a realidade vivida por dezenas de escolas e milhares de professores catarinenses. Na continuidade deste relato, tentaremos explicitar estas angústias que compartilhamos juntos, já que, embora estejamos na situação de gestores, somos, acima de tudo, docentes que amam sua profissão!

    O Plano de Carreira dos profissionais da Educação é um fato. É fruto do trabalho docente, de uma categoria que esteve sempre em luta por seu merecido respeito e reconhecimento, tanto da Educação quanto do Governo. O que percebemos no atual momento é que este Governo não chegou a, de fato, ouvir o que esta categoria tem a dizer! Pela leitura feita das discussões em torno da nova tabela salarial, junto aos Governos Estadual e Federal, compreendemos que o nosso Plano de Carreira deveria ter sido respeitado e, pelo acompanhamento que temos tido pela mídia, a intolerância tem partido sempre do Governo! Temos certeza de que, caso apareçam as suficientes informações para que as negociações de fato aconteçam, teremos um outro quadro no Magistério catarinense em breve e a greve cessará rapidamente.

    Como gestores, ainda gostaríamos de listar alguns problemas que temos compartilhado há algum tempo, sem retorno, e que nos têm deixado bastante preocupados e já sem muitos argumentos diante da comunidade escolar, justamente porque tentamos manter a boa imagem do Governo do Estado de Santa Catarina:

    1) Primeiramente, o ano letivo iniciou-se conturbado, devido à falta de professores (tanto efetivos quanto de ACTs).
    A percepção geral foi a de total falta de organização na Secretaria de Educação.
    Houve muita demora na indicação dos diretores, o que causou certo desconforto entre os atuais gestores, secretárias e corpo docente.
    A licitação de material de expediente, que até hoje não aconteceu, é um dos mais graves problemas que a escola vem sofrendo até o momento: como trabalhar sem materiais como folhas de papel, caneta esferográfica, clipes, lápis…?

    2) Em segundo lugar, a estrutura de inúmeras escolas vem sofrendo com a falta de muitas coisas.
    As instalações elétricas são inadequadas. O princípio de incêndio é iminente em várias Unidades de Ensino, cujas instalações já foram fotografadas, feitos relatórios, projetos, mas nada ainda foi resolvido. Não queremos e não podemos aguardar uma tragédia ocorrer e parar na mídia negativa, precisamos evitar estes acontecimentos o mais depressa possível.
    As reformas estão sendo aguardadas há muito tempo. Há problemas na estrutura física, paredes rachadas, calçadas quebradas, falta de manutenção em prédios antigos, janelas e portas apodrecidas, azulejos quebrados, pisos de sala de aula com tacos antigos, cheios de cupim ou faltando unidades, o que passa a ser perigoso ao bem-estar tanto do aluno quanto do professor; além de visivelmente negativo quando aberto ao público, dando mais uma vez, uma impressão negativa da escola (Projetos como Feiras, Gincanas, Escola Aberta, Concursos Públicos, Palestras, Reportagens…).
    Há trabalho sem material suficiente, falta material de higiene pessoal e limpeza, cujas licitações até hoje também não foram realizadas!

    3) Em terceiro lugar, gostaríamos de falar quanto à qualificação de nossos pares, os profissionais da Educação, o que incluem os ACTs.
    É preciso ressaltar que estamos muito preocupados em como administrar a escola com a falta de profissionais habilitados em sala de aula. Precisamos de docentes que sejam formados em Licenciatura; uma vez que temos recebido muitos profissionais liberais e/ou sem formação docente na área de atuação, o que compromete a qualidade de ensino.
    É importante ressaltar ainda que, se Santa Catarina registra importantes e positivos índices no cenário Nacional, isso se deve aos professores efetivos e/ou habilitados que, mesmo não contando com melhores condições de trabalho, fazem um excelente trabalho, dando o melhor de si em sala de aula. Mérito desta mesma categoria que luta pelo seu Plano de Carreira e salários um pouco melhor!

    4) Em quarto lugar, queremos registrar, mais uma vez, a necessidade de demonstração de respeito ao profissional de Educação.
    O achatamento da tabela salarial, apresentado no projeto enviado, vai desmotivar ainda mais esta categoria, inviabilizando ao professor formado a contínua Especialização. Qual o profissional da Educação quererá seguir em uma Pós-Graduação? E o professor que terminou a Especialização, como terá estímulos para seguir um Mestrado ou Doutorado? E o que já é Mestre ou Doutor, por quais motivos quererá permanecer no Magistério, tendo outras oportunidades que lhe pagarão mais?
    Esse desrespeito da nova tabela implicará em um grande esvaziamento de habilitados, falta de procura por cursos de licenciatura nas universidades e um queda irreparável na Educação, trazendo mais mídia negativa e outros inúmeros problemas de ordem comportamental na escola, uma vez que os que estarão lecionando, não terão metodologia nem didática para lidar com os problemas escolares.

    5) Em quinto e último lugar, mas não menos importante, precisamos deixar a pergunta: como administrar a escola, diante da negativa do Governo Estadual, após a greve?
    Nós, antes de sermos cargos comissionados, somos professores. Diante desse desrespeito, como lidaremos com nossos colegas, na volta da greve? Como administraremos o retorno de nossos companheiros que também estarão lutando por um salário que também é nosso, já que daqui a algum tempo, estaremos de volta às salas de aula?

    São questões delicadas como estas que nos deixam preocupados, pois queremos garantir a ordem e o respeito ao Governo do Estado, mas queremos também garantir que seremos todos respeitados como docentes, profissionais de carreira.

    Por todas as observações e justificativas acima elencadas, gostaríamos de fazer um pedido nada mais que justo: que fossem reabertas as negociações, mas que, desta vez, o grupo de professores fosse de fato ouvido e que fosse levado em consideração o Plano de Cargos e Salários desta categoria, uma vez que é ele quem garante a formação continuada do profissional da Educação e a conseqüente e permanente qualidade do ensino no Estado de Santa Catarina.

    Por termos a certeza de que seremos atendidos e as negociações reabertas, despedimo-nos, mui respeitosamente.

    Atenciosamente, Diretores e Assessores da 21ª GERED.” ………………….A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???”

  169. …” tribunal de justiça NÃO ABRE MÃO DE VERBA FEDERAL DO FUNDEB! O estado DE SANTA CATARINA ESTÁ VIRADO DE CABEÇA PARA BAIXO!”…….”chama mãe que o pai tá doido.” ………………………………………………………… Justiça define posição sobre orçamento de 2012……. Mestre Môa:

    24 de junho de 2011

    O Pleno do Tribunal de Justiça analisou esta manhã a polêmica sobre os recursos do Fundeb e o orçamento de 2012, que está em discussão na Assembleia.
    Em primeiro lugar, o Tribunal só admite retirar os recursos do Fundeb da base de calculo da receita liquida do Estado se houver elevação de participação na arrecadação para 9,30%, de acordo com estudos já realizados de comum acordo com a Secretaria da Fazenda. O Judiciário perderia no próximo ano mais de 140 milhões de reais.
    O presidente José Trindade dos Santos levará para a reunião dos poderes com o governador Raimundo Colombo, segunda-feira uma posição do Tribunal: admite flexibilização no aumento do percentual da receita no próximo ano. Mas os desembargadores alertaram que os projetos do Judiciário ficarão parcialmente prejudicados.
    As decisões do Pleno foram tomadas por unanimidade. …………….. …………………………………………………………………………………………A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! “CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBB???

  170. …é muito “MILHÃO” DESVIADO!!! # rodrigo diz:
    24 de junho de 2011 às 11:33 am

    http://www.clicrbs.com.br/pdf/11346913.pdf

    Muito interessante esta matéria sobre os percentuais que o governo repassou aos poderes este ano, com e sem o fundeb.

    assembleia legislativa: 407 milhões (337 milhões sem o fundeb) ou seja 70 milhões era dinheiro do fundeb.
    tribunal de contas: 150 milhões ( 124 milhões sem o fundeb) ou seja 26 milhões do fundeb
    tribunal de justiça: 824 milhões ( 682 milhões sem o fundeb) lá se vão mais 142 milhões do nosso dinheiro
    ministério público: 345 milhões (286 milhões descontado o fundeb) mais 59 milhões desviados
    udesc: 225 milhões ( 186 milhões sem o fundeb) mais 39 milhões desviados

    Se minhas contas estiverem corretas: 336 milhões de reais receberam outro destino daquele que deveria, por lei, receber.

    PORTANTO, APENAS NESTE ANO, 276 MILHÕES DE REAIS DEIXARAM DE SER REPASSADOS AOS NOSSOS SALÁRIOS.

    E ainda nos pedem paciência…”Rodrigo isto é a ponta do ICEBERG!!!”
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTIUA FIRME E FORTE, BATENDO NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA “tripa-aliança”= pmdb, psdb e (psd/dem/pfl):”A CASA CAIU!!!”>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>”CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???

  171. …Prezados Coordenadores do SINTE e Comando de Greve Estadual,

    Gostaria de receber esclarecimentos quanto à matéria do Blog do Moacir que diz:
    Conselho Estadual de Educação procura negociar fim da greve

    22 de junho de 2011 http://wp.clicrbs.com.br/moacirpereira/2011/06/22/conselho-de-educacao-procura-negociar-fim-da-greve/?topo=67,2,18,,,67#comments

    Presidente do Conselho Estadual de Educação, professor Mauricio Pereira, terminou reunião com coordenadores do Sinte e comando de greve dos professores. Vai levar ao secretário adjunto Eduardo Deschamps a posição dos professores. Se o governo preservar a regência de classe de 40%e 25%, considerada conquista histórica do magistério, e não alterar a aula excedente, os professores retornariam as atividades, deixando para o grupo de trabalho paritário o parcelamento da aplicaçao do piso na carreira.

    Portanto, conforme a proposta “insana” acima, queremos saber isto existiu mesmo ou é boato? Se foi boato queremos nota do SINTE no BLOG DO MOACIR urgentemente, colocando a sua real posição.
    Além disso, lembro ao Comando Estadual que a CATEGORIA NÃO ACEITARÁ voltar pra sala de aula só com regência e aula excedente (MUITO MENOS COM A IDEIA DE ACEITAR QUE UM GRUPO PARITÁRIO NEGOCIE EM NOME DA CATEGORIA SOBRE A APLICAÇÃO DO PISO NA CARREIRA ).

    Aguardando resposta,

    Profª Janete A de Miranda (Comando de Greve de São José) …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>”CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBB???………………………………………………..”METE BRONCA JANETE!!!

  172. …”ANALU ESTÁS MATANDO À PAU!!!”…………………………………………….. Drummond já fazia previsões para o futuro:

    “Mundo, mundo
    vasto mundo
    Ah, se eu me chamasse RAIMUNDO
    seria apenas uma rima
    Não uma SOLUÇÃO.”

    (Drummond)

    EXPLICADO!!! …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL SEGUE FIRME E FORTE, BATENDO NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA “tripa-aliança pmdb, psdb e (pfl/dem/psd)a camuflagem do seu raimundocalombo!!!

    ………………………………………………………………………………………………………
    …”ELZI, ANALU E JOSI; trio-AÇÃO!” Oi pessoal,

    Vamos ficar atentos, retorno das gratificações parceladas, não me cheira muito bem.
    Mas… enfim… o Sinte está tomando providências… Nesta tarde muita coisa aconteceu. Por um lado Reunião do SINTE com Conselho Estadual e Tribunal de Contas e por outro lado o governo, com seus aliados, retirada do pedido ridículo de ilegalidade, convocação do tribunal de justiça para discutir FUNDEB. Meu Deus quanta coisa.
    Que Deus nos abençõe.
    Bom feriado a todos …A GREVE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAA

  173. …”VAMOS SOLICITAR INTERVENÇÃO FEDERAL EM SANTA CATARINA, MOTIVOS LEGAIS JÁ EXISTEM!!!”>>>>>>>>>>>>>>NÃO “BRINQUE” COM O MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE SENHOR JOÃO RAIMUNDO COLOMBO!!!>>>>>>>>>>>>>>A GREVE CONTINUA!!!

  174. Deu nojo ver alguns deputados falarem, na última terça-feira na audiência pública, que não adianta fazer um discurso “FÁCIL” a favor da greve só para agradar aos professores… pois o governo não tem dinheiro (fala do Dep. Motta).
    Se eu tivesse conseguido me inscrever para falar eu teria dito:
    a) fácil foi “canetear” as aposentadorias (por invalidez) da ALESC;
    b) fácil foi desviar a grana do FUNDEB para lugares obscuros;
    c) fácil é a jornada de trabalho de um deputado ( 03 dias por semana, com direito à motorista particular e máquina de café expresso no seu gabinete);
    d) fácil é ganhar R$ 32.000,00 sem ter chegado à universidade;
    e) fácil é ganhar um vale alimentação maior que o salário mínimo;
    f) fácil é votar o aumento do próprio salário… etc etc etc
    g) fácil foi desobedecer ao Supremo Tribunal Federal dizendo que é responsabilidade fiscal;
    h) fácil foi passar a mão na regência do professor e ainda dizer que professor sempre quer mais…
    ENFIM, DIFÍCIL É SER PROFESSOR EM SANTA CATARINA, GANHAR MAL E MENDIGAR O CUMPRIMENTO DE UMA LEI FEDERAL…
    PARECE PIADA , PORÉM É A PURA VERDADE!
    POR ISSO, A GREVE CONTINUA…

  175. …………..”ETA MESTRA PORRETA!!!”…………..
    …EVAni disse:
    Estou com 63 anos de idade. Como professora participei de todas as lutas.Foram essas que nos deram avanços na carreira. Nunca foi tão facil como agora. Ninguém até agora apanhou de cacetete como acontecia.Então medo do que? De vencer? Como aposentada estou na greve chamando os professores para a luta. Não se acovardam, não se iludam com promessas. Firmes até o fim.
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>”CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBB???

  176. …”menina de LAGES pega onda em IMBITUBA!” É …….isso mesmo Inez, acredito que agora, mais do que em outro momento TODOS precisamos estar presentes. Tô me recuperando,mas acho que na semana que vem já posso ajudar. Estou fazendo o que posso com os alunos e meus contatos na internet. Hoje de manhã enviei e-mail pro Colombo e coloquei no meu facebook e orkuts.
    Entendo que cada um de nós tem seus motivos para entrar ou não em greve. Meu salário foi de R$679,00 (a prestação do meu apto é de R$ 450,00). E não tenho quem me ajude. Mas penso:FODA-SE!!!
    Mês que vem tem primeira parcela do 13º. Quem nunca entrou no negativo, que entre agora. Quem nunca pediu empréstimo, que peça agora. Quem não entrou na greve, QUE ENTRE AGORA! Precisamos de vocês mais agora do que no início. Estamos com 38 dias, vocês terão muito menos. Precisamos nos unir, unir forças. O governo está meio apatetado, fazendo várias trapalhadas. Temos que continuar pressionando. Temos que nos unir.
    Entendo e sei que é difícil, mas reflitam. Coloquem as contas no papel, na ponta do lápis mesmo, analisem pós e contras e percebam que podemos nos apertar agora, mas é por um bem maior: pela nossa valorização. Estamos no mesmo barco, não é justo que uns usem os salva-vidas e outros apenas remem…
    Apoio moral já temos de muitos, de vocês nós precisamos de união!!!
    REFLITAM!! PRECISAMOS DE VOCÊS!!
    Obrigada!
    Bjs a todos e bom final de semana!!!
    Analu
    …A GREVE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ>>>>”CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBB???

  177. …“Antes da Primavera”

    24 de junho de 2011

    Enviado pelo internauta Gustavo Silva:
    “Olá Môa, segue abaixo o texro de um professor de conheci em um curso…um belo texto que serve exatamente para os dias de hoje, peeço que publique se possível. obrigado.

    “Antes de terminar a primavera, Josué cumpria sempre o mesmo ritual, que no seu entender de homem simples e organizado, era de sua obrigação. Assim como era obrigação do homem do lampião acender todas as noites, pontualmente às sete horas, todos os lampiões da vila. Assim como era obrigação do guarda noturno velar pelos sonhos alheios.
    Josué era um homem de obrigações, obrigações que lhe foram chegando com os anos vividos… Era também um ser solitário, pois os seus também foram partindo com os anos vividos. E ele ficara sem entender como a solidão se aconchegou em sua alma.
    Na pequena vila, distante de tudo e de todos, Josué levava uma vida pacata, que mudava quando a primavera estava para acabar, e a presença das flores ainda coloria o vale.
    Era então chegada à hora de Josué cumprir a sua tarefa, era o momento sublime da vida rotineira e solitária de Josué.
    O homem então, dentro da sua razão de homem incumbido de algo divino a realizar, esperava ansioso o dia amanhecer, e quando o homem do lampião apagava o último lume, quando o guarda noturno dava seu último apito, Josué saia pelos campos orvalhados pela noite, acompanhado de suas idéias e obrigações, ia colhendo com cuidado todas as flores que encontrava pelo caminho e guardava-as em um saco já bastante surrado pelos anos de uso. Assim, Josué passava o resto do dia, catando flores e mais flores, até o anoitecer.
    Aí então, ele esperava a vila dormir e o guarda noturno cochilar nas escadarias da igreja (segredo que só Josué conhecia) e saía pelas ruas espalhando as flores colhidas durante o dia… Espalhando-as generosamente nas calçadas, na frente das casas do comércio, na cadeia local, na pequena escolinha, e até mesmo na área de uma casa, que segundo suspeitas dos moradores locais, funcionava um cabaré!
    O saco aos poucos, ficava vazio, preenchido pelo forte perfume das flores.
    Quando a vila acordava Josué já estava longe, já não tinha mais obrigações!
    E o povo da vila mais uma vez despertava com o perfume das flores embriagando suas vidas, e ninguém conseguia descobrir o autor de tão maravilhosa obra.
    E assim Josué foi enterrado em uma vala comum, na terra úmida e escura. E não me lembro de ter visto algum vaso com flores na sua sepultura!
    E também nunca mais o povo da vila acordou com o perfume das flores…

    Sejamos todos nós, professores, entregadores de flores… Não importa o lugar, não importa quem as receba, nem mesmo se seremos recompensados pelos governos que passarão diante de nossos olhos.
    O mais importante é que em nossas mãos ficarão os perfumes das flores ofertadas, e os nossos ensinamentos se perpetuarão nos corações dos nossos educandos.
    AUTOR: Professor Angelo de Souza. Apae de Braço do Norte.” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>”CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???”

  178. …Humilhações

    24 de junho de 2011

    ” Em algum momento perdido no tempo… “

    Seus olhos atentos,
    E nós,
    E eu, diante de tantos, no casulo da sala de aula…
    Em que momento perdido no tempo, cada um deles estava lá, sentado a nossa
    frente ?
    Quantas vezes, inúmeras delas, se dirigiram a nós com interrogações sobre a
    vida ?
    O que lhes respondi ?
    Qual minha parcela de culpa ?
    Onde me omiti explicando-lhes sobre valores,
    respeito,
    consideração,
    conduta correta,
    caráter ?
    Acaso, todos os que neste momento no poder, nos humilham, não estiveram em
    bancos escolares ?
    Foram estes indivíduos que formamos ?
    Algo deu errado…
    Algum ingrediente foi esquecido sobre a escrivaninha…
    Algo se perdeu no recôncavo do livro fechado…
    Palavras abraçadas ao quadro negro, viraram pó de giz…
    Algum carinho deixamos de demonstrar-lhes…
    Algum beijo perdido não foi sentido em suas frontezinhas suadas ou já
    caras barbadas…
    Talvez não.
    Talvez não sejamos os culpados.
    O homem é livre na escolha de seu caminho.
    É provável que a ganância tenha predominado sobre o bom senso e o desejo
    de poder suplantado a bondade.
    E assim sendo, nos será difícil elucidar onde reside nestes governantes obtusos
    os valores perenes da educação.

    ……. Marina da Silva Pazzini / Brusque.” ……. …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!>>>>>>>”CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEBBBBBBB???”

  179. …Internauta: Merísio para governador …………………………………………. “OU INTERVENÇÃO FEDERAL?”

    24 de junho de 2011

    “Prezado Môa:

    Acompanho diariamente seu blog e em função da minha atividade profissional, percorro semanalmente várias regiões de Santa Catarina. Tenho acompanhado a greve dos professores e a total paralisia do governo do Estado. Cheguei a conclusão de que realmente estamos muito mal. E digo isso, consciente de também ter sido enganado por aquele discurso de que “Santa Catarina tem pressa”! Se tem pressa, porque está tudo parado? E votei no Colombo, achando que ele realmente iria colocar as pessoas em primeiro lugar. E realmente colocou: em primeiro lugar as pessoas que financiaram a campanha dele! Estão todos empregadinhos!
    Nesse sentido e em função de que o único cara que está fazendo alguma coisa nesse governo é o Presidente da Assembléia, gostaria de propor que o Sr. Governador meditasse neste final de semana e renunciasse ao cargo na próxima segunda.
    Ele não faz absolutamente nada, não existem projetos neste governo e ainda quando toma uma atitude, o Merisio tem que correr atrás para corrigir os erros que o Colombo comete. Não conheço o Presidente da Assembléia, ma já vi que se trata de uma pessoa de atitude e de ações! Se ele teve que ligar para o Colombo para pedir que retirasse a ação da justiça contra a greve dos professores e que não descontasse os dias parados, mostra que no mínimo é bem intencionado. Então, para que o Colombo não venha a cometer mais vexames, peço encarecidamente ao Governador que pense bem na minha proposta, porque a única coisa que ele fez até agora, foi criar barriga! Está ficando obeso no governo e os professores morrendo de fome!
    Senhor Governador! Entendo que o Sr. já começou o governo com essa cara de cansado, que não tem Secretário da Casa Civil e nem conselheiros, porque se tivesse não estaria fazendo tanta besteira! Então renuncie junto com o Eduardo, que pegou uma carona em barco furado e deixe o Merisio completar o governo. Pelo menos ele parece ter vontade de fazer alguma coisa e ter bom senso, coisas que estão lhe faltando ultimamente.
    Vai cuidar das suas vacas em Lages, porque das pessoas, já deu para ver que Vossa Excelência não entende nada!
    E Moacir, gostaria de saber porque nenhum instituto está fazendo pesquisas sobre a aprovação do governo neste momento? Será medo dos arrependidos como eu, que nunca mais votarão nesse cidadão de fala mansa, que prometeu secretariado técnico e encheu o governo de politiqueiros? Deve ser por alguma razão assim… quem sabe…
    Obrigado pelo espaço de desabafo de mais um catarinense enganado!
    Um grande abraço e continue com esse seu jornalismo de excelência.
    Cordialmente. Edgar Souto, Florianópolis.” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA “tripa-aliança: pmdb, psdb e (pfl/dem/psd)A CAMUFLAGEM do senhor joão raimundo calombo!”>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBApolpudaDO FUNDEBBBBBBB???"

  180. … Evandro Ricardo diz:
    24 de junho de 2011

    Falaste uma coisa certa, Edgar. Para a reputação do governador, seria ótimo para todos nós que ele renunciasse a sua candidatura e a entregasse para alguém que queira elevar Santa Catarina ao patamar que ele merece.

    Parabéns, Edgar, por assumires que cegamente votaste em um político que não cumprirá com sua honra
    e agora, que é teu direito, desejar que ele SAIA para outro tentar reerguer a situação caótica.

    Isto é consciência!!

    IMPEACHMENT.

    Blumenau – SC
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

  181. … iara diz: ………….”será IARA MÃE D’ÁGUA???” ………….. ……. 24 de junho de 2011

    PELO QUE ENTENDI,A ASSEMBLÉIA JÁ ABRIU MÃO DA SUA PARTE QUE SAIA DO FUNDEB, MAS O TRIBUNAL DE JUSTIÇA, TRIBUNAL DE CONTAS E MINISTÉRIO PÚBLICO AINDA NÃO.
    SERÁ PRECISO UMA— INTERVENÇÃO FEDERAL—- PARA ESSES PODERES DE SC CUMPRIREM A LEI?
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM “TRÉGUA” NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA “(tripa-ali a nça): pmdb, psdb (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM DO senhor joão raimundo calombo!”>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEBBBBBBB???

  182. … juciney diz:
    24 de junho de 2011

    Caro Edgar:

    Lamento pela sua decepção…mas para nós professores, tudo o que estamos vendo e vivenciando em nosso Estado não nos surpreende. Este GOVERNO é a continuidade do anterior , incluindo seus apadrinhados políticos …NADA MUDOU! E COMO JÁ ESTAVA PÉSSIMO, OBVIAMENTE PERMANECE ASSIM!!!
    Espero que a sociedade catarinense ACORDE …
    Já basta ver o LHS e o fuher Paulo Bauer “representando” nosso Estado no Senado…CHEGA A SER UM PESADELO ISSO!E de sobremesa, o Sr. Moreira no governo….
    Ah… seria bom demais a renúncia de uns…!!!
    prof.Juciney
    Araranguá- que permanece na LUTA!
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB???

  183. … Adriana Uliano diz:
    24 de junho de 2011

    Repassando.

    Favor, leia com atenção!
    Vai para a televisão, mentir para a população, dizendo que aprovou a implantação do Piso, que nenhum professor vai receber menos de R$1600,00, quando na verdade pretende achatar o plano de carreira dos professores. Gente que trabalhou e estudou a vida inteira pra fazer aquilo que o senhor não faz: educar crianças, jovens e adultos para serem cidadãos críticos, que cumprem seus deveres e exigem seus direitos! Não… o senhor precisa de gado, né, Governador… precisa de massa de manipulação, de mão de obra barata… o que foi mesmo que o senhor disse na reunião com o SINTE e o Comando de Greve na segunda feira? Ah… “A educação NÃO É PRIORIDADE para a sociedade”. Não, claro que não. A sociedade quer que seus filhos crescam ignorantes. O senhor tem razão…

    Que vergonha, Governador!
    Vai para a televisão dizer que não pode comprar os uniformes para os alunos por que precisa pagar os professores…
    Jogo sujo, hein? Que baixeza! Afinal o Sr. sabe que boa parte da população não está ciente de que a verba para o pagamento dos professores É DIFERENTE E SEPARADA da verba para a aquisição dos uniformes, né?
    Assim, os professores ficam parecendo os vilões da história, quando na verdade são os bolsos dos Parlamentares que ficam cada vez mais cheios com o que deveria ser o nosso salário… Sinto muito, Governador, o vilão dessa novela mexicana é o senhor mesmo! Eu sei e o Sr. sabe.

    Que vergonha, Governador!
    Vai para a televisão dizer para a população que a greve acabou, quando na veradade, está só começando! Mente para o povo, faz com que os pais mandem seus filhos para a escola só para darem com a cara na porta e voltar para casa novamente. Manipulando o caos, hein? Bonito isso… para tentar culpar os professores, né? Assim a população se revolta e o movimento enfraquece…
    Sinto muito lhe informar, Sr. Governador, mas a população já está sendo informada das suas mentiras. E o movimento não vai enfraquecer. Dessa vez, vamos até o fim! Dessa vez, a lei será cumprida. Ou será que o Governo do Estado está acima da Lei?

    Mais uma coisa, Excelentíssimo Governador Raimundo Colombo: O Governo Federal deixou claro que os Estados que não tiverem dinheiro suficiente para implantar o piso conforme a tabela, receberam auxilio financeiro da União.
    Se o Sr. afirma que Santa Catarina não tem dinheiro suficiente, por quê é que não pede ajuda do Governo Federal? Ah… é por que Santa Catarina TEM DINHEIRO, não é? E o Sr. não tem como provar o contrário, afinal, esse dinheiro, que vem do FUNDEB, vem sendo desviado para outros setores, certo? Hmmm… será que é por isso que a Promotoria Pública está processando o Estado por uso indevido e desvio das verbas do FUNDEB? Ah… endendi… Isso o Sr. não fala na TV, né?

    Tem muita coisa acontecendo em Santa Catarina, Governador. O Sr. deveria ser o nosso principal Servidor, administrando o bem público pelo povo e para o povo. Deveria pelo menos QUERER se orgulhar de ser um Estado com menor índice de analfabetismo, melhor atendimento na saúde pública, melhor nível de educação, melhores condições de trabalho, menor índice de pobreza. Se o Sr. pelo menos QUISESSE se orgulhar dessas coisas, se o Sr. pelo menos QUISESSE ter orgulho de ser Governador do Estado de Santa Catarina, tomaria providências para que todos esses anseios do SEU POVO se tornassem realidade, ou pelo menos, caminhassem para isso.

    Mas infelizmente o senhor é como vários administradores de outros Governos, não é? Só quer se orgulhar de poder passar a semana no seu Sítio em Lages, sem nada para fazer, de papo pro ar, ou de poder passear pela Europa, enquanto por aqui, na terrinha, nós não temos nem o direito de ir e vir, já que nossos miseráveis salários não custeiam nem as passagens de ônibus…

    É…. mania feia essa que o professor tem de querer comer 3 vezes por dia…

    favor, encaminhe ao maximo de pessoas possiveis, temos que ter todos cientes do que existe por tras das mentiras dos governadores…
    Aqueles que vocês escolheram na eleição, lembra?
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL CONTINUAAA FIRME E FORTE, batendo sem “TRÉGUA” na linha de cintura deste (DES)governo da “TRIPA-ALI A NÇA” pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*), CAMUFLAGEM DO raimundo SEM RUMO!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???"

  184. …”VAI DÁ COSA GALERA!!!”………………………………………………………

    25 de junho de 2011 | N° 9211 diário catarinense ….
    …….ORÇAMENTO
    TJSC quer repasse com índice maior
    Judiciário vai propor ao governo a divisão do reajuste em três anos, sem alterar a receita

    O Tribunal de Justiça (TJSC) não abre mão do aumento da sua fatia no orçamento de 7,7% para 7,85% previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovada em 2010 pela Assembleia Legislativa. Mas aceita dividir este reajuste em três anos, desde que não se altere o conceito de receita.

    Numa projeção para o orçamento de 2012 com aumento pela infalação de 5,18%, do Banco Central, e mantido o repasse de 7,85%, o TJSC receberia R$ 1,24 bilhão do total de receita do governo que chegaria a R$ 15,801 bilhões……..”(seria INFLÇÃO? dc)”

    Se o governo insistir em retirar o Fundeb da base de cálculo, o Poder Judiciário aceita a medida, desde que o percentual do repasse aumente para 9,3%. Esta será a proposta que o presidente do TJSC, desembargador José Trindade dos Santos, levará ao governador Raimundo Colombo na segunda-feira.

    No encontro, que também contará com a presença do procurador-geral de Justiça, Lio Marcos Marin, as instituições tentarão buscar um acordo para colocar fim ao impasse surgido a partir da intenção do governo de rever os valores repassados aos poderes. O assunto foi discutido pelo Pleno do TJSC em uma sessão extraordinária, realizada ontem pela manhã. Os desembargadores reiteraram a posição do Judiciário, que não abre mão dos acordos firmados e autorizaram a presidência, no caso de radicalização por parte do governo, analisar medidas judiciais cabíveis. Pela assessoria de imprensa, o governador afirmou que só se manifestará sobre o assunto depois da reunião de segunda-feira.

    O presidente do TJSC abriu a sessão de ontem com uma crítica ao modo como a discussão foi conduzida, principalmente, ao fato de o governo ter colocado os poderes como culpados pela falta de recursos para pagar os professores.

    Segundo Trindade dos Santos, a confusão em torno do Fundeb chegou a tal ponto que, em uma audiência pública realizada na Assembleia, um deputado teria sugerido aos grevistas pularem o muro (o prédio do TJSC fica ao lado da AL) para “buscarem seu dinheiro” que estaria sendo desviado para os desembargadores.

    – O governador me garantiu que não iria prejudicar o Judiciário, ele sabe do nosso plano de expansão – afirmou Trindade dos Santos.

    natalia.viana@diario.com. …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!>>>AUDITORIAAA FEDERAL JÁÁÁ<<<<<<"CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBB???

  185. …Emendas incendeiam debates sobre o Fundeb no Estado.
    Magistério Público Catarinense. Deputados têm que aprovar a LDO antes do recesso do mês de julho
    João Meassi
    @Joao_ND
    Florianópolis

    Repasses. Deputada Luciane Carminatti apresentou três emendas à LDO de 2012

    Última matéria a ser votada antes do recesso de julho, a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) ganhou importância por causa de uma emenda ao projeto que propõe tirar o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) da receita liquida do Estado.
    A emenda foi apresentada pela deputada Luciane Carminatti (PT). Se aprovada na Comissão de Finanças, que se reúne quarta-feira, vai alterar a base de cálculo do duodécimo e, por consequência, retiraria
    R$ 274 milhões dos poderes já neste ano. Matéria idêntica está em estudo pelo governo do Estado. O presidente da Comissão de Finanças, deputado Gilmar Knaesel (PSDB) informou que o governo ficou de enviar emenda que retira o Fundeb da base de cálculo dos poderes.
    O adendo à LDO deveria entrar na Comissão de Finanças até sexta-feira, mas ficou para segunda-feira, quando o governador Raimundo Colombo tem uma reunião com o procurador-geral do Estado, Lio Marcos Marin, e com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Trindade dos Santos, para discutir o assunto. “Espero que seja uma decisão consensual”, avaliou Knaesel.
    A deputada Ângela Albino defende a preservação financeira dos poderes. Para isso ela apresentou emenda que salvaguarda os recursos repassados ao Tribunal de Justiça e do Ministério Público, em caso de qualquer alteração no cálculo da receita líquida.
    “Incendiários e bombeiros” na polêmica

    A deputada Luciane Carminatti colocou três emendas na LDO. Uma desvincula o Fundeb da base de cálculo dos repasses constitucionais. Outra destina o dinheiro que sobra para reforçar o piso salarial dos professores. E a terceira que mantém a Udesc dentro do cálculo com base no Fundeb. A discussão sobre o Fundeb colocou no tablado político bombeiros e incendiários. Pronto a apagar o incêndio, o líder do governo, deputado Elizeu Mattos (PMDB), prega cautela. Ele quer evitar o confronto entre poderes. “Respeitar os poderes e não votar o que amanhã ou depois possa ser julgado inconstitucional”. Para ele, alterar a LDO é quebrar a regra do jogo. “O momento é de ter cautela e bom-senso. Quero evitar mal-estar institucional”.
    Já assessoria técnica do PT defende a mudança. “À medida que cresce a receita, cresce o repasse do duodécimo”, explica o economista Juliano Giassi, assessor do PT. Ele diz que em 1998 a receita líquida disponível somava R$ 1,7 bilhão. Em 2011 saltou para R$ 9,3 bilhões.
    Judiciário é o poder que mais perde

    O Tribunal de Justiça é o que mais perderá dinheiro se mudar a regra do jogo. “É decretar a falência do Judiciário”, diz o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Trindade dos Santos. Ele recebeu apoio dos demais desembargadores durante reunião extraordinária do Pleno na sexta-feira. Para ele, se o Fundeb sair da base de cálculo haverá uma necessidade de elevar os percentuais de repasse. Hoje o TJ tem direito a 7,70% da receita. Trindade advertiu para o risco de inviabilização do judiciário. Nesse ano o TJ passou de 50 para 60 desembargadores. E houve ainda a criação de varas em diversas comarcas do Estado.

    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<"CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEBBBBBBB???"

  186. …Manifestação de Apoio ao MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE

    25 de junho de 2011

    O título do documento é dado pela deputada Angela Albino, do PCdoB. O texto é o seguinte:
    “O governador João Raimundo Colombo vem tratando com insuficiente respeito uma das maiores e mais importantes categorias de trabalhadores do estado de Santa Catarina, a saber; OS PROFESSORES.

    Tendo uma dotação orçamentária para o corrente ano de R$ 15,02 bilhões, com receita prevista de R$ 13,1 bilhões, colombo continua a não cumprir as diretrizes legais que exigem a aplicação de 25% deste valor na área de Educação, inviabilizando o necessário atendimento das reivindicações da categoria.

    Alegando suposta falta de recursos para deteriorar o plano de carreira dos docentes, o executivo estadual se esquece que os recursos do FUNDEB, dos quais o estado recebe o montante de 1,26 bilhão, devem ser usados num percentual de, no mínimo 60% para o pagamento da folha salarial do magistério público. Recordemos que somente nesse mês de maio, os repasses do fundo supracitado atingiram um montante de R$ 141,3 milhões.

    Convém ainda recordar que o Sistema Estadual de Incentivo a Cultura, ao Turismo e ao Esporte (SEITEC) e o Fundo de Desenvolvimento Social (FUNDOSOCIAL), desconectados da base de cálculo de aplicações orçamentárias, tem drenado recursos da EDUCAÇÃO (R$ 117,48 milhões em 2010), sendo seu reordenamento necessário para a melhoria da EDUCAÇÃO em SC.

    O Mandato Popular da Deputada Angela Albino, manifesta pleno apoio às legítimas reivindicações do Magistério PÚBLICO Catarinense e repudia as arbitrárias medidas de retaliação contra uma categoria que exige dignidade e aplicação das leis estabelecidas por um ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.
    GABINETE DA DEPUTADA ANGELA ALBINO” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, “BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA” DESTE (DES)governo DA “TRIPA- ALIaLIANÇA pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)”A CAMUFLAGEM” do senhor joão raimundo calombo!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<"CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???"

  187. … Janete Alda de Miranda diz:
    25 de junho de 2011

    Pensando no que pode ser feito com a grana dos outros…

    Fico aqui pensando… se eles não conseguirem o dinheiro para colocar a ponte Hercílio Luz “de pé”…
    Ai,meu Deus! Lá se vai o restinho do Fundeb !!!!

    Que vergonha, seu Colombo… beijar com a boca dos outros!!!!
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO “SEM TRÉGUA” NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA “TRIPA-ALIali a nça -pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM do senhor joão raimundo calombo!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEBBBBBBB???"

  188. …O aumento da receita e os salários

    25 de junho de 2011

    “Prezado Môa:
    Ouvindo entrevista com o presidente do TJSC, José Trindade dos Santos,
    o mesmo não comentou alguns assuntos abaixo que tomo a liberdade de repassar ao teu blog.
    Durante o mandato do Sr. Luis Henrique, SC tinha 40 desembargadores e passou para 60, um dos maiores índices proporcionais do Brasil, o estado da Bahia, com o dobro da população catarinense, permanece com 40 desembargadores; no mesmo governo, o repasse era de 7,3% da receita do estado para o TJSC passando para 7,85%, representando mais de R$ 50 milhões ano, também um dos maiores índices do Brasil; ainda no mesmo governo, a receita do estado cesceu mais de 100%, fato comentado seguidamente pelo hoje senador Luiz Henrique, como os poderes recebem em porcentuais, automaticamente seus repasses também aumentaram no mesmo nível ou até mais. Como é possível um governante tirar recursos do Tesouro do Estado e aumentar os repasses para os poderes, estando a Educação a Saúde e a Segurança numa penúria sem tamanho?
    Só para conhecimento, o vencimento inicial de um professor do estado (com a lei) é de R$ 1.187,00; de um policial é de R$ 1.500,00 e o de um desembargador é de R$ 24 mil, mais R$ 3 mil de auxílio moradia. Comparando com os Estados Únidos da América, um professor ganha de vencimento inicial de US$ 4 mil; um policial de US$ 3 mil e um Juiz da Suprema Corte, US$ 18 mil de vencimento total.
    Era isso, um abraço, Prof. Hélio Moritz.” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ<<<<FUNDEB?

  189. …Boeira vai ao STF

    26 de junho de 2011

    “Quero compartilhar com meus colegas a felicidade que tivemos ontem de receber informalmente o deputado federal Jorge Boeira na nossa reunião de comando greve regional (SINTE Araranguá). Ao final da nossa reunião, o Sr Deputado surgiu, a convite de uma das nossas colegas que o encontrou de passagem em sua terra natal, veio, sentou à nossa roda e humildemente nos ouviu… a todos. Um por um, colocando as angústias e declarações destes 33 dias de greve.
    A sua postura? Muito diferente de alguns políticos de palanque. Vou tentar colocar aqui algumas de suas declarações (não oficiais, obviamente): …”Vou a partir de AGORA empenhar-me em averiguar no SUPREMO juntamente com outros deputados sobre o ACÓRDÃO(mas relatou que nem precisaria…), mobilizar o que
    for preciso para fiscalizar as aplicações do FUNDEB no Estado de SC, de Brasília existem órgãos de fiscalização ao qual faço parte. Declarou que não pode intervir na negociação com o governador (isto
    sabíamos) mas que ACREDITA que o governador terá o bom censo de FAZER A\ COISA CERTA! …Afinal a Lei é CLARA. Falou a todos que a GREVE É LEGAL,incontestavelmente, que os alunos estão sem aula mas todos sabem que a culpa é do governador. Levou consigo uma pastinha preparada de última hora pelos
    presentes contendo Leis, declarações sobre uso indevido do FUNDEB, telefones e emails de contato, e com ela, suas anotações sobre atitudes a serem tomadas em BRASÍLIA URGENTEMENTE.
    Suas últimas palavras, sem fotógrafos ou microfones ao sair foram: PRESTEM BEM ATENÇÃO:
    ” A ÚLTIMA COISA QUE O PROFESSOR DEVE FAZER AGORA, É VOLTAR PARA A SALA DE
    AULA! FICARAM ATÉ AQUI, CONTINUEM, VOCÊS ESTÃO CORRETOS E SÓ EXISTE UMA
    SAÍDA: O CUMPRIMENTO DA LEI!”
    Dep. Federal Jorge Boeira
    E assim ele foi, levou consigo o meu destino mas deixou o oxigênio.
    Estavamos em 25 professores.. mas vamos multiplicar esta valiosa injeção de
    ÂNIMO. Professora Jucy, Araranguá” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEBBBBBBB???"

  190. …“Em SC, Educação rima com indignação”

    26 de junho de 2011

    Do Professor Silvio Martins, Rio do Sul, via e-mail, segue texto enviado com o título “Em Santa Catarina, Educação rima com indignação:
    “É injustificável sob qualquer ponto de vista, o que vem ocorrendo com a educação em Santa Catarina. As autoridades envolvidas deveriam ser penalizadas na esfera política e criminalmente. O nosso Estado tem a quarta maior renda per capita do Brasil, em torno de R$ 20 mil, no entanto, o Estado do Piauí, que possui a menor renda per capita, em torno de R$ 5 mil, aplica a Lei do Piso ao Profissional da Educação. A LOA (Lei de Orçamento Anual) aprovada em 2010 para ser executado em 2011 prevê quase três bilhões destinados à educação em SC. De que forma esse dinheiro está sendo aplicado? Pelos dados levantados pelo próprio Tribunal de Contas do Estado (TCE), nos últimos anos, entendemos que seja nos últimos quatro anos, em torno de 1 bilhão e seiscentos milhões do FUNDEB foram desviados para outras finalidades. Da saúde, foram desviados em torno de 400 milhões: Agora, cá pensando com os botões- apenas 4% deste valor já pagariam a dívida do nosso Hospital Regional.
    Mas, as ações nos últimos anos e dos últimos governos, parece ter o claro objetivo de destruir a Educação Pública. A receita de sua política é fazer uma Educação, “sem e contra os professores”. Esquecem que os governos passam, mas são os professores e a Educação que ficam. E, é a qualidade da Educação, não a “quantidade” que permanece para sempre em um indivíduo, em uma sociedade. Depois da implantação das 36 SDRs pelo Estado- que possuem quase dois mil funcionários, parece que não sobrou mais dinheiro direto para as Unidades Escolares, nenhum centavo. Os diretores, cada vez mais, sentem-se obrigados a pressionar os pais para a dita “contribuição espontânea”, o que, não é tão espontâneo assim. Diante destes descasos, as autoridades sempre parecem agir com uma ponta de ironia e pisam na dignidade do professor. Estão, não somente rasgando o “nosso dinheiro”; dinheiro dos impostos destinado à Educação, mas, espoliando os benefícios futuros de uma sociedade. Como escreve o Professor José Heriberto de Oliveira para o Blog do Moacir Pereira: “Esta greve é fruto do descontentamento produzido pelo modelo de gestão educacional implantado frente à SED nos três últimos governos. O piso, além de ser uma reivindicação pobre, é apenas um dos itens da escalada de indignação dos professores em nosso estado nos últimos anos”. Assim ele faz uma lista de maldades do último governo: “O tempo para aposentadoria dos professores vem sendo ampliado; A gente gozava licença prêmio, agora usufrui, mas, somente quando o governo quer; Governador entra na Justiça, congela o piso a valor equivalente ao que o candidato dele a Presidente da República propunha para o salário mínimo; Passou a ser comum a agressão em Professores por pais e alunos e a vitima é o culpado; A escola que não deu ainda pra ser privatizada, chegou ao estágio da terceirização: da merenda, da vigilância, sistema de informática, manutenção de computadores, limpeza e outros; Municipalização do ensino; 10 anos sem curso de qualificação; Oito anos sem concurso público para professores das séries iniciais; Redução do recesso escolar com ampliação dos dias trabalhados, este ano iniciou as aulas em 07 de Fevereiro; Aprovação automática dos alunos de 5ª para 6ª série e anos subseqüentes, com o compromisso da SED de recuperá-los a partir de abril, mas já esqueceram. Gestão escolar com escolha de Diretores com critério partidário, já deu tempo pra ver que este modelo não funciona.”
    Portanto, nada justifica. Este governo está completamente fora dos trilhos. O Brasil já é outro, temos a internet, uma nova classe C e um empresariado que cada vez mais valoriza a Educação. Todos os países que se desenvolveram investiram em uma Educação de qualidade, o professor, em muito desses países, Singapura e Coréia do Sul são exemplos, tem o nível salarial aproximado ao de engenheiros e médicos. Não é por nada, que em SC, faltam professores, porque o mercado atualmente oferece aos jovens opções de valorização muito mais atraentes.
    Infelizmente tivemos governos sem competência administrativa (investir na educação é o melhor investimento), sem ética, sem racionalidade e, enfim, é um governo que está praticando improbidade administrativa, quando deixa de aplicar uma Lei. Que mesmo, ainda não sendo justa, é uma conquista histórica na área da Educação. Estamos em greve sim, porque não acreditamos na quantidade, mas, na qualidade da Educação. Acreditamos na possibilidade de mudar este país pela Educação. Estamos indignados diante de um governo que não tem projeto para a Educação catarinense, e se o tem é um projeto “contra a educação”. Não é somente uma questão salarial de classe, é uma questão de dignidade e cidadania em que todos devem participar e cobrar das nossas autoridades constituídas.
    Silvio Martins, Professor da EEB Prof. Henrique da S. Fontes (Rio do Sul).” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A GRANA POLPUDA DO FUNDEBBBBBBB???"

  191. …Promotor Público coloca o “DEDO NA FERIDA!!!”…………..Diagnóstico

    Conhecido por ter sido o idealizador da campanha O que Você Tem a ver com a Corrupção?,………….. o Promotor de Justiça Affonso Ghizzo Neto………….. acrescentou uma PESADA CRÍTICA à situação do MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE e da ÁREA da Educação no Estado.

    Na participação no programa Conversas de Sábado, da tvcom, disse ao jornalista e mediador renato igor que “o Problema do Descaso com a Educação é histórico: Escolas caindo aos pedaços, Professores esquecidos e ESTUDANTES tratados como MERcadorias”.
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM “TRÉGUA” NO (DES)governo DA tripa-ALI a liança pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)”A CAMUFLAGEM” do senhor joão raimundo calombo!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEBBBBBBB??? …Promotor Público de JUSTIÇA sua AÇÃO é "FUNDAMENTAL" na FORMAÇÃO DE UMA NAÇÃO!…meu irmão, abraço fraterno

  192. …sonia maria medeiros da silva diz:
    27 de junho de 2011

    E revoltando o que este Luiz Henrique da Silveira tem coragem de falar na entrevista com jornalista Marcelo Fernandes.Como um ser tem coragem de falar tantas mentiras.Um governador que deixou a Educaçao de SC em ruinas.
    Esta greve so nao aconteceu no governo dele por conta da Adin que ele impetrou no Supremo,mas que se tivesse saido o resultado no seu governo,ele teria a resposta , ate porque o Governo Colombo, nao e nada mais nada menos que a continuidade do Governo Luiz Henrique.
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA!!!…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…”CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???”

  193. …Vera Lúcia da ROSA

    Minha Homenagem aos(as) Professores(as)

    Os Professores brasileiros
    Quero aqui homenagear
    Pela luta por seu direitos
    Sem ter medo de encarar
    Lamento pelos professores
    Que não entraram para lutar.

    É um orgulho ser catarinense
    Um estado com tantos valores
    Mas hoje me envergonho
    Com o descaso aos professores.

    Esses nossos governantes
    São uns grandes traidores
    Será que estariam onde estão
    Se não houvesse professores.

    Ah, mas acho que é fácil
    De chegar onde os políticos estão
    Não depende de professor
    Nem tão pouco de educação
    Só é preciso ser esperto e um tremendo enganador
    Pode ser até palhaço
    Ou qualquer um jogador.

    Acorde governador
    Cumpra logo o seu dever
    Devolva aos nossos alunos
    O direito de aprender.

    Escrito por: Ana Maria ROSA F.” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NO (DES)governo DA TRIPA-ALI ali ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM do senhor joão raimundo calombo!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ<<<<<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEBBBBBBB???"

  194. Emerson Alex diz:
    27 de junho de 2011

    E VIVA O GOVERNADOR DAS PENITENCIARIAS!!!!!!!!!
    RA Imundo Cotombo, eu estava pensando em arrumar um carguinho comissionado no estado de SC, mas do jeito que as coisas andam nem quero, deus me livre trabalhar com um monte de incompetentes euheuhehu.
    Os números em SC sao grandes:
    MAIS DE 30 DIAS DE GREVE
    MAIS DE 50 PRESOS FUGINDO DE UMA ÚNICA PENITENCIARIA EM UM ÚNICO DIA
    VÁRIOS MILHÕES PARA COMPRAS DE LEGO
    APOSENTADORIAS MILIONÁRIAS POR INVALIDEZ
    MILHÕES DESVIADOS DO FUNDEB
    MILHÕES DE OTARIOS ENGANADOS POR UM PATETA LAGEANO!!!!!
    …a Greve do Magistério Público Catarinense Continua FIRME E FORTE!…>>>AUDITORIA FEDERAL JÀ!!!<<<"CADÊ A VERBA DO FUNDEBBBBBBB???"

  195. … Cleide Pereira diz:
    27 de junho de 2011

    Boa Noite Mestre MÔA!

    Foram quarenta dias de enrolação por parte do governo. Mexeu em direitos, isso é muito grave, e ficou com essa
    bandeira hasteada junto com os descontos dos dias, para no final, não arredar o pé que já gastou o que tinha que gastar, isso é, os 22 milhões. E continua sem cumprir a lei, o que é ainda mais grave. Hipócrita, isso é uso indevido de poder. Para os Tribunais arrumou logo um jeito de substituir o dinheiro que entrava pelo Fundef. A população fica esperando, afinal passam a vida a pagar impostos. Mas não arredaremos o pé. Muita podridão ainda haverá de vir à tona.
    Governo de mentira, curriola da Tríplice Aliança……..”ou seria TRIPA ALI ali ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM do senhor joãoraimundocalombo!”
    …A GREVE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<"CADÊ A VERBA "polpuda" FEDERAL DO FUNDEBBBBBBB???"

  196. … Mestre Yoda diz:
    27 de junho de 2011

    Pessoas, vamos devagar no andor. Pelo que eu li até agora, o governador Colombo, não vai mudar sua proposta inicial, pois afirmou que a discussão para recomposição da regência é para 2012 e que só tem R$ 22 milhões disponíveis no caixa. Portanto, continua tudo igual. “Pra variar”, o governo só está brincando com a população e com a classe do Magistério.
    …….Intervenção Federal no Estado de Santa Catarina já!…….
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<"CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBB???"

  197. … Clarice diz:
    28 de junho de 2011

    Para os(as) professores(as) não esquecerem:
    ESTAMOS EM GREVE PARA O CUMPRIMENTO “INTEGRAL” DA LEI DO PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO.
    Se o governo quiser apresentar prazos, isso vai entrar na negociação.

    Será que o governo precisa de aulas de interpretação?
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

  198. marcelocardosodasilva

    …”A MENTIRA TEM PERNA CURTA senhores!” ………….28 de junho de 2011 | N° 9214
    ORÇAMENTO
    Novo cálculo para o mesmo resultado
    Reformulação da conta tenta manter volume igual de repasses ao poderes

    Os poderes e o governo estão trabalhando para chegar a um consenso no impasse envolvendo os repasses. Técnicos do Tesouro, do Tribunal de Justiça e do Ministério Público estão fazendo cálculos para tentar chegar a uma proposta que não prejudique as instituições e garanta mais recursos ao Estado.

    Na prática, a medida pode ser o popular “trocar seis por meia dúzia”. O acordo começou a ser discutido, ontem pela manhã, em uma reunião entre o governador Raimundo Colombo, o presidente do TJSC, desembargador José Trindade dos Santos, e o procurador-geral de Justiça, Lio Marcos Marin. Um dos assuntos em pauta foi a retirada dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) da base de cálculo dos repasses para os poderes. A medida, que garantiria R$ 356 milhões no caixa do Estado, foi considerada “impensável” pelas instituições, que argumentam que não teriam como arcar com tal redução. O TJSC perderia R$ 140 milhões do seu orçamento.

    Por conta dos desgastes que vêm enfrentando, os poderes já defendem a retirada do Fundeb da conta. Apesar de o governo garantir que o dinheiro do Fundeb é aplicado na Educação e que sua inclusão na base de cálculo é apenas uma questão contábil, para grande parte da população a imagem que ficou é de que os recursos estariam sendo “desviados” para os poderes. Para viabilizar esta mudança, as instituições pedem uma recomposição dos percentuais.

    Uma proposta é que se retirasse o Fundeb da base de cálculo e aumentassem os percentuais………….. O presidente do TJSC pondera que talvez esta não seja a melhor solução, pois a ESTRATÉGIA poderia ser mal entendida pela OPINIÃO PÚBLICA como uma comprovação de que os recursos do Fundeb estão indo para os poderes…………..

    Hoje, os repasses são calculados a partir de percentuais da Receita Líquida Disponível – composta por recursos do Tesouro, recursos de remuneração financeira e o Fundeb. Se, por exemplo, a base de cálculo passar a ser a Receita Corrente, que é um bolo maior, os percentuais poderiam ser menores.

    natalia.viana@diario.com.br ……………………………………………”A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NO (DES)governo da “TRIPA-ALIANÇA”—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM do senhor joãoraimundocalombo!”>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<"CADÊ A GRANA DO FUNDEBBBBBBB???"

  199. …”VALEU MESTRE MÔA!!!” “Uma vida, duas vidas, um sorriso”

    28 de junho de 2011

    “Foi durante a guerra civil na Espanha. Antoine de Saint-Exupéry, o autor de O pequeno príncipe, foi lutar ao lado dos espanhóis que preservavam a democracia. Certa feita, caiu nas mãos dos adversários. Foi preso e condenado à morte. Na noite que precedia a sua execução, conta ele que foi despido de todos os seus haveres e jogado em uma cela miserável.
    O guarda era muito jovem. Mas era um jovem que, por certo, já assassinara a muitos. Parecia não ter sentimentos. O semblante era frio. Vigilante, ali estava e tinha ordens para atirar para matar, em caso de fuga.
    Exupéry tentou uma conversa com o guarda, altas horas da madrugada. Afinal, eram suas últimas horas na face da Terra. De início, foi inútil. Contudo, quando o guarda se voltou para ele, ele sorriu.
    Era um sorriso que misturava pavor e ansiedade. Mas um sorriso. Sorriu e perguntou de forma tímida:
    Você é pai?
    A resposta foi dada com um movimento de cabeça, afirmativo.
    Eu também, falou o prisioneiro. Só que há uma enorme diferença entre nós dois. Amanhã, a esta hora eu terei sido assassinado. Você voltará para casa e irá abraçar seu filho.
    Meus filhos não têm culpa da minha imprevidência. E, no entanto, não mais os abraçarei no corpo físico. Quando o dia amanhecer, eu morrerei.
    Na hora em que você for abraçar o seu filho, fale-lhe de amor. Diga a ele: “Amo você. Você é a razão da minha vida.” Você é guarda. Você está ganhando dinheiro para manter a sua família, não é?
    O guarda continuava parado, imóvel. Parecia um cadáver que respirava.
    O prisioneiro concluiu: Então, leve a mensagem que eu não poderei dar ao meu filho.
    As lágrimas jorraram dos olhos. Ele notou que o guarda também chorava. Parecia ter despertado do seu torpor. Não disse uma única palavra.
    Tomou da chave mestra e abriu o cadeado externo. Com uma outra chave abriu a lingueta. Fez correr o metal enferrujado, abriu a porta da cela, deu-lhe um sinal.
    O condenado à morte saiu apressado, depois correu, saindo da fortaleza.
    O jovem soldado lhe apontou a direção das montanhas para que ele fugisse, deu-lhe as costas e voltou para dentro.
    O carcereiro deu-lhe a vida e, com certeza, foi condenado por ter permitido que um prisioneiro fugisse.
    Antoine de Saint-Exupéry retornou à França e escreveu uma página inesquecível: Uma vida, duas vidas, um sorriso.
    * * *
    Tantas vezes podemos sorrir e apresentamos a face fechada, indiferente.
    Entretanto, as vozes da Imortalidade cantam. Sejamos nós aqueles que cantemos a doce melodia do amor, em todo lugar, nos corações.
    Hoje mais do que ontem, agora mais do que na véspera quebremos todos os impedimentos para amar e lutar.” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NO (DES)governo “DA TRIPA”-ALI ali ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM do senhor joãoraimundocalombo!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ<<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???"………………………………É GREEEEEEEEEEVEE!!!

  200. …Médicos solidários com os professores

    28 de junho de 2011

    Reunidos em Balneário Camboriú no 14º Fórum das Entidades Médicas de Santa Catarina (FEMESC),os médicos trataram de vários temas relacionados com a saúde pública e hipotecaram solidariedade aos professores da rede estadual de ensino, hoje empenhados na busca de remuneração pelo piso nacional da categoria. “A busca por melhores condições de trabalho e remuneração é fator básico para o desenvolvimento de uma categoria que influi diretamente na construção da sociedade. Entendemos que os professores, assim como todos os profissionais que contribuem para o desenvolvimento das nossas cidades, estados e nação merecem trabalhar e sobreviver de forma digna e decente. Da mesma forma que, ajustados esses parâmetros, devem cumprir com seu papel de formadores de um futuro promissor”, comentou o médico Cyro Soncini, presidente do Sindicato dos Médicos de Santa Catarina (SIMESC).

    A Moção:
    Os médicos catarinenses, reunidos no XIV FEMESC manifestam apoio aos professores que atuam em Santa Catarina, hoje empenhados na busca de remuneração pelo piso nacional da categoria, por entenderem que a educação é uma área essencial ao desenvolvimento humano que deve ser contemplada com boas condições de trabalho e digna remuneração aos seus profissionais. …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!”CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???”

  201. … Iara Maria Schussler Nicolau diz:…….”IARA MÃE D’ÁGUA!”
    28 de junho de 2011

    Que Deus esteja presente neste encontro!

    Segue um texto para reflexão. Foram ideias que surgiram entre meus colegas, mesmo antes de iniciar a greve.
    Em especial às minhas amigas Oneide e Marlise. A elas havia prometido que iria fazer releitura da história de Ruth Rocha. Aí está:

    Quando os professores saíram do vidro
    (releitura de “Quando a escola é de vidro” de Ruth Rocha)

    Naquele tempo era natural que o sistema fosse daquele jeito. E naquele tempo ainda existia o vidro.
    Poucos sabiam que as coisas poderiam ser diferentes…
    Todos os dias quando chegavam à escola os alunos tinham de ficar num vidro!
    Cada menino ou menina tinha um vidro e este não dependia do tamanho de cada um, não!
    Quem estava no primeiro ano ganhava um vidro de um tamanho. No segundo, o vidro era um pouquinho maior.
    E assim, os vidros iam crescendo à medida que passava de ano.
    Quem não passava, coitado! Era um horror.
    Anos 70, anos 80, anos 90 e finalmente virada do milênio. Muitos vidros estavam trincados, sujos e já não serviam mais para a ERA DO CONHECIMENTO.
    Aí estava na hora de trocá-los. E o SISTEMA viu que tudo estava muito bom e resolveu trocar os vidros por garrafas PET. Era bem mais em conta.
    Eis que emerge, então, uma tal de tríplice aliança e tudo foi bem aproveitado, afinal reciclagem e sustentabilidade estão na moda. Os vidros não foram totalmente descartados e uma MP determina que todos os professores passariam a usar os vidros que sobraram.
    Alguns reclamavam. A esses a resposta vinha de imediato: “LEI é LEI, não se questiona, apenas se cumpre.”
    Outros diziam que sempre tinha sido assim; e há muito tempo já usavam o vidro, até para dormir, por isso é que tinham boa postura.
    Se alguém adoecia não podia tirar o vidro, três dias sem ele caracterizava a não assiduidade e aplicava-se o prêmio castigo.
    E havia uns que mesmo quando saiam dos vidros ficavam do mesmo jeitinho, meio encolhidos.
    Então, no dia 18 de maio de 2011, alguém falou que não entraria mais no vidro. E muitos o quebraram.
    Seu Raimundo, Dona Elizete e outros que usavam umas letras esquisitas para se autodenominar como: LHS ficaram furiosos e entraram em ação. Era preciso analisar a qualidade do vidro e encontrar algum material mais resistente. E assim o fizeram: achatamento da tabela salarial (diminui o espaço no vidro); aplicação de MP e LEI complementar (material mais resistente); redução da regência de classe (a abertura do vidro fica menor, a tampa diminui e dificulta a saída) e etc, etc, etc…
    E foi assim, na minha terra Santa e Bela, que os professores saíram do vidro e os pais não permitiram mais que seus filhos entrassem nas garrafas PET.

    Texto e ideias elaboradas por professores que saíram do vidro..
    …É GREEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÀ!!!>>>>>>>”CADÊ A GRANA DO FUNDEB???”

  202. …se o Governador João Raimundo Colombo e seu vice Eduardo Pinho Moreia não cumprem a “Lei do BRASIL”, a Lei Maior continua sendo A CONSTITUIÇÃO FEDERAL, cabe sim o “PROCESSO DE IMPEDIMENTO!” …É GREEEEEEEEEEEEEEVEEE !!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???"……………………………..GRANDE ELVIS………………..…"ELVIS NÃO MORREU, está no IEE na criação e proMOÇÃO!"

  203. … Roque diz:
    28 de junho de 2011

    Caro Môa
    Desabafo de um pai indignado.
    como posso mandar meu filho pra escola com professores desmotivados com seus baixos salarios, ou os professores que não aderiram a greve. Que tipo de conhecimento esses professores vão passar pra os alunos? falta de dignidade, nem para lutar pelos seus direitos, dando sinal de fracassados, ou será que se contentam com essa merreca que o governo esta oferecendo?honrem suas camisas e lutem pelos seus direitos, e passem para seus alunos, sinal de força e determinação…
    vão se contentar em ganhar a regencia só em 2012? o que o governo realmente espera com isso?
    ja não aguentamos mais ver tanta injustiça com essa classe.
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???"

  204. …Boeira quer auditoria do TCU no Fundeb de SC

    29 de junho de 2011

    Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos deputados aprovou hoje,por unanimidade, requerimento do deputado federal Jorge Boeira (PT/SC) para que o Tribunal de Contas da União (TCU) faça uma auditoria na aplicação dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), repassados pelo Governo Federal ao Estado de Santa Catarina. Boeira propôs que o órgão do governo federal apure os fatos. Ele fez referências aos pareceres técnicos do Tribunal de Contas de SC (TCE), entre os anos de 2003 a 2009, revelando que o Governo do Estado deixou de aplicar o percentual mínimo de 25% da receita resultante dos impostos. …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???"

  205. …”dijáôgi xuTêi o báldi.”…………..até tu cacau menez??? Piada pronta

    Desde que assumiu, o secretário da Educação, Marco Tebaldi, parece arco-íris: só é visto de vez em quando. Na paralisação dos professores, então, nem aparece. No blog do cacau, no dc, o desaparecimento de Tebaldi já virou piada: “O secretário também entrou na greve!”. Dizem as más línguas que, na terça-feira, foi visto batendo panela na passeata dos grevistas.
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO …”SEM TRÉGUA”…. NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA “TRIPA”ALI ali an ça—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM do senhor joãoraimundo*calombo!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???"…….É GREEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  206. … Daniel diz:
    29 de junho de 2011

    Mais um problema para o seu Colombo,

    Raiva Bovina no Estado,

    É só tirar dinheiro do FUNDEB e tratar os animais.
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???"…MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE NA LUTA !!!….

  207. …Sufocaram a educação

    30 de junho de 2011

    “Augusto Cury, um famoso psicólogo e psiquiatra em seu livro, pais brilhante e professores fascinantes, publicou a seguinte frase: Ser educador é semear com paciência e colher com sabedoria. Em uma das reuniões da União Blumenauense dos Estudantes, com alunos de varias escolas da cidade, passamos a refletir essa frase e surgiram vários questionamentos.
    Como um professor conseguira semear seus ensinamentos com as salas de aulas lotadas? Como criar um bom Ambiente escolar com os espaços físicos deteriorados? Como conseguiram ter uma boa saúde psicológica tendo uma carga horária de mais de 40h semanais? Como terão motivação para preparar uma aula sem plano de carreira e sendo ameaçados pelo governo do estado? Como conseguir conciliar e equilibrar a vida pessoal com a profissional se o executivo estadual faz um terrorismo e assédio psicológico descontando Salários em folha de pagamento?
    Com tantos questionamentos aquela sala de reunião ficou calada, os estudantes olharam um para o outro e não tiveram duvida ao manifestar o extremo apoio aos educadores. Historicamente a educação por toda Santa Catarina vem sido sufocada. Estamos caminhando para um declínio histórico na educação. A greve dos professores fez ressurgir do baú do bom senso, outros impasses sociais. A começar pelas indicações politicas dos nossos diretores, que é um reflexo antidemocrático e um vestígio de uma politica ditatorial. A democracia também se aprende na escola .
    Outro fato é a falta de politicas educacionais que instruam cidadania nas escolas, os nossos alunos hoje são informados e não formados. Temos que educar jovens que proponham mudanças e faça a diferença no mundo, o grêmio estudantil é um ótimo começo para o exercício de politicas sociais. Outro questionamento foi à forma de enfileirar carteiras nas salas de aulas. Psicólogos do mundo inteiro vêm alertando para o crime que se comete com esse pequeno ato. O processo de enfileiramento de carteira faz com que criamos indivíduos traumatizados e envergonhados, é logico o aluno fica anos olhando para a nuca de seu amigo da frente e quando tiver que se apresentar em uma plateia ficara constrangido, pois não lhe foi ensinado a olhar para os olhos das pessoas. O simples ato de formar uma sala com carteiras em forma de U ou em circulo ajudam nesse processo de desbloqueio da mente.
    Educar é Semear com paciência e colher com sabedoria, quando se das condições para que se faça isso!
    JEAN VOLPATO
    Estudante de Jornalismo .” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA “TRIPA ALI” ali ança —pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*) A CAMUFLAGEM do senhor joãoraimundo*calombo!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???"…………..É GREEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  208. …Carta dos(as) Professores(as) de Urubici

    30 de junho de 2011

    “Em resposta ao comunicado do governo de Santa Catarina, vimos através desta, esclarecer alguns pontos:
    O governo alega que a cada nova proposta feita à categoria, surgem novas reivindicações por parte dos professores. Isto não é verdade! Reivindicamos desde o inicio o que está na Lei 11.738/2008. Inclusive já foi julgada constitucional pelo STF. A única mudança foi que a categoria fez uma proposta aceitando o parcelamento deste pagamento.
    O governo afirma que paga o piso. Porém, para fazer isto ele mexe no Plano de Cargos e Salários e retira dos professores benefícios já conquistados ao longo da carreira.
    O governo afirma ainda, ter dialogado com os professores. O que vimos, no entanto, foram sucessivas estratégias para dividir a categoria dando aumento a uns, maior que a outros, ou tirando de uns para dar a outros. Achando que com isto enfraqueceria o movimento. Os professores permanecem unidos.
    O governo já efetuou os descontos de salários dos professores. Tal fato desobriga legalmente os professores de reporem às aulas, trazendo prejuízos irreparáveis a educação catarinense. Segundo declaração do Secretário de Educação “educação não é prioridade para a sociedade catarinense”. Discordamos totalmente. Para nós, professores e com certeza para pais e alunos, educação, é sim prioridade, e precisa ser de qualidade.
    O governo diz não ter recursos para atender a reivindicação feita pelo magistério público estadual. Porém, não faz economia alguma do dinheiro público, gastando milhões, para veicular notas contra os professores nos meios de comunicação. Além disto, veja a seguir as irregularidades administrativas segundo ADVOGADOS DO SINTE (JOSÉ SÉRGIO DA SILVA CRISTÓVAM ADVOGADO DO SINTE/SC PROFESSOR UNIVERSITÁRIO MESTRE E DOUTORANDO EM DIREITO/UFSC. MARCOS ROGÉRIO PALMEIRA ADVOGADO DO SINTE/SC PROFESSOR UNIVERSITÁRIO MESTRE E DOUTOR EM DIREITO/UFSC.)
    1. AS IRREGULARIDADES COMPROVADAS
    De acordo com os Pareceres Técnicos do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA o Governo do Estado deixou de aplicar o PERCENTUAL MÍNIMO DE 25% da receita resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências, na manutenção e desenvolvimento do ensino, nos anos de 2003, 2004, 2005, 2007, 2008 e 2009, conforme o determina o ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL;
    Importante destacar que o Governo do Estado DEIXOU DE APLICAR INTEGRALMENTE NA EDUCAÇÃO BÁSICA e na época própria os recursos provenientes do FUNDEF/FUNDEB desde 2003 ATÉ O ANO CORRENTE, contrariando o que diz o art. 60 do Ato de Disposições Constitucionais Transitórias – ADCT e a Lei 11.494/2007;
    Além disso, o Governo, por meio da Lei de Diretrizes Orçamentárias, inclui os recursos do FUNDEB na base de cálculo da Receita Líquida Disponível do Estado. Lembre-se que, de acordo com o art. 212 da Constituição Federal e art. 60 do ADCT toda a receita do FUNDEB só poderá ser gasta com A MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO. No entanto, contrariando esta NÍTIDA ORDEM estabelecida na Constituição Federal, a LDO de Santa Catarina permite que o dinheiro do FUNDEB também seja distribuído para a Assembléia Legislativa, o Tribunal de Justiça, o Tribunal de Contas, o Ministério Público e a UDESC.
    Importante reiterar que todas estas irregularidades estão detalhadas em Pareceres prévios do Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre as contas prestadas pelo Governador do Estado nos EXERCÍCIOS FISCAIS DE 2003 ATÉ 2009. A extensão das denúncias, bem como o enorme volume de recursos públicos que deixaram de ser empregados com o ensino público estadual demonstra a má gestão fiscal, fato que resulta em prejuízos para a sociedade catarinense, usuária deste essencial serviço estatal.
    Atenciosamente, Professores(as) da Rede Pública Estadual.
    SE A GREVE NÃO ACABOU, A CULPA É DO GOVERNO!” …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!”CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???”

  209. …”O FILHO(A) DO TRABALHADOR NA MESMA ESCOLA DA FILHA(O) DO PATRÃO(OA)!!!” …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAAAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???"…….É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  210. … silvialehmkuhl diz:
    30 de junho de 2011

    AXÉ DO RA IMUNDO
    esse menino tá de brincadeira
    quer acabar com a educação
    rebola, bola
    o rebolado do Raimundo
    nunca vi tanto absurdo
    tanta coisa ilegal
    categoria tá ficando irritada
    já está acampada nas ruas da capital
    esse menino tá de brincadeira
    ou não entende de educação
    eu sei que ele já frequentou a escola
    será que passou na cola
    ou na aceleração? …(automática)
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ<<<<<<<"CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???"

  211. … Mestre Yoda diz:
    30 de junho de 2011

    Esse pessoal do (des)governo deve estar fazendo essas simulações com ábaco. Não é possível tanta simulação e tanto adiamento de reunião para não decidirem nada. Vão ser incopententes assim lá em “lages”. Fora corja de urubus do dinheiro público. Depois somos nós, professores que Não sabemos o que queremos.
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  212. … ELVIS diz:
    30 de junho de 2011

    Se vivêssemos em um país sério, levariam com seriedade o pedido de impeachment, pois ele está embasado em aspectos exclusivamente legais, ou seja, suficientes pra afastar o governador.

    Estes cancelamentos, estas viagens do T-Balde e do Ra-imundo… são pura demonstração de pulso.

    foracolombo@hotmail.com

    Mais uma vez, obrigado pelo apoio ao impeachment.
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!>>>”ELVIS NÂO MORREU, está no IEE na criAÇÃO e proMOÇÃO!!!”

  213. … sonia maria medeiros da silva diz:
    30 de junho de 2011

    Como a justiça nao faz nada com esse fora da lei… O que o povo catarinense esta esperando para juntar-se a nos e exigir o uso correto do nosso dinheiro, que o governador cumpra a lei.
    GENTE…e o nosso dinheiro, o governador esta a nosso serviço , demos voto de confiança para administrar os nossos impostos, ai ele faz o que quer e fica por isso mesmo ?
    “Convoco a toda sociedade catarinense para que se juntem a nos para cobrar o uso correto do dinheiro publico”.
    Obrigado.
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<"CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???"

  214. …”COMEÇOU À APURAÇÃO; DOS ——-FUROS——- NO FUNDEB???” …diário catarinense………………..N°9217…….01-07-2011………………………O Tribunal de Contas do Estado (TCE) deu 30 dias de prazo para a Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura apresentar um plano de ação para corrigir ——-deficiências no repasse de verbas——- para entidades através do Funcultural, constatadas por AUDITORIA sobre as operações realizadas em 2008.

    O deputado estadual Gilmar Knaesel (PSDB), que era secretário na época, também recebeu 30 dias para comprovar o pagamento da multa de R$ 2 mil aplicada pelo tribunal em função das irregularidades apontadas pela auditoria.

    As principais falhas detectadas pelo TCE foram a falta de análise técnica e a fragilidade da avaliação na maioria dos projetos culturais apresentados à secretaria no período auditado. O tribunal exige que todos os projetos sejam analisados pelo Conselho Estadual de Cultura – formado por integrantes do governo estadual e da sociedade civil.

    Em 2008, 29% dos projetos foram aprovados sem passar pelo conselho. Nenhum dos que tiveram origem nas 36 Secretarias Regionais de Desenvolvimento——- passaram pela análise.——-

    O TCE também questionou ——-a concentração——- da maior parte dos recursos do Funcultural em poucos projetos. Mais da metade dos R$ 25 milhões destinados a projetos e entidades ficaram na mão de 10 proponentes, que representam 6,9% dos projetos aprovados.

    A Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura, hoje sob ——-comando de Cesar Souza Junior (DEM-PSD)——-, afirma que já está colocando em prática as orientações do TCE. Entre as iniciativas, a contratação de analistas de projeto, através de concurso público, e a criação do cargo de “gerente de fiscalização de projetos”. Também teriam sido criados novos critérios para liberação de recursos, como o——- uso de editais federais——- para a comparação de valores repassados.

    O ex-secretário Gilmar Knaesel ——-disse que ainda——- não foi comunicado da decisão do Tribunal de Contas e preferiu não se manifestar.
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA “TRIPA ALI” ali ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*) A CAMUFLAGEM do senhor joãoraimundo*calombo!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???……………….É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  215. …paulo alceu……………………………ndonline …R7……………………….01-07-2011…………………………………………………… “Em sua peregrinação pelo Oeste o governador Raimundo Colombo enfrentou manifestações de Professores. Não se omitiu a conversar por onde passou. Foi assim em Itapiranga, Iporã do Oeste e São Miguel do Oeste, o que revela também que o MOVIMENTO OCUPOU o ESTADO. Colombo alegou que o governo está empenhado na solução do MAGISTÉRIO, pontuando —impedimentos —-e limitações financeiras.” …………………………………………………………………………………………………….A palavra “IMPEDIMENTOS” me faz lembrar que o “Processo de Impedimento” iniciado pelo Professor Elvis do IEE e muitos Companheiros(as), contra os senhores João Raimundo Colombo e Eduardo Pinho Moreira, já conta com + de 1000 assinaturas (em 3 dias de campanha). Numa progressão geométrica, em 15 dias teremos XYZ assinaturas. O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE começa a tirar o sono de “gente graúda” !!! …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  216. … Janine diz:
    30 de junho de 2011

    Caro Môa

    Entendo sua preocupação com o nível dos debates, porém uma observação tem que ser feita com relação à ética e objetividade:

    1) Um Governo que deixa a greve se estender por mais de quarenta dias não demonstra objetividade
    2) O Governo do Estado ao descumprir uma decisão da corte suprema não é ético
    3) O Governo do Estado ao descumprir uma LEI FEDERAL 7783/89 Lei da Greve também não é ético
    4) O Governo que foi eleito pelo povo, se posicionar contra a sociedade (que está apoiando os professores) é muito menos ético ainda
    5) O Procurador do Estado, pela formação que tem, teria obrigação de orientar o governador a cumprir leis, e não se posicionar acima delas, isso também é extremamente anti ético.

    Portanto, caro Môa, esses são os pontos relevantes e não posso concordar em posicionamento ético e objetivo do Procurador do Estado. O mesmo estudou tanto, teve muitas experiências na vida que serviram pra quê? Qual sua contribuição para a formação de uma sociedade melhor e mais justa?
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???"

  217. … Bellei diz:
    1 de julho de 2011

    Caro Môa, é a primeira vez que eu faço um comentário em seu blog, por favor não me entenda mal, estamos mesmo vivendo aqui em seu blog uma experiência de comunicação fantástica, é uma pena não poder dizer o mesmo do canal aberto da RBS TV, que continua alienada não dando os devidos esclarecimento à sociedade, fazendo de conta que nada está acontecendo, se abstendo da responsabilidade com a verdade, preocupada apenas com futilidades como por exemplo divulgar a neve e o turismo precário de SC, com turistas dormindo dentro do próprio carro entre outras bobagens. Me revolta ter que assistir o comercial daquele catarinense dizendo ” neste final de semana não vai dar, estarei viajando”. Quando é que nós professores poderemos dizer o mesmo, até então a realidade era ” neste final de semana não vai dar, estarei corrigindo provas e preparando aulas, e além do mais não tenho dinheiro”. Bom, pelo menos no momento não estamos fazendo correções nem preparando aula, mas o salário óh…
    …A GREVE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  218. … Ninguém furou teu olho diz:
    1 de julho de 2011

    Marco A. Pereira diz:
    Divulgando!

    1 de julho de 2011 às 9:27 pm

    ACORDA, PROFESSORADA!!

    1º) O CARA TENTOU DIVIDIR A CLASSE, COM A PRIMEIRA TABELA, PARA OS ACTS VOLTAREM PRAS SALAS DE AULA E DEIXAREM OS EFETIVOS NA M… NÃO FUNCIONOU;

    2º) O CARA FEZ O INVERSO NA SEGUNDA TABELA, NÃO FUNCIONOU TAMBÉM;

    ELE PERCEBEU QUE NÃO DAVA PARA USAR DA VELHA TÁTICA DO “DIVIDIR PARA CONQUISTAR”

    3º) O CARA TENTOU A MP PRA ASSUSTAR A CLASSE.. NÃO ADIANTOU;

    4º) O CARA SABIA QUE NÃO DAVA PRA CONSEGUIR A ILEGALIDADE DA GREVE MAS AMEAÇOU-NOS ASSIM MESMO, NUM GRANDE BLEFE.. NÃO ADIANTOU;

    5º) A CADA PASSO DELE A GREVE SÓ SE AGIGANTOU, OS PROFESSORES CADA VEZ MAIS INDIGNADOS;

    *** AGORA VEJAMOS: NÃO CONSEGUIMOS O PISO, PERDEMOS COM A REDUÇÃO DA NOSSA REGÊNCIA, ATÉ O PRESENTE MOMENTO, NÃO GANHAMOS NADA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ***

    6º) O CARA AGORA RESOLVE OFERECER, PASMEM, *** P A R C E L A R *** A REGÊNCIA QUE NOS ** R O U B O U ** ATÉ O FIM DO ANO E TEM GENTE FELIZ COM ISSO??????

    NO TEXTO ACIMA, O GOVERNO ADMITE QUE QUEM VAI PAGAR PELO “AUMENTO” QUE ELE ESTÁ DANDO NA TABELA, SOMOS NÓS MESMOS, PRESTEM ATENÇÃO:

    “Na última proposta do Governo à categoria, os percentuais da regência de classe passaram de 25% e 40%, para 17% e 25%. A medida foi tomada para que, ainda neste ano, o Governo do Estado possa cumprir a lei que do piso nacional a todos os professores da rede estadual.”

    O CARA ESTÁ É MEXENDO NO N O S S O BOLSO, NÃO NO DINHEIRO DO GOVERNO!!!
    NÓS FAZEMOS GREVE E NÓS MESMOS PAGAMOS O AUMENTO!! É PIADA, MAS DE MAU GOSTO!!

    E O PISO, NADA????????????????
    ENTÃO, VEJAMOS OUTRA VEZ, ESTAMOS A 42 DIAS DE GREVE SÓ PARA REAVER A REGÊNCIA QUE JÁ ERA NOSSA???

    E O PISO, GENTE??? E O PISO?? A GREVE NÃO ERA PRA ISSO?
    E NEM SE DISCUTIU AINDA COM ESSA CORJA SUJA E DESONESTA DO GOVERNO, A QUESTÃO DOS ATRASADOS!!!

    ***** DOIS ANOS E MEIO DE ATRASADOS, QUE ELE NOS DEVE ***** UMA F O R T U N A !!! *****
    SABEM QUANDO É QUE VAMOS RECEBER ISSO? VCS SABEM, NÉ? NÃO PRECISO ESCREVER AQUI!

    GREVE PRA REAVER REGÊNCIA ROUBADA, PARCELADA ATÉ O FIM DO ANO? É PRA RIR! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    QUEREMOS PISO, NA TABELA DO MEC, ISSO SIM PODE SE PARCELAR ATÉ O FIM DESSE ANO!!!!
    A REGÊNCIA TEM QUE VOLTAR, I N T E G R A L, PROS NOSSOS BOLSOS, IMEDIATAMENTE!!

    O CARA AGORA QUER DAR DE BOM MOÇO, DEVOLVENDO EM PARCELAS O QUE NOS ROUBOU NUMA CANETADA SÓ!!!

    ACORDA, PROFESSORADA!! ISSO TEM NOME: TRAPAÇA, ROUBO, DESONESTIDADE, DESCASO, SAFADEZA!!!
    POR QUE SERÁ QUE OS ADJETIVOS ACIMA ME LEMBRAM LOGO DA CLASSE POLÍTICA?

    ACORDA, PROFESSORADA!!! SENÃO ESTAMOS PERDIDOS.

    NOSSA ÚNICA CHANCE É PERMANECER NA GREVE. É NOSSA ÚNICA ARMA NESSE JOGO SUJO.
    APLAUDAMOS A CORAGEM DO PESSOAL DO SINTE E COMANDO DE GREVE!!
    SE ESSA GUERRA JURÍDICA CHEGAR NO SUPREMO, O GOVERNO DO ESTADO ESTÁ FERRADO!!!
    DAÍ VAI APARECER EM REDE NACIONAL O ESCÂNDALO, O DESMANDO, O DESRESPEITO AO POVO E AOS PROFESSORES, DESSE FILHOTE DO LHS.

    VCS SABEM QUE NUMA TELECONFERÊNCIA, O LHS DISSE PRO TEBALDI QUE SOMOS UNS MORTOS DE FOME, QUE ERA SÓ DESCONTAR SALÁRIOS QUE IRÍAMOS VOLTAR PRAS SALAS DE AULA, FEITO R A T O S ????

    POIS É, PERGUNTEM AO PESSOAL DO SINTE QUE INFORMOU ACERCA DA EXISTÊNCIA DESSA CONVERSA, NESSES TERMOS!

    NOSSA ÚNICA CHANCE É PERMANECER NA GREVE. É NOSSA ÚNICA ARMA NESSE JOGO SUJO.
    É GREVE!!! ATÉ O COLOMBO PAGAR “TUDO” O QUE NOS DEVE!!!!
    “…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???…É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!"

  219. …por Eliane França, professora de Matemática da Escola Estadual Básica Getúlio Vargas e há 10 anos na rede estadual de SC.

    APELO DE UMA PROFESSORA

    “Governador de Santa Catarina
    Reconheça o meu valor
    Sou professora, com muito orgulho
    Mas não consigo viver só de amor.

    Que luta foi aprovar o Piso Nacional
    Agora é LEI, a vitória demorou mas chegou
    Só que Luiz Henrique em SC não implantou
    E é por isso que meu aluno, sem aula ficou.

    Em 2008, comemoramos
    Em 2011, ainda esperamos…
    Diante disse, estamos em GREVE
    É por nosso direito, que lutamos.

    Não temos dinheiro nem pra dar informação
    Cortaram nossos salários
    Não tivemos apoio nem da DIREÇÃO!

    Mas nós professores, não vamos desanimar
    Somos fortes e corajosos
    Essa luta vai acabar
    E até quem não lutou, vai poder comemorar!

    Com o dinheiro do estado, Colombo anuncia nos meios de comunicação:
    “Vou pagar o piso para os meus professores”
    A categoria comemora: “Enfim uma solução!”
    Mas quando vê a proposta: “É outra enganação”

    Ele paga o piso para professores temporários com Ensino Médio
    De 609 passa para 1187 reais
    Mas e os professores diplomados, especializados?
    Mais uma vez são desvalorizados!

    Pra que estudar?
    A diferença é de 197 reais
    Será que é pra compensar os 4 anos de universidade?
    E agora governador, responda com sinceridade.

    Minha mãe sempre dizia:
    “Você precisa estudar pra ter um futuro melhor!”
    Estudei, me formei, até no concurso público eu passei.
    Ih! Será que me ferrei?!

    E se eu estudar mais?
    Me capacitar mais?
    Me dedicar mais?
    Será que vai ter solução antes de eu me aposentar?

    E o tempo está passando…
    Estou desanimando…
    Mais de 30 dias em GREVE
    E o governador, só nos pisoteando!

    Quero reagir, preciso reagir, quero voltar a trabalhar.
    Mas o governador não quer negociar!

    Às vezes até me culpo: “Estou errada, não devo lutar”
    Mas aí eu me pergunto: “Que tipo de aluno eu quero formar?”
    Quero que meu aluno lute por seus direitos
    Que seja crítico, honesto e trabalhador
    E que na hora de votar, não se deixe manipular.

    Por isso eu peço a você que está me ouvindo:
    “Pais, alunos, sociedade em geral…
    Somos professores, não estamos de folga, estamos sofrendo
    Queremos justiça e reconhecimento!”

    Com o apoio de vocês
    Não vamos desanimar
    Nos ajudem a PROTESTAR
    Pra escola eu poder voltar!

    Senhor Governador, me escute, por favor:
    “Você já foi aluno e precisou de um professor
    Priorize a educação, cumpra a lei, seja justo
    Reconheça o nosso VALOR!!” …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEE!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???"

  220. …”BOAAA PERGUNTAAA MESTRAAA!!!” Ivana diz:
    2 de julho de 2011

    Boa noite Môa, esse governo não me parece certo das idéias, o que é isso, agora vai ver a possibilidade de pagar Regência e Piso, faz me rir. Faz 43 dias que o SINTE está falando a mesma coisa, não entenderam ainda….???????…(VAMOS TER QUE DESENHAR MESTRA!!!)
    Até agora não entendi ele pode mexer em nossa regência ??? se a Assembleia não aprovou a MP e nem aprovou o projeto de lei????Ele tem esse poder como governador????Alguëm pode responder????
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA “tripa-ALI” ali ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)”A CAMUFLAGEM do senhor joão raimundo*calombo!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<"CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???"É GREEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  221. …”A MENTIRA TEM PERNA CURTA!”

    |
    2 de julho de 2011 | N° 9218…….diário catarinense
    informe político

    Acordo fechado entre os poderes

    O Executivo fechou o acordo com os demais poderes, Legislativo e Judiciário, e instituições com autonomia financeira, o Ministério Público, o Tribunal de Contas e a Udesc. Pelo que ficou definido, os percentuais atuais do repasse do duodécimo serão compensados após a retirada do Fundeb da base de cálculo da Receita Líquida Disponível, mas não no total. O governo do Estado contará, a partir do ano que vem, com mais de R$ 90 milhões por ano para utilizar em investimentos e pagamento de salários. Seriam mais de R$ 300 milhões se não houvesse a repactuação, o que geraria uma crise institucional de proporção imprevisível e histórica.

    Assim, os movimentos dos últimos dias, que envolveram o governador Raimundo Colombo; o presidente do TJ, desembargador José Trindade dos Santos; e da Assembleia, deputado Gelson Merisio, além das respectivas equipes técnicas, tiveram eco no Centro Administrativo. No futuro, ainda pelo acordo, haverá uma compensação do valor que deixará de ser repassado nos percentuais.

    O corte nos índices teve repercussão certa nos poderes, que relataram perdas irreparáveis com a retirada do Fundeb da base de cálculo. No Judiciário, havia a ameaça de fechamento de parte das 111 varas e de consequente diminuição do ritmo de julgamento das mais de 2 milhões de ações que tramitam no Estado. No início da semana, um encontro de líderes dos partidos na Assembleia e do presidente da casa definiu a retirada do Fundeb da base de cálculo na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem por Decreto Legislativo, em plena discussão da matéria no parlamento. Os novos índices de repasses não foram revelados.

    O assunto ganhou contornos mais graves por interpretação equivocada. A sociedade chegou a acreditar que os recursos do Fundeb compunham os percentuais repassados, o que, na verdade, não procede.
    “…A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<"CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???"…….É GREEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!"

  222. …”CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB??? … 2 de julho de 2011

    Professor Marcos Paulo de Barros, de Pouso Redondo, elaborou uma paródia da belissima canção “Cidadão”, de Zé Ramalho, que intitulou “Acampamento da educação”.Caro Môa gostariamos que o senhor postasse esta paródia no seu blog.

    Ta vendo aquele acampamento moço
    Eu também acampo lá
    Lá tem muitos professores
    Que deixaram suas cidades
    E vieram aqui protestar

    Trazem consigo a esperança
    De um povo que não se cansa
    Mas me vem um cidadão
    E me diz bem descarado
    Seus direitos foram cortados
    E o piso tá no chão

    O meu estado tá perdido
    São muitos pais entristecidos
    Quantas aulas vão se perder
    E pra aumentar a indiferença
    Já mexeram na regência
    Mas vão ter que devolver

    Tá vendo aquela escola moço
    Eu também trabalhei lá
    Hoje sou aposentado
    Com salário bem minguado
    E o que me resta é protestar

    Minha filha inteligente
    Vem pra mim bem descontente
    Pai! Não posso acreditar
    Como pode um cidadão
    Vencer bem uma eleição
    E seu povo abandonar

    Isso é querer a morte
    De leste ao oeste
    Do sul ao norte
    Da educação, vocês podem crer.
    Por isso estamos acampados
    Representando nosso estado
    E não vamos esmorecer. …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  223. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A GRANA DO FUNDEB???………………………………………………………………………….. Samarone diz:
    3 de julho de 2011

    "Professores: Mudem o comando de greve na proxima assembleia ou vocês vão acabar até sem o vale coxinha. Se fosse um comando de greve inteligente já daria a resposta na hora ao governo. E se o SINTE fosse mais competente já teria ganhado a greve a mais tempo, porque perder uma greve como essa é tirar atestado de burrice e incompetencia. Parabens apenas aos advogados do SINTE pois esses sim ja se mostraram muito competentes e em sintonia com o movimento." …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  224. AUDITÓRIA FEDERAL JÁ!!!…………………… Leonardo diz:………………………”leo CHAPA BRANCA???”
    4 de julho de 2011

    PORQUE VCS PROFESSORES NÃO PENSAM NOS ALUNOS QUE ESTAO SENDO PREJUDICADOS,EM MOMENTO ALGUM VCS PENSAM NOS ALUNOS SÓ NO DINHEIRO DINHEIRO …. QUE VERGONHA VCS … QUERO VER DEPOIS SE HOUVER ALUNOS REPROVADOS O QUE VCS VAO FAZER, VÃO TER QUE FUGIR PRA FORA DO PAIS PORQUE A COISA VAI FICA FEIA… VAO TER QUE SE VIRA NOS 30 …………………………………………………………….
    Cheguevara diz:
    4 de julho de 2011

    Resposta ao Leonardo: “leo CHAPA BRANCA!!!”

    Proposta aos GUERREIROS:

    Vamos fazer uma grande passeata no Morro da Cruz, em direção as emissoras. Exigir que elas abram espaço para esclarecimento ou debate.

    Vamos exigir na ALESC que o pedido de impeachement seja discutido. Por 3 motivos:

    NÃO CUMPRIMENTO DA LEI FEDERAL DO PISO
    NÃO CUMPRIMENTO INTEGRAL DA VERBA FEDERAL DO FUNDEB
    NÃO CUMPRIMENTO DO ARTIGO CONSTITUCIONAL DOS 25% DA EDUCAÇÃO

    Alguma dúvida da propriedade dos argumentos de IMPEACHMENT OU INTERVENÇÃO FEDERAL?

    IMPROBIDADE CONSTITUIÇÃO FEDERAL

    http://sinte-sc.blogspot.com/
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>”CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???”<<<<<<<É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  225. …”VERGONHA, gestão catarinense SDR é estratégia eleitoreira!”………………………………………………………………………….. …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUA ALERTA!!!………………É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!! …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???"…Abraço Fraterno

  226. …Deixar para depois (começo do ano que vem???) Ai sim será uma Palhaçada de Nossa parte !!!
    ACORDA GALERA !!! POIS VITÓRIA…SOMENTE COM SACRIFÍCIO !!!
    Abraços de PAZ e FORÇA e CORAGEM à você Amiga Júlia e a Todos que estão precisando !!!

    MARCELO MAGALHÃES SANTANA

    SEGUNDA-FEIRA, 4 DE JULHO DE 2011 Diário do acampamento

    Não é a impertinência da garoa, ou o frio a unidade dos colchões, a goteira sobre a lona, a comida já fria da quentinha, a distância de casa, o aperto da barraca, a indiferença do governo, a privação de alguns confortos da nossa casa, todos são infortúnios físico o que corta e inquieta o coração são os companheiros que deixam a luta, voltando a sala de aula, como se nada estivesse acontecendo.
    Aqui em meus pensamentos e reflexões entendi algumas coisas:
    Não a engano maior do que tentar mentir para si mesmo. Não existe cegueira maior que a indiferença que nos leva a olhar e não ver. Assim como há crueldade maior do ser humano que a indiferença.
    Não a solidão maior que o egoísmo do egocentrismo que nasce com a vaidade.
    Quanto maior o nosso conhecimento e nossa compreensão de mundo, maior é nossa responsabilidade com a sociedade.
    Não a morte mais cruel que a da alma, da capacidade de sonhar, da fé, enquanto o corpo persiste em sobreviver preso ao cotidiano do trabalho.
    As palavras podem ser usadas para distorcer a realidade, mas não são capazes de se transmigrar em verdade, ou seja, não podemos aceitar meias verdades.
    Não a alerta maior que a tristeza que nos consome como ferrugem.
    Compreendemos melhor a verdade melhor quando fechamos os olhos e refletimos sobre as coisas do mundo.
    O maior dilema humano não está necessariamente na incontestabilidade da morte, mas na forma de viver.
    Não existe contrato mais importante que ser feliz.
    Para se falar precisa-se de um motivo, para ouvir de respeito, para mentir de um interesse, para liderar de responsabilidade, mas para amar é preciso deixar a razão adormecer.
    Não tem direito a fazer exigências quem não se pré-dispor a fazer concessões na sua individualidade.
    Desperdiçar tempo é discutir os problemas, ocupar o tempo é planejar, mas é a ação que se eterniza.
    Na luta revelam-se lideres e as capacidades dos comprometidos, mas também se evidenciam as fraquezas dos covardes.
    O que mais importante aprendi é que a boa educação é aquela capaz de fazer o individuo passar do discurso a ação.
    Se tiver de guardar alguma tristeza será daquilo que não fiz por medo.
    Pode não haver só uma verdade, fato que permite co-existirem várias opiniões, mas só existe uma maioria.

    DÓRIA MARIA SERAFIM PROENÇA …abraço fraterno
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<"CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???"

  227. …”CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???”……………………………………………………….Prof norberto diz:
    5 de julho de 2011

    Professor, nós não voltamos e por certo não voltaremos. Não podemos permitir uma derrota, se a sociedade se sente prejudicada, muito mais somos nós. Há anos nos pedem paciência, nos pedem tranquilidade…. Professor estou na educação esperando algo, estou na educação por amor ao que faço, estou na educação, pois ainda tenho ESPERANÇA. Esse dia chegou, não podemos nos esmorecer, não podemos permitir o fim desta que foi a mais aguerrida das lutas que tivemos, não podemos perder…e se sairmos agora, perderei a última chama a me manter na educação, perderei a ESPERANÇA.
    Abraços.
    A GREVE CONTINUAAAAAAAAAAAAAA
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA (e que cintura)DO (DES)governo DA "tripa ali" ali ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM do senhor joão raimundo *calombo!!!…Abraço Fraterno…É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  228. …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!………………………………………………………………………………………… Cláudio Calegari diz:
    5 de julho de 2011

    PROFESSORA AMANDA GURGEL RECUSA PRÊMIO DE EMPRESÁRIOS.
    Observem bem os motivos que a levaram a tomar esta decisão e quem já recebeu o referido prêmio.
    Em carta, a professora Amanda expõe seus motivos. Diz que sua luta é outra e que espera para debater a privatização do ensino e o papel de organizações e campanhas que se dizem “amigas da escola”. (plim-plim)!

    “Porque não aceitei o prêmio do PNBE

    Oi,
    Nesta segunda, o Pensamento Nacional de Bases Empresariais (PNBE) vai entregar o prêmio “Brasileiros de Valor 2011″. O júri me escolheu, mas, depois de analisar um pouco, decidi recusar o prêmio.
    Mandei essa carta aí embaixo para a organização, agradecendo e expondo os motivos pelos quais não iria receber a premiação. Minha luta é outra.
    Espero que a carta sirva para debatermos a privatização do ensino e o papel de organizações e campanhas que se dizem “amigas da escola”.

    Amanda

    Natal, 02 de julho de 2011

    Prezado júri do 19º Prêmio PNBE,
    Recebi comunicado notificando que este júri decidiu conferir-me o prêmio de 2011 na categoria Educador de Valor, “pela relevante posição a favor da dignidade humana e o amor a educação”. A premiação é importante reconhecimento do movimento reivindicativo dos professores, de seu papel central no processo educativo e na vida de nosso país. A dramática situação na qual se encontra hoje a escola brasileira tem acarretado uma inédita desvalorização do trabalho docente. Os salários aviltantes, as péssimas condições de trabalho, as absurdas exigências por parte das secretarias e do Ministério da Educação fazem com que seja cada vez maior o número de professores talentosos que após um curto e angustiante período de exercício da docência exonera-se em busca de melhores condições de vida e trabalho.
    Embora exista desde 1994 esta é a primeira vez que esse prêmio é destinado a uma professora comprometida com o movimento reivindicativo de sua categoria. Evidenciando suas prioridades, esse mesmo prêmio foi antes de mim destinado à Fundação Bradesco, à Fundação Victor Civita (editora Abril), ao Canal Futura (mantido pela Rede Globo) e a empresários da educação. Em categorias diferentes também foram agraciadas com ele corporações como Banco Itaú, Embraer, Natura Cosméticos, McDonald’s, Brasil Telecon e Casas Bahia, bem como a políticos tradicionais como Fernando Henrique Cardoso, Pedro Simon, Gabriel Chalita e Marina Silva.
    A minha luta é muito diferente dessas instituições, empresas e personalidades. Minha luta é igual a de milhares de professores da rede pública. É um combate pelo ensino público, gratuito e de qualidade, pela valorização do trabalho docente e para que 10% do Produto Interno Bruto seja destinado imediatamente para a educação. Os pressupostos dessa luta são diametralmente diferentes daqueles que norteiam o PNBE. Entidade empresarial fundada no final da década de 1980, esta manteve sempre seu compromisso com a economia de mercado. Assim como o movimento dos professores sou contrária à mercantilização do ensino e ao modelo empreendedorista defendido pelo PNBE. A educação não é uma mercadoria, mas um direito inalienável de todo ser humano. Ela não é uma atividade que possa ser gerenciada por meio de um modelo empresarial, mas um bem público que deve ser administrado de modo eficiente e sem perder de vista sua finalidade.
    Oponho-me à privatização da educação, às parcerias empresa-escola e às chamadas “organizações da sociedade civil de interesse público” (Oscips), utilizadas para desobrigar o Estado de seu dever para com o ensino público. Defendo que 10% do PIB seja destinado exclusivamente para instituições educacionais estatais e gratuitas. Não quero que nenhum centavo seja dirigido para organizações que se autodenominam amigas ou parceiras da escola, mas que encaram estas apenas como uma oportunidade de marketing ou, simplesmente, de negócios e desoneração fiscal.
    Por essa razão, não posso aceitar esse Prêmio. Aceitá-lo significaria renunciar a tudo por que tenho lutado desde 2001, quando ingressei em uma Universidade pública, que era gradativamente privatizada, muito embora somente dez anos depois, por força da internet, a minha voz tenha sido ouvida, ecoando a voz de milhões de trabalhadores e estudantes do Brasil inteiro que hoje compartilham comigo suas angústias históricas. Prefiro, então, recusá-lo e ficar com meus ideais, ao lado de meus companheiros e longe dos empresários da educação.

    Saudações,
    Professora Amanda Gurgel”

    Entenda o que é o PNBE, que já premiou a Rede Globo.
    …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

  229. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???"…………………………………………………………………………Caren diz:…Caros companheiros de LUTA,

    …"a greve continua firme e forte em todo Estado. Vamos acreditar! A mídia fez o seu jogo tentando terminar com a NOSSA LUTA. Ficou claro na assembléia estadual, que mesmo as regionais que votaram para encerrar a greve não estavam certos da decisão e q também foram poucos votos de diferença. Sem contar os poucos professores que fizeram partes destas regionais. É importante q ninguém volte! Tudo está a nosso favor, a lei e a decisão da justiça da reposição dos descontos nos pagamentos. Não vamos nos render a mídia, já conhecemos o seu jogo. Vamos nos alegrar e acreditar que é possível SIM!
    Coragem e Força!
    Um Abraço,"
    Caren …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo DA "TRIPA ALI" ali /ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM do senhor joão raimundo *calombo!!!…É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…………..abraço fraterno…

  230. …”BOAAA IDÉEEEIA!!!”………………………………………………………. …….Roberto Soares diz:
    7 de julho de 2011

    Se não fosse trágico, seria cômico!

    Em Santa Catarina os professores “duelam” contra o DESCOBRIDOR COLOMBO, já no RJ, os nossos colegas tem que “duelar” contra o DESCOBRIDOR CABRAL. Estes políticos querem COLONIZAR nossos estados acabando com a EDUCAÇÃO!

    Vamos mandar estes COLONIZADORES de volta para a EUROPA! (Já sabemos que é do Velho Continente que o Sr. Colombo gosta!)

    Não votem em políticos com sobrenome de DESCOBRIDOR. É FURADA! RSRSRS!
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEE!!!…abraço frateno

  231. …”Sapiência; GRANDE MESTRA!!!”…SÁBIAS PALAVRAS PROFESSORA…………..Homo sapiens, “SOMOS”!…………..

    Muito Obrigado!
    … Margot Schutz diz:
    6 de julho de 2011

    CONTINUA SIM!!! Confesso que estou bastante desgastada nesses 50 dias, mas HOJE, APÓS A ASSEMBLÉIA, com muito gás para seguir em frente até o final desta luta tão justa. Só quem participa ativamente da greve tem a “Dimensão” real do movimento. Hoje a assembléia estadual renovou nossa forças e nos animou a seguirmos em frente pelos nossos DIREITOS. Nesta luta não deve existir lado A, B ou C, mas APENAS uma categoria UNIDA. Existem diferenças de pensamentos, ainda bem, pois não somo robôs em série. Vale ressaltar que as divergências contribuem para o crescimento. As críticas bem feitas permitem repensarmos nossos atos e recriarmos o “MOVIMENTO” para que “ELE” se torne cada vez mais Forte, Coeso e Vencedor. PROFESSORES DE TODAS ESSAS 31 REGIONAIS MARAVILHOSAS: VOCÊS SÃO EXEMPLOS DE VIDA NOS QUAIS TENHO ME ESPELHADO PARA SEGUIR NESTA CARREIRA TÃO DIGNA QUE ESCOLHI. VAMOS EM FRENTE, NÃO VAMOS DESISTIR ATÉ QUE CAIA NOSSO ULTIMO SOLDADO. JUNTOS SOMOS FORTES E AS DIFERENÇAS NOS COMPLETAM, NOS ENGRANDECEM E NOS ENSINAM MUITO. PARABÉNS A TODOS OS PROFESSORES!!! VAMOS CONTINUAR COMBATENDO NOSSO UNICO INIMIGO REAL: O GOVERNO!

    NÃO ESQUEÇAM:
    1- O Sinte SOMOS TODOS NÓS;
    2- Nosso partido é o da EDUCAÇÃO;
    3- Nossa bandeira é a da VALORIZAÇÃO DA PROFISSÃO;
    4- Nossa meta é uma só: PISO NA CARREIRA JÁ E SEM PERDAS DE ESPÉCIE ALGUMA!

    MUITO OBRIGADA!!! A TODOS POR NÃO DEIXAREM MORRER OS NOSSOS SONHOS…A LUTA CONTINUA!!!
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  232. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<"CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???"………………………………………………………..Cheguevara diz:
    7 de julho de 2011

    ORKUT: FORA COLOMBO1 IMPEACHMENT JÁ!

    Twitter: @sosprofessoresc

    e-mail: foracolombo@hotmail.com

    PARTICIPEM!
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…………..MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE

  233. “NOSSO JURÍDICO COM À PALAVRA.”…………………………………….NOTA DE ESCLARECIMENTOS DA ASSESSORIA JURÍDICA DO SINTE/SC

    Nota de Esclarecimentos da Assessoria Jurídica do SINTE/SC

    Florianópolis, 7 de julho de 2011.

    Em respeito a inúmeros questionamentos da Categoria do Magistério Público Estadual, sobretudo nos últimos dias, cobrando uma posição da Assessoria Jurídica do SINTE/SC, acerca de algumas manifestações de “REPRESENTANTES DO GOVERNO”, veiculadas pela imprensa estadual (escrita e falada), seguem algumas breves considerações, que ficarão restritas à análise eminentemente jurídica dos principias desdobramentos judiciais da Greve do Magistério.

    A “postura jurídica” do SINTE/SC já foi qualificada de “ABSURDA”; a decisão judicial favorável à ação do SINTE/SC foi taxada de “UM PRECEDENTE PERIGOSO”; depois, foi veiculado que o Governo “CERTAMENTE REVERTERIA A DECISÃO NO TRIBUNAL”; e, por fim, o pedido de cumprimento de ordem, feito na tarde de ontem (06.07.2011) pela Assessoria Jurídica do SINTE/SC foi considerado “RIDÍCULO”.

    Ante todas essas manifestações, que classificamos como “claramente infelizes”, preferimos manter a urbanidade e uma postura republicana e cordial, somente atuando no âmbito dos processos judiciais e, se necessário, esclarecendo a categoria acerca dos desdobramentos jurídicos da greve!

    Por outro lado, como fomos claramente instados, seguem apenas quatro breves apontamentos (cronologicamente listados), acerca da condução da greve, mas ressaltamos que nossas considerações ficam limitadas exclusivamente ao “plano jurídico”:

    1. O Governo iniciou as negociações com o Magistério defendendo que somente poderia aplicar a Lei do Piso, depois da publicação pelo STF do acórdão na ADI n. 4167. Uma total impropriedade jurídica (é notório que a decisão pela improcedência da ADI define a total aplicação da Lei do Piso)! Tanto que esse discurso foi rapidamente abandonado.

    2. Depois, quando das negociações em franca evolução, o Governo ingressou (de forma totalmente precipitada) com ação buscando a ilegalidade da greve, postura que teve o efeito de (desastrosamente) tumultuar por completo o andamento da questão!

    3. Tanto que, logo em seguida a ação foi retirada pelo Governo, o que deixou transparecer, no mínimo, certo descompasso (para não dizer outras coisas) do Governo no “encaminhamento jurídico” da questão!

    4. Posteriormente, vieram os descontos e o corte do ponto, ilegais e abusivos, o que foi inclusive reconhecido pelo Poder Judiciário, dando amparo ao pedido do SINTE/SC. Isso foi taxado pelo Governo como “ABSURDO” e um “PRECEDENTE PERIGOSO”.

    5. Mas o recurso do Governo contra a decisão não foi o regularmente cabível (agravo)! O Governo valeu-se de uma medida de exceção, totalmente atípica, antidemocrática, antijurídica e, no mínimo, de mui duvida inconstitucionalidade (o Pedido de Suspensão de Liminar)! Um expediente abertamente político e totalmente questionável! Não poderia ser outra a decisão do Tribunal de Justiça: manutenção da decisão do Excelentíssimo Senhor Juiz de Direito da Comarca da Capital!

    6. E por fim, em relação ao pedido do SINTE/SC, de cumprimento da decisão judicial e pagamento dos dias descontados (sob pena de multa e caracterização de crime de desobediência à ordem), ai houve a manifestação de que isso era “RIDÍCULO”. Ninguém pediu a prisão do Senhor Governador, o que seria totalmente descabido para o momento. Pedimos sim o cumprimento da decisão judicial.

    7. Mas reiteramos que as leis e as decisões judiciais foram feitas para serem cumpridas (pelo menos ainda acreditamos estarmos em um Estado democrático de direito, em que todos – sobretudo os governantes – estão abaixo das leis, as quais devem total obediência)! Leis e decisões judiciais devem ser cumpridas e não ludibriadas por engodos ou estratégias fugidias! E quem age assim, isso é um fato, comete crime!

    Pois bem! Diante de tais fatos (no âmbito estritamente jurídico) e manifestações (de representantes do Governo), temos a ressaltar que a Assessoria Jurídica do SINTE/SC continuará firme na defesa séria, técnica e intransigente dos interesses da categoria do Magistério Estadual!

    Qualifiquem os “REPRESENTANTES DO GOVERNO” como melhor entenderem: ABSURDA, RIDÍCULA, etc.

    O certo é que, para usar de uma “metáfora futebolística”, no “campo jurídico” o placar da greve atualmente está uns 04 ou 05 X 00!

    Se a defesa jurídica da categoria está ou não sendo adequadamente realizada?

    Se a defesa jurídica do Governo está adequada ou não?

    E, por fim, se a quem está favorável o referido placar?

    Deixemos que esses questionamentos sejam respondidos pelo “tempo” (senhor de todas as certezas) e pela “divina opinião pública” (Vox populi, vox dei! – a voz do povo é a voz de Deus!)

    Reiterando os votos de elevada consideração a toda a aguerrida Categoria do Magistério Público Estadual, ficamos sempre à disposição para quaisquer outros esclarecimentos e encaminhamentos.

    Cordialmente,
    José Sérgio da Silva Cristóvam
    Advogado do SINTE/SC
    Professor Universitário. Mestre e Doutorando em Direito/UFSC.

    Marcos Rogério Palmeira
    Advogado do SINTE/SC
    Professor Universitário. Mestre e Doutor em Direito/UFSC.

  234. …”SER ESPIRITUAL!”…………………………………………….Angel Francine diz:
    7 de julho de 2011

    Como ja mencionei, a Greve continua, não sabemos os desfechos dessa luta, eu ainda continua em greve, estou com meu grupo, por eles é que estou lutando também. Cada um tem sua opinião, estou desgastada em todos os sentidos, nunca perticiepi de greve, mas o que essa me ensinou, nenhuma aula vai me ensinar, POLITICA. Como é sujooo, tantas coisas erradas sendo feitas, votadas, pedidos daqui, pedidos de lá, nossa e o DINHEIRO CORRE SOLTO EM TODOS OS BURAQUINHOSSS…A unica coisa que eu não queria ver era a classe desunida isso NUNCAAA…Todos que estão firmes e fortes, tem realmente bom senso, pois ja pensou se ontem aquela arquibancada votasse para voltar as aulas??? O GOVERNADOR ESTA TÃO CERTO DE QUE ELE TINHA CONSEGUIDO, mas ainda bem o gostinho pelo menos não demos a ele, e vei a tona de que a greve ia continuar, seja ela como for, mas conitnuará. Meu pai fez parte da Política da minha Cidade Natal, mas só hoje vejo, como é difissil LUTAR CONTRA O DINHEIRO NÉEE….ELE É FORTE E PODE MAIS DO QUE PODEMOS IMAGINAR, MAS ALGUEM PODE MAIS QUE ISSO TUDO, eu confio em um ser que vai olhar para nós e dar um basta, vai chegar aos ouvidos do COLOMBO E DIZER: MEU AMIGO CHEGA, PAGUE O PISO NA CARRERIA RESPEITANDO OS DIREITOS DOS EDUCADORES, pois seu lugar esta sendo guardado no plano ESPIRITUAL. ” Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.” ( CHICO XAVIER)
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

  235. …A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!! “GALERA A VITÓRIA TÁ NA MÃO!!!” É LUTA!!! …Rute Albuquerque…….07-07-2011

    Pois então….a velha máxima de que uma imagem vale mais do que mil palavras cai como uma luva.
    E são mais do que UMA imagem. São muuuuitas, pois somos muuuuitos.
    Na língua iorubá há o termo MALUNGO, que significa guerreiro que luta pelo que quer, que sabe o que quer, que respeita e valoriza as tradições do seu povo. Malungo também significa companheiro de viagem.
    Nunca me senti tão malunga quanto nesta greve dos 50!
    Parabéns a cada um, que arrancou forças quando tentaram nos sucumbir.
    Parabéns professorada.
    A história do Magistério Público foi uma até o dia 18 de maio. Será outra depois da nossa vitória.
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…abraço fraterno

  236. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!PISO NA CARREIRA JÁ!!!TRES(3) ANOS DE ESPERA JÁ É VERGONHA!!!……………………………………………………………Rute Albuquerque

    …Nestes 50 dias precisamos ensinar ao Governo e ao grupo gestor sobre contas, e números, e sistema decimal. Agora precisaremos ensinar estimativa e contagem biunívoca ao Comando Estadual?
    4.000? Nossa Assembleia estava lotada. Quem não estava com salto agulha e nos acompanhou pela caminhada na Cidade podia ver que era um MAR DE GENTE. Não estávamos em 14.000, mas perto disto!
    E, enquanto caminhávamos, distribuímos à população o MANIFESTO de São José-Fpolis, pedindo e explicando sobre a necessidade da greve continuar.
    Com TODAS, vejam bem: TODAS as pessoas com as quais entreguei na mão, e conversei, TODAS demonstraram apoio a nossa greve e que NÃO podemos desistir enquanto não arrancarmos o que pleiteamos. É verdade que houve quem recebesse e não dissesse palavra. Mas o apoio da Sociedade é imenso. E a Sociedade sabe reconhecer uma imensa quantidade de pessoas na rua.
    Ah! Ouvi muitos palavrões, mas eram das pessoas da sociedade, se dirigindo ao Governador. E um outro dado importante: todo mundo com quem conversei conhece uma professora ou um professor, ou tem um na família. Então sabem exatamente porque estamos nas ruas. …”CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???”…….A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA!!!…….É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  237. …”CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???”>>>>>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ<<<<<<<A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARNENSE CONTINUAAA!!!……………………………………………………… …………..Janete Alda de Miranda diz:
    8 de julho de 2011

    Aos tuiteiros egoístas…

    Certamente é muito fácil xingar professores e a sua luta, do que enfrentar o TUBARÃO (governo). Provavelmente, vários de vocês estão em escolas caindo aos pedaços e jamais utilizaram o seu TWITTER para exigir do governo as devidas reformas, isto porque entendem educação somente como “máquina de fazer diploma”. Dizer que concordam com a nossa causa é pouco, pois a educação precisa de muito mais. Portanto, em vez de pressionarem os professores tomem uma atitude cívica e politizada: arrebanhem dez mil tuiteiros e saiam às ruas rumo ao palácio do governo, exijam reformas, façam pressão na ALESC, conversem com os deputados… aí sim, vamos acreditar que vocês estão preocupados com a educação e não com com os próprios umbigos.

    Se estão defendendo o seu quinhão (as aulas ), nós professores também estamos! Defendemos os nossos direitos… (melhor salário, condições dignas de trabalho e uma escola melhor).

    Em minha escola temos alunos, assim como vocês estes também estão sem aula, mas nossos alunos reconhecem que uma escola melhor só vai acontecer se lutarmos por ela. Pois do governo eles só têm as promessas de melhoria, sendo obrigados a conviver com uma escola cheia de necessidades, atolada em problemas estruturais (quadra de esportes ao relento e esburacada, sala de informática precária, salas de aulas sem a devida infraestrutura, falta de um refeitório etc etc). Portanto, todos nós – professores e alunos – somos vítimas e não os culpados pela situação da educação, afinal é o governo que descumpre as leis (a Lei do Piso é uma lei federal- , viu tuiteiros! ) e surrupia dos cofres públicos o dinheiro destinado às benfeitorias e aos salários dos professores.
    Enfim, é por conta dessas e de outras posturas reacionárias, como as de vocês tuiteiros, que os governos deitam e rolam com a nossa grana e ainda nos colocam uns contra os outros. Sendo assim, pedimos que leiam mais e se espelhem nos exemplos que a história forjou, pois se não houvesse luta e enfrentamento não teríamos tirado o COLLOR da presidência e nem abolido a escravatura.

    Só a luta muda a vida! Portanto, tuiteiros, uni-vos pela melhoria da educação!!!!!!
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…abraço fraterno

  238. …”O PMDB JÁ TEM METRALHADORA ACIONADA CONTRA O GOVERNO: O DEPUTADO FEDERAL MAURO MARIANI, O MAIS VOTADO EM 2010.”…………..”O GOVERNO colombo ESTÁ DESGOVERNADO!” …É GALERA A “tripa ali”ança —pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM do senhor joão raimundo*calombo!!!foi “PRO-ESPAÇO,literalmente e figuradaMENTE”!!!……………………………………………”CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???>>>AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!………………………………………………………………………………É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  239. …”PEDIDO DE DESCULPAS!!! AOS COMPANHEIROS DO GRANDE OESTE QUE SE SENTEM OFENDIDOS!!!”………………………….A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!!!!!………………………………………………………………………………… ……………………………Lincon diz:
    10 de julho de 2011

    ALESSANDRA SORAIA E DEMAIS PROFESSORES DO OESTE,

    Eu já morei por muitos anos na região Oeste de Santa Catarina mais precisamente nas cidades de Quilombo e Chapecó, tenho familia ainda nessas cidades, e portanto sei das qualidades, da força de vontade e da garra do povo desta região.

    Atualmente estou morando na região da Grande Florianópolis. E stive na assembleia estadual e não concordo com as ofensas dirigidas aos valorosos professores do Oeste.

    Porém peço que relevem pois estavamos todos em um momento de tensão, estavamos decidindo o futuro do nosso movimento e consequentemente, o futuro da educação de Santa Catarina.

    E em nome de todos os professores que dirigiram ofensas aos trabalhadores do Oeste, eu peço DESCULPAS, pois o que está em jogo, é nossa vida profissional, é o nosso plano de carreira, é a educação catarinense. E em virtude disso precisamos estar unidos pois nossa guerra é contra o governo e não contra nós mesmos.

    Dessa forma, peço sigelamente, que todos os professores, sejam da região que for, Litoral, Oeste, Sul, Norte, Serra que retornem a greve para que em fim, possamos conquistar o nosso piso, conquitar 1/3 da hora atividade, conquistar concurso público, sem perda de direitos. E talvés o mais importante, possamos conquistar a dignidade…………………………………………….
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  240. …9 de julho de 2011

    “Môa, por favor: divulgue! Jurídico confirma: PLC é golpe!

    O setor jurídico do Sinte atendeu aos pedidos (eu mesma fiz inúmeros) de esclarecimentos a respeito das consequências da aprovação do Projeto de Lei Complementar que foi apresentado pelo governo na ALESC. A avaliação constata o que eu já previa: o PLC nº 026/2011 suprime recursos da educação e acaba de vez com o plano de carreira vigente, uma vez que “pretende elaborar um novo Plano de Carreira do Magistério, porquanto suprime direitos que integram a remuneração e institui uma nova diferença percentual entre os níveis e referências na tabela salarial. (…) a idéia expressa no PLC 026/2011, de estabelecer valores iguais para níveis e referências distintas desfigura todo o sentido jurídico da carreira que pressupõe estágios evolutivos da remuneração que levam em conta o progresso funcional pelo tempo de serviço e o aperfeiçoamento profissional, na forma dos art. 15 e seguintes da Lei nº 1.139/92.”
    O texto completo está em: http://sinte-sc.blogspot.com/2011/07/parecer-sobre-o-projeto-de-lei.html. É bem extenso, mas em resumo, o PLC:
    – Enterra de vez o plano de carreira;
    – Recompõe a integralidade dos percentuais de regência e aula-excedente vigentes somente em janeiro (quando os ACTs já não estarão em condições de recebê-lo);
    – Reduz o valor de venda das licenças-prêmio (me perdoem se grafei de forma incorreta);
    – Reduz o valor das funções gratificadas (direção, assessor de direção, profissionais da FCEE, GERED, dentre outros).
    – Revoga diversos artigos de leis (ainda faltam alguns esclarecimentos).

    NÃO PODEMOS COMPACTUAR COM ISSO! É GOLPE! É UM ABSURDO! A base aliada na Alesc está nos colocando entre a cruz e a espada, pois alega que, se não aprovar a lei complementar, não terá embasamento legal para dar o “aumento”, e o salário pago será com base nos valores de março. Ora, e o salário de junho foi pago com base em quê?
    E os absurdos não param por aí… agora o governo ameaça de contratar ACTs para substituir os grevistas, contrariando novamente a lei da greve que no art 7ª expressa: “Parágrafo único. É vedada a rescisão de contrato de trabalho durante a greve, bem como a contratação de trabalhadores substitutos.”
    Por essas e por outras, nossa luta precisa continuar!
    E o governo verá esta greve renascer das cinzas… Denise Scheid.”……..É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!……………………….”CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???……………………….INTERVENÇÃO FEDERAL/IMPEDIMENTO JÁ!!!

  241. …”GRANA DO POVO CATARINENSE ESTÁ SENDO GASTA COM A CORJA!!!”………………………………………………………………………………………. …………………………………… 10de julho de 2011 | N° 9226…DC…….
    …………..EM CAUSA PRÓPRIA…………..
    De (e para) a Procuradoria
    Na Assembleia Legislativa, uma sutileza no nome do cargo garantiu a “mágica” de manter privilégios

    O pagamento de supersalários acima do teto e a aprovação de aposentadorias por invalidez suspeitas na Assembleia têm em comum um mesmo carimbo: o aval da Procuradoria da casa.

    O órgão é formado por 15 “consultores especiais”, encarregados de municiar o Legislativo de argumentos jurídicos. E que, curiosamente, acabam beneficiando a própria Procuradoria. Existem 15 procuradores aposentados pela Assembleia. Todos eles integravam a lista de 63 servidores ativos e inativos que recebiam mais do que o teto do Legislativo, os R$ 20.040 que ganham os deputados. Além do alto salário, 10 deles foram beneficiados por isenção de Imposto de Renda. Quatro são aposentados por invalidez permanente.

    Em 2007, o Tribunal de Justiça (TJSC) julgou uma ação do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) que pedia a exoneração dos 15 procuradores. Entre os motivos, falta de concurso público e a chamada transposição de cargo – consultores legislativos assumiam quando um procurador se aposentava.

    A escolha imitava a forma como o TJ escolhe desembargadores: metade por antiguidade no cargo, metade pelo critério subjetivo do merecimento. Com a diferença básica de que os juízes são concursados e os consultores, não. A maioria entrou na AL antes de 1988, quando a Constituição tornou obrigatória a seleção.

    A Assembleia recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para reverter a decisão do TJ e maquiou seu organograma. Em 2009, um projeto de resolução transformou os procuradores em “consultores especiais” e a forma de escolha continuou a mesma. Para isso, criou-se uma gratificação que corresponde a 40% do salário de desembargador. Um consultor especial pode receber o mesmo o salário de um desembargador – R$ 24,1 mil. Na lista de supersalários, 11 consultores especiais jurídicos estão presentes.

    – Tem o modelo de uma quadrilha aqui dentro – afirma o deputado Dirceu Dresch (PT).

    O petista alega que são ilegais as resoluções da mesa diretora que regulamentam o acesso à Procuradoria e as decisões tomadas por ela no episódio dos supersalários. Ele se junta a Jailson Lima (PT), responsável pela elaboração das listas de supersalários e de aposentados por invalidez.

    O presidente Gelson Merisio (DEM/PSD) determinou que ninguém mais receberia salários acima do teto e enviou os 210 processos de aposentadoria por invalidez para o Instituto de Previdência de Santa Catarina (Iprev), que está convocando todos para perícias médicas. Merisio evita críticas à Procuradoria, mas admite que tomou as decisões após consultar advogados independentes.
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>É GREVEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  242. …”JOANINHA , GUERREIRA DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE, LÍDER DESDE SEMPRE!!!”……………………………………………………………………………. ………………………………..Janete Alda de Miranda diz:
    10 de julho de 2011

    Minha “ídala” Joaninha,

    Chorei ao ler as suas considerações neste blog. Enfim, levantou-se uma liderança (incontestável) que ousou dizer ao povo catarinense o real culpado pela continuidade da greve, ao mesmo tempo que rebate inteligentemente as falas maldosas contrárias ao PSTU (que quer queiram ou não, está do lado da categoria desde o início da greve). Tanto que desafio a categoria a apontar o nome de um militante do PSTU que não tenha acatado a deliberação das assembleias estaduais.
    Portanto, mesmo divergindo (nas estratégias) em vários momentos, você (Joana) sabe da minha admiração e do meu respeito (pelo menos posso afirmar por mim). Então, nobre companheira, faço minha as suas palavras, porque sei que escreves não com a inteligência, mas com o coração. O que torna verdadeiro o que dizes. Aliás, quem te conhece na intimidade sabe de tua transparência e maturidade, além da sabedoria que granjeasses durante esses anos de militância.
    Enfim, caros leitores, mesmo tendo feito duras críticas ao comando estadual e à comissão de negociação, eu sempre soube que Joaninha de Oliveira está acima de qualquer suspeita, pois, em que pese que ela possa vir a errar em suas avaliações a respeito do movimento, esta jamais trairia a categoria. Sendo esta, portanto, uma das poucas razões que ainda me faz seguir acreditando na luta da classe trabalhadora por igualdade e justiça entre os homens.

    Um forte abraço companheira, e saiba: você é luz em meio à escuridão dessa greve.

    Profª. Janete Miranda
    Regional de São José
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<>>>É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  243. …”ONDE ESTÁ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???……………………….AUDITORIA FEDERAL JÁ???…………………………….O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, NA LUTA POR 1/3 DE HORA ATIVIDADE E APLICAÇÃO DO PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO!!!O GOVERNADOR RAIMUNDO COLOMBO ESTÁ FORA DA LEI!!!>>>>>>>>>>>>INTERVENÇÃO FEDERAL/IMPEDIMENTO JÁ!!!…É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  244. “…CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???…………..O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo da “tripa ali” ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM descoberta do senhor joão raimundo*calombo!!!………………………………
    ………………………………………………………….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…É FUNDEB DESVIADO!…É LEGO E DICIONÁRIO SUPERFATURADO!…É ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA ENGANA-APOSENTADO,… ATOLADA DE PROCURADÔ SAFADO!…GREEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!……………….É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEE!!!!!!!”

  245. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!………………………………………………………………A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA!!! …Com a maior votação proporcional da história política de Santa Catarina, o deputado federal Mauro Mariani (PMDB) rompeu formalmente com o (DES)governnadô Raimundo Colombo, abrindo dissidência. Em entrevista para O Jornal, de São Bento do Sul, chutou o pau da barraca (OU SERIA O Tbaldi), sem “papas na língua” afirmou.

    Este governo está desgovernado. Nada se decide, nada se resolve. Falaram em economizar + de R$ 1 bilhão, mas fazer isso deixando de pagar as contas é fácil, disparou Mariani, que sustentou o desembarque do PMDB,” desconectando-se” do Executivo. “Em poucos dias vamos ter que pedir desculpas a população catarinense!” …”CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???>>>AUDITORIA JÁ!!!<<<<É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  246. …”CADÊ A GRANA DO FUNDEB!!!…….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!”… …………..luiz souza diz:
    11 de julho de 2011

    A ESCOLINHA DO GOVERNADOR RAIMUNDO
    QUEM FAZ GREVE CONTRA A CORRUPÇÃO
    TEM A REMUNERAÇÃO CORTADA
    DA JUSTIÇA NÃO SE CUMPRE DETERMINAÇÃO
    E A CARREIRA DOS PROFESSORES NÃO É RESPEITADA

    NA ESCOLINHA DO GOVERNADOR RAIMUNDO
    SE USA MAL O DINHEIRO DA EDUCAÇÃO
    E A MERENDA É TERCEIRIZADA
    SE COMPRA LEGOS SEM LICITAÇÃO
    E A REGÊNCIA DOS PROFESSORES É PARCELADA

    A ESCOLINHA DO GOVERNADOR RAIMUNDO
    … SE NÃO FOSSE TRISTE, SERIA PIADA.
    …”A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo da “tripa ali” ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM descoberta do senhor joão raimundo *calombo!!!……………………..É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!”

  247. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…………..”CADÊ A VERBA DO FUNDEB???… ……………………………………………………………………Karla diz:
    10 de julho de 2011

    “Quando você entra em uma situação tensa, e tudo vem contra você até parecer que você não conseguiria aguentar nem mais um minuto sequer, não desista, pois esta é justamente a situação e o momento em que a maré irá virar.”
    ( Harriet Beecher Stowe )

    “Há uma força motriz mais poderosa que o vapor, a eletricidade e a energia atômica: a vontade.”
    ( Albert Einstein )

    “Nós devemos banir das nossas fileiras toda a ideologia feita de fraqueza e impotência. São errados todos os pontos de vista que valorizam a força do inimigo e subestimam a força do povo. ”
    ( Mao Tse-Tung )

    “Ando devagar, mas nunca ando para trás.”
    ( Abraham Lincoln )

    “Toda força será fraca, se não estiver unida.”
    ( Jean de La Fontaine )

    IARA CONTINUEMOS UNIDOS, A HORA É AGORA!!!!
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  248. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!……………………………………………CADE A VERBA DO FUNDEB???………………………………………………………………….. ………………………….JORNALISTA ELAINE TAVARES DIZ:…”Eu sou um animal político. A política me encanta por sua capacidade de ser espaço ativo da vida mesma. Mas, aqueles há que apequenam a política, essa beleza criada pelos seres humanos. Pessoas há que em tempos de eleição, em vez de fazer a disputa limpa, apresentando propostas, preferem agir na lógica da pequena política. Isso seria de desanimar, mas não dou a essa gente o direito.

    Em Santa Catarina o Sindicato dos Jornalistas está em processo eleitoral e alguns colegas, na contramão da boa política, já se prestam a práticas condenáveis, como o uso da mentira e da desinformação. Segue uma nota feita pelo Sindicato dos Jornalistas que, do nada, foi envolvido na greve dos professores estaduais. Um coisa tão estapafúrdia que seria risível se não fosse a velha prática da pequena política que vista desacreditar o outro em vez de disputar de forma limpa e honesta.

    Diz o jornalistas Carlos Damião, na sua coluna diária no Notícias do Dia, falando da greve dos professores: “Em geral, os movimentos sindicais de servidores públicos são controlados por três partidos principais: o PT, o PCdoB e o PDT. Minoritariamente, participam também o PSTU e o PSol. De certa maneira, a maior parte dos sindicatos – inclusive o dos jornalistas – está transformada em aparelhos partidários. E faz tempo”.

    Ora, para um jornalista “político”, achar problemático que as forças partidárias estejam atuando nos sindicatos é no mínimo uma tolice. A vida toda está permeada pela ação dos partidos e das posições políticas de grupos. Isso é o óbvio ululante, é parte constitutiva da política. Agora, daí a dizer que são aparelhos é um pouco demais. Engraçado que sobre as entidades que são hegemonizadas pela maçonaria, pelo DEM, ou o PP, as pessoas não falam que são “aparelhos”. É a velha lógica do “dois pesos, duas medidas”. E colocar o Sindicato dos Jornalistas nessa história cheira mal. Leia a nota do SJSC sobre a questão:

    Nota em defesa de um sindicato que é ‘aparelho’ de luta dos trabalhadores

    Na sua coluna no jornal Notícias do Dia – Florianópolis deste 8 de julho, o jornalista Carlos Damião emite opinião sobre o movimento grevista dos professores da rede estadual e destaca no seu texto que o motivo da continuidade da greve é a partidarização da direção dos sindicatos de servidores públicos e de outras categorias, e cita explicitamente o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina. Em defesa da verdade, os jornalistas diretores da entidade convidam o colega para comparecer ao Sindicato para dialogar, conhecer melhor e compreender como funciona a organização sindical e o motivo da sua existência, assim como as lutas diárias em defesa dos direitos dos trabalhadores, tema tão ausente na maioria dos meios de comunicação. Ao colunista, a liberdade de dizer e manifestar a sua opinião é líquida e certa, porém o Sindicato dos Jornalistas não pode deixar passar o momento sem afirmar, publicamente, que o comentário não só distorce a realidade como provoca, no conjunto dos leitores, uma interpretação equivocada do que seja a verdade. O Sindicato dos jornalistas é, sim, ‘aparelho’, mas ‘aparelho’ de luta dos trabalhadores em defesa dos seus direitos!”
    Postado por elaine tavares às 14:03 ………………………………………………….A GREVE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo da “tripa ali” ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM descoberta do senhor joão raimundo*calombo!!!…….É GREEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  249. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<CADÊ A GRANA DO FUNDEB???… …………………………………marco diz:
    11 de julho de 2011

    ta certo vamos ficar sem receber os alunos sem aula e o governo sem votos tudo blz
    …É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  250. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governadô joão raimundo calombo, que JÁ “SANGRA POR TODA STA. CATARINA”…………………………………………………………………………………….. …“Vários irmãos se recolhem, vão em frente.
    Vários também escravizam sua mente.
    Eu sei bem, quebro a corrente, e onde passo planto a minha semente.
    Gafanhotos nunca tomam de quem tem, predadores, senhores que mentem.
    Esperem sentados a rendição, nossa vitória não será por acidente.”
    (Stab – Composição: Marcelo D2 e Bnegão)………………………………………. …FORA CORRÚPTOS E CORRÚPTORES…É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  251. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…………………………………………………………..NÃO PERMITIREMOS ESTA VERGONHA!!!—DIMINUIÇÃO DA REGÊNCIA DE CLASSE E A DESTRUIÇÃO DO NOSSO PLANO DE CARREIRA!!!……………………………….O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA DO (DES)governo da “tripa ali” ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)A CAMUFLAGEM descoberta do senhor joão raimundo*calombo!!!Que “JÁ SANGRA” por toda Sta.Catarina!REFLITA senhor governadô!!!…”CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB”…………………………………..É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…

  252. …PARABÉNS JORNALISTA “ILUMINADA”!…………..”Elaine Tavares”……………………………………quinta-feira, 14 de julho de 2011
    “Avante professores, de pé!

    A cena apareceu, épica. Uma mulher, já de certa idade, rosto vincado, roupas simples, acocorada num cando da Assembléia Legislativa de Santa Catarina. Chorava. As lágrimas correndo soltas pela cara vermelha e inchada. Num átimo, a câmera captou seu olhar. Era de uma tristeza profunda, infinita, um desespero, uma desesperança, um vazio. Ali, na casa do povo, a professora compreendia que o que menos vale é a vontade das gentes. Acabava de passar no legislativo estadual o projeto do governador Raimundo Colombo, que vai contra todas as propostas defendidas pelos trabalhadores ao longo de dois meses de uma greve fortíssima. Um ato de força. A deputada Angela Albino chorava junto com os professores, os demais sete deputados que votaram contra – a favor dos trabalhadores – estavam consternados e, até certo ponto envergonhados por seus colegas. Mas, esses, os demais, os 28 que votaram com o governo, não se escondiam. Sob os holofotes das câmeras davam entrevistas, caras lavadas, dizendo que haviam feito o que era certo. Puro cinismo.

    Na verdade o que aconteceu na Assembléia Legislativa foi o que sempre acontece quando a truculência do poder se faz soberana. Atropelando todos os ritos da democracia, o projeto do governador sequer passou por comissões, foi direto à plenário. Foi um massacre. Porque é assim que é o legislativo nos países capitalistas, ditos “países livres e democráticos“. Os que lá estão não representam o povo, representam interesses de pequenos grupos, muito poderosos. São eleitos com o dinheiro destes grupos. Aquela multidão que esperava ali fora – mais de TRÊS mil professores – não era nada para os 28 deputados bem vestidos que ganham mais de 20 mil por mês. Valor bem acima do que o piso que os professores tantos lutam para ter, 1.800 reais. E estes senhores tampouco estão se lixando para os professores estaduais porque certamente educam seus filhos em escolas particulares. Vitória, bradavam.

    Mas os nobres parlamentares não ficaram contentes com isso. Ao verem os professores querendo se expressar, mandaram chamar a polícia de choque(BOPE). E lá vieram os homens de preto com suas máscaras de gás, escudos e armas. Carga pesada para confrontar aqueles que educam seus filhos. Triste cena de trabalhador contra trabalhador, enquanto os representantes da elite se refestelavam no ar condicionado. Por isso o olhar de desepero da professora, lá no canto, acocorada, quase perdida de si mesma.

    Ao vê-la assim, tão fragilizada na dor, assomou de imediato em mim a lembrança da primeira professora, a mulher que mudou a minha vida. Foi ela quem me levou para a escola e abriu diante de mim o maravilhoso mundo do saber. Seu nome era Maria Helena. Naqueles dias de um longínquo 1965, ela era uma garota linda que morava do lado da nossa casa em São Borja (RS). Normalista das boas, ela não ensinava nas escolas privadas da cidade. Seu projeto de vida se constituiu ensinando nas escolas da periferia, com as crianças mais empobrecidas.

    Por morar ao lado da minha casa ela percebeu que eu, aos cinco anos de idade, já sabia ler e escrever. Então, insistiu com minha mãe para que eu fosse para a escola, porque ela acreditava firmemente que ali, naquele ambiente, era onde se formavam as cabeças pensantes, onde se descortinava o mundo. Imagino que ela fosse até meio freiriana (adepta de Paulo Freire), por conta do seu modo de ensinar. Minha mãe relutou um pouco. A escola ficava longe, no bairro do Passo, e eu era tão pequena. Mas Maria Helena insistiu e venceu a batalha.

    Assim, todas as tardes, mesmo nos mais aterradores dias do inverno gaucho eu saia de casa, de mãos dadas com a minha professora Maria Helena e íamos pegar o ônibus para o Passo. Numa cidade pequena como São Borja, só os bem pobres andavam de ônibus e assim também já fui tomando contato com o povo trabalhador que ia fazer sua lida no bairro de maior efervescência na cidade. O Passo era onde estava a beira do rio Uruguai, onde ficava a balsa para a travessia para a Argentina, os armazéns que vendiam toda a sorte de produtos, as prostitutas, os mendigos, os pescadores, os garotos sem famílias, as lavadeiras, enfim, uma multidão, entre trabalhadores e desvalidos. O Passo era um universo popular.

    Maria Helena não me ensinou só a escrever, ela me ensinou a ler o mundo, observando a realidade empobrecida do bairro, a luta cotidiana dos trabalhadores, as dificuldades do povo mais simples. E mais, mostrou que ser professora era coisa muito maior do que estar ali a traçar letrinhas. Era compromisso, dedicação, fortaleza, luta. Conhecia cada aluno pelo nome e se algum faltava ela ia até sua casa saber o que acontecia. Sabia dos seus sonhos, dos seus medos e nunca faltava um sorriso, um afago, o aperto forte de mão. Com essa mulher aprendi tanto sobre a vida, sobre as contradições de um sistema que massacra alguns para que poucos tenham riquezas. E aqueles caminhos de ônibus até o Passo me fizeram a mulher que sou.

    É esse direito que eu queria que cada criança pudesse ter: a possibilidade de passar por uma professora ou um professor que seja mais do que um “funcionário“, mas uma criatura comprometida, guerreira, capaz de ensinar muito mais do que o be-a-bá. Um criatura bem paga, respeitada, amada e fundamental.

    Mas os tempos mudaram, os professores são mal pagos, desrespeitados, vilipendiados, impedidos de conhecer seus alunos, obrigados a atuar em duas ou três escolas para manterem suas próprias famílias. Não podem comprar livros, nem ir ao cinema ou ao teatro. São peças do sistema que oprime e espreme.

    Os professores de 2011, em Santa Catarina, são acossados pela tropa de choque(BOPE), porque simplesmente querem o direito de ver respeitada a lei. O governador que não a cumpre descansa no palácio, protegido. Mas aqueles homens e mulheres valentes, que decidiram lutar pelo que lhes é direito, enfrentaram os escudos da PM, o descaso, a covardia, a insensatez. E ao fazê-lo, estabelecem uma nova pedagogia (paidós = criança, agogé =condução).

    Não sei o que vai ser. Se a greve acaba ou se continua. Na verdade, não importa. O que vale é que esses professores já ensinaram um linda lição. Que um valente não se achica, não se entrega, não se acovarda. Que quando a luta é justa, vale ser travada. Que se paga o preço pelo que é direito.

    Tenho certeza que, aconteça o que acontecer, quando esses professores voltarem à sala de aula, chegarão de cabeça erguida e alma em paz. Porque fizeram o que precisava ser feito. Terão cada um deles essa firmeza, tal qual a minha primeira professora, a Maria Helena, que mesmo nos mais duros anos da ditadura militar, seguiu fazendo o que acreditava, contra todos os riscos. Oferecendo, na possibilidade do saber, um mundo grandioso para o futuro dos seus pequenos. Não é coisa fácil, mas esses, de hoje, encontrarão o caminho.

    Parabéns, professores catarinenses. Vocês são gigantes!”
    Postado por elaine tavares às 16:17 ………………………………………………….. …….É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…….O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!…………..CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  253. …(DES)governo da VERGONHA!!!…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! …”O SENHOR DA GREVE É A BASE!!!”……………………………………………………………………..comentário ………………………………………………..Professora Cristina Sutil, de Lages.

    …Considerações GREVISTAS em resposta à nota enviada pela assessoria de imprensa do governo – através da Gerente de Educação de Lages:

    1. A GERENTE, REPRESENTANDO O (DES)governo DIZ: “Os poucos que permanecem na greve têm interesses que vão além das questões salariais.”

    RESPONDO: Sou Professora! NÃO sou filiada a nenhum partido político! Esta foi uma infeliz insinuação. Aliás, muitos filiados que conheço querem a desfiliação partidária… Do jeito que as coisas estão, estamos sendo encorajados e com motivos legítimos a trabalhar contra os INIMIGOS DA EDUCAÇÃO!!!

    As questões salariais são importantes sim! Quem disser que não, estará sendo hipócrita. Que tal propor aos senhores deputados e ao senhor governador, trocar a ALESC e a Agronômica pela escola, e o piso salarial do magistério pelos seus salários?

    2. A GERENTE DIZ: “…vários Professores apresentaram planos de reposição de aula após a proposta de folha suplementar…”

    RESPONDO: Professores são seres humanos e tem necessidades humanas… Comem, dormem, amam, FICAM DOENTES, querem ter lazer, choram … iguais a todo trabalhador. Os descontos em FOLHA ameaçaram a qualidade de vida dos Professores e de seus familiares!

    3.A GERENTE DIZ: “Os Professores aceitaram as condições oferecidas pelo (DES)governo.”

    RESPONDO: Não aceitei como bem-vindo ou ideal o PROJETO de LEI COMPLEMENTAR. Fomos desrespeitados enquanto CATEGORIA. O governo massacrou nosso PLANO de CARREIRA;”DESTRUIÇÃO”

    4. A GERENTE DIZ: “A greve acabou em nossa região”

    RESPONDO: A greve não é da regional de Lages. A greve é Estadual. Foi deflagrada em uma Assembléia Estadual e só poderá ser encerrada desta forma também.

    5. A GERENTE DIZ: “Só retornarão às salas de aula quando a organização determinar”; “De acordo com a gerente de Educação, os Grevistas são representados pelo Sinte.”

    RESPONDO: Quem é sindicalizado deve respeitar o estatuto de seu sindicato. NÃO faço parte da diretoria do SINTE.
    Ninguém entra ou sai de greve obrigada por Organização Sindical. Não podemos agir à revelia. Não somos nós que estamos ultrajando a LEI; “É O (DES)governo FORA DA LEI!!!”
    6. A GERENTE DIZ: “Apenas 16 professores de Lages permanecem em greve”

    RESPONDO: É um ENGODO acreditar que os professores que já voltaram às suas atividades estejam COMPLETAMENTE satisfeitos com as atitudes do (DES)governo. Podemos estar momentaneamente desestimulados… Mas não estamos mortos!!! Sinto-me dignificada por fazer parte deste número. Estou desde o início na minha primeira Greve, sei que muitas outras virão até que compreendam os incompreendidos… (e viva Martin Luther King!)…………………………………………….O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, CAUSANDO SÉRIOS PROBLEMAS AO (DES)governo da “tripa ali” ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???…A GREVE É NOSSA ARMA CONTRA A CORJA CORRÚPTA!!!………………………………………………………………………………”Se eu soubesse que o mundo terminaria amanhã, hoje ainda plantaria uma árvore.” – Martin Luther King-…………..MOSTRAMOS NOSSA FORÇA E SURPREENDEMOS A TUDO E A TODOS!…………..LEI NÃO SE NEGOCIA, LEI SE CUMPRE!…………..JUNTOS SOMOS FORTES E A GREVE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

  254. …senhor governador…ONDE FOI PARAR A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???…………..AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!………….a “tripa ali”ança—pmdb ,psdb e (PFL/dem/psd*)”A CAMUFLAGEM” descoberta; “TEM O DEVER DE SE EXPLICAR AO POVO CATARINENSE!!!”…….COM A palavra o (DES)governo!!!………………………………………………………………… …”Nunca sei ao certo se sou um menino de dúvidas ou um homem de fé…certezas o vento leva só dúvidas continuam de PÉ.”…….(Paulo Leminski – do LIVRO O EX – ESTRANHO)……………………………………………. ….O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA(e que cintura não???”CÓS” de barril)DO DESGOVERNADO “(DES)governadô!!!”…….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A GRANA polpuda DO FUNDEB???…………..É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  255. …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!…………………………………………………………7/7/2011 Vania Casagrande Cichowicz – – Sem Título!

    É isso mesmo,pensei muito não achei um título para o meu manifesto: Queria poder falar com o Governador pessoalmente,sei que é impossível ele mal recebe a classe mais importante do Estado,os EDUCADORES,imagina se vai me receber,me ouvir,logo eu, mãe de aluno de Escola pública,que mal sabe se expressar. No entanto:com vírgulas,assentos,parágrafos e erros dos mais diversos colocados no meu desabafo,lá vai… Sr.Raimundo… Pobre de nossos filhos,pobre de nosso futuro… Sem Educação!Vendo só corrupção… Sem ESTADO!Que noção terão do mundo? Faixas negras como as dores… Sim são elas! E não as crianças, que vejo nos corredores… Rostos amargos,aflitos andando em procissão, Eu queria bandeiras brancas,mas o que desfila é um cruel caixão! Oh Moreira! De outrora conheces bem,a luta,a batalha o sofrimento… Se antes estavam só,sem amparo,engolindo um” te enganei!” Agora nós e eles,a sociedade sabe, tem amparo de uma Lei! Marco Antonio Tabaldi! No fundo,bem no fundo… Tu sabes,passou pela tua vida um Professor… Abnegado,valente,pouco remunerado,quase um voluntário… Mas ele foi nobre,guerreiro,competente, Fez de você um secretário! Raimundo… O Sr. Teve um professor? Eu imagino que sim… Triste seria se tivesses que provar, assim como o Tiririca…(personagem) Que teu cargo é de protesto,de sabedoria poucos traços… Que ao invés de votar num político sábio, Elegemos um palhaço! ( Meu respeito aos circences) Oh Pinho Moreira! As salas estão vazias… Vazias de esperança! Arranque delas as negras faixas, mande de volta as crianças… Pulando nos corredores,com alegres professores, Com direitos respeitados… Do contrário Senhores governantes,entraremos na peleia… Gritaremos todos juntos, Fechem logo as escolas, E abram então CADEIAS.
    Vania Casagrande Cichowicz Mãe de aluno da E.E.Bom Pastor Chapecó SC.

    VAMOS FAZER CIRCULAR ESTE MANIFESTO, É DE GRANDE VALIA.
    …………………………………….A LUTA CONTINUAAA DESDE SEMPRE!!!…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…CADÊ A GRANA FDERAL DO FUNDEB???

  256. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???……………………………………………………………………………………….#

    Rosângela………….."RÔ, RÔ, RÔ!!!"

    Olá,

    Como se sentem certas pessoas traidoras do movimento ao saberem que os educadores do estado de Santa Catarina foram usados como bodes espiatórios para os governadores dos demais estados brasileiros na luta pela aplicação do FUNDEB na educação? E os educadores que ficaram nas salas de aula e aqueles que voltaram antes da última Assembleia Estadual? Todos têm problemas pessoais e motivos, mas pior mesmo é se alguém e alguns se venderam.

    O governo estava emperrado com a nossa greve e investiu o quanto pôde, inclusive colocando 37 policiais, policiais à paisana e o BOPE na AL durante a votação contra a qualidade na educação, para que ela terminasse e pudesse anunciar os seus interesseiros investimentos no estado e sabe lá no que mais, porque o dinheiro do FUNDEB existe. O fundo da educação sempre existiu, assim como todas as verbas que diz estar nas referidas repartições públicas. Sempre foi usado para as campanhas eleitoreiras e supérfluos, não há dúvidas. No ano que vem haverá campanhas para eleger prefeitos — e disso sabem muito bem os nossos deputados estaduais que votaram contra nós e que têm os seus interesses como prioridade — e nenhuma preocupação com as crianças e os jovens que estão nas escolas estaduais. Então desviar o FUNDEB é o objetivo deles como nossos representantes eleitos por nós.

    Professores acamparam durante o frio mais intenso das últimas décadas, professor segurou placa durante toda as mobilizações pedindo “FUNDEB AUDITORIA JÁ!”, professor desempregado não aceitou ser substituto de professor que estava no movimento, aluno participou do movimento do primeiro ao último dia e tantos trabalhadores da educação na luta brigando pelos direitos.

    Todos precisam inteirar-se a tudo isso daqui pra frente e se informar para não se deixar levar por aqueles que consideram líderes. Agora precisamos mesmo de um bom endereço eletrônico para nossos alunos e seus pais, para pedirem conosco a aplicação do FUNDEB na educação imediatamente. Conscientizá-los por comunicado escrito no quadro, para cópia pelos alunos e conferência de assinatura dos pais por nós, para nos certificarmos de que realmente leram. Nesse comunicado deverá ter informação sobre o FUNDEB – dinheiro da educação para os estudantes que chega na forma de cursos de aperfeiçoamento para o professor, na melhoria do salário do professor, na garantia de um espaço escolar seguro, confortável, bem equipado e belo, garantindo a qualidade da educação.

    Sou a professora que reivindicou o uso do microfone para falar e agora expresso por escrito o meu desabafo e aproveito para fazer esta campanha pela APLICAÇÃO DO FUNDEB NA EDUCAÇÃO IMEDIATAMENTE.
    …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME, FORTE E COESO!!!<<<<<<<É ESTADO DE GREVEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!…abraço fraterno

  257. …AAAUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<>>>O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!
    …ESTUDANTE Defende Profissão de Professor(A)

    29 de julho de 2011…………..”ESTUDANTES, MESTRES(AS) DA PRÓXIMA GERAÇÃO!!!”

    …Depoimento da ESTUDANTE Thayná Monteiro, da EEB. Profª Maria Garcia Pessi, de Araranguá:

    Estou decepcionada, não, não com a greve, pois acho que lutaram por uma causa mais que justa, lutaram por uma lei, a lei da educação. Estou decepcionada por muitos de vocês estarem desvalorizando a sua própria profissão. Nessa volta as aulas todos os professores falaram sobre a greve, vários desprezavam sua própria profissão, o professor. Tá, tudo bem, mas ai eu pergunto, qual será a próxima geração de educadores? Quem irá dar aulas aos nossos filhos? O Brasil está andando pra trás, daqui a 20 ou 30 anos, quem sabe, as aulas serão em casa, como antigamente. É o mundo, ou melhor, o Brasil e mais especificamente Santa Catarina esta regredindo a evolução.

    Não é irônico? O Brasil está em 85º lugar na educação, e ninguém está se lixando pra isso. Já no futebol o Brasil ficou em 8º melhor do mundo e todos ficaram tristemente revoltados.

    Professor… Existe alguma profissão melhor? Todos passam por professores: jogadores de futebol, advogados, médicos, dentista e até mesmo juiz, TODOS passam pelo professor. Professores no início de suas jornadas ganharam um dom, o dom de ensinar e ao longo da jornada o aperfeiçoam ainda mais. Eu tenho muito orgulho, de todos meus professores, e tenho gratidão eterna por todos os meus mestres, desde os professores do pré-escolar até os de hoje. E o que fez eu me orgulhar ainda mais, foi depois da luta, dessa batalha (não vou dizer batalha perdida, pois nada está perdido, os bons sempre vencem, e nós sabemos quem são os bons nessa história, também não vou chamar de batalha não conclusa, por que cada passo que deram, cada lágrima que derramaram não foi em vão, creio que isso os fortaleceu e fortalece cada vez mais), vocês entrarem na sala sorrindo, de cabeça erguida, isso foi o melhor presente que um aluno pode ganhar, pois vemos a esperança em seus olhos.

    Então professores nunca digam ao seus alunos que não vale a pena ser professor, que não vale apena se aperfeiçoar nessa área, porque ser professor é ser tudo, é ser muito mais. Muitos alunos, principalmente de 2º e 3º ano, então em cima do muro, eles não tem certeza do que fazer, e falando isso vocês vão fazer eles cair para o lado errado do muro, pois seus sonhos vão ser acabados e suas esperanças abaladas.

    Quero que saibam que sempre vou estar do lado de vocês professores, pois vocês me ensinaram a ler, a escrever, a ter minhas próprias ideias, vocês me educaram, e nunca desistiram de mim, toleraram minhas conversas e minhas brincadeiras, foram rígidos quando preciso. Vocês não me ensinaram apenas as matérias de matemática, português, história, geografia ou essas outras pelas quais estão no boletim, mas vocês me ensinaram uma matéria que nunca vou esquecer vocês me ensinaram a matéria VIDA…”BIO”

    Obrigada Professores(AS). Peço algo a vocês, peço que nunca desistam dos seus objetivos, nunca desistam do ensino, nunca desistam do Brasil, pois é só acreditando e fazendo acontecer que tudo se torna real. …É ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEE!!!…….GALERA, NA RESISTÊNCIA!!!!!!!…abraço fraterno…”FUNDEB NELES!!!”Auditoria Federal JÁ!!!

  258. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???……………………………………………………………..BOA LEITURA GALERA!!!………………………………………………………………………………sábado, 30 de julho de 2011
    Três anos de sindicato

    Por Elaine Tavares – jornalista e suplente do Conselho Fiscal do SJSC

    Eis que se aproximam novas eleições para o Sindicato dos Jornalistas. É tempo, então, de prestar algumas contas políticas já que ao longo destes três anos fiz parte da chapa que dirige a entidade. No geral, as conversas que se ouvem entre os colegas é a mesma de sempre: o sindicato não faz nada. E, também, no geral, aqueles que costumam dizer isso são os que menos informações têm sobre o trabalho do sindicato, os que menos entram na página institucional, os que sequer são filiados. Mas, isso não é coisa que acontece só no mundo dos jornalistas. É assim em todas as categorias. Não faço então qualquer juízo de valor acerca destas criaturas, porque me parece típico da maioria dos seres humanos preocupar-se unicamente com seu micro-entorno. Já diz Rubem Alves, a gente só “conhece” algo quando o corpo dói. Então, a maioria só acaba conhecendo o sindicato quando seu problema singular exige a presença deste secular instrumento de luta dos trabalhadores. Raros são aqueles que se movem por interesses coletivos, que oferecem seus dias para a construção da mudança social, mudança radical para todos. Então, este mantra do “sindicato não faz nada” não constitui novidade e é papel da direção procurar desfazer esta inverdade. Nunca é fácil.

    Também é comum que as pessoas envolvidas nas lutas coletivas, que se entregam até a medula, sintam-se entristecidas com a falta de conhecimento sobre seus esforços. Isso também é bobagem. Quem se doa à luta, o faz porque quer, e não deveria, de maneira alguma, esperar ser carregada nos braços do povo ou encontrar reconhecimento. Caminhar na estrada da vida sindical é escolha política e deveria ser encarada assim, sem maiores sofrimentos, até porque, ao longo da estrada há muitos e saborosos morangos.

    A luta sindical nestes tempos sombrios do início do século XXI é uma luta de poucos, o que não significa que seja solitária. Pelo contrário. Um sindicato que estabelece relação visceral com o problema das gentes está sempre na companhia de alguém que lhe precisa. E, nos marcos do mundo capitalista, dependente e com superexploração do trabalho – como bem já analisou Ruy Mauro Marini sobre a situação dos países periféricos – o sindicato ainda é um dos instrumentos mais necessários, justamente para aquela dor da qual falei lá em cima: a dor singular do ser no seu mundo particular. Só quem vive essa dor e encontra abrigo no sindicato sabe: ele é necessário!

    Ao longo destes três anos acompanhando a práxis da direção do SJSC – sou suplente do Conselho Fiscal, mas com participação efetiva na vida orgânica da entidade – tenho visto coisas incríveis. Qualquer jornalista, em qualquer cantinho deste estado, se está sofrendo no trabalho e pede atenção do sindicato, a tem. Rubens Lunge, presidente, e único liberado, não mede esforço. Pega sua mochila e sobe no primeiro ônibus, visitando cada lugar que exija a presença do sindicato. Ainda que seja uma única alma, no interior de Descanso, numa vereda de São Miguel do Oeste, numa trilha do Sul ou num pequeno município do Norte, lá está o Rubens. Disposto, ele conversa, negocia, denuncia, exige, avisa, ouve, acolhe, aconselha, encaminha. E, na medida do possível, outros diretores (as) fazem o mesmo, deslocando-se, desdobrando-se, pensando, elaborando, cuidando dos interesses de toda a categoria. Esse é um trabalho duro e pouco visível. Porque estas “pequenas” dores, escondidas nos lugares mais distantes não são alardeadas em jornal. São as que pedem a prática cotidiana da defesa dos direitos, contra o assédio moral, contra a superexploração. E, também, no geral, as pessoas estão acostumadas a grandes obras, grandes mobilizações, coisas que dão visibilidade, por isso, talvez, não consigam ver valor nestas singelas ações.

    Não obstante, o SJSC também fez debates, buscou refletir a vida laboral do jornalista, visitou lugares de trabalho, promoveu arte, envolveu-se em polêmicas como a da sindicalização dos não diplomados beneficiados com a decisão do STF. Não fugiu da luta, não se escondeu, não se omitiu, enfrentou as intrigas e a má-fé. Realizou manifestações na luta pelo diploma e peregrinou pelos gabinetes para garantir que os jornalistas contratados pelo serviço público estadual sejam todos diplomados.

    Atacado pelos colegas diplomados, permaneceu firme na defesa da luta de classe, seguindo o postulado guevariano: “enquanto houver um injustiçado, somos companheiros”. Na luta contra a exploração dos trabalhadores, o sindicato se colocou do lado de quem está oprimido, diplomado ou não. Atacado pelos não-diplomados, perseverou na defesa da formação específica em Jornalismo porque entende que isso melhora o jornalista e o jornalismo, e se colocou junto a eles na briga por mais universidades públicas, onde cada um possa estudar livremente e sem custos. Nenhuma contradição, apenas a certeza de que o papel do sindicato é defender os trabalhadores colocados na condição de jornalistas, por diploma ou por força do STF. Todos são iguais diante do explorador.

    Não vou dizer que foram três anos de bem-aventuranças. Nunca é fácil atuar em coletivo, quando diferentes são os pensares e as colorações políticas. É sempre uma queda de braço defender propostas, visões de mundo, concepções sindicais. Toda a reunião oferece tensões, propicia brigas, discussões, violentos debates. Caras torcidas, lágrimas, mágoas. Mas, nada que não se resolva quando todos reconhecem que menos do que nossas pequenas vaidades, o mais importante é a luta coletiva, o interesse da categoria. Posso dizer que nós conseguimos lograr essa façanha.

    Entre militantes petistas, pecebistas e independentes, atravessamos os mares revoltos das divergências porque soubemos colocar a categoria em primeiro plano. Foi uma experiência riquíssima. Lembro que antes de aceitar fazer parte desta chapa, tivemos muitas conversas com colegas que nos advertiam contra este ou aquele companheiro. E ouvimos, pacientes e atentos, decidindo então arriscar em nome de uma proposta de trabalho generosa e participativa. Não foi coisa fácil. Vez ou outra vislumbrávamos aqueles defeitos apontados e franzíamos o cenho, arrependidas, mas, logo em seguida, escancaravam-se surpreendentes atitudes humanas, de profunda ternura e delicadeza, que aquele defeito vislumbrado se revestia de total desimportância. Atitudes mesquinhas, autoritárias, controladoras, quem não as tem? Mas, entre nós, sempre prevaleceu o diálogo aberto, fraterno e as decisões coletivas. Erros cometidos eram admitidos e, entre risadas, nos refazíamos das polêmicas, seguindo em frente na direção do ainda-não. Porque para além das nossas diferenças o que nos baliza é a categoria.

    Alguém pode até questionar: mas por que essa guria está escrevendo isso? Quer ganhar voto? Apelar para o sentimentalismo? Podem ser todas estas coisas. Eu sou assim. Gosto de me expor. Prefiro que me apontem o dedo pelas coisas cristalinas que apresento – ainda que muitas vezes me equivoque – do que pela omissão. Ao chegar ao final de um mandato de três anos quero dividir com os colegas jornalistas essa experiência de trabalho e vida, assim, nos meus termos, relatando a incrível aventura humana que pude partilhar com cada um dos colegas que tocaram cotidianamente essa direção. O Hilton, a Miriam, o Sassi, o Chico, o Sarará, o Prates, o Iran, o Josemar, o Formiga, a Fabíola, o Rubens. Grandes companheiros, verdadeiramente dedicados à categoria dos jornalistas.

    Ao prestar contas a todos aqueles que há três anos votaram nesta chapa da qual fiz parte, quero também agradecer a cada um destes queridos companheiros que me acompanharam nos atos, nas negociações, nas chatérrimas feituras de atas, nas caminhadas sob a chuva, nos congressos, enfim… nesta feliz jornada.

    Para mim que, nos tristes dias de 2001, 2002 e 2003, quando sofri – junto da companheira Raquel Moysés – censura e assédio moral, e busquei neste sindicato o abrigo para nossa dor, sem encontrá-lo, posso considerar que cumpri – na partilha amorosa com os demais companheiros desta chapa – a missão a que me propus quando aceitei participar desta chapa: fazer a luta e amparar o trabalhador na sua dor. Nestes tempos sombrios, repito, de superexploração e esgotamento do humano, isso não é pouca coisa.

    Agora, na eleição que se avizinha, quero de novo, estar com eles. A Chapa 1. Os companheiros e companheiras que, sei, por experiência real, tudo farão para acolher os colegas e para realizar o bom combate. Essa é uma gente que está na luta cotidiana, presente. E com esses parceiros, eu vou!
    …É ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…GALERA, abraço fraterno

  259. …”ACORDA POVO CATARINENSE!”…………..AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! ……………………………………………… el flores diz:
    10 de agosto de 2011

    Haverá alguém que acredite em “comissão”? Será muito ceticismo de minha parte? O governo trazendo parceria de São Paulo para compor a tal comissão? É a tal “meritocracia ” que vem por aí, goela abaixo, aliás como tudo nesse governo fora da lei? O próprio governo de São Paulo reconheceu publicamente no jornal “O Globo” o fracasso dessa forma de avaliação e remuneração. Seria bom questionarmos o porquê do mérito somente na área da educação. E nas outras atividades, não precisa? Que tal avaliarmos os políticos e suas politicalhas também por mérito e colocarmos uma placa gigantesca em frente à Assembleia Legislativa com os escândalos, a corrupção, a falta de ética, a roubalheira, o cinismo, as gordas vantagens, as diárias exorbitantes, a aprovação descarada de altíssimos percentuais em seus salários, a troca de partido depois de eleitos num total descaso com o eleitor que os elegeu, as promessas de campanha não cumpridas…fala sério, vai faltar lugar na tal placa para registrar tanto descalabro. Remunerar professor por mérito de desempenho na aprendizagem dos alunos é colocar nas “nossas costas” mais um fardo pesadíssimo e solitário. É desconhecer que a aprendizagem se dá dentro de um contexto: diretores competentes (fora com as indicações políticas e todos os apadrinhados aninhados dentro das escolas), corpo pedagógico competente, professores qualificados e bem pagos, estrutura física das escolas adequada, material didático à vontade e de qualidade…e a família por trás de tudo. Cadê a família? Colocar placa de IDEB na frente da escola, sem antes mexer nas mazelas da educação é como começar a casa pelo telhado. E a base? Ah! A base que se dane. Se o mérito não funcionar O governo dirá “a culpa é dele, um tal de “professor”. E completará:”São uns imcompentes, a salvação de nossas criancinhas é a…PRIVATIZAÇÃO. É muita COVARDIA!!!!
    …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÙBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME, FORTE E COESO!!!…….É ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!……………………………GALERA, UNIDOS SOMOS FORTES!!!………………..UBUNTU

  260. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!………….CADÊ A GRANA “FEDERAL” DO FUNDEB??? senhor joão raimundo “calombo”
    ……enquanto isso no RJ, Servidores Públicos, NA LUTA!!!
    BOPE: R$ 2.260,00 Para arriscar a vida;
    Bombeiros: R$ 960,00 Para salvar vidas;
    Professores: R$ 728,00 para preparar para a vida;
    E um deputado federal? Ganha R$ 26.700,00 para ferrar a vida do Brasileiro!
    (Encaminhe, faça parte da campanha dos Bombeiros)

    VAMOS CONTINUAR COM ESTA CAMPANHA TÃO NOBRE !!!!!

    ”Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros”. Che Guevara

    …em Santa Catarina o “CAOS INSTALADO” nas áreas da SAÚDE, EDUCAÇÃO E SEGURANÇA!!!…………..E o (des)Governo da “tripa ali” ança (pmdb, psdb e pfl/dem/PSD*)A CAMUFLAGEM DESCOBERTA, querendo …….”VENDER” …….a CASAN e a CELESC!!!…”VERGONHA É POUCO; CORJA!!!”……………………………………..O MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

    …….”Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha” – (Vitor Hugo)…….
    …MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  261. 7:31 Responder!!! marcelocardosodasilva Perguntar????

    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…….CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB??? …………..#
    cláudia

    Entramos na luta pelo piso na carreira, não ganhamos ainda. A greve continua legal. O que estamos esperando para continuarmos a luta. tudo que ele planejou está acontecendo, vamos deixar? retornar agora, com reposição das aulas sem sermos pagos, é tudo que ele quer. levante a sua voz sedenta e recomece a andar, e pra frente é que se anda. diga sim a continuidade da greve, por nós mesmos.

    #
    Responder!!! marcelocardosodasilva Perguntar????

    …(DES)governo da VERGONHA!!!…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! …”O SENHOR DA GREVE É A BASE!!!”……………………………………………………………………..comentário ………………………………………………..Professora Cristina Sutil, de Lages.

    …Considerações GREVISTAS em resposta à nota enviada pela assessoria de imprensa do governo – através da Gerente de Educação de Lages:

    1. A GERENTE, REPRESENTANDO O (DES)governo DIZ: “Os poucos que permanecem na greve têm interesses que vão além das questões salariais.”

    RESPONDO: Sou Professora! NÃO sou filiada a nenhum partido político! Esta foi uma infeliz insinuação. Aliás, muitos filiados que conheço querem a desfiliação partidária… Do jeito que as coisas estão, estamos sendo encorajados e com motivos legítimos a trabalhar contra os INIMIGOS DA EDUCAÇÃO!!!

    As questões salariais são importantes sim! Quem disser que não, estará sendo hipócrita. Que tal propor aos senhores deputados e ao senhor governador, trocar a ALESC e a Agronômica pela escola, e o piso salarial do magistério pelos seus salários?

    2. A GERENTE DIZ: “…vários Professores apresentaram planos de reposição de aula após a proposta de folha suplementar…”

    RESPONDO: Professores são seres humanos e tem necessidades humanas… Comem, dormem, amam, FICAM DOENTES, querem ter lazer, choram … iguais a todo trabalhador. Os descontos em FOLHA ameaçaram a qualidade de vida dos Professores e de seus familiares!

    3.A GERENTE DIZ: “Os Professores aceitaram as condições oferecidas pelo (DES)governo.”

    RESPONDO: Não aceitei como bem-vindo ou ideal o PROJETO de LEI COMPLEMENTAR. Fomos desrespeitados enquanto CATEGORIA. O governo massacrou nosso PLANO de CARREIRA;”DESTRUIÇÃO”

    4. A GERENTE DIZ: “A greve acabou em nossa região”

    RESPONDO: A greve não é da regional de Lages. A greve é Estadual. Foi deflagrada em uma Assembléia Estadual e só poderá ser encerrada desta forma também.

    5. A GERENTE DIZ: “Só retornarão às salas de aula quando a organização determinar”; “De acordo com a gerente de Educação, os Grevistas são representados pelo Sinte.”

    RESPONDO: Quem é sindicalizado deve respeitar o estatuto de seu sindicato. NÃO faço parte da diretoria do SINTE.
    Ninguém entra ou sai de greve obrigada por Organização Sindical. Não podemos agir à revelia. Não somos nós que estamos ultrajando a LEI; “É O (DES)governo FORA DA LEI!!!”
    6. A GERENTE DIZ: “Apenas 16 professores de Lages permanecem em greve”

    RESPONDO: É um ENGODO acreditar que os professores que já voltaram às suas atividades estejam COMPLETAMENTE satisfeitos com as atitudes do (DES)governo. Podemos estar momentaneamente desestimulados… Mas não estamos mortos!!!……. Sinto-me dignificada por fazer parte deste número. Estou desde o início na minha primeira Greve, sei que muitas outras virão até que compreendam os incompreendidos……. (e viva Martin Luther King!)…………………………………………….O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, CAUSANDO SÉRIOS PROBLEMAS AO (DES)governo da “tripa ali” ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???…A GREVE É NOSSA ARMA CONTRA A CORJA CORRÚPTA!!!………………………………”Se eu soubesse que o mundo terminaria amanhã, hoje ainda plantaria uma árvore.” – Martin Luther King-…………..MOSTRAMOS NOSSA FORÇA E SURPREENDEMOS A TUDO E A TODOS!…………..LEI NÃO SE NEGOCIA, LEI SE CUMPRE!…………..JUNTOS SOMOS FORTES… ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

  262. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…….CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB??? …Governadores tentam protelar decisão do STF

    (03/09/2011)

    Recursos não suspendem a eficácia imediata da decisão

    Pelo menos quatro governadores de Estado (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Ceará) interpuseram embargos ao acórdão da ADI 4.167, publicado no dia 24 de agosto, cujo resultado ratificou a constitucionalidade integral da Lei 11.738 e ordenou sua aplicação imediata.

    Importante frisar que tais embargos não têm poder de suspender a decisão do STF. Os gestores terão de cumpri-la enquanto aguardam novo pronunciamento do Tribunal a respeito dos possíveis pontos considerados contraditórios, obscuros ou omissos no acórdão. A não observância da Lei quanto à vinculação do piso aos vencimentos de carreira, enseja imediata Reclamação ao STF. No caso da hora-atividade vinculada à jornada, seu descumprimento deve ser denunciado na justiça local.

    Com relação ao teor dos embargos, todos solicitam que a decisão de vincular o piso nacional às carreiras de magistério, ou melhor, ao vencimento-base inicial para professores com formação de nível médio, seja considerada a partir do julgamento final da ação, evitando passivos judiciais. Sobre este ponto, a CNTE já havia orientado suas afiliadas a cobrarem a sobredita vinculação a partir de 6 de abril de 2011, quando o STF julgou a questão. Contudo, caso o Tribunal retroceda o prazo de vigência integral do piso na forma de vencimento, aí sim os Sindicatos poderão requerer dos Executivos os valores retroativos ou cobrá-los judicialmente.

    Outro embargo, do Estado de Santa Catarina, acresceu no seu pedido a extensão do auxílio financeiro da União para pagamento do Piso aos estados e municípios que não recebem a complementação ao Fundeb. A CNTE também já havia indicado, em sua primeira análise sobre os dispositivos da Lei do Piso, ainda em 2008, essa incompatibilidade do art. 7º da Lei 11.494, que se encontra regulado pela Resolução nº 5/2011 da Comissão Intergovernamental de Financiamento para a Educação Básica de Qualidade, instituída pela Portaria MEC nº 213/2011.

    Contraditório, extrapolante e decepcionante, porém, consistem os embargos apresentado pelo governador Tarso Genro, do Rio Grande do Sul, que requer a implementação do piso gradativamente e no prazo de um ano e meio após o julgamento do transito em julgado do acórdão que decidir sobre os presentes embargos declaratórios e infringentes. Para quem é signatário da Lei 11.738 e requereu a retirada do Estado da ADI 4.167, assim que assumiu o governo, é de estranhar que sua interposição tenha sido a mais retrógrada e protelatória quanto à efetividade integral e imediata da Lei. Lamentamos essa postura do governo gaúcho e esperamos que o STF indefira totalmente o pedido que extrapola, a nosso ver, os limites apontados pelo acórdão, sobretudo quando verificadas as referências da maioria dos ministros que entendeu que os gestores tiveram tempo suficiente para adequarem as contas públicas ao piso do magistério.

    Até o dia 5 de setembro poderão ser interpostos novos embargos ao acórdão que exige o cumprimento da Lei do Piso, e a CNTE acompanhará esse processo e informará suas afiliadas com a maior brevidade possível.

    Copiei daqui.

    Bom final de semana!

    …J. BAez

    A Assembleia Legislativa/SC possui 28 deputados que votaram contra a educação. Lembre-se: não vote neles nas próximas eleições. …É ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  263. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???

    07/09/2011
    Elaine Tavares “ISLA DE STA. CATARINA”

    Tá bom. Eu confesso. Uso drogas. Mas não é porque eu queira. Sou obrigada. E quem me obriga é a municipalidade. Sem dó ou piedade, a prefeitura de Florianópolis, impõe a mim e a mais umas 200 mil pessoas, todos os dias, o transporte coletivo desintegrado. E fique esperto. Destrói a gente mais do que o crack. Haveria de a RBS (TV local) fazer uma campanha contra essa porcaria.

    Nessas três últimas semanas, em que não para de chover, a coisa fica ainda pior. O terminal urbano é o saguão do inferno. As pessoas chegam molhadas e emburradas. Porque sabem que haverão de passar ali algumas horas de horror. Eu pego o ônibus para o sul e sei que em menos de duas horas não percorrerei os 25 quilômetros que me separam de casa. Quem vai para o norte terá a mesma sorte. Nas filas quilométricas, que serpenteiam por dentro do terminal, as caras das gentes são de completo desconsolo. Em algumas pessoas se vê um quase descontrole emocional. Não há espaço para o sorriso ou para a delicadeza. O ódio é a nossa herança.

    Dentro do ônibus segue o desastre. Vidros fechados, pessoas tossindo, a raiva aumentando. Como os coletivos são poucos as pessoas se amontoam e a maioria vai em pé. O trajeto é curto, mas a espera é longa. Quando chega ao famoso “elevado”, construído com a promessa de “acabar com as filas”, o ônibus para. E ali fica, se arrastando, por quase 30 minutos. Depois, ao entrar na rodovia que vai para o sul, a lentidão é de matar. O povo já está bufando, o estresse elevado à última potência.

    Quem está nas paradas do caminho vive outro tipo de desespero. Além da espera por mais de hora, em pé, sequer há abrigo. E quando tem, é tão mal feito que nos dias de chuva molha mais dentro do que fora. Como o “busão” demora a passar, a parada vai enchendo e, sem organização, quando ele assoma, o povo só falta se estapear para entrar primeiro.

    “Acho que a prefeitura deveria distribuir pipoca nas paradas”, brinca um usuário desavisado, ainda não-dependente da terrível droga. É o que o capitalismo faz, alivia a tensão. Como nas casas bancárias. A solução encontrada para as filas gigantes foi colocar banco. Ideia genial. O cara espera sentado. Aí reclama menos. Fica a ideia para o prefeito Dário: distribuir pipoca.

    Essa é a sina dos trabalhadores. Sair de casa de madrugada, enfrentar as filas, o desconforto, trabalhar feito um escravo e voltar para casa amargando toda essa frustração. Quem sai do serviço às sete da noite só chega lá pelas nove, “morto”. Como ser alegre com os filhos, como fazer um chamego no seu amor, como estar bonita e cheirosa, como? Não há tempo sequer para sonhar. E assim segue a vida na cidade grande. O bonde dos drogados, dos ônibus-dependentes. Até que um dia alguém exploda, feito pipoca. Aí os âncoras dos telejornais vão falar da “terrível e incompreensível baderna”, como a que aconteceu em Londres.

    Até parece que as revoltas populares brotam do chão! Não foi à toa que a revolta da Catraca aconteceu aqui, nesta ilha de magia. E não é sem razão que as revoltas espreitam em todos os lugares onde a vida nos é tomada.

    Elaine Tavares é jornalista.

    …MMPC……. MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  264. #
    #
    marcelocardosodasilva’s Gravatar marcelocardosodasilva
    outubro 8, 2011 at 10:45 am | Permalink

    #

    #
    em 8 08UTC outubro 08UTC 2011 às 7:44 | Responder marcelocardosodasilva

    …BOA LEITURA GALERA!!!……………………………………………………………………..sexta-feira, 7 de out. 2011
    …………………Todo dia é dia da criança………………….

    Para meu amigo Leo Nogueira (que é criança)…Por Elaine Tavares

    Dois homens, os quais amo muito, disseram coisas muito semelhantes sobre a criança. Um deles foi Jesus. Ao verem o mestre, numa de suas paradas, entre os caminhos poeirentos das estradas da Palestina, ser rodeado pelos pequenos barulhentos, os seus companheiros decidiram enxotá-los, acreditando que era isso que Jesus desejava. Mas o Rabi fez foi enxotar os apóstolos. “Deixai vir a mim as criancinhas, porque é delas o reino do meu pai”. Daquela cena fala Lucas, em seu evangelho: “O reino de Deus é dos que se parecem com as crianças. O que não receber o reino como uma criança, não entrará nele”, ( Lucas.18:15).

    Bem mais tarde, Nietzsche, na Alemanha, vai oferecer ao mundo sua visão de super-homem. Para ele, o super-homem é, justamente, a criança. No seu lindo livro “Assim falava Zaratustra”, Friedrich diz: “Dizei-me irmãos: que poderá a criança fazer de que o próprio leão tenha sido incapaz? Para que será preciso que o altivo leão tenha de se mudar ainda em criança?” A resposta é a chave para a idéia de super-homem. Diz Zaratustra que a criança é a inocência, o esquecimento, um novo começar, um brinquedo, uma roda que gira sobre si. “Para jogar o jogo dos criadores é preciso ser uma santa afirmação. O espírito quer agora a sua própria vontade, tendo perdido o mundo, conquista seu próprio mundo”.

    A criança não sabe das maldades do mundo, não foi domesticada pela sociedade onde está inserida. Nela não há bem, nem mal, apenas o viver, a descoberta. A surpreendente descoberta de um dedo que se move, de um pé, de coisas que a rodeiam e sobre as quais ela nada sabe. É por isso que um bebê pode sorrir diante de um lobo, ele não sabe do mal, está cheio de encantamento pela vida que passeia diante de seus olhos. É isso que o profeta Zaratustra, de Nietzsche, vem dizer quando propõe a “terceira transformação”. Nenhum mal, nenhum bem, só esse encantamento, esse brilho no olhar, essa sede de descobrir.

    É na criança que se vê, inteira, a coragem, a nobreza, a aceitação da diferença, a força que desloca para frente, destemida. Percebe-se aqui o amor imenso de Nietzsche pelo ideal pré-socrático. A criança de Nietzsche é um pouco o herói homérico, guerreiro que vai para a luta pensando em nada. Só a vontade de lutar o impulsiona e, se sai vivo da batalha, celebra a vida que continua. Nem bem, nem mal.

    Por isso, esses homens tão desiguais se encontram em mim, porque também acredito que é preciso que a gente nunca perca de vista a criança em nós. Porque só assim entraremos no “reino” (a vida boa e bonita), porque só assim nos tornaremos aquele que podendo fazer tudo, só faz o que é nobre (o super-homem).

    Nesses dias que antecedem o dia da criança observei muitas coisas estranhas. Na internet rolou um movimento de colocar desenhos para denunciar a violência contra a criança, e coisas do tipo. Acredito que isso pode ser válido, mas não é suficiente. A violência contra as crianças começa dentro da gente. Todo o drama da violência que vimos expressado cotidianamente nos programas televisivos de desgraças e nas páginas policiais é fruto da ação de adultos que perderam sua criancice. Seja pela desgraça da miséria e da dor que pode ter sido tão grande que os endureceu, seja pela violência de um sistema que tem por premissa básica o lema: para que um viva, outro tem de morrer.

    Quando vejo por aí essas caminhadas pela paz, ou esses movimento virtuais, isso me desconforta. Não basta pedir paz aos “bandidos”. Essas criaturas que andam pelos caminhos roubando e matando não são sensíveis a isso. Elas querem é ver mudanças concretas nas suas vidas. Por que raios dariam paz a uma classe que as oprime e destrói? E aí o círculo da violência segue girando.

    O concreto da luta pela paz é a mudança real de cada ser humano. Viver como criança, sentir como criança, brincar como criança, amar como criança. Gratuidade, alegria, partilha. Caminhar nessa beleza é o primeiro passo. Depois, já impregnados dessa ternura infantil, a gente sai para a vida, para mudar o mundo. No partido, no sindicato, no movimento, na luta real, concreta, nas estradas secundárias. Mudar o sistema, o modo de organizar a vida. Atuar no sentido de tornar todos crianças, capazes da nobreza, do bem-viver.

    Nestes dias em que a televisão ideologiza e bestifica a infância induzindo ao consumo desenfreado, eu busco Jesus e Nietzsche, esses meus amigos, para tentar soprar algum segredo mágico nos ouvidos que sabem ouvir: ouvidos de criança.

    Assim, quem sabe, em vez de comprar presentes de plástico, a gente não sai por aí dando cambalhota, pulando amarelinha, brincado de esconde-esconde, cantando cantigas de roda, passando rasteira nos vilões do amor? Precisamos ser crianças, todos nós… Só assim, quem sabe, essa coisa egoísta e fútil que se tornou o mundo, começa a mudar.
    Postado por Elaine Tavares às 07:31………………………………………………………………….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…………..CADÊ A GRANA DO FUNDEB???…………..”MMPC” EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  265. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A VERBA desviada DO FUNDEB???…………………………………….#
    …Alex diz: 15 de novembro de 2011

    Apoiados.”MANIFESTO DOS ESTUDANTES”

    Não se trata de ser contra a reposição das aulas, o problema é que a greve só ocorreu pelo descaso com que o sr LHS tratou a educação, e que o sr Colombo COM GRANDE MAESTRIA deu continuidade.

    Que os nossos alunos sigam o exemplo dos estudantes chilenos, que estão nas ruas exigindo a melhoria da educação pública (infelismente a imprensa brasileira tem ignorado o que tem ocorrido lá).
    …”MMPC” na LUTA contra a corja “corrupta/corruptora”!!!

  266. …AUDITORIA CIDADÃ!!!>>>QUE DÍVIDA???CHEGA DE ROUBO!!!#
    dos Santos diz:…………… novembro de 2011

    Acho estranho que o Sinte ainda não tenha percebido que o governador Colombo não é homem de diálogo como aparenta ser. Ele recebe os lideres das diversas categorias para conversar, mas ele já tem tudo planejado e impõe o que ele bem entende. Por que o Sinte não recorreu à Justiça contra o PLC 026, que é ilegal? A CNTE, em seu site, estava orientando os sindicatos estaduais e acionarem a Justiça. Por que o Sinte continua negociando com alguém que não tem a mínima confiabillidade? Será que a experiência da greve não foi suficiente?
    …”MMPC” NA LUTA CONTRA A CORJA cORRUPTA/cORRUPTORA!!!

  267. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!…………………#
    …”Fê Ramos” diz: novembro de 2011

    SANTA CATARINA: ESTADO EM QUE NÃO SE CUMPREM AS LEIS…
    [O que se esperar desse pessoal para cumprir ACORDOS]
    .
    Com as desculpas esfarrapadas de sempre:
    – Estamos dentro da lei, o piso esta sendo pago…
    E A CARREIRA?
    .
    – Não sabemos qual o parametro para fazer o calculo do reajuste do piso…
    É O INPC! [esta no site da câmara de deputados]
    .
    – Limites orçamentarios do estado…
    USAR A TOTALIDADE DO FUNDEB, E PORQUE PARA OS FUNCIONÁRIOS DO TCE NÃO EXISTEM [LIMITES ORÇAMENTARIOS]
    .
    – O reajuste ficará para maio com o novo valor do piso do magistério…
    A data base do magistério [por lei] é janeiro e o calculo será pelo INPC
    .
    INFELIZMENTE FALTA VONTADE POLITICA, E O QUE PERCEBEMOS PELO [andar da carruajem] QUE MAIS UMA VEZ OS PROFESSORES FICARÃO [na vontade]:
    – A reconstrução do plano de carreira não esta sendo discutido [com urgência] para ser votado na ALESC esse ano para vigorar em jan/2012.
    – O governo se faz de desentendido sobre as informações do reajuste do piso salárial 2012 e assim [empurra com a barriga] para isso ser decidido na melhor das hipotises em fevereiro de 2012.
    – O governo relutou em cumprir a lei do piso nacional durante a greve, e agora argumenta que o reajuste nacional [de acordo com a lei federal] será em maio de 2012.
    – Os professores [SE] receberem o reajuste salárial com a nova tabela do plano de carreira será em maio de 2012 e claro [SEM OS RETROATIVOS].
    .
    CONCLUINDO:
    – Não temos plano de carreira, e não havera tempo habil para a ALESC votar nesse ano ficando para a volta do recesso em 2012.
    – O GRUPO DE ESTUDOS é uma falácia, para ludibriar os professores porque não deliberou-se nada e suas conclusões estão a anos-luz das pretensões do magistério.
    – O governo [joga com o regulamento], de acordo com sua conveniência uma hora a lei federal não vale, depois para o seu interesse é a lei federal que vale.
    – As promessas do pós-greve [vão ser cumpridas]
    QUANDO?, PELO QUE OBSERVAMOS NEM O GOVERNADOR E SEU GRUPO GESTOR SABE…
    .
    TENHAM TODOS UM FELIZ 2012 E…A VIDA SEGUE!!!
    …”MMPC” Movimento do Magistério Público Catarinense na LUTA contra a cORJA cORRUPTA/cORRUPTORA!!!

  268. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!…”CONTRA A CORRUPÇÃO”………………..Direção Nacional do MST
    …….Postado por Elaine Tavares
    …….domingo, 27 de novembro de 2011
    …….”A beleza não é só para os ricos!!!”

    Florianópolis é uma cidade que vive da beleza. Esse é o principal “produto” que seus governantes põem à venda para atrair milhares de turistas em todas as temporadas de verão. Não é sem razão que ano após ano as gentes veem subir dezenas de prédios e hotéis, destinados a abrigar aqueles que vêm para a ilha em busca da beleza. E assim, tal qual Hípias na Grécia antiga, os agentes de turismo vendem a beleza de Florianópolis como coisa. “A praia bela, a areia bela, a paisagem bela, a comida bela”. Mas, quem nasceu aqui ou os que aprenderam a amar a cidade como um espaço onde se vive a vida cotidiana, a beleza tem outro sentido. Não é coisa, é ser. Assim, para esses, o que é belo não é a praia, a areia, a paisagem ou a comida, mas sim a ideia que comunica o caráter das coisas. E se beleza é ideia, não pode ser objetivada, nem vendida.

    Ainda assim, o que acontece é que os que amam a cidade precisam conviver/com e batalhar contra com os vendilhões capitalistas, os que apenas enxergam a coisa a ser vendida, sem se preocupar com aqueles que vivem e sofrem a cidade no dia-a-dia. Vai daí que aparecem os conflitos.

    Um deles acontece bem agora, nesses dias de quase verão. De novo, os vendilhões decidiram atacar mais um espaço de beleza da cidade, transformá-lo em coisa e vendê-lo aos que também só conseguem conceber a beleza como um objeto. A ponta do Coral. Esse lugar é uma pequena ponta de terra que avança sobre a Baia da Beira Mar, isolada da cidade pela via-expressa e os arranha-céus. Ali, desde os anos 80, os movimentos sociais, estudantes e militantes de toda a ordem vêm lutando para que seja construído um parque e um espaço de atividades culturais. Ou seja, é a proposta da beleza democratizada, entregue a toda cidade. Uma coisa muito justa uma vez que o aterro da Baia é hoje o espaço de moradia da classe alta, que acabou privatizando a vista, a terra e tudo mais.

    Pois não satisfeitas com isso, agora as forças do capital querem se apropriar da Ponta do Coral, lugar que historicamente pertenceu aos pescadores, às gentes simples da cidade. O projeto das empreiteiras – tendo a frente a empresa Hantei, é fazer um aterro, descaracterizando completamente o lugar, e construir ali uma marina para que os iates e barcos de turismo possam atracar. Também propõem, no lugar do centro cultural público – como é desejo dos movimentos – construir um hotel de luxo. Será o Parque Marina Hotel.

    Hoje a Ponta do Coral é espaço conflagrado, uma vez que a cidade luta há décadas para que aqueles 14 mil metros quadrados, onde vive uma fauna exuberante (garça-branca, biguá, baiacu, garça-azul, socó-dorminhoco, bem-te-vi, quero-quero) possa ser utilizado pela comunidade, de forma livre e democrática. Ninguém aceita a conversa de que aquela é uma área privada e que, portanto, o dono pode fazer o que quiser. Não é assim. A propriedade também deve cumprir uma função pública.

    A Ponta do Coral, por ser um terreno à beira-mar, deveria ser terreno de marinha, embora conste em documentos que o dono é Realdo Guglielme, empresário de Criciúma. No passado esse terreno pertenceu a Standart Oil Company que ali tinha um depósito, o qual as entidades queriam ver tombado para a concretização da proposta de um casarão cultural. Com a construção do aterro da Beira Mar (nos anos 80), o Estado acabou comprando o lugar e, depois, com a via expressa concluída, a ponta ficou afastada do resto da cidade e foi vendida outra vez. Mas, a população queria preservar o lugar como área verde e fez um grande movimento. Tudo isso foi em vão. A Ponta do Coral seguiu em mãos privadas e logo já apareceu o projeto da construção de um hotel. Houve manifestações, protestos, luta, mas, como quem manda na cidade é o dinheiro, em 1998 Guglielme conseguiu derrubar o prédio da Standart Oil e frustrar uma luta de anos. Ainda assim, os movimentos sociais seguiram lutando e inviabilizando a construção do hotel.

    Agora, a queda de braço é com a construtora Hantei, contratada para levar adiante a proposta do hotel e da marina. A Ponta do Coral, velho espaço de pescadores e área de lazer do povo da Agronômica é coisa vendável, é paisagem/objeto, é privilégio para poucos. Na cidade, os movimentos que se levantam contra o empreendimento são tratados como os “inimigos do progresso” ou os “do contra”, como é comum aos capachos do poder tentar ridicularizar e diminuir aqueles que pensam no bem público. O fato é que o “progresso” que a marina e o hotel se propõem a trazer não será para todos. Apenas os donos do empreendimento se encherão de dinheiro com a proposta. O que as empresas envolvidas no processo dizem é que o povo de Florianópolis vai ganhar porque haverá muitos empregos. Outra bobagem. Os empregos que um empreendimento como esse geram podem ser gerados em outros lugares e o serão, uma vez que a vocação da ilha é o turismo. Assim, a vida de nenhuma pessoa será inviabilizada se o projeto não vingar. Pelo contrário. Com um parque cultural, toda a gente da cidade poderá se favorecer e desfrutar de qualidade de vida.

    A compra das consciências e as ilegalidades

    Como sempre acontece em situações como essas, a empresa construtora iniciou um trabalho de compra de consciências. Contando (ou comprando?) com o apoio de grandes empresas de comunicação a empresa fez um agressivo trabalho de relações públicas, afirmando que a Ponta do Coral não será um espaço privado. Será construído o hotel de luxo e a marina, mas o povo poderá disfrutar de uma série de equipamentos públicos como pracinha para crianças, anfiteatro e praça. O que a empresa não diz é que esse espaço público ficará de cara para a rua, ou seja, completamente desprovido da beleza do lugar. As pessoas terão um lugar, mas ele será de segunda categoria. A beleza da ponta ficará de uso exclusivo dos turistas, hóspedes e navegadores. Para os empresários da construção “a plebe” deve ficar satisfeita com esse acordo e pegar o que pode.

    Não bastasse esse engodo de “espaço público”, a empresa ainda anda pela comunidade espalhando a promessa de emprego, o que não deixa de ser algo tremendamente cruel, uma vez que é óbvio que não haverá empregos para todos, e os oferecidos não passarão dos cargos de arrumadeira, garçom ou, quem sabe, de atracadores de barco. E, as gentes, premidas pelas necessidades da vida, acabam embarcando nessa conversa furada.

    Isso ficou patente na última audiência pública que aconteceu no dia 22 de novembro, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. A Hantei, buscando criar falsa uma empatia junto aos deputados convocou moradores da Agronômica, empregados da construtora e até das imobiliárias para se manifestarem favoravelmente ao projeto. E o povo lotou a sala. Mas, para surpresa de todos, três horas depois do início da audiência foi descoberta a razão de tanta gente. A maioria havia recebido dinheiro para comparecer. As mulheres levaram 15 reais e os homens 20. Boa parte das pessoas não sabia absolutamente nada do que estava acontecendo ali, apenas seguiam as instruções para bater palma ou se manifestar quando alguém mandasse. Tiveram até direito a um lanche. O blogueiro Mosquito conseguiu a gravação da fala de um grupo de mulheres e denunciou a trama.

    A audiência acabou sendo uma rica experiência de desvendamento de máscaras, como bem lembra Loureci Ribeiro, um dos estudantes que participou dos primeiros atos em defesa da Ponta do Coral e que, hoje, como arquiteto, segue defendendo a proposta comunitária. Poucos políticos da cidade compareceram (nenhum vereador), mostrando o quão pouco se importam com os assuntos da comunidade. E o que se viu foi o claro conluio que existe entre os grandes empreendimentos, a mídia, a administração municipal e os órgãos ambientais para o loteamento geral da cidade e da beleza.

    Além dos movimentos sociais que historicamente tem lutado contra o projeto de privatização da beleza da Ponta do Coral, apenas a voz solitária da representante do Ministério do Planejamento, Isolde Espíndola, se fez ouvir, dizendo que a lei 180/2005 – que doa 12 mil metros de terra para a Hantei e permite o aterro de mais 30 mil – é ilegal e precisa ser anulada. “A área onde será feita o aterro é federal. A câmara de vereadores não tem ingerência. Essa é uma lei ilegal”. Mas, ainda assim, foi ignorada.

    Enfim, a audiência cumpriu seu papel, expôs as feridas, as ilegalidades, as irresponsabilidades e os desejos obscuros das empreiteiras e dos maus políticos. Agora, é hora de a cidade se posicionar. Mas, essa posição precisa ser precedida do conhecimento. Ninguém pode acusar os movimentos sociais de ser “do contra”, sem saber antes contra o quê eles estão.

    Nesse caso, os militantes sociais estão contra a apropriação indevida da beleza da Ponta do Coral por um pequeno grupo de empresários. O que os movimentos sociais querem é que aquele seja um lugar de todos, com todo o seu esplendor de flora e fauna, e não apenas uma praça perdida no meio do asfalto. A Ponta do Coral é um pequeno trecho de terra que avança na baia e que condensa uma vida rica e farta. É um lugar de beleza, de simplicidade, de ternura. É um vestígio isolado da velha cidade que foi cedendo passo aos arranha-céus, ao asfalto, aos espaços privados e elitizados. E por isso mesmo deve ser preservada como um patrimônio das gentes, de todos.

    Agora, a luta segue, e precisa se encarnar na vida de todas as pessoas que amam de verdade essa cidade “perdida no mar”. Todo o esforço deve ser empreendido para a anulação da lei que entrega a ponta para a Hantei. E lá, naquele ínfimo espaço de pura beleza deve nascer o Parque há tanto tempo sonhado. Porque é direito do povo desfrutar da beleza que essa ilha tem. E que venham muito mais daqueles que são contra o progresso dos bandidos/grileiros do mar e da beleza.
    …Postado por Elaine Tavares… …”MMPC”…NA LUTA CONTRA A cORJA cORRUPTA/cORRUPTORA!!!

  269. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!……FORA cORJA!!!
    ……………………..ANÔNIMO deixou um novo comentário sobre… “Queridos Leitores(as)…”:Pode-se calar a boca de um Jornalista mas, jamais, a ALMA que Dele se Alastra, na forma de linhas que compõe um Texto.E, assim, em cada frase em que identifica os infratores de todos os gêneros, cores, raízes e desculpas (se é que há), alí estará a Alma do Jornalista (tanto aquele que foi calado como os que estão por vir). E muitos outros virão, para repetidamente recontarem as atrocidades, os danos, as imoralidades e as bandalheiras de alguns. E, depois, outros e mais outros e outros, ainda, virão…” ….Descansa Mosquito, Sereno.Há outros Loucos Dispostos, por aí…………..”MUSKA, TUA LUTA É NOSSA LUTA, MEU IRMÃO!!!”… “A DEUS” ……………………..”MMPC”…Na LUTA contra a corja corrupta/corruptora!!!

  270. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!…….FORA cORJA!!!…………………………………. …….quarta-feira, 14 de dezembro de 2011
    …Sem adeus, Mosquito… Tu vives…
    Ali estávamos os dois, frente a frente. Eu, arrasada. Ele, abatido, no caixão. Lembrei-me de uma de nossas últimas conversas quando ele dizia, naquele jeito atabalhoado e gritão: “a solidão é foda, Elaine Tavares”. E ele falava da solidão que a pessoa fica quando se decide a andar na contramão. Quando tudo aponta para que a criatura aceite as coisas, não esbraveje, não enxergue, não reivindique, não se indigne – e ela insiste em não fazer parte do cordão dos escravos de Jó. Aí ela fica sozinha. A pessoa assume o status de “leproso social”. Era como ele se sentia. “Abandonam a gente”. Alguma coisa assim como a imagem dada por um poeta, do qual não lembro o nome: numa terra de fugitivos, quem fica é que parece estar fugindo.

    Amilton Alexandre, o Mosquito era assim. Ele podia ter fugido para o mundo farto dos que se rendem ao sistema. Mas não, ele preferiu ficar do lado das gentes, do lado da cidade, das maiorias. Pagou alto preço por isso. E era uma dessas pessoas que não passam incólumes. Espalhafatoso, agitado, resmungão, inconveniente, excessivo. Tudo isso, é certo! Mas também era meigo, generoso, brincalhão, quase um menino, como lembrou hoje a Raquel Wandelli. Nietszche o descreve. “O super-homem é criança”. Assim, o Mosquito.

    A primeira vez que o vi, não gostei dele. Era carnaval e ele comandava a folia no seu mítico bar, o Havana, reduto da cultura e da política no Desterro. Falava aos berros, xingava, esculhambava todo mundo. Eu, outra insuportável, torci o nariz. Mas, minha amiga Rose Laurindo, que é a generosidade em pessoa me dizia: “Ele é gente boa”. Fui acreditando. O tempo passou e comecei a gostar daquele homem amalucado que sonhava com uma cidade cheia de cultura, de coisas boas, de gente de bem. Com o fim do bar, o Mosquito sumiu. Mas, vez ou outra, quando acontecia alguma coisa muito escabrosa na cidade ele ligava, ou gritava da janela de um ônibus: “Elaine Tavares, tem que falar sobre isso, sobre aquilo”. Muitas das minhas pautas nasceram daquele olhar insistente que ele lançava sobre a vida da cidade. Era um repórter, dos bons.

    E essa era outra de suas broncas. Ele se acreditava jornalista e queria o registro. Tivemos algumas conversas sobre isso, já que eu defendia o diploma. Tentava mostrar para ele que a questão do fim da exigência do diploma era coisa dos patrões, para explorar mais e melhor os trabalhadores, mas ele não se conformava. E mandava todos os sindicalistas “tomar no c” … A gente ria. E eu o confirmava, dizendo que ele era mais jornalista do que uma multidão de formados. Ele ficava feliz. Gostava de ser elogiado.

    Então, com o advento da tecnologia, a internet, o blog, ele pode dar vazão àquilo tudo que só esbravejava pelas ruas, nos bares, no mercado. E o seu blog “Tijoladas do Mosquito” passou a pautar a vida e a política da cidade e do estado. Mosquito matava a cobra e mostrava o pau. Dizia as denúncias com todas as letras. “Ele era muito excessivo”, dizem alguns. Excessivo? Excessivos são os filhos de uma aberração que destroem a cidade, o estado, a natureza, as gentes. Excessivos são os empresários corruptos, os devastadores de praias, os que usam da justiça para proteger os ricos, os políticos ladrões. Esses são os “excessivos”, e Mosquito os nomeava, com nome, sobrenome e CPF, acompanhado de um monte de outros adjetivos de baixo calão. Tão baixo quanto os crimes que as figuras cometem. Ainda que freqüentem os salões.

    Mosquito amava a cidade. Cuidava dela como uma mãe extremada vigia seus filhotes. Era comum encontrá-lo pelo terminal urbano, tarde da noite, com seu computador levantado, mostrando alguma barbaridade. Ou então pelas ruas da cidade, registrando as falcatruas e os abusos. Ele era o vigia da beleza, do bem viver. Queria que a cidade fosse para todos e não só para alguns e não poupava os vilões e os vendilhões. Por isso, acumulou processos. Dizia o que nenhum jornalista diplomado jamais disse. Mostrava os documentos, provava.

    Nas últimas semanas estava arrasado. Sem trabalho, sem dinheiro, sem o respeito dos seus colegas, ele se debatia em meio a uma série de ameaças de morte e de prisão. Não aceitava ser condenado numa ação do Marcondes de Mattos, por exemplo, que destruiu o Santinho para colocar lá um hotel cinco estrelas para usufruto só dos ricos. Na sua ingênua bondade, ele acreditava que a justiça não iria lhe dar esse golpe. Mas ela deu. Porque a justiça está quase sempre com os poderosos. Queria um emprego, o Mosquito. Mas não encontrava quem desse. Ele era um incômodo. Da sua boca poderia sair a vociferação contra qualquer um, desde que esse um fizesse alguma merda contra a cidade, contra as gentes.

    Hoje, ali, na pequena capela, os amigos foram chegando. E das suas bocas saíram as palavras mais belas. “Guerreiro, lutador, generoso, criança, defensor da cidade, apaixonado por Florianópolis, carinhoso, amigo, implacável contra a injustiça”. Cada uma delas foi tecendo a fala do Padre Vilson, que montou um mosaico dessa criatura cheia de contradições, mas igualmente repleta de maravilhas. Um ser humano, de sombra e luz! E, inacreditavelmente, Mosquito permanecia quieto. Fiquei a imaginar se numa outra dimensão ele não estaria aos gritos, vociferando.

    Mosquito foi embora numa tarde temporal. A velha Desterro se derretia em água e relâmpagos. Foi a “hora noa” (hora da agonia) do guerreiro jornalista. Não sabemos ainda se alguém o matou. Pode ser que ele tenha se desencantado tanto com as ações, as ameaças de morte, de prisão, o fim do blog, a falta de perspectiva de futuro e tenha decidido partir. Se foi assim, certamente seu gesto foi a definitiva banana para os seus inimigos. Ninguém iria se deliciar sobre seu despojo. O grande urso, o menino indignado, o valente boca-suja deixa a vida. Mas a vida não o deixará. Amilton Alexandre, o Mosquito, é história! Não só por ter vivido a novembrada, pelo Havana Bar, pelos seus gritos de aviso, mas pelo seu amor incondicional pela cidade, pela cultura, pela justiça. E, enquanto o corpo que o abrigava baixa ao chão eu já o imagino, vivo, articulando junto a São Pedro, alguma confusão no céu… Quem sabe um bar?… Ou um cinema? Talvez um carnaval…
    …Postado por Elaine Tavares………… …………..”MMPC”…….Na LUTA CONTRA A cORJA cORRUPTA/cORRUPTORA!!!

  271. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!…….FORA cORJA!!!……………………………………. …….DESgoverno Catarinense fecha Escolas em Florianópolis
    …Menino no Mont Serrat – “E AGORA COMO É QUE FICA???”

    …….Uda Gonzaga tem 73 anos e sempre foi educadora. Formou-se no ano de 1963 e logo iniciou o trabalho de ensinar a criançada na sua comunidade, o Mont Serrat, no maciço do Morro da Cruz, em Florianópolis. As poucas famílias que então lá viviam construíram, elas mesmas, duas pequenas salas, onde a gurizada aprendia as primeiras letras. O tempo passou, a comunidade cresceu e o governo acabou construindo mais duas salas na área da caixa d´água. Mais famílias chegaram e foi preciso alugar três casas para transformá-las em escola, até que as aulas passaram a ser dentro da Copa Lord, a escola de samba da comunidade. De novo as famílias se mobilizaram e o governo alugou outras casas, maiores, para abrigar os alunos. “Tudo sempre foi na luta, tudo sempre teve de ser arrancado”, diz Uda.

    Mais tarde, a escola foi para a creche, que era um espaço maior, e logo em seguida para o terreno em frente à igreja. Havia aulas da primeira a quarta série e eram mais de 500 alunos, tudo registrado nos livros da escola. Foi só em 1978 que se construiu o prédio da que hoje é a Escola Lúcia do Livramento Mayvorne e ali as demais crianças do morro aprenderam a ler e escrever, sempre perto de casa e com o acompanhamento das famílias. São 49 anos de história e de muita batalha para que esse direito pudesse ser vivido.

    Pois neste dia 20 de dezembro, alguns dias antes do Natal, o governo do Estado, comandado por Raimundo Colombo (PSD, ex-DEM), desativa a escola (com mais de 200 alunos) e repassa o prédio para uma congregação religiosa, a dos Maristas. A comunidade do Mont Serrat está chocada. Ninguém jamais poderia esperar algo assim. “A notícia chegou no dia 24 de novembro. O diretor estava na escola e recebeu um telefonema dizendo assim: já tens lugar para ficar? E ele ficou sem saber o que dizer. Não sabia de nada. Ninguém sequer avisou, ninguém veio falar com os professores, com os alunos, com a comunidade. Foi um choque”, conta dona Uda.

    “Tiraram o nosso chão” diz a mais conhecida professora da comunidade. Ela já perdeu a conta de quantas vezes desceu o morro atrás das autoridades para que o Mont Serrat pudesse educar seus filhos. E toda a gente sabe que essa não é uma comunidade qualquer. É a mais tradicional de toda a ilha, berço do samba, espaço de incontáveis lutas. “Não é justo o governo fazer isso com a educação, leiloar, fazer um quem dá mais. Nós seguramos essa escola essas décadas todas, sem ajuda, sem apoio. E agora, eles entregam para a iniciativa privada. Quem não gostaria de ganhar um prédio daqueles? Estamos muito tristes. No próximo ano a escola completaria 50 anos. Não há palavras para descrever a dor”.

    Mas não foi só no morro

    A dor da dona Uda não é solitária na cidade. Desde o ano de 2007, o governo estadual fechou mais quatro escolas. A primeira foi a Antonieta de Barros, no centro da cidade, que tinha problemas estruturais, não foi consertada e jamais se devolveu à cidade, virou um almoxarifado da secretaria de educação. Abrigava mais de 252 alunos, a maioria oriunda dos morros da capital. Depois foi a Silveira de Souza, fundada em 1913, a segunda escola pública do estado de Santa Catarina, que funcionava num prédio belíssimo no centro. Ela foi municipalizada em 2009 sob a alegação de que tinha poucos alunos (224) e entregue à prefeitura que fez parceria com a iniciativa privada e transformou o lugar em espaço cultural. Em seguida fechou a Celso Ramos, no pé do Morro do Mocotó, outra comunidade tradicional da ilha. O prédio seria doado para a Assembleia Legislativa e só acabou se transformando em creche porque a comunidade empreendeu uma luta gigantesca para isso. E depois atacou a não menos tradicional comunidade da Coloninha, na área continental, fechando a história escola Otília Cruz, com o projeto de construir ali uma cadeia. E agora, isso, mais uma cartada, entregando a escola do Mont Serrat para os padres maristas.

    Todos esses fatos não aconteceram sem luta. Entre os professores que levaram uma greve histórica esse ano, essa era uma denúncia recorrente, e a reabertura das escolas pauta de reivindicação. Mesmo assim, o governo permaneceu surdo. Os argumentos usados pelo governador são os mais absurdos possíveis. Segundo ele, as escolas foram fechadas porque havia muita evasão. Ora, mas por que acontece a evasão nas escolas das periferias? Qual estudo foi empreendido pelo estado para saber por que os jovens empobrecidos deixam a escola? Por que a secretaria de educação não realizou uma campanha de matrículas? Por que não foi conversar com os pais, com a comunidade? Não. Em vez de se preocupar em trazer de volta para a escola os jovens que evadem prefere fechá-las. Ou ainda melhor, entrega-las para as mãos privadas, repassando assim, sem maiores custos um patrimônio histórico, muitas vezes construído com as mãos, o sangue e o suor da comunidade.

    O mais incrível nessa história de terror da educação catarinense é que o mesmo governo aprovou na Assembleia Legislativa uma verba de 360 milhões de reais para uso em propaganda em 2012. Isso significa o gasto de um milhão por dia para falar das belezas do governo, enquanto para a educação não há recursos. Também se sabe que dos 7% do PIB que deveriam ser investidos na educação, apenas 2,9% recebem esse destino, conforme lembra a dirigente do Sindicato dos Professores – regional de Florianópolis – Rosane de Souza. Segundo ela, o governo provocou a precarização das escolas e agora entrega aos privados, sem se importar com a juventude que fica ao deus dará. Ela acredita que a proposta de municipalização das escolas básicas deve piorar ainda mais a situação nas comunidades empobrecidas. “Se hoje apenas 18% das crianças da educação infantil são atendidas pelo município, e isso é um dado nacional, do IBGE, como vamos acreditar que o município vai dar conta da escola básica? Sabe-se que nas comunidades de baixa renda esse número cai ainda mais, fica em 11%. Então, qual será o futuro da educação”? Alguém tem alguma dúvida?

    Segundo Rosane o fechamento da escola do Mont Serrat é mais um golpe na população catarinense. E mais ainda, um tremendo golpe nos professores. Imaginem um professor que atua há 20 anos numa escola, como é o caso de alguns na do Mont Serrat, ser, de repente enviado para outra escola, sem qualquer conversa, sem diálogo, sem preparação? “Todos os efetivos serão distribuídos pela rede e os contratados em caráter temporário, demitidos. E assim vai agindo o governo. Primeiro ele abandona as escolas, depois deixa às baratas e por fim, entrega para a inciativa privada”. Nessa lógica, que se danem os professores e que se danem as crianças.

    Mas, o Sinte, sindicato dos professores, promete que essa não é uma guerra perdida. A luta vai continuar. Nesse final de ano a categoria ainda segue lambendo as feridas de uma longa greve travada para que o governador cumprisse a lei e pagasse o piso nacional. O movimento durou dois meses, foi desgastante e terminou sem maiores vitórias. Mas, com a retomada do ano letivo as privatizações de escolas estarão na pauta de luta. “Não estamos vencidos. Se o governo tem dinheiro para aplicar em propaganda e para financiar escolas privadas, haverá de ter dinheiro para recuperar as escolas e voltar a atender as comunidades que agora estão arrasadas com os fechamentos”.

    Esse também é o sentimento das famílias do Mont Serrat, a quem está tocando agora esse momento de estupor. “Estamos no chão”, repete dona Uda. Mas, talvez, seja hora de levantar e lutar. A história da escola Lúcia do Livramento Mayvorne, que completaria 50 anos em 2012, não é coisa para ser derrubada assim, numa canetada. Ela é fruto da caminhada de toda uma comunidade e precisa ser respeitada.

    Também é hora de a sociedade catarinense saber o que se passa, já que esses fechamentos saem na imprensa como drops informativos, sem contexto, sem histórias, sem humanidade. E assumir essa luta junto com as comunidades. Juventude precisa de educação, e educação de qualidade. Deixá-los fugir da escola, sem saber o que se passa, sem compreender esse movimento de evasão, fechando as escolas, é quase criminoso.

    ……. por Elaine Tavares ……………………….”MMPC”…NA LUTA CONTRA A cORJA cORRUPTA/cORRUPTORA!!!

  272. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!………………..#
    …….Luis Melancia diz: 23 de dezembro de 2011

    Esta casta superior do serviço público, esta corporação do atraso, ineficiente e incapaz de enquadrar poderosos, esta máfia togada, merece sim ser enquadrada. Controle externo nesta gente!! 45 % dos juízes do estado de São Paulo não declararam imposto de renda!! Tem que vigiar sim a variação patrimonial desta gente, os sérios não tem por que temer. Com tanta impunidade, é mais que lógico que devemos colocar o senhor todo poderoso JUIZ na malha fina. Aliás, judiciário e legislativo deveriam ter MALHA FINA COMPULSÓRIA.
    …”MMPC”….Na LUTA CONTRA a corja corrupta/corruptora!!!

  273. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!……………….#
    …….Iv.Jan.Ka diz: 21 de dezembro de 2011

    Caros colegas: gostaria de informar a quem não entende nada de política que existem métodos de fazer propaganda política e o nosso esperto governador já está se preparando para o próximo pleito eleitoral, lançando metas espetaculares que deixam qualquer cidadão de pouca escolaridade com água na boca. Sim, pois só quem não tem uma formação razoável acredita nessas lendas veiculadas espalhadas aos quatro ventos… Escola em tempo integral… sem salas de aulas suficientes, com Professores desmotivados, sem planejamento, sem infraestrutura, sem vergonha na cara… Por isso é que tem tanta gente que vota nesses politiqueiros de meia patata: falta escolaridade suficiente para enxergar a realidade… Então é claro que vai faltar escola sempre e a educação vai continuar sendo essa farsa… o desgoverno tem que garantir seus votos. Um ponto para eles.
    …”MMPC” NA LUTA!!!

  274. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!…………………#
    …………..Wal.mor diz: 13 de dezembro de 2011

    Se como diz a Ministra Eliana Calmon, todos os membros do judiciário sãom obrigados por Lei a entregar ao CNJ cópia da declaração de bens, então não exidte quebra de sigilo fiscal. Conforme suas decloarações na imprensa, grande parte dos desembargadores do estado de São Paulo não entregaram ainda a declaração do imposto de renda, prevista em Lei. O que dá para concluir é que toda essa onda contra a Corregedora do CNJ e acabar com osm poderes de fiscalização do próprio CNJ, que foi criado por emenda constitucional. A verdade é que ninguém quer ser fiscalizado, só se esquecem de um detalhe, todos os recursos usados pelos poderes da República, são oriundos dos impostos que todos nós contribuintes pagamos diariamente, e que são muitos, portanto esses recursos devem teer a sua aplicação fiscalizada. Quanto ao pagamento de auxilio moradia com efeito retroativo a década de 90, pois somente os parlamentares recebiam, curioso dessa história, é porque esse benefício foi estendido ao judiciário, mas com efeito retroativo. Por que o beneficio não começou a ser pago da data que foi estendida a eles, pois na data da sua criação o Judiciário não era beneficiário desse pagamento. Será que foi observado o prazo de cinco anos para pagamento de desses direitos retroativos? Pois os valores pagos divulgados na imprensa chegam a um milhão de reais por beneficiário, no caso de São Paulo. Para se chegar a um valor desses tem que inclcuir muitos anos do beneficio pago, pois pelo que sabemos o auxilio moradia deve girar em torno de 3.000,00 mensais, é uma continha fácil de fazer. Só falta agora punirem a Drª Eliana Calmon por querer fiscalizar e punir possíveis desvios de conduta na gestão dos recursos públicos por parte de alguns Tribunais de Justiça Estaduais. Se exige tanta transparência do poder Executivo e do Legislativo, porque o poder Judiciário também não tem que ter transparência na aplicação dos recursos públicos, que tem a mesma origem de todos os recursos públicos, que são os impostos pagos por todos os contribuintes brasileiros.
    #
    …………..Wal.mor diz: 13 de dezembro de 2011

    CORREÇÃO:
    Se como diz a Ministra Eliana Calmon, todos os membros do judiciário são obrigados por Lei a entregar ao CNJ cópia da declaração do Imposto de Renda, então não exidte quebra de sigilo fiscal. Conforme suas declarações na imprensa, grande parte dos desembargadores do Estado de São Paulo não entregaram ainda a declaração do imposto de renda, prevista em Lei. O que dá para concluir é que toda essa onda contra a Corregedora do CNJ, é acabar com os poderes de fiscalização do próprio CNJ, que foi criado por Emenda Constitucional. A verdade é que ninguém quer ser fiscalizado, só se esquecem de um detalhe, todos os recursos usados pelos poderes da República, são oriundos dos impostos que todos nós contribuintes pagamos diariamente, e que são muitos, portanto esses recursos devem ter a sua aplicação fiscalizada. Quanto ao pagamento de auxilio moradia com efeito retroativo a década de 90, pois somente os parlamentares recebiam nessa época. Curioso dessa história, é porque esse benefício foi estendido ao judiciário com efeito retroativo. Por que o beneficio não começou a ser pago da data que foi estendida a eles, pois na data da sua criação o Judiciário não era beneficiário desse pagamento. Será que foi observado o prazo de cinco anos para pagamento de desses direitos retroativos? Pois os valores pagos divulgados na imprensa chegam a um milhão de reais por beneficiário, no caso de São Paulo. Para se chegar a um valor desses tem que inclcuir muitos anos do beneficio pago, pois pelo que sabemos o auxilio moradia deve girar em torno de 3.000,00 mensais, é uma continha fácil de fazer. Só falta agora punirem a Drª Eliana Calmon por querer fiscalizar e punir possíveis desvios de conduta na gestão dos recursos públicos por parte de alguns Tribunais de Justiça Estaduais. Se exige tanta transparência do poder Executivo e do Legislativo, porque o poder Judiciário também não tem que ter transparência na aplicação dos recursos públicos, que tem a mesma origem de todos os recursos públicos, que são os impostos pagos por todos os contribuintes brasileiros.
    …”MMPC”….Movimento do Magistério Público Catarinense na LUTA CONTRA a corja corrupta/corruptora!!!

  275. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!………………..
    …….Uma carta ao secretário da Educação
    26 de dezembro de 2011 …Mestre MÔA….

    A situação do ensino público estadual é avaliada nesta carta ao secretário Marco Tebaldi, assinada por uma professora catarinense:

    “Caro secretário de Educação do Estado de Santa Catarina,
    Senhor Marco Tebaldi,
    acho que a sua equipe errou os endereços dos emails ao enviar para nós, profissionais em educação da base das escolas , este belíssimo cartão de natal.
    Por mais belo que seja , nos vêm como ironia. A comovente mensagem que recorre ao discurso da sua campanha ( cidadania plena/realização de sonhos/construção de uma sociedade melhor/dialogo…) cai por terra , quando comparado com a sua prática e a prática de sua equipe.
    Nós , vivemos dentro das unidades que o senhor quer municipalizar , privatizar ( como privatizou , recentemente ,a escola Lúcia do Livramento Mayvormer ), acabar com a democracia das comunidades ( como aconteceu com a exoneração de uma diretotra eleita) e o pior de tudo precarizar , desvalorizando os profissionais que trabalham nas unidades escolares . Desconsideram ( o senhor e sua equipe) as necessidades de uma comunidade escolar , desconsideram o trabalho feito nessas unidades, desconsideram sequer o que seja trabalho pedagógico. Nos arrancam direitos históricos , nos humilham , nos constrangem , a todos , professores ACTs, efetivos ou aposentados , ATPs ou AEs , inclusive atacam diretores indicados ou eleitos . Entregam as escolas às traças , as baratas, à iniciativa privada, amordaçam diretores de escolas , não permitindo sequer que falem nas reuniões programadas pela SED,impõem projetos absurdos , inconstitucionais ( a forma como foi implantado o ensino de 9 anos e como esta´sendo conduzido om processo de escolha de aulas para 2012 , além das arbitrariedades que interferem na avaliação escolar – determinando , por exemplo, que somente estudantes do 3º e do 7ºano do EF reprovem – os outros aprovam por DECRETO – isto é um ataque à autonomia da politica pedagógica das escolas ).Desconsideram aulas repostas , assediam com CIs , e outras ameaças, deixam as escolas se esvaziarem ( pois não propõem projetos de matriculas , nem de combate a evasão e nem há projetos de combate à violencia escolar) .
    Ordenam que os professores têm que ficar até janeiro, nem que seja olhando para o teto, e o que mais aparecer nas cabeças daqueles que NUNCA pisaram em uma escola pública ( a não ser como visitas ilustres), aliás , diga-se , a grande maioria indicada por um partido político , pois são os cabos eleitorais ( se entendem de educação? pouco importa pois entendem de como colher votos para a próxima eleição, importam -se com os rumos da educação? menos ainda…amanhã poderão estar noutros rumos , pois a educação pública NUNCA será usada pelos familiares desses cidadãos ) São esses que ordenam , mas não são esses os usuários dos serviços públicos…E aqueles que dedicaram metade da vida estudando práticas e teorias pedagógicas, construindo para e junto com a comunidade escolar uma identidade ? Esses? Bem , senhor secretario , talvez a estes, baste um cartão de natal com um punhado de palavras maravilhosas que seriam válidas se não usassemos a prática como critério de verdade. Então , senhor secretário Marco Tebaldi e toda equipe ( que assina o cartão)uso , conforme o direito constitucional que me cabe ,a liberdade de dirigir-lhe a palavra para desejar-lhe que no ano de 2012 haja mais comprometimento e mais ação para revisão de práticas verticalizadas de gestão , corrigindo posturas de assédio moral no interior das escolas e na SED, haja pressão para o cumprimento das promessas de campanha do Governo que o senhor defende, haja cumprimento dos acordos feitos na greve de 90% do magistério, haja reformas e construção de mais unidades para atendimento do EF e médio, haja reestatização da EEB Lúcia Mayvorner, eleição direta para diretores de escolas , valorização do magistério com salário digno , carreira e concurso público de ingresso , política de evasão escolar , política de combate á violencia , fim dos decretos e normativas que cortam a autonomia da comunidade escolar , fim da politica de fechamento de escolas, dialógo de fato e não monologo, investimento real nas escolas, reestatização da alimentação escolar , interrupção do processo de municipalização ,interrupção do processo de tercerização das serventes ( concurso público para serventes e merendeiras) ,enfim , senhor Tebaldi , meus votos para que o senhor haja em respeito as leis e direitos de estudantes , familiares e trabalhadores em educação deste Estado . Assim , com certeza , teremos um 2012 mais digno e feliz , garantindo a toda população a educação de qualidade que ela merece por direito e os profissionais em educação terão um ano de mais valorização e dignidade!”

    Postado por Mestre MÔA……………………… …………………”MMPC” Movimento do Magistério Público Catarinense…NA LUTA CONTRA A cORJA cORRUPTA/cORRUPTORA!!!

  276. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!……………….
    …….CNTE aguarda correção do PISO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO para 2012……. (22% EM JANEIRO DE 2012)

    Após algumas semanas de intensas reuniões com Parlamentares, Lideranças do Congresso e Ministros ligados à Presidência da República, a CNTE conseguiu obstruir a tramitação do projeto de lei, aprovado pela Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados, que visava “congelar” o valor de compra do piso do magistério. Assim, para 2012, a atualização do PSPN continua vinculada ao custo aluno do Fundeb que, segundo parecer da Advocacia Geral da União, seguido pelo MEC nos dois últimos anos, ficará em torno de 22%.

    A contraditória e lamentável decisão da CFT/Câmara, tomada sob pressão de “governadores” e “prefeitos”, frustrava totalmente os Desígnios de Valorização do Magistério PÚBLICO, sobretudo da meta 17 do Plano Nacional de Educação. E isso corroborou a aceitação, por parte da presidência da Câmara dos Deputados, do recurso da deputada Fátima Bezerra (PT-RN) solicitando a revisão da votação da CFT. O mesmo, por sua vez, só poderá ser apreciado no próximo ano.

    Mesmo com a vitória parcial, a CNTE aguarda, até o final deste ano, a divulgação do novo valor do piso nacional do Magistério PÚBLICO, que servirá de referência mínima para os vencimentos iniciais das Carreiras dos Profissionais com formação de Nível Médio. Para a formação de nível Superior, a Confederação recomenda a aplicação de 50% sobre a remuneração concedida ao Nível Médio, na carreira do MAGISTÉRIO PÚBLICO.

    Durante as negociações com o Governo Federal e as lideranças no Congresso, ficou decidida ainda a instalação de mesa de negociação para debater a implantação do Piso e da Carreira nos Estados e Municípios, com representações de Governadores, Prefeitos, MEC e Trabalhadores da Educação. Esse espaço deverá servir também para dirimir as dúvidas sobre a correta forma de aplicação dos recursos educacionais e, acima de tudo, convencer os gestores de que só haverá Educação de Qualidade com Profissionais Valorizados… ……………………..”MMPC”>>>NA LUTA CONTRA A cORJA cORRUPTA/cORRUPTORA!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *