37 comentários em “(Video) Educação em Luta – Governo Golpista aprova lei que destrói a educação em SC

  1. …(DES)governo da VERGONHA!!!…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! …”O SENHOR DA GREVE É A BASE!!!”……………………………………………………………………..comentário ………………………………………………..Professora Cristina Sutil, de Lages.

    …Considerações GREVISTAS em resposta à nota enviada pela assessoria de imprensa do governo – através da Gerente de Educação de Lages:

    1. A GERENTE, REPRESENTANDO O (DES)governo DIZ: “Os poucos que permanecem na greve têm interesses que vão além das questões salariais.”

    RESPONDO: Sou Professora! NÃO sou filiada a nenhum partido político! Esta foi uma infeliz insinuação. Aliás, muitos filiados que conheço querem a desfiliação partidária… Do jeito que as coisas estão, estamos sendo encorajados e com motivos legítimos a trabalhar contra os INIMIGOS DA EDUCAÇÃO!!!

    As questões salariais são importantes sim! Quem disser que não, estará sendo hipócrita. Que tal propor aos senhores deputados e ao senhor governador, trocar a ALESC e a Agronômica pela escola, e o piso salarial do magistério pelos seus salários?

    2. A GERENTE DIZ: “…vários Professores apresentaram planos de reposição de aula após a proposta de folha suplementar…”

    RESPONDO: Professores são seres humanos e tem necessidades humanas… Comem, dormem, amam, FICAM DOENTES, querem ter lazer, choram … iguais a todo trabalhador. Os descontos em FOLHA ameaçaram a qualidade de vida dos Professores e de seus familiares!

    3.A GERENTE DIZ: “Os Professores aceitaram as condições oferecidas pelo (DES)governo.”

    RESPONDO: Não aceitei como bem-vindo ou ideal o PROJETO de LEI COMPLEMENTAR. Fomos desrespeitados enquanto CATEGORIA. O governo massacrou nosso PLANO de CARREIRA;”DESTRUIÇÃO”

    4. A GERENTE DIZ: “A greve acabou em nossa região”

    RESPONDO: A greve não é da regional de Lages. A greve é Estadual. Foi deflagrada em uma Assembléia Estadual e só poderá ser encerrada desta forma também.

    5. A GERENTE DIZ: “Só retornarão às salas de aula quando a organização determinar”; “De acordo com a gerente de Educação, os Grevistas são representados pelo Sinte.”

    RESPONDO: Quem é sindicalizado deve respeitar o estatuto de seu sindicato. NÃO faço parte da diretoria do SINTE.
    Ninguém entra ou sai de greve obrigada por Organização Sindical. Não podemos agir à revelia. Não somos nós que estamos ultrajando a LEI; “É O (DES)governo FORA DA LEI!!!”
    6. A GERENTE DIZ: “Apenas 16 professores de Lages permanecem em greve”

    RESPONDO: É um ENGODO acreditar que os professores que já voltaram às suas atividades estejam COMPLETAMENTE satisfeitos com as atitudes do (DES)governo. Podemos estar momentaneamente desestimulados… Mas não estamos mortos!!! Sinto-me dignificada por fazer parte deste número. Estou desde o início na minha primeira Greve, sei que muitas outras virão até que compreendam os incompreendidos… (e viva Martin Luther King!)…………………………………………….O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, CAUSANDO SÉRIOS PROBLEMAS AO (DES)governo da “tripa ali” ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???…A GREVE É NOSSA ARMA CONTRA A CORJA CORRÚPTA!!!………………………………………………………………………………”Se eu soubesse que o mundo terminaria amanhã, hoje ainda plantaria uma árvore.” – Martin Luther King-…………..MOSTRAMOS NOSSA FORÇA E SURPREENDEMOS A TUDO E A TODOS!…………..LEI NÃO SE NEGOCIA, LEI SE CUMPRE!…………..JUNTOS SOMOS FORTES E A GREVE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

  2. Esta é ótima…..

    GOVERNADOR COLOMBO E A CAMISINHA
    = MELHOR IMPOSSÍVEL!!! !

    ESSA É A DEFINIÇÃO MAIS PERFEITA QUE JÁ LI ATÉ HOJE, SOBRE O NOSSO GOVERNADOR…

    O governo é igual à camisinha: A camisinha permite inflação, impede produção, destrói a próxima geração, protege um bando de porras e ainda transmite um sentimento de segurança… Enquanto, na verdade, alguém está sendo fodido!!!

    Incontestável. ..
    Por enquanto é só pessoal,
    até a Assembléia Estadual,
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<>O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME, FORTE E COESO!!!
    Abraços a todos,

  3. …senhor governador…ONDE FOI PARAR A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???…………..AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!………….a “tripa ali”ança—pmdb ,psdb e (PFL/dem/psd*)”A CAMUFLAGEM” descoberta; “TEM O DEVER DE SE EXPLICAR AO POVO CATARINENSE!!!”…….COM A palavra o (DES)governo!!!………………………………………………………………… …”Nunca sei ao certo se sou um menino de dúvidas ou um homem de fé…certezas o vento leva só dúvidas continuam de PÉ.”…….(Paulo Leminski – do LIVRO O EX – ESTRANHO)……………………………………………. ….O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, BATENDO SEM TRÉGUA NA LINHA DE CINTURA(e que cintura não???”CÓS” de barril)DO DESGOVERNADO “(DES)governadô!!!”…….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A GRANA polpuda DO FUNDEB???…………..É GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  4. …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!…………………………………………………………7/7/2011 Vania Casagrande Cichowicz – – Sem Título!

    É isso mesmo,pensei muito não achei um título para o meu manifesto: Queria poder falar com o Governador pessoalmente,sei que é impossível ele mal recebe a classe mais importante do Estado,os EDUCADORES,imagina se vai me receber,me ouvir,logo eu, mãe de aluno de Escola pública,que mal sabe se expressar. No entanto:com vírgulas,assentos,parágrafos e erros dos mais diversos colocados no meu desabafo,lá vai… Sr.Raimundo… Pobre de nossos filhos,pobre de nosso futuro… Sem Educação!Vendo só corrupção… Sem ESTADO!Que noção terão do mundo? Faixas negras como as dores… Sim são elas! E não as crianças, que vejo nos corredores… Rostos amargos,aflitos andando em procissão, Eu queria bandeiras brancas,mas o que desfila é um cruel caixão! Oh Moreira! De outrora conheces bem,a luta,a batalha o sofrimento… Se antes estavam só,sem amparo,engolindo um” te enganei!” Agora nós e eles,a sociedade sabe, tem amparo de uma Lei! Marco Antonio Tabaldi! No fundo,bem no fundo… Tu sabes,passou pela tua vida um Professor… Abnegado,valente,pouco remunerado,quase um voluntário… Mas ele foi nobre,guerreiro,competente, Fez de você um secretário! Raimundo… O Sr. Teve um professor? Eu imagino que sim… Triste seria se tivesses que provar, assim como o Tiririca…(personagem) Que teu cargo é de protesto,de sabedoria poucos traços… Que ao invés de votar num político sábio, Elegemos um palhaço! ( Meu respeito aos circences) Oh Pinho Moreira! As salas estão vazias… Vazias de esperança! Arranque delas as negras faixas, mande de volta as crianças… Pulando nos corredores,com alegres professores, Com direitos respeitados… Do contrário Senhores governantes,entraremos na peleia… Gritaremos todos juntos, Fechem logo as escolas, E abram então CADEIAS.
    Vania Casagrande Cichowicz Mãe de aluno da E.E.Bom Pastor Chapecó SC.

    VAMOS FAZER CIRCULAR ESTE MANIFESTO, É DE GRANDE VALIA.
    …………………………………….A LUTA CONTINUAAA DESDE SEMPRE!!!…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…CADÊ A GRANA FDERAL DO FUNDEB???

  5. O SINTE não prescisa estar ligado à CUT e à instituição alguma. Temos que ser um sindicato totalmente independente. A CUT não representa, não apoia os trabalhadores, ela está do lado do governo federal e financia campanhas, no dia do trabalho faz sorteio de apartamentos, carros com nosso dinheiro, entre outras coisas erradas. O SINTE repassa uma tremenda grana anualmente para a CUT, este dinheiro deve ficar no sindicato para construirmos uma sede, para ficar de fundo de greve ou sei lá. Fora um dia trabalho que damos à CUT todo ano, lembram? Falaram-me que voltaria uma percentagem para nós trabalhadores, do dinheiro deste dia trabalhado. Isto é verdade? Alguém pode me esclarecer? Fora pendurar bandeira na mesa o que eles fazem nas nossas manifestações? Dá licença, oh!

  6. (acróstico)
    Sou um grande otimista, e nunca me dou por satisfeito.
    Estou ciente que preciso me atualizar e me adaptar ao meio.
    Reconheço os meus erros, mas nunca os descarto.

    Preciso tentar imaginar o que o aluno sente.
    Requeiro os meus direitos, me questiono, me avalio, me critico e me elogio.
    O que mais gosto de ouvir de um aluno é: eu aprendi professor.
    Fico feliz em dar um pouco de luz para iluminar seu caminho.
    Eu não posso me esquecer que o aluno tem problemas, emoções…
    Sou amigo, psicólogo, ídolo, mas posso ser opressor, odiado, malvado…
    Sou quase compulsivo, quase um viciado em aprender.
    Objetivo o aprender do aluno, na sala de aula penduro os problemas, e, às vezes, sou ator.
    Reconheço que não posso mudar o mundo, mas posso mudar uma mente.

    Renoir Pereira

  7. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!<<<<<<<CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???……………………………………………………………………………………….#

    Rosângela………….."RÔ, RÔ, RÔ!!!"

    Olá,

    Como se sentem certas pessoas traidoras do movimento ao saberem que os educadores do estado de Santa Catarina foram usados como bodes espiatórios para os governadores dos demais estados brasileiros na luta pela aplicação do FUNDEB na educação? E os educadores que ficaram nas salas de aula e aqueles que voltaram antes da última Assembleia Estadual? Todos têm problemas pessoais e motivos, mas pior mesmo é se alguém e alguns se venderam.

    O governo estava emperrado com a nossa greve e investiu o quanto pôde, inclusive colocando 37 policiais, policiais à paisana e o BOPE na AL durante a votação contra a qualidade na educação, para que ela terminasse e pudesse anunciar os seus interesseiros investimentos no estado e sabe lá no que mais, porque o dinheiro do FUNDEB existe. O fundo da educação sempre existiu, assim como todas as verbas que diz estar nas referidas repartições públicas. Sempre foi usado para as campanhas eleitoreiras e supérfluos, não há dúvidas. No ano que vem haverá campanhas para eleger prefeitos — e disso sabem muito bem os nossos deputados estaduais que votaram contra nós e que têm os seus interesses como prioridade — e nenhuma preocupação com as crianças e os jovens que estão nas escolas estaduais. Então desviar o FUNDEB é o objetivo deles como nossos representantes eleitos por nós.

    Professores acamparam durante o frio mais intenso das últimas décadas, professor segurou placa durante toda as mobilizações pedindo “FUNDEB AUDITORIA JÁ!”, professor desempregado não aceitou ser substituto de professor que estava no movimento, aluno participou do movimento do primeiro ao último dia e tantos trabalhadores da educação na luta brigando pelos direitos.

    Todos precisam inteirar-se a tudo isso daqui pra frente e se informar para não se deixar levar por aqueles que consideram líderes. Agora precisamos mesmo de um bom endereço eletrônico para nossos alunos e seus pais, para pedirem conosco a aplicação do FUNDEB na educação imediatamente. Conscientizá-los por comunicado escrito no quadro, para cópia pelos alunos e conferência de assinatura dos pais por nós, para nos certificarmos de que realmente leram. Nesse comunicado deverá ter informação sobre o FUNDEB – dinheiro da educação para os estudantes que chega na forma de cursos de aperfeiçoamento para o professor, na melhoria do salário do professor, na garantia de um espaço escolar seguro, confortável, bem equipado e belo, garantindo a qualidade da educação.

    Sou a professora que reivindicou o uso do microfone para falar e agora expresso por escrito o meu desabafo e aproveito para fazer esta campanha pela APLICAÇÃO DO FUNDEB NA EDUCAÇÃO IMEDIATAMENTE.
    …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME, FORTE E COESO!!!<<<<<<<É ESTADO DE GREVEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!…abraço fraterno

  8. …”ACORDA POVO CATARINENSE!”…………..AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! ……………………………………………… el flores diz:
    10 de agosto de 2011

    Haverá alguém que acredite em “comissão”? Será muito ceticismo de minha parte? O governo trazendo parceria de São Paulo para compor a tal comissão? É a tal “meritocracia ” que vem por aí, goela abaixo, aliás como tudo nesse governo fora da lei? O próprio governo de São Paulo reconheceu publicamente no jornal “O Globo” o fracasso dessa forma de avaliação e remuneração. Seria bom questionarmos o porquê do mérito somente na área da educação. E nas outras atividades, não precisa? Que tal avaliarmos os políticos e suas politicalhas também por mérito e colocarmos uma placa gigantesca em frente à Assembleia Legislativa com os escândalos, a corrupção, a falta de ética, a roubalheira, o cinismo, as gordas vantagens, as diárias exorbitantes, a aprovação descarada de altíssimos percentuais em seus salários, a troca de partido depois de eleitos num total descaso com o eleitor que os elegeu, as promessas de campanha não cumpridas…fala sério, vai faltar lugar na tal placa para registrar tanto descalabro. Remunerar professor por mérito de desempenho na aprendizagem dos alunos é colocar nas “nossas costas” mais um fardo pesadíssimo e solitário. É desconhecer que a aprendizagem se dá dentro de um contexto: diretores competentes (fora com as indicações políticas e todos os apadrinhados aninhados dentro das escolas), corpo pedagógico competente, professores qualificados e bem pagos, estrutura física das escolas adequada, material didático à vontade e de qualidade…e a família por trás de tudo. Cadê a família? Colocar placa de IDEB na frente da escola, sem antes mexer nas mazelas da educação é como começar a casa pelo telhado. E a base? Ah! A base que se dane. Se o mérito não funcionar O governo dirá “a culpa é dele, um tal de “professor”. E completará:”São uns imcompentes, a salvação de nossas criancinhas é a…PRIVATIZAÇÃO. É muita COVARDIA!!!!
    …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÙBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME, FORTE E COESO!!!…….É ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!……………………………GALERA, UNIDOS SOMOS FORTES!!!………………..UBUNTU

  9. marcelocardosodasilva

    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!………….CADÊ A GRANA “FEDERAL” DO FUNDEB??? senhor joão raimundo “calombo”
    ……enquanto isso no RJ, Servidores Públicos, NA LUTA!!!
    BOPE: R$ 2.260,00 Para arriscar a vida;
    Bombeiros: R$ 960,00 Para salvar vidas;
    Professores: R$ 728,00 para preparar para a vida;
    E um deputado federal? Ganha R$ 26.700,00 para ferrar a vida do Brasileiro!
    (Encaminhe, faça parte da campanha dos Bombeiros)

    VAMOS CONTINUAR COM ESTA CAMPANHA TÃO NOBRE !!!!!

    ”Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros”. Che Guevara

    …em Santa Catarina o “CAOS INSTALADO” nas áreas da SAÚDE, EDUCAÇÃO E SEGURANÇA!!!…………..E o (des)Governo da “tripa ali” ança (pmdb, psdb e pfl/dem/PSD*)A CAMUFLAGEM DESCOBERTA, querendo …….”VENDER” …….a CASAN e a CELESC!!!…”VERGONHA É POUCO; CORJA!!!”……………………………………..O MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

    …….”Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha” – (Vitor Hugo)…….
    …MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  10. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…….CADÊ A GRANA “FEDERAL” DO FUNDEB!!!………………………………………………………………………….Caren Cristina
    abril 26, 2011 at 12:47

    Quem somos?

    Somos sonhadores, lutadores e por si só vencedores.

    Parabenizo os profissionais do Magistério Estadual de Santa Catarina, especialmente os profissionais da EEB Simão José Hess, do qual tenho orgulho de fazer parte. Sabemos que a luta por nossos objetivos que é ter uma educação de qualidade está apenas começando, mas sabemos também, o quanto temos garra para seguir em frente e conquistar o que nos é de direito. Sinto-me feliz com os estudos e discussões que temos feito cotidianamente bem como as iniciativas que vimos tomando para mudar a situação deprimente em que se encontra nossa educação. Tenho a certeza de que estamos no caminho certo e que em breve teremos boas novas.

    Um abraço a todos os educadores que acreditam! …O MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  11. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB??? …
    “O acórdão do Supremo sobre o piso”…DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE
    27 de agosto de 2011 …MESTRE MÔA….

    A decisão (acórdão) do Supremo Tribunal Federal, publicada no Diário da Justiça de 24 de agosto de 2011, sobre o julgamento de mérito da ação direta de inconstitucionalidade (ADIn 4.167), torna inconteste qualquer opinião que desafie a constitucionalidade e a aplicação imediata da Lei 11.738 (Piso do Magistério), sobretudo quando observados os esclarecimentos do Tribunal na ementa da decisão, assim dispostos:

    1. Perda parcial do objeto desta ação direta de inconstitucionalidade, na medida em que o cronograma de aplicação escalonada do piso de vencimento dos professores da educação básica se exauriu (arts. 3º e 8º da Lei 11.738/2008).

    2. É constitucional a norma geral que fixou o piso dos professores do ensino médio com base no vencimento, e não na remuneração global. Competência da União para dispor sobre normas gerais relativas ao piso de vencimento dos professores da educação básica, de modo a utilizá-lo como mecanismo de fomento ao sistema educacional e de valorização profissional, e não apenas como instrumento de proteção mínima ao trabalhador.

    3. É constitucional a norma geral que reserva o percentual mínimo de 1/3 da carga horária dos docentes da educação básica para dedicação às atividades extraclasse.

    Ação direta de inconstitucionalidade julgada improcedente. Perda de objeto declarada em relação aos arts. 3º e 8º da Lei 11.738/2008.

    Em suma: o acórdão declara a Lei do Piso totalmente constitucional e reforça as orientações da CNTE condizentes à sua correta aplicação, recentemente divulgadas no jornal mural especial sobre o PSPN..

    A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação ofereceu outras informações:
    “Sobre a possibilidade de, nos próximos cinco dias, algum gestor público interpor embargos de declaração à decisão do STF, alegando possíveis obscuridades, contradições ou omissões no acórdão, a CNTE esclarece que essa ação (muitas vezes protelatória, e única possibilidade de recurso ao julgamento) não suspende a eficácia da decisão. Ou seja: a Lei 11.738 deve ser aplicada imediatamente.

    Importante reforçar que, para quem deixar de vincular (no mínimo) o piso nacional aos vencimentos iniciais de carreira, os sindicatos ou qualquer servidor deverão ingressar com Reclamação no STF, bem como denunciar os gestores, descumpridos da Lei, por improbidade administrativa.

    Em relação à hora-atividade, a falta de eficácia “erga omnes”??? e de efeito vinculante à decisão não dispensa o gestor público de observá-la à luz do parágrafo 4º do art. 2º da Lei 11.738, uma vez que o dispositivo foi considerado constitucional pelo STF. Nestes casos, a cobrança do cumprimento da Lei deverá ocorrer perante o judiciário local…É ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  12. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…….CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB??? …………..#
    cláudia

    Entramos na luta pelo piso na carreira, não ganhamos ainda. A greve continua legal. O que estamos esperando para continuarmos a luta. tudo que ele planejou está acontecendo, vamos deixar? retornar agora, com reposição das aulas sem sermos pagos, é tudo que ele quer. levante a sua voz sedenta e recomece a andar, e pra frente é que se anda. diga sim a continuidade da greve, por nós mesmos.

    #
    Responder!!! marcelocardosodasilva Perguntar????

    …(DES)governo da VERGONHA!!!…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! …”O SENHOR DA GREVE É A BASE!!!”……………………………………………………………………..comentário ………………………………………………..Professora Cristina Sutil, de Lages.

    …Considerações GREVISTAS em resposta à nota enviada pela assessoria de imprensa do governo – através da Gerente de Educação de Lages:

    1. A GERENTE, REPRESENTANDO O (DES)governo DIZ: “Os poucos que permanecem na greve têm interesses que vão além das questões salariais.”

    RESPONDO: Sou Professora! NÃO sou filiada a nenhum partido político! Esta foi uma infeliz insinuação. Aliás, muitos filiados que conheço querem a desfiliação partidária… Do jeito que as coisas estão, estamos sendo encorajados e com motivos legítimos a trabalhar contra os INIMIGOS DA EDUCAÇÃO!!!

    As questões salariais são importantes sim! Quem disser que não, estará sendo hipócrita. Que tal propor aos senhores deputados e ao senhor governador, trocar a ALESC e a Agronômica pela escola, e o piso salarial do magistério pelos seus salários?

    2. A GERENTE DIZ: “…vários Professores apresentaram planos de reposição de aula após a proposta de folha suplementar…”

    RESPONDO: Professores são seres humanos e tem necessidades humanas… Comem, dormem, amam, FICAM DOENTES, querem ter lazer, choram … iguais a todo trabalhador. Os descontos em FOLHA ameaçaram a qualidade de vida dos Professores e de seus familiares!

    3.A GERENTE DIZ: “Os Professores aceitaram as condições oferecidas pelo (DES)governo.”

    RESPONDO: Não aceitei como bem-vindo ou ideal o PROJETO de LEI COMPLEMENTAR. Fomos desrespeitados enquanto CATEGORIA. O governo massacrou nosso PLANO de CARREIRA;”DESTRUIÇÃO”

    4. A GERENTE DIZ: “A greve acabou em nossa região”

    RESPONDO: A greve não é da regional de Lages. A greve é Estadual. Foi deflagrada em uma Assembléia Estadual e só poderá ser encerrada desta forma também.

    5. A GERENTE DIZ: “Só retornarão às salas de aula quando a organização determinar”; “De acordo com a gerente de Educação, os Grevistas são representados pelo Sinte.”

    RESPONDO: Quem é sindicalizado deve respeitar o estatuto de seu sindicato. NÃO faço parte da diretoria do SINTE.
    Ninguém entra ou sai de greve obrigada por Organização Sindical. Não podemos agir à revelia. Não somos nós que estamos ultrajando a LEI; “É O (DES)governo FORA DA LEI!!!”
    6. A GERENTE DIZ: “Apenas 16 professores de Lages permanecem em greve”

    RESPONDO: É um ENGODO acreditar que os professores que já voltaram às suas atividades estejam COMPLETAMENTE satisfeitos com as atitudes do (DES)governo. Podemos estar momentaneamente desestimulados… Mas não estamos mortos!!!……. Sinto-me dignificada por fazer parte deste número. Estou desde o início na minha primeira Greve, sei que muitas outras virão até que compreendam os incompreendidos……. (e viva Martin Luther King!)…………………………………………….O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE, CAUSANDO SÉRIOS PROBLEMAS AO (DES)governo da “tripa ali” ança—pmdb, psdb e (pfl/dem/psd*)…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???…A GREVE É NOSSA ARMA CONTRA A CORJA CORRÚPTA!!!………………………………”Se eu soubesse que o mundo terminaria amanhã, hoje ainda plantaria uma árvore.” – Martin Luther King-…………..MOSTRAMOS NOSSA FORÇA E SURPREENDEMOS A TUDO E A TODOS!…………..LEI NÃO SE NEGOCIA, LEI SE CUMPRE!…………..JUNTOS SOMOS FORTES… ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

  13. marcelocardosodasilva
    agosto 28, 2011

    …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA FIRME E FORTE!!!…………………………………………………………7/7/2011 Vania Casagrande Cichowicz – – Sem Título!

    É isso mesmo,pensei muito não achei um título para o meu manifesto: Queria poder falar com o Governador pessoalmente,sei que é impossível ele mal recebe a classe mais importante do Estado,os EDUCADORES,imagina se vai me receber,me ouvir,logo eu, mãe de aluno de Escola pública,que mal sabe se expressar. No entanto:com vírgulas,assentos,parágrafos e erros dos mais diversos colocados no meu desabafo,lá vai… Sr.Raimundo… Pobre de nossos filhos,pobre de nosso futuro… Sem Educação!Vendo só corrupção… Sem ESTADO!Que noção terão do mundo? Faixas negras como as dores… Sim são elas! E não as crianças, que vejo nos corredores… Rostos amargos,aflitos andando em procissão, Eu queria bandeiras brancas,mas o que desfila é um cruel caixão! Oh Moreira! De outrora conheces bem,a luta,a batalha o sofrimento… Se antes estavam só,sem amparo,engolindo um” te enganei!” Agora nós e eles,a sociedade sabe, tem amparo de uma Lei! Marco Antonio Tabaldi! No fundo,bem no fundo… Tu sabes,passou pela tua vida um Professor… Abnegado,valente,pouco remunerado,quase um voluntário… Mas ele foi nobre,guerreiro,competente, Fez de você um secretário! Raimundo… O Sr. Teve um professor? Eu imagino que sim… Triste seria se tivesses que provar, assim como o Tiririca…(personagem) Que teu cargo é de protesto,de sabedoria poucos traços… Que ao invés de votar num político sábio, Elegemos um palhaço! ( Meu respeito aos circences) Oh Pinho Moreira! As salas estão vazias… Vazias de esperança! Arranque delas as negras faixas, mande de volta as crianças… Pulando nos corredores,com alegres professores, Com direitos respeitados… Do contrário Senhores governantes,entraremos na peleia… Gritaremos todos juntos, Fechem logo as escolas, E abram então CADEIAS.
    Vania Casagrande Cichowicz Mãe de aluno da E.E.Bom Pastor Chapecó SC.

    VAMOS FAZER CIRCULAR ESTE MANIFESTO, É DE GRANDE VALIA.
    …………………………………….A LUTA CONTINUAAA DESDE SEMPRE!!!…AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…CADÊ A GRANA FEDERAL DO FUNDEB???

  14. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…….CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB??? …Governadores tentam protelar decisão do STF

    (03/09/2011)

    Recursos não suspendem a eficácia imediata da decisão

    Pelo menos quatro governadores de Estado (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Ceará) interpuseram embargos ao acórdão da ADI 4.167, publicado no dia 24 de agosto, cujo resultado ratificou a constitucionalidade integral da Lei 11.738 e ordenou sua aplicação imediata.

    Importante frisar que tais embargos não têm poder de suspender a decisão do STF. Os gestores terão de cumpri-la enquanto aguardam novo pronunciamento do Tribunal a respeito dos possíveis pontos considerados contraditórios, obscuros ou omissos no acórdão. A não observância da Lei quanto à vinculação do piso aos vencimentos de carreira, enseja imediata Reclamação ao STF. No caso da hora-atividade vinculada à jornada, seu descumprimento deve ser denunciado na justiça local.

    Com relação ao teor dos embargos, todos solicitam que a decisão de vincular o piso nacional às carreiras de magistério, ou melhor, ao vencimento-base inicial para professores com formação de nível médio, seja considerada a partir do julgamento final da ação, evitando passivos judiciais. Sobre este ponto, a CNTE já havia orientado suas afiliadas a cobrarem a sobredita vinculação a partir de 6 de abril de 2011, quando o STF julgou a questão. Contudo, caso o Tribunal retroceda o prazo de vigência integral do piso na forma de vencimento, aí sim os Sindicatos poderão requerer dos Executivos os valores retroativos ou cobrá-los judicialmente.

    Outro embargo, do Estado de Santa Catarina, acresceu no seu pedido a extensão do auxílio financeiro da União para pagamento do Piso aos estados e municípios que não recebem a complementação ao Fundeb. A CNTE também já havia indicado, em sua primeira análise sobre os dispositivos da Lei do Piso, ainda em 2008, essa incompatibilidade do art. 7º da Lei 11.494, que se encontra regulado pela Resolução nº 5/2011 da Comissão Intergovernamental de Financiamento para a Educação Básica de Qualidade, instituída pela Portaria MEC nº 213/2011.

    Contraditório, extrapolante e decepcionante, porém, consistem os embargos apresentado pelo governador Tarso Genro, do Rio Grande do Sul, que requer a implementação do piso gradativamente e no prazo de um ano e meio após o julgamento do transito em julgado do acórdão que decidir sobre os presentes embargos declaratórios e infringentes. Para quem é signatário da Lei 11.738 e requereu a retirada do Estado da ADI 4.167, assim que assumiu o governo, é de estranhar que sua interposição tenha sido a mais retrógrada e protelatória quanto à efetividade integral e imediata da Lei. Lamentamos essa postura do governo gaúcho e esperamos que o STF indefira totalmente o pedido que extrapola, a nosso ver, os limites apontados pelo acórdão, sobretudo quando verificadas as referências da maioria dos ministros que entendeu que os gestores tiveram tempo suficiente para adequarem as contas públicas ao piso do magistério.

    Até o dia 5 de setembro poderão ser interpostos novos embargos ao acórdão que exige o cumprimento da Lei do Piso, e a CNTE acompanhará esse processo e informará suas afiliadas com a maior brevidade possível.

    Copiei daqui.

    Bom final de semana!

    …J. BAez

    A Assembleia Legislativa/SC possui 28 deputados que votaram contra a educação. Lembre-se: não vote neles nas próximas eleições. …É ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  15. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???………………… ……#

    responder…QUAL A FUNÇÃO DAS BOLSAS “PRIVADAS”???

    Lia diz: 3 de setembro de 2011

    Pelo sistema de bolsas de estudo? O Catarinense já faz algo assim, mas o problema é que escolhem os “Melhores Alunos” da lista de candidatos. Os bons alunos, os excepcionalmente superdotados vão alimentar o alto padrão das escolas privadas, a “bagaceira” fica na Pública. Bom pro Aluno que ganha a bolsa, que terá seu potencial mais bem ‘explorado’. Ruim pra Escola Pública que vai ficando com a turma nivelada por baixo e tirando os bons ,a média de avaliação cai mais ainda. Seria interessante que escolas “privadas” mostrassem como dar jeito naqueles que só “atrasam” os demais na Escola Pública. A diferença não seria tanta se a escola privada fosse “COAGIDA” a nivelar por baixo por causa das ‘diferenças sociais’, fosse impedida de reprovar e de exigir desempenho, fosse obrigada a usar as mesmas metodologias de ensino e avaliação das Públicas. Em qual escola privada aluno fica da primeira à terceira série sem reprovar e sem saber ler e escrever, além de dominar a aritmética básica? Já chegam ao primeiro ano alfabetizados, o material de trabalho não é o mesmo da escola pública, podem exigir tanto materialmente como intelectualmente dos alunos, coisa que na Pública não PODE!
    Mas vamos ver se o “BIÔNICO” Maldaner mostra serviço e cria uma ‘lei’ obrigando as escolas privadas a darem bolsas pros “piores” alunos da Pública, sobretudo os com mais de dois anos de descompasso idade-série…Para os bons é muito fácil. É assim que faz o MIT, por exemplo. O que tem de “olheiros “estrangeiros seduzindo os nossos melhores Cérebros para Estudarem Fora, não tá no gibi, né? A “cacalhada” não querem…rsrs
    …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAAAAAAAAAAAA EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  16. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…………………………………………………………………………….A …”FORMAÇÃO DOS EDUCADORES”

    Jéferson Dantas, Mestre em educação pela UFSC clioinsone@gmail.com

    A formação de futuros educadores é um dos principais desafios em Santa Catarina e no Brasil. As demandas do mundo contemporâneo exigem dos (as) educadores (as) mais do que uma formação instrumental, razão pelas quais milhares de estudantes da educação básica encontram-se cada vez mais despolitizados e alheios ao modelo econômico vigente. As lacunas da formação inicial nas universidades não são os únicos entraves, já que as próprias instituições educacionais necessitam repensar os seus currículos e o processo de democratização de suas instâncias de deliberação coletiva (associação de pais e professores, grêmios estudantis e conselhos deliberativos).

    Para o educador estadunidense Henry A. Giroux, a racionalidade instrumental na formação inicial tem “treinado” os educadores para obedecerem a pacotes curriculares oficiais dos quais não opinaram ou não construíram coletivamente. Embora esta seja uma realidade dos Estados Unidos, no Brasil as políticas públicas educacionais têm seguido essa mesma corrente há alguns anos. A lógica institucional neotecnicista é preocupante, já que desvaloriza ou desqualifica a função social mediadora do (a) educador (a), tornando-o um mero repassador de conteúdos disciplinares descontextualizados. A politização dos (as) educadores (as) ao perder seu lugar para a mera instrução empobrece o caráter epistemológico das diferentes áreas do conhecimento, sedimentando práticas pedagógicas desideologizadas e sensíveis à escamoteação do que efetivamente precisaria ser ensinado nos bancos escolares.

    A travessia dos (as) educadores (as) em sua formação inicial/continuada é bastante árdua, tendo em vista as precárias condições de trabalho e uma carga horária muitas vezes desumana na educação básica. Um (a) educador (a) que lê pouco, que não frequenta espaços culturais diferenciados e não reivindica sua autoria na construção de seu projeto existencial, dificilmente superará sua condição de subalternidade. A luta permanente da classe docente na valorização de seu ofício é o caminho possível para a mudança desse panorama. Caso contrário, se continuará formando crianças e jovens menos solidários (as), insensíveis à violência estrutural e indiferentes à banalização da sociedade de consumo, cada dia mais individualizada e a mercê da manipulação da indústria cultural. …CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???>>>>>>>EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  17. …”VALEU MENINA DE TIJUCAS!!!”…………..AUDITORIA FEDERAL JÁ!!! …
    Caros AAAmigos,

    AAAcredito que vencemos mais uma batalha com o governo. Vencemos sim! Voltaremos ao nosso espaço, que são nossas escolas, de cabeça erguida e orgulhosos. Lutamos como gigantes! E, ecoamos muito forte as nossas vozes. A sociedade nos ouviu. Quanta emoção! Muitos foram os apoios. Jamais esqueceremos! Quantas manifestações: passeatas, panfletagens, audiência pública, auditorias, blogs, sites, twitter, faceboock, e-mails, muitos e-mails…Que orgulho senti dessa categoria! Que orgulho de ser professor! Que vergonha de conhecer melhor o poder! O poder realmente mostrou-nos que pode tudo. Mas, nenhuma verdade é absoluta e ele sabe disso. Suas medidas serão passageiras e logo, muito logo, travaremos novas batalhas. Temos muito para discutir e, para isso, precisamos manter o espaço de discussão garantido dentro da escola. É necessário acompanharmos o grupo de estudo que fará parte da comissão para as mudanças no plano de carreira. Precisamos estudar e conhecer muito bem o Plano de Carreira Nacional e fazer pressão para que este seja aprovado. Estudarmos a questão da hora-atividade, a reposição das aulas e, principalmente rever os conteúdos ensinados. Precisamos realmente construir cidadãos capazes de trensformar a sociedade e, por isso, devemos com urgência incluir na grade curricular da escola conteúdos de cidadania referentes a leis e direitos. Vamos nos capacitar e vamos mudar nossa história! Vamos deixar de ser apenas massa de manobra, como diz o governo. Vamos continuar mostrando ao governo que os professores também são muito poderosos. E, que está sociedade jamais será a mesma! Porque nós professores já não somos mais os mesmos, tiramos a vendas que nos impediam de enxergar…

    Um abraço,
    Caren
    …CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB!!!…….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…………..O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…abraço fratern

  18. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…….CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB!!! …#
    krajeski filho diz: 7 de setembro de 2011

    Sempre fui favorável à CPMF e agora serei também. Os demotucanos, com o apoio da mídia e do setor empresarial, que cortaram a CPMF com a única finalidade de enfraquecer o governo Lula, na verdade lascaram foi com o povo pobre que depende da saúde pública, por que eles tem saúde privada de ótima qualidade. Prometeram que vários produtos diminuiriam de preço. Nunca ví mentira maior, pois absolutamente nenhum produto diminuiu de preço, mas eles lucraram muito, pois deixaram de pagar milhões de CPMF.
    …MMPC>>>>>>>JUNTOS SOMOS FORTES!!!<<<<<<<É ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  19. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!…….CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???…………………Corrupção:endemia política

    * Análise

    Sou cético quanto à ética dos políticos ou de qualquer outro grupo social, incluídos frades/padres 07/09/2011
    Frei Betto

    A política brasileira sempre se alimentou do dinheiro da corrupção. Não todos os políticos. Muitos são íntegros, têm vergonha na cara e lisura no bolso. Porém, as campanhas são caras, o candidato não dispõe de recursos ou evita reduzir sua poupança, e os interesses privados no investimento público são vorazes.

    Arma-se, assim, a maracutaia. O candidato promete, por baixo dos panos, facilitar negócios privados junto à administração pública. Como por encanto, aparecem os recursos de campanha. Eleito, aprova concorrências sem licitações, nomeia indicados pelo lobby da iniciativa privada, dá sinal verde a projetos superfaturados e embolsa o seu quinhão, ou melhor, o milhão.

    Para uma empresa que se propõe a fazer uma obra no valor de R$ 30 milhões – e na qual, de fato, não gastará mais de 20, sobretudo em tempos de terceirização – é excelente negócio embolsar 10 e ainda repassar 3 ou 4 ao político que facilitou a negociata.

    Conhecemos todos a qualidade dos serviços públicos. Basta recorrer ao SUS ou confiar os filhos à escola pública. (Todo político deveria ser obrigado, por lei, a tratar-se pelo SUS e matricular, como propõe o senador Cristovam Buarque, os fi lhos em escolas públicas). Vejam ruas e estradas: o asfalto cede com chuva um pouco mais intensa, os buracos exibem enormes bocas, os reparos são frequentes. Obras intermináveis…

    Isso me lembra o conselho de um preso comum, durante o regime militar, a meu confrade Fernando de Brito, preso político: “Padre, ao sair da cadeia trate de ficar rico. Comece a construir uma igreja. Promova quermesses, bingos, sorteios. Arrecade muito dinheiro dos fiéis. Mas não seja bobo de terminar a obra. Não termine nunca. Assim o senhor poderá comprar fazendas e viver numa boa.”

    Com o perdão da rima, a ideia que se tem é que o dinheiro público não é de ninguém. É de quem meter a mão primeiro. E como são raros os governantes que, como a presidenta Dilma, vão atrás dos ladrões, a turma do Ali Babá se farta.

    Meu pai contava a história de um político mineiro que enriqueceu à base de propinas. Como tinha apenas dois filhos, confiou boa parcela de seus recursos (ou melhor, nossos) à conta de um genro, meio pobretão. Um dia, o beneficiário decidiu se separar da mulher. O ex-sogro foi atrás: “Cadê meu dinheiro?” O ex-genro fez aquela cara de indignado: “Que dinheiro? Prova que há dinheiro seu comigo.” Ladrão que rouba ladrão… Hoje, o ex-genro mora com a nova mulher num condomínio de alto luxo.

    Sou cético quanto à ética dos políticos ou de qualquer outro grupo social, incluídos frades e padres. Acredito, sim, na ética da política, e não na política. Ou seja, criar instituições e mecanismos que coíbam quem se sente tentado a corromper ou ser corrompido. A carne é fraca, diz o Evangelho. Mas as instituições devem ser suficientemente fortes, as investigações rigorosas e as punições severas. A impunidade faz o bandido. E, no caso de políticos, ela se soma à imunidade. Haja ladroeira!

    Daí a urgência da reforma política – tema que anda esquecido – e de profunda reforma do nosso sistema judiciário. Adianta a Polícia Federal prender se, no dia seguinte, todos voltam à rua ansiosos por destruir provas? E ainda se gasta saliva quanto ao uso de algemas, olvidando os milhões surrupiados… e jamais devolvidos aos cofres públicos.

    Ainda que o suspeito fique em liberdade, por que a Justiça não lhe congela os bens e o impede de movimentar contas bancárias? A parte mais sensível do corpo humano é o bolso. Os corruptos sabem muito bem o quanto ele pode ser agraciado ou prejudicado.

    As escolas deveriam levar casos de corrupção às salas de aula. Incutir nos alunos a suprema vergonha de fazer uso privado dos bens coletivos. Já que o conceito de pecado deixou de pautar a moral social, urge cultivar a ética como normatizadora do comportamento. Desenvolver em crianças e jovens a autoestima de ser honesto e de preservar o patrimônio publico.

    Frei Betto é escritor, autor do romance Minas do Ouro, que a editora Rocco faz chegar às livrarias na última semana.
    ……………………………………………………………………………………………MMPC MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE NA LUTA CONTRA A CORJA CORRUPTA / CORRUPTORA!!!……………..AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!

  20. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB??? …….
    Protesto de professores agita Assembléia
    13 de setembro de 2011

    Protesto de alunos e professores de escolas públicas estaduais cria conflito com deputados na Assembléia. A manifestação aconteceu com exibição de faixas e cartazes intitulados “os inimigos da educação”, em que são destacados os nomes do governador Raimundo Colombo, do vice Eduardo Moreira, do secretário Marco Tebaldi e dos deputados que votaram pela aprovação do novo piso.
    O presidente do PP, Joares Ponticelli, pediu uma investigação do Conselho Titular para investigar “a manipulação de crianças” pelos professores. Os professores informaram que os alunos realizam uma atividade programada para verem como funciona o parlamento.
    – É por estas atitudes radicais fora do plano escolar que Santa Catarina está despencando no Enem – enfatizou Ponticelli.
    O líder progressista e o presidente da Mesa, Moacir Sopelsa, foram vaiados várias vezes pelos professores e estudantes. A deputada Luciane Carminatti, que pediu compreensão, foi aplaudida.
    … Mestre Moa!!!

    …MMPC…….MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE, EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…….Foi Simplesmente uma Aula Pública; “NA ASSEMBLÉIA APOSENTADORIA S.A.”.

  21. …….”CADÊ A VERBA FEDERAL DO FUNDEB???” …….AULA PÚBLICA NA “ASSEMBLÉIA APOSENTADORIA S.A.” …
    …….Duda Vieira diz: 13 de set. 2011
    …Pobrezinho do Ponticelli, tadinho , essas “crianças malvadas” e “ esses professores manipuladores”, não respeitam mais ninguém, onde é que já se viu vaiar uma “otoridade” ai ai ai que coisa feia. É isso aí nobre deputado, Vossa Senhoria que durante 08 anos fez oposição ao atual governo, foi o algoz desses que atualmente apóia viceralmente, agora esta lado a lado com seus ex-opositores tomando café com bolinho de chuva na Agronomica, manda investigar o rombo na CELESC deputado, encabece um pedido de CPI, o Sr. Sempre tão eloqüente, defensor da moralidade dos bons costumes, manda investigar os desvios de finalidade do FUNDEB, manda deputado, manda efetuar in loco um levantamento das condições das nossas escolas, vai deputado vai investigar. Santa Catarina esta despencado no ENEM por ter representantes descompromissados com a educação como Vossa Senhoria que contribuiu para solapar direitos dos professores. Vossa Senhoria perdeu uma grande oportunidade de ficar calado.
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>CADÊ A GRANA polpuda DO FUNDEB???………….”MMPC” EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  22. marcelocardosodasilva

    …PROFESSOR, E O “bope” FORA DA LEI; LAR INVADIDO SEM “MANDATO”!!! 13 de set. de 2011 ….divulguem meus colegas, por favor.

    muito obrigado.

    Senhor comandante do BOPE – Batalhão de Operações Especiais de Florianópolis -, quero lhe comunicar que no dia treze de setembro deste ano, o sargento Mendes, policial do BOPE, derrubou a porta da minha casa com um chute. Às vinte horas e trinta minutos desta mesma data eu estava em frente a minha casa quando algumas viaturas do BOPE entraram na rua onde moro, então eu resolvi entrar em casa, cerca de dois minutos depois, o sargento Mendes “mete” os pés em minha porta e a derruba. Junto a ele estavam cerca de dez ou doze policiais, a maioria com arma em punho. O policial Mendes fez apenas algumas perguntas e deu por encerrado, mas antes de sair ele disse “ age como bandido é tratado como bandido”. Quando lhe perguntei sobre a porta o policial Mendes respondeu: “achei que era bandido, vá procurar seus direitos”. Este policial não sabe das leis que englobam sua profissão. – ele não pode entrar em qualquer horário nem em qualquer situação na casa de um cidadão. Como o senhor põe alguém que age no “achismo” e não conhece as leis que englobam sua profissão para comandar um grupo de policiais? Isto é por seu grupo em risco. Vou lhe explicar o porquê de eu estar em frente a minha casa naquele horário. Eu sou professor e trabalho em três escolas, estava muito cansado e resolvi respirar um ar fresco e admirar a lua. Só isso. Não, não sou bandido, sou aquele que educa filhos de policiais. O senhor deve perguntar para sua consciência qual atitude tomar em relação ao policial Mendes, mas pense bem, pois eu já fiz uma denúncia no Ministério Público, Ouvidoria do Estado e Corregedoria-Geral da Justiça. Eu entrarei, ainda esta semana, com uma ação contra o Estado. Os professores mostrarão a mesma união demonstrada na última greve, e me ajudarão a divulgar está carta no Twitter, Face Book, Orkut, Blog do Mosquito, Blog do Moacir Pereira, mídias de rádio e televisão, além de eu enviar para todos os deputados da nossa Assembleia Legislativa, página do SINTE e do PSTU. Um grupo de professores(a) está se reunindo periodicamente com o governador para melhorar os rumos da educação, e tenha certeza de que uma carta divulgando o ocorrido chegará às mãos do governador Raimundo Colombo no próximo encontro, sei que nada acontecerá, mas chegará. Comandante, se o senhor não tomar uma atitude contra o Sargento Mendes, estará compactuando com a atitude deste policial, e, assim, estará dando um péssimo exemplo aos seus comandados e uma “tapa na cara” dos(a) professores(a) deste estado. Sargento Mendes – BOPE/Florianópolis- eu, “professorzinho” Renoir Pereira da Silva, vou lhe tornar o sargento mais famoso do estado de Santa Catarina.

    Florianópolis, 14 de setembro de 2011.

    A covardia coloca a questão: É seguro?
    O comodismo coloca a questão: É popular?
    A etiqueta coloca a questão: É elegante?
    Mas a consciência coloca a questão: É correto?
    E chega uma altura em que temos de tomar uma posição que não é segura, não é elegante, não é popular, mas o temos de fazer, porque a nossa consciência nos diz que é essa a atitude correta. – William Shakespeare –

    O que me assusta não são as ações e os gritos das pessoas más, mas a indiferença e o silêncio das pessoas boas. – Martin Luther King – ………………………………………………………………………………….. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???…….”MMPC”>>>MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREVE , descortinando a ação de “vermes corruptos/corruptores”!!!

  23. marcelocardosodasilva

    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>CADÊ A VERBA polpuda do FUNDEB??? ….Ganhei Coragem
    Rubem Alves,

    “Mesmo o mais corajoso entre nós só raramente
    tem coragem para aquilo que ele realmente conhece”, observou Nietzsche.
    É o meu caso.
    Muitos pensamentos meus, eu guardei em segredo.
    Por medo.
    Alberto Camus, leitor de Nietzsche, acrescentou um detalhe
    acerca da hora em que a coragem chega:
    “Só tardiamente ganhamos a coragem de assumir aquilo que sabemos”.
    Tardiamente.
    Na velhice.
    Como estou velho, ganhei coragem.

    Vou dizer aquilo sobre o que me calei:
    “O povo unido jamais será vencido”, é disso que eu tenho medo.

    Em tempos passados, invocava-se o nome de Deus
    como fundamento da ordem política.
    Mas Deus foi exilado e o “povo” tomou o seu lugar:
    a democracia é o governo do povo.
    Não sei se foi bom negócio;
    o fato é que a vontade do povo, além de não ser confiável,
    é de uma imensa mediocridade.
    Basta ver os programas de TV que o povo prefere.

    A Teologia da Libertação sacralizou o povo
    como instrumento de libertação histórica.
    Nada mais distante dos textos bíblicos.
    Na Bíblia, o povo e Deus andam sempre em direções opostas.
    Bastou que Moisés, líder, se distraísse na montanha
    para que o povo, na planície,
    se entregasse à adoração de um bezerro de ouro.
    Voltando das alturas, Moisés ficou tão furioso
    que quebrou as tábuas com os Dez Mandamentos.

    E a história do profeta Oséias, homem apaixonado!
    Seu coração se derretia ao contemplar o rosto da mulher que amava!
    Mas ela tinha outras idéias.
    Amava a prostituição.
    Pulava de amante e amante enquanto o amor de Oséias
    pulava de perdão a perdão.
    Até que ela o abandonou.
    Passado muito tempo, Oséias perambulava solitário
    pelo mercado de escravos.
    E o que foi que viu?
    Viu a sua amada sendo vendida como escrava.
    Oséias não teve dúvidas.
    Comprou-a e disse:
    “Agora você será minha para sempre.”.
    Pois o profeta transformou a sua desdita amorosa
    numa parábola do amor de Deus.

    Deus era o amante apaixonado.
    O povo era a prostituta.
    Ele amava a prostituta, mas sabia que ela não era confiável.
    O povo preferia os falsos profetas aos verdadeiros,
    porque os falsos profetas lhe contavam mentiras.
    As mentiras são doces;
    a verdade é amarga.

    Os políticos romanos sabiam que o povo se enrola
    com pão e circo.
    No tempo dos romanos, o circo eram os cristãos
    sendo devorados pelos leões.
    E como o povo gostava de ver o sangue e ouvir os gritos!
    As coisas mudaram.
    Os cristãos, de comida para os leões,
    se transformaram em donos do circo.

    O circo cristão era diferente:
    judeus, bruxas e hereges sendo queimados em praças públicas.
    As praças ficavam apinhadas com o povo em festa,
    se alegrando com o cheiro de churrasco e os gritos.
    Reinhold Niebuhr, teólogo moral protestante, no seu livro
    “O Homem Moral e a Sociedade Imoral”
    observa que os indivíduos, isolados, têm consciência.
    São seres morais.
    Sentem-se “responsáveis” por aquilo que fazem.
    Mas quando passam a pertencer a um grupo,
    a razão é silenciada pelas emoções coletivas.

    Indivíduos que, isoladamente,
    são incapazes de fazer mal a uma borboleta,
    se incorporados a um grupo tornam-se capazes
    dos atos mais cruéis.
    Participam de linchamentos,
    são capazes de pôr fogo num índio adormecido
    e de jogar uma bomba no meio da torcida do time rival.
    Indivíduos são seres morais.
    Mas o povo não é moral.
    O povo é uma prostituta que se vende a preço baixo.

    Seria maravilhoso se o povo agisse de forma racional,
    segundo a verdade e segundo os interesses da coletividade.
    É sobre esse pressuposto que se constrói a democracia.

    Mas uma das características do povo
    é a facilidade com que ele é enganado.
    O povo é movido pelo poder das imagens
    e não pelo poder da razão.
    Quem decide as eleições e a democracia são os produtores de imagens.
    Os votos, nas eleições, dizem quem é o artista
    que produz as imagens mais sedutoras.
    O povo não pensa.
    Somente os indivíduos pensam.
    Mas o povo detesta os indivíduos que se recusam
    a ser assimilados à coletividade.
    Uma coisa é a massa de manobra sobre a qual os espertos trabalham.

    Nem Freud, nem Nietzsche e nem Jesus Cristo confiavam no povo.
    Jesus foi crucificado pelo voto popular, que elegeu Barrabás.
    Durante a revolução cultural, na China de Mao-Tse-Tung,
    o povo queimava violinos em nome da verdade proletária.
    Não sei que outras coisas o povo é capaz de queimar.

    O nazismo era um movimento popular.
    O povo alemão amava o Führer.

    O povo, unido, jamais será vencido!

    Tenho vários gostos que não são populares.
    Alguns já me acusaram de gostos aristocráticos.
    Mas, que posso fazer?
    Gosto de Bach, de Brahms, de Fernando Pessoa, de Nietzsche,
    de Saramago, de silêncio;
    não gosto de churrasco, não gosto de rock,
    não gosto de música sertaneja,
    não gosto de futebol.
    Tenho medo de que, num eventual triunfo do gosto do povo,
    eu venha a ser obrigado a queimar os meus gostos
    e a engolir sapos e a brincar de “boca-de-forno”,
    à semelhança do que aconteceu na China.

    De vez em quando, raramente, o povo fica bonito.
    Mas, para que esse acontecimento raro aconteça,
    é preciso que um poeta entoe uma canção e o povo escute:
    “Caminhando e cantando e seguindo a canção.”,
    Isso é tarefa para os artistas e educadores.
    O Povo que Amo não é uma realidade, é uma Esperança.
    Rubem Alves
    Post p/ Aceli Ponte às 16:57
    …”MMPC”…….MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!………….AÇÃO CONTRA A CORJA CORRUPTA/CORRUPTORA!!!…………..”ACORDA” POVO D BEM!!!

  24. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>CADÊ A GRANA “PRETA” DO FUNDEB???…………………………………………………………………………………………. …
    …………..Sinte emite relatório sobre Grupo de Estudos
    …16 de set.2011

    A Coordenação Estadual do Sinte emitiu um relatório sobre a última reunião do Grupo de Estudos que examina a situação do magistério e a aplicação do piso salarial na carreira. Confira: “Na reunião do Grupo de Estudos, realizada no dia 12/09, o SINTE/SC foi questionado sobre a expectativa da categoria em relação ao resultado dos trabalhos, no referente a carreira, a relação pretendida entre níveis e referências, hora-atividade, meritocracia, dedicação exclusiva, formação continuada, avaliação de desempenho e demais diretrizes da carreira.
    O SINTE/SC afirmou que não abrirá mão da defesa do Piso na carreira, da aplicação imediata de 1/3 de hora-atividade, da manutenção de todas as vantagens conquistadas historicamente pela categoria e, especialmente, a urgente necessidade da descompactação da tabela salarial, e informou que está realizando estudos e projeções sobre a carreira em discussões que envolvem toda a categoria.
    O resultado destas discussões será analisado na reunião do Conselho Deliberativo, em 30 set e 1º de outubro (local ainda não está definido).
    Deschamps reconheceu que o Piso é na carreira e que, por ter sido negociado com o SINTE/SC durante a greve, o Piso deve ser aplicado de acordo com o debate do Grupo de Estudos.
    O representante da Procuradoria Geral do Estado (PGE) João dos Passos Martins Neto apresentou a interpretação da PGE sobre a Lei 11.738/2008 (Lei do Piso): que Carreira e Piso não andam juntos, e cada ente federativo (Estados e municípios) tem autonomia para estabelecer Plano de Carreira.
    O SINTE/SC ressalvou que, pela Lei do Piso, os trabalhadores em Educação não podem ter salário inicial na carreira inferior ao estabelecido pela lei federal. Alertou que o argumento da PGE possibilita interpretação de que o Estado não reconhece o Piso na carreira.
    O procurador solicitou informações sobre a expectativa da categoria quanto a hora-atividade e aula-excedente. O SINTE/SC ressaltou que é contrário à aula-excedente, pois entende que é o resultado da falta de um Plano de Carreira que valorize o trabalhador em Educação.
    O SINTE/SC aproveitou a reunião para cobrar sobre da SED questões que ficaram abertas após a greve, como:
    Calendário de reposição: O SINTE/SC denunciou os problemas em várias escolas, que não estão tendo sua autonomia respeitada e a direção está dificultando a reposição das faltas da greve. Deschamps disse que vai encaminhar o assunto.
    Decreto da progressão e anistia das faltas: O SINTE/SC reivindicou o compromisso assumido pelo secretário Tebaldi de assinar decreto anistiando as faltas da greve.
    Pauta da reunião de 19/09:
    – Discussão sobre a Lei dos ACTs, vale-alimentação, continuação do debate sobre Plano de Carreira.

    Avaliação: Nas duas reuniões já realizadas do Grupo de Estudos, o SINTE/SC tem reafirmado sua posição de garantir os direitos da categoria. Porém, avaliamos que a conquista do Plano de Carreira e a Lei dos ACTs só se dará com o debate, a união e a luta de todos os trabalhadores da Educação do Estado.
    A Coordenação Estadual elaborou as diretrizes das discussões e já encaminhou à categoria para que sejam debatidas com a base; o resultado será repassado ao Conselho Deliberativo do SINTE/SC e, posteriormente, levado às discussões do Grupo de Estudos.

    Post. p/ Mestre MÔA, às 16:07

    *comentários
    … Gualberto Cesar dos Santos diz: 16 de set. 2011

    Sugestão ao SINTE: efetuar estudo que viabilize Lei via projeto, que regulamente a ATIVIDADE FIM e a ATIVIDADE MEIO, dos funcionários públicos que são concursados, acts e os contratados via prestadoras de serviços, que ganham do serviço público e tem lucro sobre a atividade dos trabalhadores. Quem sabe, aqueles que vivem o seu dia a dia dentro das salas de aula, possam estar valorizados, quanto, os que exercem as atividades burocráticas e às vezes ganham mais que os da atividade fim, dentro das salas de aula.

    … Fernando Luís Ramos diz: 16 de sete. 2011

    Por enquanto esse “grupo de estudos” esta só na fase das promessas.

    Só vislumbrarei avanços quando sair os resultados oficiais das deliberações.

    Por enquanto esse “grupo de estudos” não mostrou a que veio.

    JÁ VI ESSE FILME!

    …Carlos Henrique diz: 16 de set.2011

    O governo não sabe então quais as expectativas da categoria quanto à carreira, hora-atividade, concurso e vale-alimentação? Talvez tenha se esquecido da greve, quando todas essas reivindicações foram apresentadas. Agora se fazem de desentendidos… E tem gente que ainda acredita nesse “grupo de estudos”.

    …Luiz Carlos Martins diz: 16 de set. 2011

    Estou muito preocupado, pois o grupo do Sinte parece que continua
    acreditando em papai-noel, porque até agora tudo continua em promessas,
    e de concreto nada, chega de enrolação…..
    …”MMPC” MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…Na LUTA contra AAA”corja corrupta/corruptora”!!!

  25. marcelocardosodasilva

    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!……………………………………….CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???…….. “desGovernado calombo”……………………………….Professores podem requerer o direito na Justiça!
    …………..— Aline…………………………………………

    * Nacional

    Para assessor jurídico da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE), professores têm mais chances de vitória em ações coletivas!!!!!!!

    …13/09/2011

    …………..Aline Scarso

    Professores que ganham menos que R$ 1.187,00 para uma jornada de até 40 horas podem entrar com ações na Justiça para requerer o pagamento. A recomendação é da assessoria jurídica da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE). O piso nacional do magistério é um direito reconhecido em lei desde 2008 e foi considerado constitucionalmente legal pelo Supremo Tribunal Federal (STF) neste ano.

    “A nossa orientação é para que se ajuízem ações em todas as localidades onde houver o descumprimento do piso, pedindo imediatamente o cumprimento”, orienta o assessor jurídico da CNTE, Gustavo Ramos.

    A decisão do STF, tomada em abril, reconheceu a constitucionalidade total da lei 11738. O acórdão foi publicado no Diário Oficial no último dia 24. A lei determina, além do piso nacional, a regulamentação de um 1/3 da jornada para o preparo e planejamento das atividades. Com a constitucionalidade reconhecida, qualquer prerrogativa que não for cumprida pode ser alvo de ações coletivas ou individuais dos professores na Justiça.

    Segundo Ramos, com uma ação coletiva é mais fácil conquistar o cumprimento do
    Professores em greve pelo piso em Minas Gerais – Foto: Felipe Souza/Sindute

    direito. “Nós sempre recomendamos como estratégia jurídica uma ação coletiva. Quem quiser entrar com uma ação individualmente, pode entrar. Mas quando a força é coletiva, é mais fácil obter uma vitória”, afirma.

    Ele explica que o sindicato estadual ou municipal pode entrar com uma ação em nome de toda a base, contemplando inclusive os professores não-filiados. Para ter direito ao piso, basta o professor ter o nível médio.

    Outra forma jurídica é recorrer aos Ministérios Públicos. No Rio Grande do Sul, o Ministério Público do estado entrou com ação na Justiça para que o governo pague o piso aos professores da rede estadual. Pediu ainda a suspensão das 2 mil ações individuais que corriam na Justiça pedindo o mesmo cumprimento.

    No campo extra-jurídico, professores tentam fazer pressão via greves como a que ocorre em Minas Gerais desde o dia 8 de junho e no Ceará, onde o sindicato da categoria acumula uma multa de R$ 10 mil diariamente por descumprir decisão judicial que julgou ilegal a greve pelo piso ilegal.

    Segundo a CNTE, nem o Distrito Federal e nem os 26 estados da federação cumprem integralmente o que determina a lei nacional (acesse aqui a lei).

    Estados questionam lei do piso

    Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Santa Catarina entraram com uma ação chamada “embargos de declaração” no STF para que o Supremo determine a data de quando o piso nacional passou a valer.

    Os governadores do Ceará, Cid Gomes (PSB), Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD) e do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB) propõem que a norma entre em vigor a partir da publicação do acórdão. Já o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), quer mais 17 meses de adaptação para o estado cumprir a lei.

    Em 2008, quando a lei nacional do piso do magistério foi editada, esses mesmos estados, além do Paraná, entraram com uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin) questionando a constitucionalidade da norma, mas foram derrotados.

    Os estados e municípios podem contar com ajuda da União para o pagamento do piso para impedir o desequilíbrio das contas públicas. Para isso, basta que destinem 25% da arrecadação para a educação conforme prevê a Constituição Federal. Nesse caso, o Ministério da Educação deve destinar verba complementar.

    …”MMPC” EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!
    na “caça” de vermes corruptos/corrupores!!!

  26. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???…………………………………………………………………………………………… …
    …………………………….Casan???
    …20 de set. 2011
    Boa-noite GALERA!!!

    Diante das polêmicas relacionadas a venda de parte das ações da Casan, muito me revolta por não ter respeitados os valores e diretrizes colocadas pela Emenda Constitucional 054 da Constituição do Estado de Sta. Catarina / Seção I – das disposições gerais, Art. 13; parágrafo 4º “A alienação ou qualquer transferência do controle acionário da Centrais Elétricas de Sta. Catarina S.A. – CELESC, sua subsidiária Celesc Distribuição S.A. e Companhia Catarinense de Águas e Saneamento S.A – CASAN, dependerá OBRIGATORIAMENTE de autorização legislativa com consulta popular, como forma de referendo.” (01/06/10)

    E, sucessivamente, não haver nenhum comentário por parte do meio jornalístico quanto a consulta popular, ou seja, referendo. Onde está o direito da população, que por vezes, é direcionada por outras cabeças. E no final, quem acaba pagando a conta é o povo que desconhece seus direitos, ao contrário dos meios de comunicação de massa que possuem as informações necessárias para transmití-las.
    LeE Martins…………………………………………………………………………………
    ……………………………………………………………….”MMPC”MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…NA LUTA CONTRA A CORJA CORRUPTA/CORRU

  27. em 25 set. 2011 às 9:07 ::: marcelocardosodasilva:::.

    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB??? ………………………………………………………………………………………….
    ………………………….Mau exemplo: é fato!
    25 de set. 2011
    “Ao Mestre com CARINHO………………………………..MESTRE MÔA”
    Da prof. Duda Vieira, em comentário intitulado “O exemplo não vem de cima. É fato”……………….. Leitura GALERA!!!
    Nobre Jornalista a sociedade catarinense assiste perplexa e ao mesmo inerte a tantos desmandos daqueles que deveriam dar os exemplos.
    Desconheço na história recente de Santa Catarina tantos episódios envolvendo uma gama tão grande de políticos que estão a envergonhar os catarinenses.
    Num rápido fechar de olhos nos vem a lembrança fatos que em outros tempos não seriam pensados, executados e tolerados e que passam ao largo devido a quantidade de escândalos, aos apadrinhamentos, a inércia da justiça e a certeza absoluta da impunidade. Homens que vivem literalmente as margens das leis, pois a eles tudo é permitido, uma casta privilegiada que trata o povo catarinense com arrogância e desdém.
    Recentemente assistimos um ex governador ser acusado e processado por advocacia administrativa, favorecendo empresa privada, corrupção ativa e passiva. É fato
    Ex-prefeito condenado por improbidade, nomeado pelo governador em cargo na SC Gás. É fato.
    Deputado condenado por improbidade administrativa atuando como secretário estadual de educação. É fato.
    Temos um vice governador citado em rombo milionário na CELESC, que para se defender diz ser vítima de armação politica, e solta a pérola “bala de borracha dói mas não mata”, cala boca Magda. É fato.
    Governador citado em esquema de apoio eleitoral em troca da venda de ações da CASAN. É fato.
    Walmor de Luca dirigente da Casan distribuindo “lucros” da empresa deficitária e apoiado pelas deputados, Governador e Vice. É fato.
    Assistimos as denuncias de desvio no Fundo Social, ao desperdício e irresponsabilidade no uso do dinheiro público como a Arena Multiuso de Canasvieiras, onde muitos foram aplaudidos e ninguém será punido, o mesmo exemplo serve para as eternas obras do CIC. É fato.
    Descortinou-se o uso indevido do FUNDEB, conhecemos os montantes exorbitantes repassados pelo Governo ao demais poderes. É fato
    Aposentadorias milionárias na Assembléia envolvendo inclusive deputados que estão a exercer mandatos, e aposentado curado por milagre. É fato.
    Deputado, líder, andando com carro em desacordo com as leis, seu gabinete gastando R$31.000,00 em telefone em apenas 05 meses e ele fazendo jus a R$45.000,00 e, diária no mesmo período. É fato
    Deputado Ponticelli dando ataque de nervos ao ser vaiado e chamado de inimigo da educação. É fato.
    Deputado Federal Benedet esbofeteando o povo brasileiro, sobretudo o catarinense ao produzir a pérola: “ Os corruptos também sofrem” ao justificar a absolvição da deputada corrupta Roriz (PMDB Brasilia. É fato.
    Deputado Elizou afirmando que não indicou bandido nem defende ladrão, mas o seu afilhado protegido foi condenado por improbidade administrativa.
    Enquanto isso a saúde agoniza com hospitais sucatados, leitos fechados e falta de pessoal,o sistema penal mostra suas entranhas, impondo toque recolher ao cidadão de bem, a insegurança não é uma sensação, as escola estão caindo aos pedaços, nossos professores humilhados, solapados e desestimulado. São fatos.
    Enquanto isso o governo que anda a passos de cágado, comendo bolinho de chuva com café na Agronomica, sendo descrito por alguns setortes da imprensa como um governo austero, empreendedor, dinâmico, sintonizado com os anseios populares e comandado por um estadista que após assumir traiu seus correligionários e eleitores migrando feito ave de arribação para outro partido, que talves tenha nascido morto. Que tristeza, e ainda faltam 03 anos e 03 meses para terminar a atual legislatura, que tristeza.
    Em Santa Catarina, definitivamente, o exemplo não vem de cima. É fato.
    O Rei continua Nu. É fato.”………………………………………………..”MMPC” EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…….NA LUTA CONTRA A CORJA CORRUPTA/CORRUPTORA!!!

  28. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???

    ____pública, para não dizer coisa pior.

    Du Vieira diz: 30 de set. 2011

    Nosso vice governador é um fanfarrão, um hilário, um pândego, com um senso de humor enorme. Pequeno mesmo é o seu desconfiomêtro. Enrolado com o rombo da 51 milhões na CELESC, sua entrevista coletiva foi praticamente uma confissão de culpa, como não vai conseguir explicar o inexplicável vai também sangrar, como sangrou o Altamir.
    Pinho Moreira,traiu todos os filiados e simpatizantes do PMDB em 2010,ao vencer as prévias e depois entregar a cabeça de chapa a um membro da oligarquia (DEM) que o PMDB sempre combateu. Depois do bombardeio que sofreu, encurralado pelo MP, desligado sumariamente por ter sido duplamente condenado, por ser um ficha suja, nosso vice governador substima a inteligência do povo catarinense, esbofeteando-o com a perola, “Por uma decisão de caráter pessoal, tomada na manhã desta sexta-feira (30), Altamir Paes anuncia seu desligamento da presidência da SCGAS”.
    Vice governador Vossa Senhoria pensa que esta enganado quem?
    Creio que Vossa Senhoria, por conta das denuncias que sofre no caso CELESC, deveria se afastar da presidencia do PMDB e sentir-se impedido de ocupar o cargo de vice governador.
    No caso em tela, o PMDB ao querer defender o indenfesável sofreu uma retumbante derrota, perdeu a bancada de deputados, todos, com a moção de apoio, perdeu O vice governador com suas falácias, perdeu o líder do governo, perdeu o Altamir, perdeu o governo que teve que demitir quem não deveria ter nomeado.
    Aguardamos ansiosos o MP determinar o afastamento sumário do outro condenado por improbidade administrativa que ocupa o cargo de Secretário de Educação, Sr. Marcos Tebaldi, que transita pelos corredores do poder posando de bom moço.
    …”MMPC”….MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEVEE, NA “CAÇA” DOS VERMES CORRUPTOS/CORRUPTORES!!!

  29. marcelocardosodasilva

    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB??? … “A arte de desaprender”
    terça-feira 27 de set. 2011— 13:58 — Patricia

    * Análise

    Assim como há escolas e cursos para aprender, deveria também existir para ensinar a desaprender

    Frei Betto

    Apresentou-se à porta do convento um médico interessado em tornar-se frade. O prior encarregou o mestre de noviços de atendê-lo.

    ― Caro doutor – disse o mestre – o prior envia-lhe esta lista de perguntas. Pede que tenha a bondade de respondê-las de acordo com os seus doutos conhecimentos.

    O jovem médico, acomodado no parlatório, tratou de preencher o questionário. Em menos de uma hora devolveu-o ao mestre. Este levou o papel ao prior e retornou quinze minutos depois:

    ― O prior reconhece que o senhor demonstra grande conhecimento e erudição. Suas respostas são brilhantes. Por isso pede que retorne ao convento dentro de um ano.

    O médico estampou uma expressão de desapontamento:

    ― Ora, se respondi corretamente todas as questões – objetou – por que retornar dentro de um ano? E se eu tivesse dado respostas equivocadas, o que teria sucedido?

    ― O senhor teria sido aceito imediatamente e, na próxima semana, já estaria entre os noviços.

    ― Então, por que devo retornar em um ano?

    ― É o prazo que o prior considera adequado para que o senhor possa desaprender conhecimentos inúteis.

    ― Desaprender? – surpreendeu-se o médico.

    ― Sim, desaprender. Entrar na vida espiritual é como empreender uma viagem: quanto mais pesada a bagagem, mais lentamente se cobre o percurso. Na sua há demasiadas coisas substantivamente inúteis.

    E o doutor partiu sob promessa de retornar dentro de um ano, o que de fato sucedeu.

    Assim como há escolas e cursos para aprender, deveria também existir para ensinar a desaprender. Quantas importantes inutilidades valorizamos na vida! Quantos detalhes sugam nossas preciosas energias e consomem vorazmente o nosso tempo! Quantas horas e dias perdemos com ocupações que em nada acrescentam às nossas vidas; pelo contrário, causam-nos enfado e nos sobrecarregam de preocupações.

    Precisamos desaprender a considerar os bens da natureza produtos de uso próprio, ainda que o nosso uso perdulário se traduza em falta para muitos. Desaprender a valorizar um modelo de progresso que necessariamente não traz felicidade coletiva e uma economia cuja especulação supera a produção. Desaprender a olhar o mundo a partir do próprio umbigo, como se o diferente merecesse ser encarado com suspeita e preconceito.

    O desaprendizado é uma arte para quem se propõe a mudar de vida. Nessa viagem, quanto menos bagagem e mais leveza, sobretudo de espírito, melhor e mais rápido se alcança o destino. Vida afora, carregamos demasiadas cobranças, mágoas, invejas e até ódios, como se toda essa tralha fizesse algum mal a outras pessoas que não a nós mesmos.

    O que nos encanta nas crianças com menos de cinco anos é a interrogação incessante, o interesse pela novidade, o espírito despojado. Era isso que sinalizou Jesus quando alertou a Nicodemos ser preciso nascer de novo, sem retornar ao ventre materno, e tornar-se criança para ingressar no Reino de Deus.

    O médico candidato a noviço comprovou ser bem informado, mas ignorava a distinção entre cultura e sabedoria. Soube elencar as mais célebres telas da pintura universal, sem no entanto ter noção do que significam e por que o artista fez isto e não aquilo. Conhecia todas as doenças de sua especialidade, sem a devida clareza de como se relacionar com o doente.

    A humanidade não terá futuro promissor se não desaprender a promover guerras e a considerar a pobreza mero resultado da incapacidade individual. Urge desaprender a valorizar o supérfluo como necessário e a ostentação como sinal de êxito. Desaprender a perder tempo com o que não tem a menor importância e se dedicar mais nos cuidados do corpo que do espírito.

    A vida espiritual é um contínuo desaprender de apegos e ambições, vaidades e presunções. A felicidade só conhece uma morada: o coração humano. Eis aí milhões de viciados em drogas a gritar a plenos pulmões terem plena consciência de que a felicidade resulta de uma experiência interior, de um novo estado de consciência. Como não aprenderam a abraçar a via do absoluto, enveredaram pela do absurdo.

    E convém aprender: no amor mais se desaprende do que se aprende.

    Frei Betto é escritor, autor de “A arte de semear estrelas” (Rocco), entre outros livros. …………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………..”MMPC”MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!>>>>>>>NA LUTA CONTRA A CORJA CORRUPTA/CORRUPTORA!!!

  30. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???
    …………..Murilo diz: 1 de out. 2011

    Não me espanta essas palavras do sr Altamir. Lages está tomada por uma lama que se alastrou pelo Estado de SC e, ao que me parece, se fortalece com o passar dos dias. Lages está estagnada no tempo desde a primeira gestão do sr Colombo e sua trupe. Sua herança maldita espalhou-se pelas lideranças locais. Todos olham apenas para o próprio umbigo. Com a benção do sr. Luis Henrique ascendeu ao mais alto posto de SC para dar seguimento ao retrocesso que iniciou na serra catarinense. Inclusive àqueles que um dia se opuseram ao sr Colombo e sua trupe, hoje, lhe estendem a mão com a cara mais lavada do mundo. Ele não conseguiu gerir Lages. Uma cidade cujo desenvolvimento fica só nas promessas. Em uma época, Lages era uma cidade rica e próspera. Eu lamento SC ter confiado sua rédeas à uma pessoa que não reúne qualificação para comandá-la de maneira adequada. Dos piores que se candidataram, elegemos o PIOR! Um homem que boicota a educação, tratando os professores como bandidos, sabota a saúde e nos deixa a mercê dos bandidos não pode ser considerado um gestor. Como disse antes, sua incompetência é notória, bem como à de seus apadrinhados políticos. Todos do mesmo saco. É muito mais fácil criminalizar o professor a ter que enfrentar um povo educado, com cultura, que pensa por si próprio. Nós, catarinenses, erramos desde o momento em que cogitamos eleger o afilhado do Luis Henrique e, continuamos no erro quando deixamos de apoiar a causa dos professores. Lages, infelizmente, continuará nas mãos desses bandidos. Porém, SC pode trilhar outro rumo. Basta que queiramos. Esse sr Altamir como outros que cercam o sr Colombo, são todos farinha do mesmo saco. Deixaram a serra catarinense às moscas, na penúria. Não contentes, resolveram se esbaldar às custas do povo catarinense e do nosso Estado. Deus, livrai-nos desse mal!
    …MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!…”MMPC”na Luta contra a corja corrupta/corruptora!!!”ccc”

  31. marcelocardosodasilva

    …O MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE CONTINUAAA!!! …”MMPC”….UMA PERGUNTA FEITA MIL VEZES.”só uma pergunta; e os “LEGOS” comprados pelo Paulo Bauer???”…………………………………………………………….AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>>>>>>É ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE!!!

  32. em 5 05UTC outubro 05UTC 2011 às 6:50 | Responder marcelocardosodasilva

    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???………………………………………………………..SINTE/SC INFORMA : …….AUDIÊNCIA PÚBLICA EM FLORIPA, SOBRE A MUNICIPALIZAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL
    DATA: 06/10/2011
    HORÁRIO: 9h
    LOCAL: Auditório Antonieta de Barros/ALESC (Assembleia Legislativa).
    PARALISAÇÃO NO PERÍODO MATUTINO
    A LDB :
    Art. 10. Os Estados incumbir-se-ão de:
    II – definir, com os Municípios, formas de colaboração na oferta do ensino fundamental, as quais devem assegurar a distribuição proporcional das responsabilidades, de acordo com a população a ser atendida e os recursos financeiros disponíveis em cada uma dessas esferas do Poder Público;
    Art. 11. Os Municípios incumbir-se-ão de:
    V – oferecer a educação infantil em creches e pré-escolas, e, com prioridade, o ensino fundamental, permitida a atuação em outros níveis de ensino somente quando estiverem atendidas plenamente as necessidades de sua área de competência e com recursos acima dos percentuais mínimos vinculados pela Constituição Federal à manutenção e desenvolvimento do ensino. …”MMPC”….MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE, NA RESISTÊNCIA, NA LUTA CONTRA “a corja corrupta/corruptora”!!!

  33. …LEITURA GALERA!!!………………………………………………………………………….
    Wangari Maathai: um exemplo a seguir

    2ºfeira 26 de set. 2011, por Sucena Shkrada Resk, Wangari Maathai (IN MEMORIAN)

    Ícone mundial como defensora dos princípios da sustentabilidade, ela faleceu neste domingo, dia 25.

    ……. Falar e Pensar Angola …….
    “Você não pode proteger o meio ambiente, a menos que capacite as pessoas, as informe e ajude a entender que esses recursos são próprios e devem protegê-los”. Essa frase de Wangari Maathai, criadora do Green Belt Movement (Movimento Cinturão Verde), traduzida em ações, nos incentiva a melhorar, pelas mais diferentes razões. Pode-se dizer, sem dúvidas, que ela é um ícone da comunidade africana, ou melhor, mundial, ao se dedicar à implementação dos princípios da sustentabilidade.

    Essa mulher queniana formou-se em Biologia e fez Mestrado, por meio de bolsa de Estudos, nos EUA e foi a primeira mulher a conquistar o PhD em Anatomia, na África central e oriental, na Escola de Medicina Veterinária da Universidade de Nairobi. Nessa trajetória de emancipação, se tornou pioneira também ao presidir um departamento da Universidade e a ser nomeada professora. Uma conquista muito importante, na questão de gênero e de direitos humanos, mas transpôs a sala de aula e se dedicou à realidade do campo, da população vulnerável.

    Na sua extensa biografia como ativista, comandou a Cruz Vermelha queniana nos anos 70 e foi ministra-assistente do Meio Ambiente entre 2003 e 2005. A sua agenda tinha como diretrizes o reflorestamento, proteção das florestas, e a restauração de áreas degradadas; como também projetos educacionais, com bolsas de estudo para órfãos devido ao HIV / AIDS; e acesso à nutrição aos portadores.

    Uma de suas iniciativas de maior relevância foi o trabalho desenvolvido, por meio de sua organização, a partir de 1977, que resultou no plantio e replantio de cerca de 47 milhões de árvores no país, com a participação das comunidades, constituindo o sentido do empoderamento. A iniciativa nasceu, ao se defrontar com a realidade principalmente de mulheres do campo, que enfrentavam todos os tipos de dificuldades. Wangari propôs que as soluções viessem por meio de planos de manejos. Ao mesmo tempo, os camponeses deveriam proteger as bacias hidrográficas e estabilizar o solo, melhorando a agricultura.

    A ideia que semeou nos anos 70 superou as fronteiras, e em 1987, já tinha seguido pela Pan African Green Belt Network , para a Tanzânia, Uganda, Etiópia, Zimbabwe e Lesoto. As bandeiras foram ampliadas e ela se uniu a outros movimentos contra regimes ditatoriais, que acentuavam a pobreza em seu país. Uma das campanhas que iniciou, foi contra a construção de um arranha-céu em Uhuru (“Freedom”) Park no centro de Nairobi, e o desmatamento de terras públicas. Durante essa militância, foi presa e espancada com outros ativistas.

    Mais um trabalho relevante que não pode ser menosprezado, é que Wangari e seu movimento tiveram um papel importante na nova constituição do Quênia, ratificada pelo voto popular em 2010. O documento incluía o direito de todos os cidadãos a um ambiente limpo e saudável.

    Ela colocava em prática o conceito de sustentabilidade em um contexto geopolítico e socioambiental de adversidades gritantes. Dedicou-se à proteção da selva da bacia do Congo na África central, segundo maior maciço florestal tropical do mundo…Contribuiu, em 2006, para o lançamento do Programa Um Bilhão de Árvores ao Redor do Mundo, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnuma), que já ultrapassou a casa de bilhões.

    Contribuiu também ao deixar uma bibliografia importante, calcada em suas experiência:
    – The Green Belt Movement: Sharing the Approach and the Experience (2003);
    – Unbowed (2006), uma auto-biografia;
    – The Challenge for Africa (2008);
    – Replenishing the Earth: Spiritual Values for Healing Ourselves and the World (2010).

    Em 2009, ela foi designada como mensageira da paz, pela Organização das Nações Unidas (ONU).

    A ativista, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz 2004, morreu neste domingo, dia 25, aos 71 anos, devido a um câncer, em Nairóbi.

    A sua partida nos entristece, mas a sua obra é tão sublime, que serve como um ’tapa com luva de pelica’ à nossa inércia diante de tantas práticas erradas na condução socioambiental e, na verdade, das relações humanas…

    Ao fazer a leitura de matérias a respeito, multiplicadas por agências de notícias internacionais, e ao conhecer um pouco mais de sua biografia, percebo o quanto ainda nos intitulamos mais do que realmente somos na prática.

    Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Reskk – http://www.twitter.com/SucenaSResk
    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A VERBA polpuda DO FUNDEB???…….MMPC em ação constante GALERA!!!

  34. em 8 08UTC outubro 08UTC 2011 às 5:53 | Responder marcelocardosodasilva

    …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A GRANA DO FUNDEB???………………………………………………………origem…Qui, 14 de Jul 2011 05:09

    Esses são os deputados que votaram a favor do projeto de lei complementar (plc26) que destrói a carreira do Magistério Público Estadual de Sta. Catarina, “ontem” (DESDE SEMPRE) na Assembléia (APOSENTADORIA S.A…). Isso depois de jogar o BOPE contra os Professores que protestavam no hall da Alesc. Uma vergonha para Santa Catarina. Todo apoio à luta das(os) Professores e em defesa da Educação Pública e de qualidade para TODOS.

    PARTIDO/NOME

    PMDB Aldo Schneider
    PMDB Antônio Aguiar
    PMDB Carlos Chiodini
    DEM Ciro Roza
    PSDB Dado Cherem
    DEM Darci de Matos
    PSDB Dóia Guglielmi
    PMDB Edison Andrino
    PMDB Elizeu Mattos
    DEM Gelson Merisio
    PSDB Gilmar Knaesel
    DEM Jean Kuhlmann
    PP Joares Ponticelli
    DEM Jorge Teixeira
    PP José Milton Scheffer
    DEM José Nei Ascari
    PP Kennedy Nunes
    PMDB Manoel Mota
    PSDB Marcos Vieira
    PSDB Mauricio Eskudlark
    PMDB Mauro de Nadal
    PMDB Moacir Sopelsa
    PTB Narcizo Parisotto
    PSDB Nilson Gonçalves
    PP Reno Caramori
    PMDB Romildo Titon
    PP Silvio Dreveck
    PP Valmir Comin

    Fonte: http://pisoja.libertar.org/……………………………………………………… …”MMPC” MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE EM ESTADO DE GREEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEVEEE, NA LUTA CONTRA a corja corrupta/corruptora (ccc)!!!…………………NA RESISTÊNCIA GALERA!!!

  35. …AUDITORIA FEDERAL JÁ!!!>>>CADÊ A VERBA desviada DO FUNDEB???………………………………………
    ………”Um cadeirão em ebulição”
    14 de novembro de 2011

    Do professor Duda Vieira, via e-mail, em análise intitulada “um caldeirão em ebulição”:
    “A sociedade catarinense deve se preparar para viver momentos extremamente difíceis, sobretudo, no que tange ao acesso aos serviços públicos, saúde, educação e segurança.
    A Educação efetuou um movimento reivindicatório que fez o governo sangrar durante 60 dias, ainda assim prevaleceu a insensibilidade do governo não atendendo as reivindicações dos mestres, ao contrário o governo solapou direitos historicamente conquistados. Novamente vemos os nossos professores materializar suas angustias, decepção e desilusões por não terem seus pleitos atendidos, por continuarem com salários achatados, lecionando em escolas sucateadas, caindo aos pedaços, frequentemente interditadas pela Vigilância sanitária.
    Os trabalhadores da Saúde ameaçaram greve geral, incorporaram um abono, que já era promessa governamental, foram sensíveis e deram prazo para o governo atender as demais reivindicações e não receberam resposta. Nos bastidores a mobilização funcional é forte.
    Na segurança a insatisfação é generalizada, um verdadeiro Caldeirão em Ebulição, fomentado única e exclusivamente pela inércia e descaso governamental. Tal descaso não é obra apenas do atual governo, ele se inicia na década passada e se agravou anualmente, sobretudo quando a Secretaria de Segurança foi transformada num balcão partidário, sempre ocupado por políticos.
    A Polícia Civil com um piso salarial de R$ 781,00, menor do que o vale refeição da Assembléia Legislativa, do Tribunal de Contas, do Ministério Público, acredito que seja o pior piso salarial dentre todos os funcionários públicos do Estado. Na policia Militar e Corpo de Bombeiros o descaso não é diferente, o achatamento salarial e a disparidade entre o menor e o maior salário contribui para o desestimulo da corporação, sem contar a insistência governamental em não cumprir a Lei Federal da Anistia.
    O caldeirão está em ebulição e o governo prefere fazer trem de alegria e viajar para o Oriente. Ignorando redondamente os demais servidores, escala o vice governador para ser o interlocutor das negociações com a Policial Civil, que de mãos vazias e sem tinta na caneta não apresenta proposta alguma, enquanto o Governador faz de conta que nada é nada. Em seguida numa fanfarrice inominável o Secretário de Turismo monta um circo, se dizendo preocupado com a segurança durante a temporada, mas na verdade faz marketing visando as eleições do ano que vem, onde se diz candidato a prefeito.
    Professores, servidores da saúde, Policiais Civis, militares e bombeiros, coloquem as barbas de molho, pois a decepção vai ser do mesmo tamanho da angustia de todos nós.
    O ano de 2011, é um ano perdido para o Estado de Santa Catarina, o atual governo não realizou uma única ação de caráter estadualizada, em nenhuma área, muito pelo contrario, piorou as condições educacionais dos nossos jovens e crianças, da saúde, sobretudo com a terceirização e ameaça das Organizações Sociais e do absoluto aumento da insegurança e violência. O ano de 2011 serviu apenas e tão somente para viagens internacionais, divisão de cargos, nomeações da companheiros partidários, inclusive de ímprobos nas secretarias, traição política, fundação de um novo partido, e ultimamente todos os esforços do governo é no sentido de garantir candidaturas e as coligações para as eleições de 2012.
    O Rei está nu. O Governo está acéfalo, está inerte.
    Duda Vieira”………………. . .…..”MMPC”>>>MOVIMENTO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO CATARINENSE NA LUTA CONTRA A CORJA “CORRUTA/CORRUPTORA”!!!

  36. …AUDITORIA CIDADÃ “FEDERAL JÁ!!!”>>>DÍVIDA PÚBLICA???
    …Projeto amplia poder de fiscalização de conselhos do Fundeb

    A Câmara analisa o Projeto de Lei 6850/10, do deputado Iran Barbosa (PT-SE), que amplia o poder de fiscalização dos conselhos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

    A proposta altera a lei que regulamenta o Fundeb (Lei 11.494/07). Os conselhos do Fundeb são formados por representantes do governo, de educadores e de pais e estudantes, com a finalidade de fazer o controle social sobre o uso dos recursos dos fundos voltados para a educação.

    A proposta inclui entre as atribuições desses conselhos o acompanhamento dos recursos do salário-educação, o acesso a informações relativas ao salário pago a profissionais da educação pelo Fundeb e a fiscalização do emprego do montante destinado à manutenção e desenvolvimento do ensino.

    Controle social
    “A legislação nacional tem dado passos firmes na direção do aprofundamento do controle social sobre os recursos e as políticas públicas. A iniciativa é necessária para a ampliação da transparência, da publicidade e da democratização ao acesso às informações públicas”, afirma o deputado Iran Barbosa.

    Além de acompanhar os recursos do Fundeb, os conselhos fazem a supervisão do censo escolar, atuam na elaboração da proposta orçamentária anual, acompanham a aplicação dos recursos federais transferidos para o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE) e para o Programa de Apoio aos Sistemas de Ensino para Atendimento à Educação de Jovens e Adultos, entre outros.

    A legislação atual não garante, no entanto, aos conselhos do Fundeb a prerrogativa de acompanhar os recursos do salário-educação. Também não assegura o acesso dos conselheiros ao valor pago durante o ano (massa salarial) a cada profissional com recursos do Fundeb, embora permita a verificação da folha analítica dos educadores, com níveis, modalidades de ensino e estabelecimentos em que atuam.

    O projeto garante ainda o direito de os conselhos requisitarem ao Poder Executivo cópia de documentos referentes a informações acerca da aplicação dos recursos destinados à manutenção e desenvolvimento do ensino, conforme previsto na Constituição Federal e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/96).

    Tramitação
    O projeto, que tramita em caráter conclusivoRito de tramitação pelo qual o projeto não precisa ser votado pelo Plenário, apenas pelas comissões designadas para analisá-lo. O projeto perderá esse caráter em duas situações: – se houver parecer divergente entre as comissões (rejeição por uma, aprovação por outra); – se, depois de aprovado pelas comissões, houver recurso contra esse rito assinado por 51 deputados (10% do total). Nos dois casos, o projeto precisará ser votado pelo Plenário., será analisado pelas comissões de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

    …”MMPC” NA LUTA CONTRA A cORJA “cORRUPTA/cORUPTORA”!!!

  37. …AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA JÁ!!!……FORA cORJA!!!
    ……………………..ANÔNIMO deixou um novo comentário sobre… “Queridos Leitores(as)…”:Pode-se calar a boca de um Jornalista mas, jamais, a ALMA que Dele se Alastra, na forma de linhas que compõe um Texto.E, assim, em cada frase em que identifica os infratores de todos os gêneros, cores, raízes e desculpas (se é que há), alí estará a Alma do Jornalista (tanto aquele que foi calado como os que estão por vir). E muitos outros virão, para repetidamente recontarem as atrocidades, os danos, as imoralidades e as bandalheiras de alguns. E, depois, outros e mais outros e outros, ainda, virão…” ….Descansa Mosquito, Sereno.Há outros Loucos Dispostos, por aí…………..”MUSKA, TUA LUTA É NOSSA LUTA, MEU IRMÃO!!!”… “A DEUS” ……………………..”MMPC”…Na LUTA contra a corja corrupta/corruptora!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *